Minuto Saudável
31/01/2019 08:00

Termogênico (natural, suplemento): o que é, alimentos, chá, feminino

Para acelerar o metabolismo e ter melhores resultados na academia, algumas pessoas utilizam suplementos e alimentos que possuem efeito termogênico. Eles aceleram o gasto calórico do organismo através de um processo chamado termogênese e podem fazer diferença na redução de gorduras e medidas.

No texto a seguir, você confere quais os principais termogênicos e como eles devem ser utilizados de forma saudável! Veja só:

Índice — neste artigo você encontrará as seguintes informações:

  1. O que são os termogênicos?
  2. Para que servem?
  3. Como funcionam os termogênicos?
  4. Alimentos termogênicos
  5. Suplementos termogênicos
  6. Gel termogênico
  7. Quando e como tomar?
  8. Termogênicos emagrecem?
  9. Benefícios
  10. Termogênico natural
  11. Termogênico feminino
  12. Preços
  13. Contraindicações
  14. Efeitos colaterais
  15. Perguntas frequentes

O que são os termogênicos?

Os termogênicos, que podem ser alimentos ou suplementos, são produtos que apresentam compostos que ajudam a ativar a termogênese no organismo, um processo natural de queima calórica e efeito térmico.

A partir dessas ações, o gasto energético é aumentado e pode promover resultados positivos para quem quer perder peso. No entanto, sozinho ele não garante reduções nas medidas de quem tanto busca um corpo perfeito.

Ao fazer o uso de produtos termogênicos, é necessário aliar hábitos saudáveis, pois sem a reeducação alimentar e a prática de exercícios físicos os resultados podem não ser tão bons.

Mas antes de começar a tomar os suplementos, uma avaliação médica é indispensável, pois o consumo dessas substâncias pode causar um aumento da pressão arterial, arritmia cardíaca ou provocar mal-estar.

Então, fica o alerta para as pessoas que apresentam alguma complicação cardíaca, como a própria hipertensão. Lembrando que apenas com a avaliação médica e um acompanhamento de um nutricionista torna o uso de termogênicos mais seguro.

Para que servem?

Os termogênicos são usados para aumentar a queima calórica do organismo através da termogênese, fazendo com que o corpo gaste mais energia. Assim, estimulam a queima de gordura corporal e ajudam os praticantes de exercícios a terem melhores resultados.

Outros efeitos associados ao uso dos termogênicos incluem a possibilidade dessas substâncias agirem no organismo reduzindo o apetite e aumentando a energia, por isso se tornam uma opção ainda mais atraente para quem quer mais disposição durante os treinos.

Leia mais: 8 Benefícios do BCAA e seus efeitos no organismo

Como funcionam os termogênicos?

Antes de entender como os termogênicos funcionam é importante entender como funciona a termogênese, um processo espontâneo do nosso corpo.

Para ficar mais simples, podemos comparar esse processo de geração de calor do organismo ao funcionamento de um carro, que precisa da queima de combustível para que o motor funcione.

O nosso combustível são os alimentos que consumimos, que, no processo celular, são convertidos em energia e  geram calor.

Nosso organismo faz uma reserva de energia, que seria a gordura (tecido adiposo). O corpo então recorre à queima de gordura para desempenhar suas funções, sendo  essa conversão a termogênese.

Como o nome sugere, nosso corpo realmente se torna mais aquecido durante esse processo, pois a termogênese é uma geração de calor, ou seja, manutenção térmica.

Pense no carro que, quando desligado, tem o motor frio e quando ligado fica quente, pois nessa queima de combustível acontece um aumento na temperatura. Seria essa a lógica do processo de termogênese.

No entanto, além de ser um processo natural, existem outros fatores externos que induzem a termogênese, como a prática de exercícios, temperatura ambiente, uso de suplementos e alimentos que desencadeiam essa ação.

Dessa forma, quanto maior o estímulo, maior é o gasto calórico, fazendo com que os termogênicos sejam tão utilizados por quem quer emagrecer — que podem ser alimentos ou suplementos.

