O que é Dorsalgia (dor nas costas), sintomas, tratamento e mais

8

O que é

Conhecida popularmente como “dor nas costas”, considera-se dorsalgia toda dor localizada na região torácica, que está entre duas outras regiões da coluna vertebral (cervical e lombar), compreendendo 12 vértebras entre as 32 existentes no corpo humano. A coluna vertebral é dividida por 7 vértebras cervicais (pescoço), 12 torácicas (meios das costas, região dorsal), 5 lombares (costas baixa), 5 sacrais e 2 ou 3 cóccix; como as costelas se ligam justamente na região dorsal, o movimento é limitado.

Essa dor pode ser proveniente dos músculos, ossos, nervos, articulações ou outras estruturas da coluna vertebral, também pode ser tanto constante como intermitente, bem como permanecer em um lugar ou deslocar-se e até mesmo espalhar-se para outras regiões.

Índice – neste artigo você encontrará as seguintes informações:

  1. O que é?
  2. Qual é o prognóstico?
  3. Qual profissional devo procurar? Qual o disgnóstico?
  4. Como identificar? Quais são os sintomas?
  5. O que causa a Dorsalgia?
  6. Qual é o tratamento para a Dorsalgia?
  7. Como posso me prevenir?

Qual é o prognóstico?

Estima-se que 65% a 80% da população mundial desenvolva a dorsalgia em alguma fase de sua vida. Porém, ela não costuma ser incapacitante, e mais da metade dos que padecem dela costumam ter a recuperação em até uma semana.

Qual profissional devo procurar? Qual o diagnóstico?

O clínico geral ou o ortopedista. Antes de iniciar quaisquer tratamentos, o médico precisará obter um diagnóstico preciso da dorsalgia. Geralmente o médico avaliará a coluna inteira, identificando se existem deformidades, contraturas musculares e possíveis limitações de determinados movimentos, e identificará a causa da dor e de qual região ela está vindo.

Após essa primeira etapa, o tratamento a ser empregado deverá levar em consideração o quadro específico do paciente e os fatores causais da dorsalgia. O médico poderá solicitar também radiografias e/ou ressonâncias magnéticas.

O tratamento será definido se deve ser por intervenção cirúrgica ou tratamento conservador (fisioterapia), em 90% dos casos, o problema pode ser sanado pelo fisioterapeuta, a não ser quando há uma fratura. Pilates, acupuntura e RPG Souchard são algumas das técnicas da fisioterapia para o tratamento de dorsalgia.

Como identificar? Quais são os sintomas?

Além da dor na região torácica, a Dorsalgia pode vir acompanhada de outros sintomas como:

  • Dificuldade para respirar.
  • Sensação de queimação nas costas.
  • Sensação de “pontadas” no tórax.

O que causa a Dorsalgia?

Geralmente a dor provém dos músculos, articulações, nervos, ossos ou outras estruturas próximas da coluna torácicas. As causas podem ser:

Traumática:

É o caso das distensões musculares, fraturas ou contusões na região dorsal, atividades em posições inadequadas, esforço físico exagerado (a causa mais comum) ou quedas, causam dores nas costas. A dor provocada por lesões, normalmente, a dor retrocede em 2 ou 6 semanas.

Normalmente o primeiro passo, nesses casos, é a manutenção de medicamentos de 5 a 7 dias, se não houver melhora, o médico deve pedir uma tomografia ou ressonância magnética.

Degenerativas e posturais:

Ocorre quando há degeneração dos corpos vertebrais, discos intervertebrais e facetas-articulares (espondilose) em virtude do envelhecimento natural; a escoliose e a hipercifose são lesões que ocorrem na coluna, devido à má postura.

Tumores e metabolismo:

Tumores benignos ou malignos podem causar dorsalgia. A osteoporose é a principal causa metabólica para dores nas costas, pois diminui a massa óssea e aumenta a probabilidade de fraturas.

Qual é o tratamento para a Dorsalgia?

O método mais indicado para quem sofre da dorsalgia é a RPG Souchard, ou Reeducação Postural Global, que consiste em um método inovador da fisioterapia. A RPG consiste em ajustamentos na postura para reorganização dos segmentos do corpo humano, permitindo a reorganização e o reequilíbrio dos músculos que firmam a postura. Identifica e alonga os músculos considerados responsáveis pela alteração postural. Pode ser considerado um método diferenciado em virtude do direcionamento que ele dá ao indivíduo e não, simplesmente, à patologia.

