A massagem terapêutica (ou massoterapia) consiste principalmente na manipulação manual de tecidos moles do corpo, membros e articulações.

As manobras têm o objetivo de estimular o relaxamento, melhorar a circulação sanguínea, reduzir os níveis de estresse e até mesmo beneficiar a saúde mental e prevenir doenças.

Vale destacar que não se trata simplesmente de uma massagem relaxante. A massoterapia possui técnicas e modalidades específicas, visando atingir benefícios com relação à saúde física e ao bem-estar.

Seu uso é bastante abrangente, visto que pode fazer parte da rotina de idosos, atletas, pessoas com artrite e artrose, pessoas portadoras de patologias oncológicas, etc. Sendo utilizada, em cada caso, com um objetivo específico.

Quais os benefícios das massagens terapêuticas?

Existem diversas técnicas de massoterapia. Entretanto, de forma geral todas possuem benefícios em comum. Como exemplo, podemos citar:

  • Redução de tensões musculares;
  • Aumento da sensação de bem-estar físico;
  • Melhor circulação sanguínea;
  • Maior qualidade do sono;
  • Prevenção de algumas doenças;
  • Alívio do estresse e ansiedade.

De modo geral, a massagem terapêutica traz diversos benefícios especialmente para alguns grupos:

Atletas

Os atletas são grandes adeptos da massagem terapêutica. Geralmente seu uso ocorre antes e depois de treinos, proporcionando a redução das tensões musculares.

Além disso, é predominante a prática da massagem associada à fisioterapia, com o objetivo de auxiliar na recuperação de lesões, torções ou desconfortos musculares. Dessa forma, a massoterapia é realizada em associação à medicina esportiva.


Pacientes oncológicos

Na atualidade já existem estudos que apontam a possibilidade da massagem terapêutica auxiliar na saúde mental, sobretudo de pessoas em situações complexas, como em tratamentos oncológicos. 

O procedimento pode ser feito inclusive em hospitais ou em domicílio, dependendo do quadro de cada paciente.

Assim, através do relaxamento, maior qualidade do sono e aumento da sensação de bem-estar físico e emocional, a massoterapia pode ser uma aliada aos tratamentos.

Idosos

Os idosos podem ser muito beneficiados pela massoterapia. Isso pois é comum que sofram de dores crônicas (lombar, enxaqueca, coluna, etc.) ou até mesmo possuam patologias como artrite, artrose ou outro tipo de reumatismo.

Além disso, muitos idosos também sofrem com problemas relacionados à saúde mental, como a depressão.

Assim, a massagem terapêutica pode contribuir com uma melhor circulação sanguínea, maior sensação de bem-estar e relaxamento, redução da tensão muscular e alívio da ansiedade

Tipos de massagens terapêuticas e para que servem

São muitos os tipos existentes de massagens com funcionalidades terapêuticas. Elas originam-se a partir de diferentes culturas e regiões. Consequentemente, variam também com relação às suas técnicas e objetivos.

Agora, vamos conhecer alguns tipos e sua aplicabilidade:

Shiatsu

Talvez esta seja a massagem mais conhecida de nossa lista. O Shiatsu é praticado por pessoas do mundo todo e auxilia, principalmente, no combate a tensões musculares. Além disso, também é benéfico para a circulação, postura e reequilíbrio do fluxo energético.

A técnica deve ser aplicada por profissionais capacitados(as) e consiste na combinação do uso dos polegares, da palma das mãos e do cotovelo, realizando pressão nas áreas com maior tensão. 

Também é comum o uso de óleos essenciais nas sessões, trazendo os benefícios da aromaterapia – uma prática integrativa bastante antiga.

Apesar de seus benefícios, o Shiatsu é contraindicado para mulheres grávidas, pessoas com doenças degenerativas e também para portadores(as) de determinados tipos de câncer. Em caso de dúvidas, o ideal é sempre buscar especialistas.

Ayurvédica ou Ayurveda

Ayurvédica ou, também, Ayurveda é um tipo de massagem indiana, proveniente da medicina ancestral, existente há mais de 7 mil anos. 

Parte essencial da técnica consiste no uso de óleos vegetais medicamentosos, tendo como principal base o óleo de gergelim. Além disso, também são realizados alongamentos – com o objetivo de aliviar dores.

A realização da Ayurvédica contribui, ainda, com as trocas celulares, a fim de remover toxinas do corpo. Outros benefícios são a regulação da pressão arterial e melhoria na circulação linfática.

