O que é Torcicolo

O torcicolo é uma tensão involuntária dos músculos do pescoço provocado por má postura ao dormir ou pela utilização do computador, causando dor no lado do pescoço e dificuldade para mexer a cabeça. É normal que, em pessoas com torcicolo, a cabeça fique projetada para um lado e o queixo para o outro. Ansiedade e estresse também podem causar tensão nos músculos e levar a um torcicolo

O torcicolo pode ocorrer em qualquer idade, porém é mais comum em pessoas de meia idade e em mulheres.

Índice neste artigo você irá encontrar as seguintes informações:

  1. O que é Torcicolo?
  2. Tipos de Torcicolo
  3. Causas
  4. Grupos de risco
  5. Sintomas do Torcicolo
  6. Diagnóstico
  7. Tratamento para Torcicolo
  8. Convivendo
  9. Complicações
  10. Como prevenir o Torcicolo?

Tipos de Torcicolo

Existem vários tipos de torcicolo, alguns deles são:

Torcicolo congênito

É causado pelo encurtamento do músculo esternocleidomastóideo, que é basicamente o músculo responsável pela inclinação e roteamento da cabeça e está localizado na face lateral do pescoço. Esse tipo de torcicolo provoca a inclinação lateral para um lado e a rotação no sentido oposto. Geralmente é mais comum em recém-nascidos e a correção pode ser ser feita com fisioterapia e cirurgia.

Torcicolo Dermatogênico

É a limitação de movimentos do pescoço produzida por uma lesão extensa da pele da região. Acontece principalmente nas retrações de cicatrização de queimaduras.

Torcicolo espasmódico

Também conhecido como Torcicolo espástico ou Torcicolo intermitente, é o tipo mais comum e trata-se da rigidez do pescoço devido a tensão dos músculos cervicais, podendo ser causada por tensão emocional, sobrecarga física, trauma por deslocamento súbito e permanência na mesma posição por períodos prolongados.

Torcicolo vestibular

É a rotação da cabeça como compensação de desequilíbrio do corpo por disfunção do labirinto, órgão do equilíbrio localizado no ouvido interno.

Torcicolo ocular

Surge devido a paralisia de músculos extra-oculares, como o oblíquo, frequentemente associado a rotação e inclinação da cabeça.

Torcicolo reumático

Também é conhecido pelo nome de Torcicolo sintomático, é causado por doenças reumatológicas que acabam afetando o músculo do pescoço.

Torcicolo Espúrio

Causado por fraturas ou degenerações nas vértebras cervicais.

Causas

A causa mais comum do torcicolo é a tensão muscular que pode ocorrer de diversas maneiras, como, por exemplo, quando você tem problemas com má postura ou fica demasiadamente sentado sem mudar de posição. Ocorre também quando se pratica exercícios, dorme em uma posição ruim ou força demais o pescoço em alguma tarefa.

Outra causa muito comum são os problemas ligados à coluna cervical. Hérnia de disco, escoliose e lordose podem refletir no pescoço e outras partes do corpo. Normalmente, são acompanhadas de uma sensação de formigamento.

Algumas infecções, como meningite e sinusite, também podem ser a causa da dor, pois devido ao esforço que seu corpo faz para se livrar da infecção, pode acabar tensionando sua musculatura. Tumores, abscessos e câncer também podem pressionar a musculatura do pescoço, causando a dor do torcicolo, porém isso é mais raro de acontecer.

Algumas doenças como artrite, osteoporose e fibromialgia podem ser a causa de um torcicolo, por causarem um enfraquecimento dos ossos e da musculatura, que dão sustentação ao pescoço.

Por último, se o torcicolo estiver acompanhado de falta de ar, náusea, vômitos, dores nos braços, mandíbula e garganta, você pode estar prestes a ter um ataque cardíaco. Nesse caso, ligue imediatamente para o Samu (192).

Grupos de risco

É importante lembrar que o torcicolo pode atingir qualquer pessoa, porém existem alguns grupos de pessoas que tem mais tendência a desenvolvê-lo., São eles:

Idade

Embora a doença possa ocorrer em pessoas de qualquer idade, ela geralmente tende a aparecer em pessoas que tem 30 anos ou mais.

Sexo

As mulheres são mais propensas a desenvolver torcicolo do que os homens.

Histórico familiar

Se algum familiar próximo a você sofre de torcicolo regularmente, é possível que você também desenvolva a doença.

Presença de doenças na coluna cervical

Algumas pessoas que tem doenças como hérnia de disco e estenose cervical podem acabar sofrendo mais com o torcicolo.

Uso de drogas que causam espasmo muscular

Drogas como a cocaína, por exemplo, podem apresentar vários efeitos e, um deles, são os espasmos musculares, o que acaba tensionando a região do pescoço e causando dores.

Traumas anteriores na região

Pessoas que já sofreram algum tipo de trauma anterior na região do pescoço, ou que sofrem frequentemente de dores, podem acabar desenvolvendo mais vezes episódios de torcicolo.

Sintomas do Torcicolo

O principal sintoma do torcicolo é a dor no pescoço juntamente com a limitação de movimento da cabeça. Entretanto, alguns outros sintomas podem aparecer, como por exemplo:

  • Dor de cabeça;
  • Tremor no pescoço;
  • Inchaço dos músculos do pescoço;
  • Ombro mais alto de um lado do corpo;
  • Dor sensível ao toque.

Diagnóstico

O primeiro passo do diagnóstico é contar ao médico que pode ser um clínico geral, ortopedista, reumatologista ou neurologista todas as circunstâncias que podem ter levado à dor, como por exemplo: traumas, exercícios físicos e má postura.  Logo após isso, ele poderá solicitar pequenos exames físicos e prescrever o método correto para o caso de torcicolo, juntamente com medicamentos que o paciente poderá utilizar.

Se houver qualquer indício de trauma, o médico poderá tirar um raio X da região para eliminar possíveis ocorrências de fraturas e luxações dos ossos da coluna vertebral localizados no pescoço.

Embora seja raro, o médico poderá solicitar uma tomografia computadorizada, mas essa só será realizada caso haja sinais de pequenas alterações ou condições preexistentes, como, por exemplo, a artrite degenerativa da coluna ou do pescoço.

Tratamento para Torcicolo

Em grande parte dos casos, o torcicolo é uma dor aguda e que passa sem tratamento em poucos dias. São raros os casos de torcicolo crônico.

Porém, mesmo diante desse quadro, as dicas a seguir podem ajudar a aliviar a dor ou, até mesmo, a se livrar dela.

Fisioterapia

Fisioterapia pode ser uma opção viável não invasiva e de baixo custo. A fisioterapia infantil ambulatorial, juntamente com terapia domiciliar, pode ser extremamente eficaz em reverter os efeitos do torcicolo congênito.

O seu fisioterapeuta pode te dar essas recomendações:

  • Esticar o músculo em uma posição prona (corpo deitado, com a face pra frente), tanto ativamente quanto passivamente.
  • Esticar o músculo em uma posição lateral, apoiado por um travesseiro. O lado afetado deve estar contra o travesseiro para desviar o pescoço em direção ao lado não afetado.
  • Use o colar cervical para controlar a postura da criança nos carrinhos de bebês, assentos de carros e balanços.

Terapia de microcorrentes

Esse tipo de terapia é especialmente para torcicolos congênitos e, para que essa seja eficaz, é necessário que as crianças tenham pelo menos três meses de vida e ter um torcicolo envolvendo todo o músculo esternocleidomastóideo com massa palpável e espessura superior a 10mm.

A terapia de microcorrentes funciona enviando sinais elétricos por minuto na região do pescoço para restaurar as frequências normais das células e melhorar, assim, o fluxo sanguíneo, além de reduzir espasmos musculares e diminuir a dor juntamente com a inflamação.