As sessões são realizadas com movimentos progressivos, de acordo com as respostas do paciente ao tratamento e sem ultrapassar determinadas limitações que apresente. O objetivo não é só afastar os sintomas da doença, mas tratar o próprio indivíduo (ampliando sua consciência corporal) para evitar o surgimento de novas dores.

O tratamento medicamentoso inclui analgésicos e anti-inflamatórios. Neste caso, o médico pode indicar o Maxifen gotas. Além do tratamento fisioterápico supracitado, pode ser recomendado pelo médico:

  • Acupuntura.
  • Aplicações de bolsas térmicas geladas ou de água quente nas regiões doloridas.
  • Reeducação postural.
  • Somente uma minoria (estimados entre 1% e 10% dos casos) necessita de cirurgia.
  • Tratamento osteopático.

Atenção!

NUNCA se automedique ou interrompa o uso de um medicamento sem antes consultar um médico. Somente ele poderá dizer qual medicamento, dosagem e duração do tratamento é o mais indicado para o seu caso em específico. As informações contidas nesse site têm apenas a intenção de informar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um especialista ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Siga sempre as instruções da bula e, se os sintomas persistirem, procure orientação médica ou farmacêutica.

Como posso me prevenir?

Muitos dos problemas de dorsalgia podem ser resolvidos por atitudes simples, como dormir em colchão duro ou sentar-se, preferencialmente em cadeiras de encosto reto.

Pesos só devem ser erguidos a partir de uma postura agachada, mantendo as costas retas. Da mesma forma, pessoas que passam longo tempo sentadas, no trabalho principalmente, devem mudar de posição ou levantar-se de vez em quando para descontrair e exercitar os músculos.

Caminhar com as costas retas, mantendo o peito ligeiramente elevado também contribui para uma melhoria da postura física e da própria aparência pessoal.


Conhece alguém que sofre de dorsalgia ou sempre está se queixando de dores nas costas? Compartilhe este artigo com ele! Muitas pessoas desconhecem a importância de consultar um médico nesses casos.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 4,80 de 5)
Loading...

8 Comentários

  1. Tenho dor nas costas n e uma dor e sim mas pro lado de queimação e so acontece na madrugada n consigo domir direito isso e todos os dias muito difícil acontecer na parte da manhã, já troquei ate meu colchão e n resolveu!

  2. Eu tenho isso há 3 anos procurei saber o meu problema de saúde era na coluna cervical ou na coluna lombar de três dias para cá sentindo uma forte nas costas queimação e gelando fui pesquisar na internet sobre coluna torácica aí que eu descobri mesmo o meu problema de saúde.

  3. Eu tenho dor lombar não sei se é do problema físico, já fiz muita fisioterapia, meu problema físico é de nascência, eu não ando sozinha eu não tenho equilíbrio, quando eu tenho muita dor eu tomo anti-inflamatório.

  4. Tenho muitas dores nas costas com esses sintomas descritos. Ate agora eu não sabia da existência dessa doença. Já consultei com vários profissionais, mas nenhum falou da possibilidade de ser dorsalgia.

    • Olá!

      A dorsalgia na realidade é um sintoma, e não uma doença. Ela pode estar relacionada com outras condições e problemas de saúde. Por isso, é importante consultar o seu médico para garantir um diagnóstico preciso.

      • Ela pode estar relacionada com reumatismo? O meu fator reumatóide está 46. Comecei fisioterapia com choquinho _TENS_ há 2 dias e a dor parece ter piorado 🙁
        Obrigada! (Este site é maravilhoso parabéns)

        • Olá Martha!

          O reumatismo, assim como outras condições inflamatórias, pode ser a causa de uma dorsalgia. Consulte um reumatologista para que ele forneça o diagnóstico e tratamento corretos.

          Obrigada pelo comentário!

Deixe suas opiniões e comentários, nos preocupamos com ela:

Por favor, escreva seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui

Lamentamos a não possibilidade de dar-lhe conselho médico ou responder a questões médicas e farmacêuticas individuais através de e-mail, pois apenas um médico pode prestar tal atendimento. Embora tentemos responder a todos os comentários, opiniões e e-mails que recebemos em até dois dias úteis, nem sempre é possível devido ao grande volume que recebemos. Por favor, tenha em mente que qualquer solicitação ao Minuto Saudável está sujeita aos nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, ao enviar, você indica sua aceitação.