Como em qualquer procedimento, também há algumas contraindicações para a massagem Ayurvédica. Ela não é recomendada às gestantes, lactantes, pessoas soropositivas, pessoas com tumores malignos e em casos de inflamações ou infecções de pele.

Tailandesa

A massagem tailandesa, ou thai, é bastante conhecida e peculiar. Isso pois não é realizada em uma maca, como tradicionalmente são feitos os procedimentos. Nesse caso, a massagem é realizada no chão, de forma que o(a) cliente é colocado em diversas posições de yoga durante a sessão.

Ao contrário do Shiatsu e da Ayurveda, nessa prática não são utilizados óleos. Mas é essencial o uso de roupas confortáveis, devido aos movimentos realizados.

Dessa forma, o foco está no alongamento e nas manobras corporais, objetivando maior flexibilidade e alívio de tensões musculares.

Entretanto, a maioria dos(as) profissionais afirma que se trata de uma massagem muito mais energética do que física. Assim, são realizados movimentos para a liberação de energia, proporcionando sensação de relaxamento imediato.

Considerando a grande carga de movimentos físicos, a massagem tailandesa não é recomendada a pessoas cardíacas sem liberação médica, ou em casos de osteoporose e infecções graves.

Pedras quentes

Esta é uma técnica bastante famosa e desejada. Muitas pessoas sonham em realizar, devido ao intenso relaxamento provocado pelo uso das pedras quentes, combinado com óleos essenciais.

Nesse procedimento, inicialmente é realizada uma massagem corporal com o uso de óleos e, em seguida, são utilizadas pedras de basalto quentes, espalhadas pelo corpo todo (inclusive cabeça e rosto).

Os benefícios são quase que totalmente voltados ao bem-estar, proporcionando alívio do estresse e tensões. Mas a massagem com pedras quentes também melhora a circulação sanguínea e a drenagem linfática.

A técnica é contraindicada para gestantes, portadores(as) de doença oncológica e em pessoas com doenças de pele, asma aguda ou ferimentos. 

Massagem terapêutica pode ser curativa?

Não. Ainda não existem estudos que comprovem que a massagem, por si só, possa ter efeito de cura, porém, ela pode trazer vários benefícios à saúde e ser uma importante aliada nos tratamentos. 

Por exemplo, na medicina esportiva é muito comum que as técnicas de massoterapia auxiliem no tratamento de lesões. Entretanto, somente a massagem, sem o auxílio da medicina esportiva, não é 100% efetivo. 

Além disso, diversas são as técnicas voltadas à eliminação de tensões causadas por estresse diário ou traumático. Da mesma forma, a massagem auxilia na redução desses sintomas e pode proporcionar um relaxamento intenso, mas em casos de problemas crônicos não será curativa.

Portanto, ela nunca deve substituir a orientação médica ou o tratamento indicado por especialistas.

Com qual frequência fazer?

A frequência da massagem terapêutica varia devido a diversos fatores: recomendação médica ou do(a) massagista, condição física do(a) cliente, questões financeiras e tempo disponível. 

Também não há uma recomendação geral preestabelecida. Assim, cada pessoa pode incluir a massagem em seu dia a dia da forma mais adequada dentro de suas condições e orientações especializadas.

Além disso, pode ser que você não precise fazer a massagem no corpo inteiro em todas as sessões. Visto que, em alguns casos, apenas algumas técnicas já são o suficiente para atingir o resultado desejado.

Quanto custa uma sessão de massagem terapêutica?

O valor da sessão pode variar conforme a técnica utilizada e até mesmo devido à localidade em que você está.

Os preços das massagens terapêuticas vão desde R$65 (Shiatsu) e podem chegar até R$270 (massagem Ayurvédica) por sessão. 


Estudos mostram que a massagem terapêutica pode causar não só benefícios físicos ou sensações de bem-estar, muitos comprovam que pode auxiliar em casos de doenças psicológicas como a depressão e ansiedade.

Apesar disso, é sempre recomendado procurar especialistas para um diagnóstico preciso e confiável, pois em caso de doença ou dores crônicas você terá o tratamento ideal. 

Dessa forma, após a liberação médica, é possível utilizar a massoterapia como único tratamento ou de forma complementar.

Acompanhe o Minuto Saudável para ter acesso a novas dicas e informações sobre saúde, bem-estar e mais!

Fontes consultadas


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.