Por exemplo, a ingestão de fibras pode ajudar no processo de termogênese pelo fato delas terem uma digestão mais lenta, necessitando mais esforço do organismo, o que promove um gasto maior de energia.

Já no caso dos chás e do café, a termogênese acontece porque eles aceleram o metabolismo pela presença de substâncias estimulantes como a cafeína.

No entanto, vale reforçar que essa queima calórica só é satisfatória quando a pessoa também pratica exercícios físicos e mantém uma dieta equilibrada. Sem essa combinação, os efeitos não são perceptíveis.

Alimentos termogênicos

Apesar de ser um processo natural do organismo, a termogênese pode ser estimulada através da ingestão de alguns alimentos que possuem princípios ativos termogênicos, auxiliando e estimulando o organismo a queimar a gordura acumulada.

Os principais alimentos são:

  • Pimenta vermelha: possui uma substância chamada capsaicina, que ajuda a estimular a termogênese no organismo, acelerando o metabolismo. Pode ser usada no tempero de outros alimentos ou adicionado nos pratos;
  • Café: por conter cafeína, uma das principais substâncias termogênicas, o consumo de café ajuda a acelerar o metabolismo. No entanto, deve ser consumido em quantidades moderadas, de acordo com orientação profissional;
  • Água gelada: a água gelada precisa ser esquentada pelo corpo, fazendo com que seja preciso gastar mais energia. Como não contém calorias, pode auxiliar na redução de peso;
  • Gengibre: além de termogênico, o gengibre é também antioxidante e ajuda a reduzir o inchaço. Pode ser consumido em chá, adicionado em sucos e saladas;
  • Chá verde: também possui cafeína e por isso é recomendado como um termogênico. Assim como o café, deve ser consumido sem exageros e de preferência durante o dia;
  • Canela: além da ação antioxidante e anti-inflamatória que pode desempenhar, a canela também ajuda a acelerar o metabolismo. Também pode ser consumida com frutas, chás e outras bebidas;
  • Ovo cozido: o alimento é rico em proteínas e faz com que o corpo gaste mais energia para digeri-lo do que ele é capaz de fornecer. Assim, é um bom aliado ao emagrecimento.

Leia mais: Como consumir ovo na dieta? Aprenda 4 formas de preparo

Suplementos termogênicos

Os suplementos são produzidos a partir das substâncias termogênicas que ajudam a estimular o gasto energético, proporcionam maior disposição e aceleram o metabolismo.

São normalmente usados por atletas de alta performance e pessoas que já possuem uma rotina de exercícios e devem ser consumidos sempre de acordo com a indicação do nutricionista.

Entre as substâncias mais usadas nos suplementos estão as presentes no chá verde, gengibre, pimenta e guaraná.

Além disso, a cafeína e taurina podem estar presentes também, agindo sobre o sistema nervoso e no metabolismo.

As vitaminas do complexo B, importantes para o metabolismo energético, e os inibidores enzimáticos, responsáveis por regular um processo chamado lipogênese (formação de gordura), também são usados nos suplementos termogênicos.

Os suplementos podem ser encontrados em:

Cápsulas

Os termogênicos em cápsulas ou comprimidos são os mais comuns. Veja algumas das marcas desses produtos:

Bebidas

Normalmente, os termogênicos líquidos são comercializados como chás. Algumas opções são:

Gel termogênico

Os géis termogênicos apresentam a mesma proposta dos suplementos que devem ser ingeridos, auxiliando na queima de gorduras. Porém, o produto é de uso externo e deve ser aplicado sobre a pele (uso tópico).

A ação estimula a circulação e auxilia a reduzir medidas, sendo uma boa opção para diminuir medidas localizadas.

O tempo de ação e a quantidade de aplicação devem ser seguidas conforme a orientação da embalagem. Algumas opções disponíveis são:

Quando e como tomar?

Os termogênicos, especialmente os suplementos, devem ser tomados somente quando há uma avaliação de um médico ou nutricionista. Algumas pessoas em determinadas condições clínicas não devem utilizá-los, por isso é tão importante obter a liberação de um profissional.

Além de avaliar a necessidade de uso, o profissional vai orientar em relação ao tipo de suplemento ideal e a dosagem, já que alguns produtos podem ser além de termogênicos, inibidores do apetite, por exemplo.

Os alimentos termogênicos, nesses casos, podem ser incluídos à alimentação, consumidos em forma de chá ou como temperos, por exemplo. A quantidade segura desses ingredientes também deve ser orientada pelo profissional.

No caso da cafeína, por exemplo, a média recomendada para os adultos é de 400mg por dia, o que equivale a 5 xícaras pequenas de café.

Já no caso dos suplementos, que podem ser tomados em cápsulas, a principal recomendação é de que sejam ingeridos sempre antes dos treinos e até às 18 horas, pois podem interferir no metabolismo e na agitação.

Ao usá-los durante o período noturno, que é quando nos preparamos para descansar, o sono pode ser prejudicado e no dia seguinte predominar uma sensação de cansaço.

Termogênicos emagrecem?

A resposta mais correta para essa pergunta, considerando todos os fatores que levam ao emagrecimento, seria depende.

Apesar de ajudar no gasto calórico, existem estudos que mostram que os efeitos dos termogênicos não são muito relevantes para a perda de peso, especialmente para queima de gordurinhas localizadas.

De acordo com um estudo feito pela Escola de Esporte e Ciências do Exercício, da Universidade de Birmingham no Reino Unido, ainda faltam dados científicos suficientes para afirmar os efeitos dos suplementos termogênicos.

No entanto, ele traz algumas evidências em relação ao uso da cafeína e do chá verde, por exemplo, que são termogênicos naturais bastante utilizados.

Segundo a publicação, esses produtos realmente possuem algumas propriedades que aumentam o metabolismo e queimam da gordura, mas com efeitos pouco relevantes ou por um período de tempo curto.

Há, ainda, um alerta dizendo que o número de suplementos termogênicos disponíveis está crescendo, pelo apelo econômico que representa.

No entanto, esse crescimento não está em sincronia com os estudos que possam sustentar o efeito desses produtos, o que torna um risco para o consumidor. O resultado disso tudo pode ser uma variedade muito grande de suplementos sem comprovação científica de eficácia.

Considerando o efeito de gerar a queima energética dos alimentos e suplementos, o que se sabe é que não há perda de peso relevante sem praticar exercícios físicos e sem uma alimentação equilibrada e pouco calórica.

Outro efeito associado aos termogênicos é o de tornar a pessoa mais agitada e disposta, o que pode ajudar na hora das atividades físicas. Como a pessoa se exercita mais, há um favorecimento no emagrecimento.

No caso dos suplementos, para avaliar se ele pode ou não ajudar a reduzir peso, é preciso considerar o metabolismo de cada indivíduo, os hábitos alimentares e atividades físicas praticadas.

Benefícios

Os alimentos e suplementos termogênicos, quando colocados dentro de uma rotina saudável de exercícios e dieta, podem proporcionar alguns benefícios. Os principais são:

Ajudam a acelerar o metabolismo

Por induzirem um maior gasto energético, os termogênicos influenciam no funcionamento do metabolismo, tornando-o mais acelerado. Dessa forma, levando uma vida equilibrada, com uma alimentação saudável e exercícios, a perda de peso é mais fácil.

Auxiliam na redução do apetite

Alguns suplementos termogênicos também apresentam substâncias que inibem o apetite, ajudando a pessoa a ingerir menos calorias e contribuindo para que o seu metabolismo fique mais acelerado.

Leia mais: Por que devemos comer fibras e qual a quantidade diária ideal

Nesses casos, a avaliação do uso de suplementos que também ofereçam esse tipo de efeito deve ser feita por um nutricionista, que saberá julgar a necessidade do uso ou não.

Podem aumentar o foco e cognição

Existem em alguns termogênicos substâncias que ajudam a melhorar o foco e facilitam a concentração, como a cafeína, por exemplo. Por isso, o uso pode estar associado a um melhor desempenho em outras tarefas do dia a dia, como estudar e trabalhar.

Melhoram o desempenho nas atividades físicas

Esse é um dos principais benefícios associados ao uso de termogênicos e está diretamente ligado à perda de peso. Os termogênicos dão mais disposição e, por isso, o cansaço durante as atividades físicas é reduzido.

Esse gás a mais que os termogênicos ajudam as pessoas a melhorarem o desempenho durante os treinos, o que consequentemente interfere nos resultados.

Melhoram a circulação sanguínea

Alguns alimentos termogênicos, como o gengibre e a canela, podem ajudar a melhorar a circulação sanguínea, o que ajuda também a reduzir o inchaço.

Quando os termogênicos são metabolizados, eles aceleram a circulação e dilatam as veias. Na dose adequada, é bom para a circulação, mas em excesso pode ser perigoso.

Ajudam no emagrecimento

A perda de peso proporcionada pelos termogênicos é a soma de outros benefícios a um estilo de vida saudável.

Se a pessoa praticar exercícios físicos, incluir alimentos nutritivos e pouco calóricos à dieta, e tomar os termogênicos com o acompanhamento de uma nutricionista, os resultados na balança e nas medidas corporais são mais prováveis.

Termogênico natural

Algumas pessoas preferem obter os benefícios termogênicos sem o uso de suplementos e, por isso, buscam sempre a opção mais natural. Nesse caso, é possível incluir na alimentação algumas opções de chás, sucos e frutas. Veja quais são os principais:

Chás

Para os dias frios ou para se refrescar no calor, os chás podem ser aliados de quem quer perder peso, pois alguns possuem substâncias termogênicas como a cafeína.

Existem várias opções e combinações que podem ser feitas. Alguns deles são:

Sucos

Os sucos termogênicos são aqueles que possuem algum dos alimentos que auxiliam a acelerar o metabolismo. Normalmente são feitos com frutas e verduras com a adição de gengibre, canela ou pimenta.

Além disso, o suco natural ajuda a inserir frutas e folhas (como a couve) na alimentação, o que é ideal para quem quer perder peso com saúde.

Leia mais: 8 benefícios do suco detox que vão além da desintoxicação

Termogênico feminino

Existem algumas marcas de suplementos termogênicos com produtos focados no público feminino, mas, apesar dessa exclusividade, não há grandes diferenças na ação que desempenham no organismo.

Algumas variações que podem conter estão relacionadas às vitaminas e propriedades que podem ser adicionadas à fórmula, como o colágeno, bastante comum em produtos femininos.

No entanto, antes de comprar o produto pela propaganda, o melhor é conversar com um nutricionista para entender de que forma as substâncias vão agir em seu corpo.

Preços

O preço dos termogênicos podem variar bastante. Se tratando dos alimentos, é mais difícil estabelecer uma média, devido à variedade dos produtos que podem ter esse efeito.

No caso dos suplementos, é possível consultar no comparador de preços Consulta Remédios, na categoria de produtos termogênicos. Lá, você encontra produtos dessa linha que vão desde R$ 37 a R$ 180.

Contraindicações

De modo geral, os alimentos termogênicos devem ser evitados quando a pessoa apresenta alguma reação alérgica ao alimento ou sensibilidade aos efeitos.

Por exemplo, há pessoas bastante sensíveis aos efeitos da cafeína e, por isso, devem evitá-la.

Nesses casos, o mais importante é ter um acompanhamento de uma nutricionista para que o profissional possa auxiliar na montagem de um cardápio adequado.

Os suplementos termogênicos, por outro lado, não devem ser utilizados por alguns grupos, como crianças, grávidas e lactantes.

Além disso, pessoas que sofram com algumas condições também não devem fazer uso, como:

  • Ansiedade e insônia: nessas condições, a ação dos termogênicos pode interferir no estado de alerta do organismo, deixando a pessoa mais agitada e inquieta, interferindo na qualidade do sono e nos sintomas da ansiedade;
  • Pressão alta: pessoas que sofrem de hipertensão não devem tomar termogênicos pelo risco de aumentarem a pressão sanguínea;
  • Enxaquecas: pacientes que sofrem desta condição podem ter as dores agravadas diante do uso dos termogênicos, devido ao fato de aumentarem a pressão sanguínea;
  • Doenças cardíacas: pacientes que apresentam alguma doença cardíaca devem evitar os termogênicos, pois eles podem interferir na frequência cardíaca;
  • Hipertireoidismo: por acelerar o metabolismo, os termogênicos não são recomendados para quem possui essa condição, pois pode agravar os sintomas ou interferir diretamente no controle da doença.

Efeitos colaterais

Apesar dos benefícios, os termogênicos também podem causar efeitos colaterais. Por isso, além de prestar atenção às contraindicações, também é necessário saber quando e como tomar, para evitar reações adversas.

Conheça quais são os principais efeitos colaterais associados:

Insônia

Os termogênicos, quando tomados em horários inadequados, pode acabar prejudicando o sono. Por isso devem ser tomado antes das 18 horas, justamente para que a agitação que provoca não interfira no descanso durante à noite.

Pessoas que já sofrem com a condição e que desejam tomar termogênicos devem consultar a possibilidade com um médico, para não agravar ainda mais esse distúrbio do sono.

Arritmia e outras complicações cardíacas

Em doses altas, os termogênicos podem causar sérias complicações, como arritmia, pressão alta e acidentes vasculares cerebrais. Para pessoas que já possuem histórico de doença cardiovascular, o uso não deve ser feito justamente pelo risco que eles representam.

Por isso é fundamental um acompanhamento médico, até mesmo para pacientes saudáveis, para que a dosagem consumida seja segura.

Efeito rebote

Apesar de proporcionar um maior pico de energia, os termogênicos podem acabar proporcionando um efeito rebote.

Por exemplo, nos primeiros 30 ou 40 minutos de ação no organismo, podem causar maior energia e disposição. No entanto, ao passar o efeito, pode ocorrer uma grande liberação do hormônio  cortisol, que pode causar cansaço, indisposição, náuseas e outros sintomas.

Perguntas frequentes

Qual o melhor termogênico?

Não existe uma resposta certa, pois depende de vários fatores. De modo geral, um bom termogênico é o que possui ingredientes equilibrados e que possam, de fato, funcionar no organismo de quem está usando.

Mas, quem melhor pode definir isso é um nutricionista, após avaliar os hábitos alimentares, rotina, histórico clínico e a partir disso orientar ao uso do termogênico mais eficaz para cada caso.

Depois de quanto tempo o termogênico faz efeito?

Depende. A ação dos termogênicos podem variar de acordo com cada cada substância, considerando os hábitos alimentares e as atividades realizadas.

Além disso, cada organismo pode reagir de forma diferente logo após ingeri-los. Na corrente sanguínea, por exemplo, os suplementos podem ter ação de 15 a 45 minutos e efeitos de 2 a 6 horas após tomados.

Posso tomar o mesmo termogênico sempre?

Depende. Uma das dicas relacionadas ao uso de suplementos é o de variar o uso de termogênicos, para não usá-los por longos períodos e sem pausas. Isso porque o organismo pode acabar se acostumando aos efeitos e estacionar nos resultados quando comparado ao uso no início.

No entanto, o tempo de pausa e qual a melhor troca é algo que precisa ser avaliado por um nutricionista. Antes de fazer uma transição, busque conversar com um profissional.


Os alimentos termogênicos, assim como os suplementos, devem ser usados com responsabilidade. Por isso, se você quer dar um gás nos seus treinos e queimar ainda mais calorias, procure antes um médico ou um nutricionista para receber uma avaliação.

Obrigada pela leitura e continue acompanhando nossos artigos sobre alimentação e exercícios, para se manter em forma de maneira saudável!

Fontes consultadas

18/04/2019 16:47

Minuto Saudável

Somos um time de especialistas em conteúdo digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável. Confira mais na nossa página de quem somos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado Campos obrigatórios estão marcados*