Diversos minerais e vitaminas são importantes para manter o nosso corpo saudável e funcionando corretamente. Cada um destes nutrientes atua de forma única no organismo — influenciando desde questões estéticas até prevenção de doenças sérias.

Nesse sentido, podemos destacar um grupo de vitaminas que é abundante em nosso corpo e que tem as mais diversas ações. Estamos falando do complexo B!

Entenda melhor quais são as vitaminas que fazem parte desse grupo, quais suas principais funções e onde encontrá-las. Confira:

Índice — neste artigo você vai encontrar:

  1. O que é o complexo B?
  2. Quais vitaminas fazem parte do complexo B e para que elas servem?
  3. Quais os sintomas da falta de vitaminas do complexo B?
  4. Quais as causas da falta de vitaminas do complexo B?
  5. Onde encontrar vitamina B?
  6. Como tomar suplemento de vitaminas do complexo B?
  7. Pode tomar todos os dias?
  8. Vitamina do complexo B: injetável ou comprimido?
  9. Quanto tempo leva para fazer efeito?
  10. Qual o preço e onde comprar?
  11. Vitamina do complexo B engorda?
  12. Suplemento de complexo B: tem contraindicações?
  13. Vitamina do complexo B pode dar efeitos colaterais?

O que é o complexo B?

O complexo B é composto pelas seguintes vitaminas: B1 (tiamina), B2 (riboflavina), B3 (niacina), B5 (ácido pantotênico), B6 (piridoxina), B7 (biotina), B9 (ácido fólico) e B12 (cobalamina).

Esse conjunto de vitaminas é de suma importância para o nosso organismo, considerando que cada uma delas auxilia diversas funções essenciais — como a produção dos glóbulos vermelhos, proteção do sistema imunológico, etc.

De maneira geral, elas podem ser encontradas em muitos alimentos fáceis de achar e de incluir em nossa dieta. Por exemplo, as carnes (ricas em vitamina B12) ou as folhas verdes (ricas em vitamina B9).

Porém, um(a) nutricionista pode indicar a suplementação dessas vitaminas com o uso de multivitamínicos quando necessário. Isso pode ocorrer devido a doenças pré-existentes (como o câncer) ou má absorção dos nutrientes pelo organismo.


Esses suplementos estão disponíveis em cápsulas, comprimidos, solução oral e até injetáveis.

Quais vitaminas fazem parte do complexo B e para que elas servem?

Sabemos que há muitas vitaminas essenciais para o pleno funcionamento do organismo. As do complexo B são exemplos disso.

De forma geral, elas atuam no metabolismo, fornecimento de energia ao corpo, sistema imunológico, saúde dos cabelos, unhas e pele. Além disso, para as gestantes são de suma importância, considerando que impactam na formação do feto (especialmente a vitamina B9).

Confira quais são todas as vitaminas desse complexo e suas principais funções:

  • B1 (Tiamina) — auxilia o organismo na produção de novas células e também atua na proteção do sistema imunológico;
  • B2 (Riboflavina) — conta com poderosa ação antioxidante, o que combate a ação dos radicais livres e previne o envelhecimento precoce e o desenvolvimento de doenças cardíacas. Também é essencial para a produção dos glóbulos vermelhos, responsáveis pelo transporte de oxigênio para o corpo;
  • B3 (Niacina) — sua principal função é aumentar os níveis do colesterol HDL (popularmente chamado “colesterol bom”);
  • B5 (Ácido Pantotênico) — é responsável pela quebra de gorduras e carboidratos para fornecer energia, além de atuar na produção de hormônios sexuais e redução do estresse. Ela também promove uma pele saudável, podendo inclusive reduzir os sinais de envelhecimento (a partir de uso tópico e/ou nutricional);
  • B6 (Piridoxina) — em conjunto com as vitaminas B12 e B9, ajuda a regular os níveis de  homocisteína (substância associada a doenças cardíacas). Também influencia os padrões do humor e do sono, pois auxilia a produção da serotonina e melatonina (hormônios que atuam na sensação de bem-estar e outros processos);
  • B7 (Biotina) — é conhecida como “vitamina da beleza”, pois ajuda a manter a boa aparência das unhas, cabelos e pele. Mais que isso, participa do metabolismo de proteínas, carboidratos e gordura, atua na produção de anticorpos e ácidos graxos;
  • B9 (Ácido Fólico) — especialmente importante para gestantes, visto que dá suporte ao crescimento do bebê e previne problemas neurológicos congênitos;
  • B12 (Cobalamina) — atua com a vitamina B9 na produção dos glóbulos vermelhos e ajuda o ferro a criar a proteína que transporta o oxigênio: a hemoglobina. 

Quais os sintomas da falta de vitaminas do complexo B?

Como vimos, as vitaminas do complexo B impactam em inúmeras funções essenciais de nosso organismo. Sendo assim, vários problemas (graves ou não) podem ser decorrentes da deficiência desses nutrientes.

Dentre os sintomas mais comuns da falta de vitaminas do complexo B, podemos citar:

  • Alterações no humor;
  • Problemas no metabolismo;
  • Cansaço excessivo;
  • Tontura;
  • Fraqueza muscular;
  • Queda de cabelo;
  • Dores de cabeça;
  • Anemia;
  • Unhas fracas e/ou quebradiças;
  • Cãibras.
  • Baixa imunidade.

Sendo assim, se você apresentar um ou mais sintomas mencionados e persistirem, é ideal buscar ajuda de um(a) profissional. Dessa forma, a partir de exames, será possível obter o diagnóstico correto e saber se o problema está (ou não) atrelado a falta de alguma vitamina B.

Quais as causas da falta de vitaminas do complexo B?

De forma geral, quando sofremos com falta de vitaminas e minerais em nosso corpo, trata-se de um problema relacionado a hábitos alimentares inadequados. Ou seja, ocorre normalmente devido a uma dieta pobre em nutrientes.

Porém, em alguns casos, a pessoa pode estar sofrendo devido uma má absorção das vitaminas pelo organismo — mesmo tendo uma alimentação balanceada e saudável.

Isso reforça a necessidade de realizar periodicamente o acompanhamento com um(a) profissional, a fim de garantir que os níveis dos nutrientes estão dentro da normalidade. Com isso, caso você apresente algum problema, poderá ter acesso ao diagnóstico correto.

Ou seja, sabendo da deficiência de vitaminas, o(a) médico(a) poderá solicitar exames a fim de entender a causa desse problema.

Vale destacar que alguns sintomas podem servir de alerta para a falta de vitaminas de forma geral. Dentre eles, os principais são a fadiga em excesso e alterações no humor (podendo influenciar o desânimo e até a depressão).

Sendo assim, fique atento(a) às mudanças em seu organismo e se necessário busque auxílio!

Onde encontrar vitamina B? 

Assim como muitas vitaminas, as do complexo B podem ser encontradas em diversos alimentos. O que facilita ainda mais a sua ingestão, considerando que há muitas opções e podemos incluir algumas em nossa rotina.

Quando isso não é possível ou, ainda, em alguns tratamentos nutricionais, elas também podem ser ingeridas a partir do uso de suplementos. Lembrando que isso só deve ser feito a partir de orientação prévia.

Veja, a seguir, em quais alimentos você pode encontrar cada tipo de vitamina B e algumas opções de suplementos:

Alimentação

Como mencionado, as vitaminas do complexo B estão presentes em muitos alimentos. Veja algumas opções que você pode incluir na dieta para absorver cada tipo de vitamina B:

  •  B1 (Tiamina) — cereais integrais, amendoim, feijão, espinafre, couve, melaço, germe de trigo;
  • B2 (Riboflavina) — amêndoas, arroz, leite, iogurte, ovos, couve-de-bruxelas, espinafre, soja;
  • B3 (Niacina) — levedura, carne bovina, leite, ovos, feijão, vegetais verdes;
  • B5 (Ácido Pantotênico) — abacate, iogurte, ovos, carnes, legumes;
  • B6 (Piridoxina) — frango, peru, atum, salmão, lentilhas, sementes de girassol, queijo, arroz, cenouras;
  • B7 (Biotina) — cevada, fígado, levedura, carne de porco, frango, peixe, batatas, couve-flor, gema de ovo, nozes;
  • B9 (Ácido Fólico) — folhas verdes (em especial as mais escuras), aspargos, beterraba, salmão, vegetais de raiz, leite, trigo bulgur, feijão;
  • B12 (Cobalamina) — peixes, mariscos, produtos lácteos, ovos, carne bovina e suína.

Esses são alguns exemplos de alimentos que têm vitaminas do complexo B. Porém, caso você esteja com deficiência em uma (ou mais), um(a) nutricionista poderá formular uma dieta especial com os alimentos listados e outros.

Além disso, o(a) profissional também poderá indicar a melhor forma de preparo para cada alimento, a fim de aproveitar ao máximo todos os seus nutrientes.

Suplementos

Para pessoas que não conseguem manter uma dieta balanceada e saudável, que forneça as quantidades necessárias de vitaminas (como as do complexo B), pode ser necessário o uso de suplementação. Isso também se aplica àquelas que têm disfunção de absorção dos nutrientes.

Como vimos, todas as vitaminas do tipo B realizam funções importantíssimas em nosso organismo e por isso é fundamental manter seus níveis adequados.

Nesse sentido, quando necessário, deve-se contar com a orientação de um(a) profissional para escolher a suplementação correta para o seu caso. Isso é importante porque assim como a falta de vitaminas faz mal, seu excesso (hipervitaminose) também pode ser prejudicial.

Assim, um(a) nutricionista saberá o melhor de acordo com as condições de cada paciente.

Dentre as suplementações que podem ser prescritas pelo(a) médico(a) nesses casos, estão algumas opções como:

Como tomar suplemento de vitaminas do complexo B? 

Para saber qual a melhor forma de tomar os multivitamínicos de acordo com o seu caso, é necessário seguir as orientações do(a) médico(a) responsável pelo tratamento.

A administração das vitaminas pode variar conforme a sua rotina e também a partir das suas necessidades. Por exemplo, algumas pessoas precisam tomar o suplemento todos os dias, enquanto outras podem usar em doses menores.

Entretanto, vale destacar que em muitos casos é indicado que o suplemento vitamínico (via oral) seja tomado na hora das refeições — principalmente almoço ou jantar. Dessa forma, há uma melhor absorção dos nutrientes pelo organismo.

Confira algumas informações úteis a respeito da posologia (ou seja, dose indicada) e dos horários para tomar as vitaminas:

Posologia

Como mencionado, é o(a) médico(a) quem fará a indicação exata sobre a dose apropriada para o seu caso, o que vai proporcionar um tratamento seguro e eficaz.

Porém, as embalagens dos suplementos também contam com informações a respeito do que é recomendado e qual a quantidade diária ideal.

Sendo assim, a partir da análise das carências do organismo do paciente e das indicações do suplemento, será possível que o(a) profissional defina qual a dose necessária.

Vale destacar que, atualmente, também já estão disponíveis no mercado opções em formato de balas gelatinosas ou gomas. Essas, podem ser uma alternativa para pessoas que têm dificuldade em tomar medicações em gotas e/ou comprimidos, por exemplo.

Caso você queira optar por esse tipo de tratamento, também é indicado alinhar com o(a) médico(a), considerando que pode haver divergências em comparação com os suplementos mais tradicionais.

Veja algumas indicações de dose de diferentes suplementos do complexo B:

Horário

Não há um horário pré-definido que se adeque a todas as pessoas. Porém, de maneira geral, a recomendação é sempre tomar suplementos vitamínicos junto às refeições (de preferência almoço ou jantar).

Essa indicação se dá pois o organismo tende a absorver melhor os nutrientes do suplemento quando em conjunto com os alimentos. Sendo assim, há uma maior garantia de eficácia.

O(a) médico(a) também poderá fazer indicações com base em sua rotina, se necessário.

Pode tomar todos os dias?

Sim. Quase todos os suplementos vitamínicos são de uso diário, considerando que elas precisam ser ingeridas diariamente para que o organismo mantenha as taxas equilibradas. Porém, isso deve ser feito com orientação para garantir doses seguras.

Estamos constantemente eliminando substâncias do corpo, inclusive alguns nutrientes. Sendo assim, é por isso que temos a necessidade de fazer uma constante reposição de vitaminas e minerais — o que pode ser feito pela alimentação ou uso de suplementos.

Porém, em alguns casos, pode ser que o(a) médico(a) não indique o uso diário. Por isso, é de suma importância consultar e seguir as recomendações profissionais, não fazendo um uso indiscriminado de nenhuma substância (nem mesmo dos multivitamínicos).

Vitamina do complexo B: injetável ou comprimido?

Em muitos dos casos em que é necessária a suplementação, é comumente indicado fazer isso a partir de soluções orais ou comprimidos. Mas há vezes em que pode ser preciso fazer a administração injetável das vitaminas do complexo B — procedimento realizado em ambiente hospitalar.

Essa forma de administração pode ser recomendada para pacientes no tratamento de distúrbios gastrointestinais, doença celíaca, câncer, doença de Crohn, hipotireoidismo, problemas genéticos, entre outros. Considerando que esses fatores podem influenciar negativamente a absorção dos nutrientes.

Também é bastante comum que seja indicada para gestantes durante o pré-natal, já que a vitamina B9 (ácido fólico) é essencial para um bom desenvolvimento do feto. Sendo assim, para garantir uma eficácia ainda maior da suplementação, o(a) obstetra pode indicar que a mãe faça a administração injetável das vitaminas.

Outras pessoas que também pode precisar de vitaminas do complexo B de forma injetável são aquelas que seguem dietas veganas ou vegetarianas. Isso porque deixam de se alimentar com alguns (ou todos) os alimentos de origem animal — principal fonte de vitamina B12.

Vale destacar que a administração injetável é recomendada, basicamente, quando há graves casos de deficiência das vitaminas, devido a garantia de absorção mais rápida.

Esse fato está relacionado à forma como as vitaminas entram no corpo. Por exemplo, quando ingerimos suplementos por via oral, as vitaminas do complexo B são metabolizadas em nosso intestino, o que leva um certo tempo.

Já no caso da administração injetável, as vitaminas vão direto para a corrente sanguínea, o que  aumenta a taxa de absorção e retenção nutricional.

Quanto tempo leva para fazer efeito?

O tempo de efeito pode variar de acordo com cada pessoa, considerando que cada organismo absorve os nutrientes em um ritmo.

Mas, após algumas semanas de uso da suplementação do complexo B ou mudança de hábitos alimentares (priorizando alimentos ricos nessas vitaminas), já é possível notar alterações positivas nos exames.

Entretanto, resultados significativos costumam aparecer apenas após alguns meses.

Como mencionado, estamos constantemente eliminando substâncias do corpo, inclusive as que são benéficas à saúde — como as vitaminas e minerais. 

Por isso, não basta ter alguns cuidados por um curto período do tempo. É preciso sempre priorizar uma dieta balanceada e rica em nutrientes, a fim de manter uma boa saúde e o corpo em pleno funcionamento.

Vale destacar que o ideal é sempre tentar fazer isso a partir da alimentação. Ou seja, os suplementos não são nunca a primeira opção para manter em dia os níveis das vitaminas.

Lembrando que há casos em que outros fatores, que não a dieta, influenciam na absorção dos nutrientes. Como, por exemplo, quando a pessoa sofre com doenças que prejudicam a mucosa intestinal (câncer, doença de Crohn, etc).

Nessas situações, é necessário um tratamento específico e que é normalmente feito em ambiente hospitalar.

Qual o preço e onde comprar?

O preço* dos suplementos pode variar conforme a marca. Além disso, fatores como a disponibilidade do produto em sua região também podem interferir.

Mas, lembre-se, o ideal é sempre comprar a opção prescrita. Nesse sentido, para ajudar a encontrar o produto com o melhor valor, você pode optar pela plataforma Consulta Remédios, que compara os preços em sua localidade. E você ainda recebe direto em casa!

Confira o preço de algumas das opções de suplementos do complexo B:

  • Complexo B EMS — a caixa com 20 comprimidos varia entre R$10 e R$25;
  • Compleximed B Comprimido (indicado apenas para carência de vitaminas B1, B2, B3, B5 e B6) — a caixa com 100 comprimidos fica em torno de R$22;
  • Beneroc — a caixa com 100 comprimidos varia entre R$27 e R$36;
  • Complexo B Medquímica — o frasco com 100mL fica entre R$5 e R$10.

Além disso, algumas dessas vitaminas também podem estar presentes na fórmula de multivitamínicos ou em combinação com outras substâncias. 

Como é o caso de suplementos como o Centrum (R$40 a R$100 a caixa de 60 comprimidos) ou do Gummies Multivitamínico (R$88 a embalagem com 100 gomas). 

*Preços consultados em julho de 2020. Os valores podem sofrer alteração.

Vitamina do complexo B engorda?

Não. As vitaminas do complexo B não causam aumento de peso, considerando que são nutrientes que não têm calorias.

Porém, o que pode sim causar uma mudança na balança é a forma de preparar alguns alimentos que contenham essas vitaminas — ou a quantidade ingerida. O que reforça a necessidade de sempre tentar manter a alimentação saudável e balanceada, evitando preparos que envolvam fritura ou gordura em excesso.

Mais do que isso, vale ficar dar atenção ao rótulo dos suplementos. Por exemplo, vitaminas que são comercializadas em forma de balas gelatinosas ou gomas podem contar com açúcar ou corantes em sua composição.

Nesses casos, o suplemento está fazendo com que você ingira calorias. Mas seguindo a recomendação de uso, dificilmente sentirá mudanças significativas no peso.

Suplemento de complexo B: tem contraindicações?

A suplementação com complexo B não é indicada para pessoas que já tenham apresentado hipersensibilidade a qualquer ingrediente da fórmula. Também não é recomendado que o uso seja feito por crianças menores de 12 anos, exceto com orientação médica.

Outro caso de contraindicação é com relação a pessoas que sofrem com Parkinson (distúrbio do SNC que afeta os movimentos) e que estão usando levodopa isolada.

Lembrando que para garantir um uso seguro, procure orientação profissional!

Vitamina do complexo B pode dar efeitos colaterais?

Sim. Embora não seja muito comum que as pessoas apresentem reações adversas por conta das vitaminas do complexo B, isso pode acontecer.

Os efeitos colaterais não ocorrem com frequência devido ao fato de que são substâncias nutricionais necessárias para o funcionamento do organismo.

Porém, a partir da suplementação com as vitaminas do complexo B, algumas pessoas podem apresentar complicações como:

  • Diarreia;
  • Náuseas;
  • Vômito;
  • Cólicas intestinais;
  • Reações de hipersensibilidade — o que pode incluir sintomas como inibição da lactação, coceira, vermelhidão facial e formigamento.

Se você apresentar algum desses sintomas durante a suplementação com complexo B, o apropriado é interromper o uso e buscar auxílio médico imediato.


Assim como outros nutrientes, as vitaminas do complexo B são essenciais para o pleno funcionamento do organismo e uma boa saúde. Por isso, consulte periodicamente um(a) especialista para fazer um check-up do nível de vitaminas.

Também, atente-se a possíveis sintomas que podem apontar a carência desses nutrientes e se necessário busque auxílio profissional.

Continue acompanhando o Minuto Saudável para mais informações sobre saúde em geral!


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.