No século XX, surgiu a chamada “doença da clara de ovo”.

Condição caracterizada pela perda de cabelos e lesões de pele decorrente do consumo de clara de ovo crua.

Em meio às pesquisas para cura dessa condição foi descoberta a biotina, vitamina que auxilia na recuperação da pele, cabelo e no organismo agindo em combate à doença.

Recentemente, a indústria cosmética tem utilizado a biotina na composição de seus produtos devido aos grandes benefícios.

Conheça mais sobre essa vitamina e como ela age em nosso organismo:

Índice — neste artigo você encontrará as seguintes informações:

  1. O que é a biotina?
  2. Vitamina H, B7 e biotina: qual a diferença?
  3. Para que serve?
  4. Benefícios da biotina
  5. Biotina para o cabelo
  6. Qual a quantidade ideal de biotina por dia?
  7. Biotina emagrece?
  8. Biotina engorda?
  9. Como tomar a biotina segundo a bula?
  10. Efeitos colaterais da vitamina B7
  11. Tem contraindicação?
  12. Há interação medicamentosa com o uso de B7?
  13. Preço e onde comprar biotina
  14. Biotina manipulada
  15. Alimentos ricos em biotina
  16. Perguntas frequentes

O que é a biotina?

A biotina é um dos nomes da vitamina B7, também chamada de vitamina H. Como parte do complexo B, ela auxilia no funcionamento do sistema nervoso.

A biotina é uma vitamina do tipo hidrossolúvel, que faz parte do complexo B, junto com outras 7 vitaminas.

Ela está presente em alimentos como a gema do ovo e carnes.

Sua absorção ocorre no intestino, sendo levada até o resto do organismo pela circulação sanguínea.

Nosso corpo não é capaz de armazená-la, então ela é eliminada por meio da urina. Por isso, é necessário que haja um consumo diário e adequado por meio da alimentação.

A deficiência de biotina é muito incomum, mas pode ocorrer. Seus sintomas são os cabelos e unhas fracas, pele seca e vermelhidão em volta do nariz e da boca.

Também não é comum ocorrer a superdosagem. Mas quando acontece, pode ocasionar efeitos colaterais como ânsia, vômito e sensação de estômago cheio.

No organismo, ela tem participação na metabolização de gorduras, proteínas e carboidratos, sendo essencial para diversos processos. Entre os benefícios dessa vitamina estão:

  • Combate radicais livres, produzindo um efeito de limpeza no organismo;
  • Regula os níveis de glicose (açúcar) e de colesterol;
  • Auxilia a saúde das unhas, fazendo com que elas quebrem menos e cresçam com mais força;
  • Participa do desenvolvimento do feto.

Um dos benefícios mais conhecidos da biotina é a capacidade de aumentar o brilho dos fios de cabelo, trazendo volume e evitando as temidas pontas duplas. Para quem possui problemas com queda de cabelo, a vitamina também auxilia diminuindo a perda dos fios.

A vitamina é vendida em lojas de produtos naturais e farmácias, em 2 versões com quantidade de 5mG ou 10mG.

O consumo por meio de suplementos deve ser feito por recomendação de um especialista após ser analisado o caso.

Leia mais: Por que devemos preferir uma dieta nutritiva em vez de suplementos?

Mas não é só a suplementação que fornece B7 ao corpo, pois muitos alimentos também possuem a vitamina em sua composição.

Entre elas, os cereais integrais, couve-flor, bananas, cogumelos, carne vermelha, leite, tomate, cenoura entre outros.

Vitamina H, B7 e biotina: qual a diferença?

Não há diferenças entre os termos, são apenas nomenclaturas diferentes para a vitamina B7.

Chamar de biotina ou vitamina H não é errado, mas vitamina H é o termo menos utilizado ou conhecido.

Leia mais: Vitaminas (lipossolúveis, hidrossolúveis): o que são, tipos e alimentos

Para que serve?

A biotina serve para ajudar o corpo a converter os alimentos que consumimos em energia. Ela auxilia na metabolização das gorduras, proteínas e carboidratos.

Além de participar de funções metabólicas, é a responsável por deixar mais forte a saúde dos cabelos, unhas e também da pele.

Isso porque ela ajuda a reparar as células danificadas, fazendo com que se regeneram e cresçam, recuperando os tecidos do corpo humano.

Benefícios da biotina

A biotina traz vários benefícios para nosso corpo, como auxílio à regeneração dos tecidos e redução do aparecimento das linhas de expressão, entre outros benefícios estão:

Unhas mais fortes

Consumir alimentos ricos em biotina ou suplementos auxilia a saúde das unhas, fazendo com que elas quebrem menos e cresçam com mais força.