Aposte no repouso e apoio de pescoço

Uma maneira de aliviar a dor é relaxar os músculos, que pode ocorrer através de colares cervicais macios disponibilizados em lojas de produtos ortopédicos.  Caso não queira comprar o colar cervical, você pode improvisar o seu próprio em casa colocando uma toalha enrolada em seu colarinho da camisa ou ao longo do pescoço, juntando as extremidades para mantê-lo apertado no pescoço.

É necessário que você descanse o pescoço até que a dor passe, por isso, evite qualquer atividade que possa endurecer os músculos do pescoço ainda mais.

Temperatura ideal para cada situação

Se a sua dor no pescoço foi causada por uma lesão, a aplicação de gelo coberto por uma toalha pode ajudar a reduzir a inflamação e facilitar a cicatrização.

Caso a dor tenha sido causada por uma contração muscular, é necessário aquecer a região para acelerar o processo de cura do corpo.

Massagem e alongamento

Massagens leves podem ajudar a relaxar os músculos que estão contraídos e diminuir a rigidez, porém isso deve ser feito com bastante cuidado, pois ficar “amassando” a região do pescoço pode não ajudar em nada e acabar piorando a dor. O ideal é que você se concentre em relaxar os músculos.

Tratamento com ervas

Alguns medicamentos naturais que contém ingredientes como hortelã, tomilho, calêndula ou milefólio podem ajudar na hora de relaxar os músculos. Pomadas com arnica também podem ser benéficas.

Para preparar óleos de massagem, aqueça em uma colher algumas gotas de óleos que são utilizados em aromaterapia, como, por exemplo, óleo de limão taiti ou siciliano,  juntamente com um óleo como o de azeitona, abacate ou sementes de uva. Quando o óleo estiver pronto, aplique nos músculos rígidos.

Cirurgia

Caso nenhum dos tratamentos acima funcione, pode ser que o médico recomende cirurgia para o torcicolo.

A cirurgia é minimamente invasiva e realizada através de laparoscopia. Após a cirurgia, será necessário a utilização de um colar cervical e intensas sessões de fisioterapia em torno de 3 a 4 meses.

Medicamentos para Torcicolo

Muitas vezes a dor de torcicolo pode ser incômoda e não passar rapidamente, por isso, algumas pessoas preferem recorrer ao uso de remédios que podem aliviar a dor rapidamente. Alguns deles são:

Atenção! 

NUNCA se automedique ou interrompa o uso de um medicamento sem antes consultar um médico. Somente ele poderá dizer qual medicamento, dosagem e duração do tratamento é o mais indicado para o seu caso em específico. As informações contidas nesse site têm apenas a intenção de informar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um especialista ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Siga sempre as instruções da bula e, se os sintomas persistirem, procure orientação médica ou farmacêutica.

Convivendo

Quando o torcicolo ocorre, o recomendado é repouso e imobilização do local, além de compressas quentes, durante 2 ou 3 dias. Porém, existem alguns exercícios e massagens que podem ser feitos e ajudar a suportar a dor.

  • Junte as duas mãos entrelaçando os dedos atrás da cabeça e pressione a cabeça para baixo até sentir uma dor leve. Fique nessa posição em torno de 10 segundos e relaxe.
  • Com o corpo parado, gire lentamente o pescoço o máximo que puder para a direita e para a esquerda. Faça esse mesmo movimento três vezes para cada lado.
  • Com uma mão, puxe a cabeça até que a orelha encoste sutilmente no ombro. Faça o mesmo procedimento com a outra mão e do outro lado. Fique nessa posição em torno de 10 segundos e relaxe.
  • Eleve a cabeça olhando para cima o máximo que conseguir e, depois, abaixe-a, encostando o queixo no peitoral. Faça esse mesmo movimento três vezes.
  • Deslize suas mãos por toda a nuca, de cima para baixo, aplicando uma leve pressão, e depois repita desde a orelha até os ombros. Faça esse movimento cerca de 10 vezes em cada área. Depois massageie, correndo com o polegar e os dedos restantes cerca de 10 vezes também.
  • Incline a cabeça para baixo o máximo possível e para trás também. Quando for inclinar para trás, abra a boca como se fosse bocejar, porque assim qualquer tensão é eliminada dos músculos.

Quanto tempo o torcicolo dura? Quando passa?

No caso de tensão muscular que provoca o torcicolo ao acordar de manhã, a duração média é de cerca de 48 horas Porém, caso o distúrbio seja causado por uma doença grave, o tempo de recuperação depende de quando é efetuado o tratamento.

Complicações

O torcicolo geralmente é causado por uma pequena lesão ou doença, é temporário e tratável. Porém, algumas formas congênitas e mais severas podem causar problemas a longo prazo, incluindo:

  • Músculo do pescoço inchado;
  • Sintomas neurológicos de nervos comprimidos;
  • Dor crônica;
  • Dificuldade em executar tarefas rotineiras;
  • Dificuldade de socialização;
  • Depressão.

Atenção!

É mais fácil fazer a correção do torcicolo congênito em bebês e crianças pequenas.

Se o seu torcicolo não for tratável, você pode considerar procurar um grupo de apoio. Encontrar várias pessoas com condições crônicas pode ser um meio de adquirir mais informações sobre sua condição, além de ser reconfortante.

Como prevenir o Torcicolo?

É possível prevenir o torcicolo com alguns cuidados básicos que você pode tomar no seu dia-a-dia.

  • Estresse, má postura, frio e vento são fatores que devem ser evitados, pois podem ser a causa de um torcicolo.
  • Se você trabalha sentado de frente para um computador, lembre-se de a cada 45 minutos alongar o pescoço fazendo rotação.
  • O computador deve estar na altura dos seus olhos, isso irá evitar a má postura e tensão na região do pescoço.
  • Evite dormir no sofá, principalmente se for usar o apoio dos cantos para apoiar a cabeça.
  • Evite hábitos ruins, como lavar o cabelo na pia ou usar o celular segurando-o entre o ombro e a orelha procure sempre usar o fone de ouvido.
  • Procure identificar a causa do torcicolo para saber como evitar outros episódios.
  • No inverno, procure ficar longe das correntes de ar e use um cachecol.
  • Procure fazer exercícios para melhorar sua postura, a fim de evitar tensões nos músculos e futuras dores.
  • Não use travesseiros nem muito baixos e nem muito altos, o ideal é que o mesmo sirva para deixar sua cabeça na mesma linha do corpo.
  • Levante objetos do chão com cuidado, a posição correta para isso é: dobrar os joelhos e manter a coluna reta com as pernas afastadas e, se possível, por cima do objeto. Para levantar o objeto, mantenha-o o mais perto possível do corpo.
  • Se você for mulher, evite usar saltos muito altos, pois desvia a coluna e faz com que o pescoço fique para frente, causando possíveis dores.
  • Não durma de barriga para baixo, pois além de prejudicar a coluna, também faz mal às vértebras do pescoço. Opte pela posição conhecida como “fetal”, que é de lado com os joelhos perto do peito.

Todos nós, depois de ter uma noite de sono, podemos amanhecer com torcicolo e ficarmos sem saber o que fazer. Esse artigo vai te ajudar a entender e combater as dores, portanto, compartilhe com seus amigos para que eles também saibam.

Referências

https://www.tuasaude.com/torcicolo/
https://biosom.com.br/blog/bem-estar/saiba-como-aliviar-o-torcicolo/
https://www.saudemelhor.com/torcicolo-tratamento-rapidos-praticos/
http://fisioterapia.com/torcicolo-no-pescoco/
http://saude.ig.com.br/bemestar/como-evitar-o-torcicolo/n1237782059904.html
http://www.your.md/condition/neck-pain
http://www.healthline.com/health/torticollis#Visãogeral1
http://www.wemystic.com.br/artigos/conheca-os-principais-oleos-essenciais-usados-na-aromaterapia/

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie o conteúdo!)
Loading...

Faça um comentário:

Por favor, escreva seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui