Descubra o que é menopausa e entenda suas fases

0

A menopausa é definida como a data da última menstruação, caracterizando a finalização definitiva da fase reprodutiva da mulher.

Verdadeiramente, ela só pode ser confirmada depois de 12 meses sem que haja sangramentos, pois podem ocorrer irregularidades menstruais. Ou seja, a menopausa é, clinicamente, a última menstruação.

PUBLICIDADE

Já foram elaborados diversos conceitos para esse período da vida feminina. Mas a definição adotada atualmente foi baseada num artigo publicado em 1816, que descrevia a ausência menstrual como “La ménopause”.

O termo vem do latim menopausis, que significa mēn = mês ou luas, e paûsis = fim, isto é, algo como o fim dos períodos mensais.

Apesar do termo se referir essencialmente à última menstruação, uma série de mudanças e alterações são geralmente percebidas antes. Aliás, alguns anos antes, caracterizando uma pré-menopausa.

A pré-menopausa pode dar sinais quando, por volta dos 40 anos, a fertilidade começa a reduzir e os sintomas atribuídos à menopausa podem se apresentar, geralmente de modo um pouco mais ameno.

Ondas de calor, irregularidade menstrual, diminuição ou aumento do fluxo sanguíneo, além de alterações na pele são alguns sinais que podem ocorrer e tendem a ser mais presentes conforme o tempo passa.

Leia mais: O que é Menstruação Irregular? Conheça os tipos, causas, sintomas

Mas é quando a menopausa está próxima de ocorrer — ou seja, quando a última menstruação desce — que esses sintomas se intensificam e atingem o ápice.

O período também tem nome: perimenopausa (ou climatério) e compreende mais ou menos 2 anos antes e 1 ano depois do sangramento.

Nessa fase, as quantidades hormonais no organismo já não são suficientes para que haja regularidade menstrual.

PUBLICIDADE

Lembrando que, todos os meses, o corpo se preparada para fecundar e gerar uma vida. Quando isso não ocorre, o útero descama e a menstruação desce.

Mas sem os hormônios equilibrados para preparar o organismo para a gravidez, a mulher pode apresentar uma irregularidade de ciclos bastante grande: alguns meses sem menstruar ou até mais de 1 sangramento em menos de 30 dias.

A falta de sangramento ocorre porque os óvulos da mulher se esgotaram e, junto com isso, se dá a queda da produção dos hormônios estrogênio e progesterona. Porém, a ausência de menstruação é apenas um dos sinais do período não-reprodutivo.

Há uma intensa oscilação hormonal nessa fase, sendo ela a responsável pelos sintomas desagradáveis e geralmente experimentados pelas pacientes — incluindo sintomas nem tão comuns, como dores de cabeça, cansaço e agitação.

Além de alguns sinais no bem-estar, são os tabus que permeiam e assustam, ainda, muitas mulheres. A ideia de que inevitavelmente haverá uma redução do desejo sexual ou abandono da vida afetiva e sexual é bastante equivocada.

Sinais no organismo podem surgir e, num primeiro momento, dificultar a manutenção da rotina sexual — entre eles, a maior demora de lubrificação, o ressecamento vaginal e a irritação íntima. Mas eles têm tratamento e não devem soar como um empecilho na qualidade de vida.

Além disso, os sintomas não duram para sempre na maioria dos casos. Até mais ou menos 12 meses após a menopausa, eles ainda são intensos, pois é nessa fase (perimenopausa) que a oscilação hormonal está em seu ápice.

Depois disso, grande parte das mulheres tem uma redução — que pode ser gradual ou mais abrupta — dos sinais e sintomas.

PUBLICIDADE

A pós-menopausa se estende até os 65 anos, quando a mulher adentra a terceira idade. Os calorões, irritação, transpiração intensa e mudanças de humor, em geral, são substituídos por maiores riscos de osteoporose, câncer de mama e doenças cardiovasculares.

Mas vale ressaltar que mesmo distante da menopausa, algumas mulheres na terceira idade ainda podem conviver com alguns sintomas.


Saiba mais sobre menopausa:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe o seu comentário, nos preocupamos com sua opinião:

Por gentileza, escreva seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui

Lamentamos a não possibilidade de dar-lhe conselho médico ou responder a questões médicas e farmacêuticas individuais através de e-mail, pois apenas um médico pode prestar tal atendimento. Embora tentemos responder a todos os comentários, opiniões e e-mails que recebemos em até dois dias úteis, nem sempre é possível devido ao grande volume que recebemos. Por favor, tenha em mente que qualquer solicitação ao Minuto Saudável está sujeita aos nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, ao enviar, você indica sua aceitação.