Boa digestão dos alimentos

Ela é capaz de auxiliar ativando as enzimas em nosso organismo, fazendo com que o trabalho de “quebrar” os nutrientes em partículas menores para absorção do organismo ocorra mais rápido, realizando uma boa digestão.

Auxilia na saúde cardíaca

A biotina também traz benefícios ao nosso sistema circulatório e à saúde do coração, contribuindo para uma redução nos níveis de colesterol.

Isso resulta em uma diminuição nas possibilidades de doenças cardíacas.

Leia mais: Tomar aspirina todos os dias ajuda a prevenir doenças cardíacas?

Auxilia do controle do açúcar no sangue

A biotina consegue ajudar na manutenção do nível de açúcar no sangue, evitando que ocorram excessos ou falta dele.

Em geral, é possível que a B7 tenha relação na ação da insulina.

Contribui para bom desenvolvimento do feto

A biotina também auxilia na gravidez, agindo no desenvolvimento do feto, pois é um nutriente importante para o crescimento embrionário.

Biotina para o cabelo

Um dos vários benefícios da biotina é em relação à saúde capilar, pois a vitamina é capaz de aumentar o brilho dos fios, trazer volume a eles e evitar o aparecimento de pontas duplas.

Em casos de queda de cabelo, a biotina pode auxiliar na diminuição desse problema.

Muitas indústrias de cosméticos passaram a acrescentar a vitamina nos componentes de shampoos, máscaras, condicionadores, entre outros, devido a sua ação benéfica.

Leia mais: 11 fatores que podem ser a causa da sua queda de cabelo

Como a biotina age no cabelo?

A biotina age no cabelo estimulando a produção da queratina (proteína que forma estruturas do corpo), fazendo com que o cabelo cresça com mais saúde.

Ela também ajuda na hidratação da pele, prevenção dos fios brancos e da queda de cabelo, pois repara os nutrientes e deixa os fios mais saudáveis.

Qual a quantidade ideal de biotina por dia?

A quantidade ideal da biotina quando tomada como suplementação, em formato de cápsulas é de 5mG por dia. Quando o caso é de deficiência da vitamina, a dose pode ser de até 10mG por dia, mas depende de orientação médica.

Mas o consumo de biotina deve ser realizado com orientações médicas ou de nutricionistas, pois são esses especialistas que vão conseguir indicar o quanto tomar dependendo da análise de cada caso.

Já o consumo de biotina em alimentos possui uma indicação a partir da faixa etária, cada idade necessita de uma quantidade aproximada de:

  • Bebês (0 a 6 meses): 5mG;
  • Bebês (7 a 12 meses): 6mG;
  • Crianças (1 a 3 anos): 8mG;
  • Crianças (4 a 8 anos): 12mG;
  • Crianças (9 a 13 anos): 20mG;
  • Jovens (14 a 18 anos): 25mG;
  • Adultos: 30mG;
  • Grávidas: 30mG;
  • Lactantes: 35mG.

Biotina emagrece?

A biotina pode ajudar no emagrecimento, ainda que indiretamente. Ela ajuda no metabolismo, pois participa da quebra de alimentos transformando-os em energia para o organismo.

As enzimas são as responsáveis por controlar a velocidade com que o organismo metaboliza calorias e nutrientes, ao ajudar na ativação das enzimas a biotina garante que ocorra uma boa digestão e absorção desses nutrientes.

Por isso, consumir a biotina de forma adequada acaba auxiliando o metabolismo, além de proporcionar energia para a realização de atividade física.

Biotina engorda?

Não, a biotina não engorda pois, assim como as demais vitaminas, ela não possui calorias capazes de aumentar significativamente o peso de quem a utiliza.

Leia mais: Açaí engorda? Confira a quantidade de calorias e como calcular

Como tomar biotina segundo a bula?

O consumo de biotina pode ser feito de 2 maneiras, por cápsulas ou comprimidos e pela ingestão de alimentos ricos com essa vitamina, que geralmente é encontrada em 5mG ou 10mG.

Em geral, os suplementos vitamínicos indicam a ingestão de 1 a 2 cápsulas por dia depois das refeições, lembrando que não é recomendado tomar a vitamina em jejum. Após iniciar a suplementação, em geral, o tratamento demora 3 a 6 meses para surtir efeito.

Efeitos colaterais da vitamina B7

O consumo de biotina deve ser feito seguindo a orientação médica, pois quando consumido em excesso pode causar efeitos colaterais como:

  • Sensação de estômago estufado;
  • Náusea;
  • Vômito;
  • Erupções cutâneas;
  • Problemas digestivos;
  • Acne;
  • Problemas com liberação da insulina;
  • Problemas renais.

Tem contraindicação?

A biotina possui contraindicação para pessoas que possuem histórico alérgico com o uso de suplementos. Além de que qualquer pessoa que comece a consumir e sentir mal-estar deve suspender o uso, e procurar o médico.

Há interação medicamentosa com o uso da B7?

Sim, ao precisar tomar suplementos de vitamina B7 é necessário suspender anticonvulsivantes, como fenobarbital, fenitoína, primidona e carbamazepina.

Isso porque esses medicamentos atuam em sentido oposto, dificultando a absorção da biotina.

Mas é preciso lembrar que somente o médico pode indicar a interrupção do uso de outros medicamentos.

Leia mais: Interação medicamentosa: o que corta o efeito do anticoncepcional?

Preço e onde comprar biotina

A biotina pode ser encontrada em lojas de produtos naturais, suplementos e também em farmácias. O preço pode variar devido à quantidade e laboratório do produto.

Na opção de 5mG o valor varia, em geral, de R$ 20,50 até R$ 50,00. Já na opção de 10mG, a variação é de, aproximadamente, R$ 30,00 até R$ 60,00.

Entre as opções estão:

Suplemento que contém B7 em sua composição

Há opções de suplementos de diversas vitaminas (poli ou multivitamínicos), que em sua composição contêm a biotina, são eles:

Cosméticos

Os cosméticos utilizam a biotina devido aos seus benefícios ao cabelo e pele, nesse caso, é possível encontrar essa vitamina desde shampoos até cremes:

Opções de shampoo:

Condicionadores:

Cremes e séruns:

Biotina manipulada

A biotina pode ser adquirida em farmácias de manipulação. Apesar de não precisar de receita médica, é sempre importante a prescrição para saber a dosagem correta de manipulação. Em média, um potinho com 30 cápsulas manipuladas custa em torno de R$19 a R$ 49,90 .

Alimentos ricos em biotina

Alguns alimentos são fontes de biotina e podem fazer parte do cardápio diário, auxiliando a suprir a quantidade diária da vitamina.

Os seguintes alimentos são fonte da vitamina (porção de 100g):

  • Ovo cozido (16mG);
  • Castanha-de-caju (13,7mG);
  • Cogumelos cozidos (8,5mG);
  • Noz picada (18,3mG);
  • Farelo de aveia (35mG);
  • Amêndoa (43,6mG);
  • Farelo de trigo (44,4mG);
  • Avelã (75mG);
  • Amendoim (101,4mG).

Perguntas frequentes

Existe carência de biotina?

Existe, mas são casos raros. A carência de biotina não é comum devido a essa vitamina estar presente em diferentes alimentos.

Mas quando ocorre, os sintomas são pele seca, vermelhidão em volta do nariz e da boca e fraquezas nas unhas e cabelos.

Nos casos em que é diagnosticada a carência, a recomendação é o uso de suplementação indicada por um médico.

Biotina é vitamina?

Sim, a biotina é uma vitamina do complexo B conhecida também como vitamina B7 ou vitamina H.

Quantos comprimidos de biotina devo tomar por dia?

A quantidade de biotina para cada pessoa deve ser determinada por orientação médica ou por um nutricionista, levando em consideração as taxas vitamínicas e a alimentação do paciente.

Em geral, as marcas e fabricantes indicam a ingestão de 1 a 2 comprimidos de 5mG ou 1 de 10mG por dia.

Biotina faz parte do complexo B?

Sim, como vitamina do complexo B ela atua no metabolismo das gorduras, proteínas e carboidratos.

As vitaminas que fazem parte deste complexo não são produzidas pelo corpo humano, tendo que ser adquiridos pelo consumo de alimentos.


A biotina, popularmente conhecida como vitamina B7, é importante para a saúde do organismo, sobretudo pele e cabelos. É capaz de trazer muitos benefícios e manter o correto funcionamento dos sistemas do corpo.

Compartilhe essa matéria para que mais pessoas conheçam os benefícios da vitamina!

Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Editor Médico

Dr. Paulo Caproni

CRM/PR 27.679

Graduado em Medicina pela PUCPR. Residência Médica em Medicina Preventiva e Social pela USP. MBA em Gestão Hospitalar e de Sistemas de Saúde pela FGV.

Farmacêutica Responsável

Dra. Francielle Mathias

CRF/PR 24612

Farmacêutica generalista, com Mestrado em Ciências Farmacêuticas, ambos pela Unicentro. Doutorado em Farmacologia pela UFPR.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *