Para quem não gosta de comer carne ou segue uma dieta vegetariana, nem sempre é fácil conseguir uma opção de proteína que não seja de origem animal e supra todas as necessidades do nosso organismo.

Uma planta utilizada há muitos anos na alimentação tem retornado aos holofotes como opção rica em proteína e vitaminas: a spirulina.

Devido aos seus benefícios, a planta já foi utilizada como fonte de alimento e suplemento em programas espaciais da NASA, por ser fácil de digerir, promover a sensação de saciedade e ter em sua composição 18 dos 22 aminoácidos que nosso corpo necessita.

Ficou curioso sobre essa planta? Conheça os benefícios da Spirulina!

Índice — neste artigo você encontrará as seguintes informações:

  1. O que é a spirulina?
  2. Para que serve?
  3. Benefícios da spirulina
  4. Qual a composição da spirulina?
  5. Spirulina emagrece?
  6. Qual a diferença entre spirulina e chlorella?
  7. Spirulina havaiana é diferente da spirulina comum?
  8. Como tomar a spirulina?
  9. Malefícios de tomar spirulina
  10. Efeitos colaterais
  11. Tem contraindicação?
  12. Preço e onde comprar spirulina
  13. Receitas com spirulina

O que é a spirulina? 

A spirulina (Arthrospira platensis) é uma cianobactéria, um tipo de microrganismo que se alimenta por meio da fotossíntese. Ela é consumida há séculos devido aos seus benefícios para a saúde.

Sua formação ocorre naturalmente em lagos do tipo doce, salgado e no oceano, sendo reconhecida por ser um tipo de planta aquática verde-azulada que cresce em locais de clima subtropical. Costuma ser colhida nos países como México e no centro-oeste da África.

Existem diferentes espécies, mas 3 delas são as mais estudadas e utilizadas pelos benefícios terapêuticos e nutricionais que proporcionam, são elas: Spirulina platensis , Spirulina maxima e Spirulina fusiformis.

A spirulina é utilizada como um tipo de fonte de proteína, de vitaminas do complexo B e também de ferro. É consumida como suplemento, em cápsulas ou comprimidos, e em pó nos alimentos e bebidas.

Entre os benefícios do consumo estão o auxílio na perda de peso, redução do estresse, fadiga, envelhecimento precoce e outros problemas.

É usada com objetivos de melhorar a memória, gerar energia ao metabolismo, curar feridas e machucados e melhorar a digestão em algumas pessoas.

Para que serve?

A spirulina serve como um suplemento alimentar. Seja na forma de cápsulas ou em pó, seu consumo é indicado por ser uma boa fonte de vitaminas e proteína.

Vegetarianos, pessoas que fazem muita atividade física e que buscam emagrecimento fazem uso da spirulina para ajudar na saúde, pois possui propriedades antioxidantes, auxilia no fortalecimento da imunidade e na produção de novas células do corpo.

Benefícios da spirulina

A spirulina possui muitos benefícios, desde a parte alimentar até na saúde dos cabelos e unhas:

Auxilia no controle da glicose

Um estudo publicado no Journal of Medicinal Food mostrou que, por meio da ingestão de dois comprimidos por dia de spirulina, os pacientes conseguiram melhorar o controle glicêmico (nível de açúcar no sangue).

O estudo também mostrou que a spirulina foi eficaz no controle do colesterol, demonstrando o efeito benéfico da substância em dois casos.

Reduz a anemia

Cerca de 40 idosos participaram de um estudo sobre anemia, em que foi utilizado a spirulina para aumentar a hemoglobina (proteína) e a imunidade dos pacientes.

Após o consumo da substância, notou-se que houve melhora, isso ocorreu devido à presença de ferro na spirulina. Com a suplementação também foi apresentado melhora na disposição, memória e apetite.

Melhora a força muscular

Com o tempo, nossas células sofrem de oxidação (envelhecimento), o que causa uma fadiga, sentida principalmente após a realização de exercícios.

Alguns alimentos possuem propriedades antioxidantes que ajudam a minimizar esse dano às células.

Dois estudos demonstraram que entre os alimentos está a spirulina. Ao incluí-la na dieta de atletas, foi possível perceber aumento da resistência e da força muscular.

A Spirulina possui altas quantidades de proteína. Como o produto possui facilidade de ser digerido, os nutrientes são bem aproveitados, fazendo com que a qualidade proteica também seja alta.

Possui propriedades anti-inflamatórias

A spirulina possui propriedades anti-inflamatórias, que protegem nosso corpo. Quando ocorre alguma infecção, lesão ou inflamação em nosso organismo, é importante que o sistema imune esteja fortalecido.

Além disso, essas propriedades reduzem os riscos do desenvolvimento de doenças, como artrite, inflamação crônica etc.

Evita o envelhecimento precoce

Devido à presença dos antioxidantes, a spirulina é poderosa no combate de radicais livres, e garantem a saúde das células.

Um dos principais componentes responsáveis por isso é a ficocianina, uma substância que auxilia a reduzir os radicais livres, proporcionando efeito antioxidante (previne o envelhecimento) e anti-inflamatório ao organismo.

Ao consumir a spirulina é possível evitar o envelhecimento precoce e diminuir os riscos de doenças cardíacas, diabetes e câncer.

Faz bem para cabelo, pele e unhas

A spirulina passou a ser acrescentada aos dermocosméticos (cosméticos funcionais) devido à capacidade de hidratação e no estímulo da produção de colágeno, que promove a regeneração das células, dando brilho e vida à pele, cabelos e unhas.

Qual a composição da spirulina?

A spirulina contém em sua composição vitaminas A, C, E e as do complexo B, como B1, B2 e B3. Possui minerais importantes ao funcionamento do organismo, como fósforo, magnésio, ferro, iodo e manganês. Também possui fitonutrientes, carboidrato, gordura, fibras e uma grande quantidade de proteína (63,5g). Confira:

Aminoácidos

Os aminoácidos são moléculas que auxiliam no funcionamento dos tendões, músculos, cartilagens e hormônios.

Consumir alimentos com aminoácidos é importante porque eles auxiliam na obtenção de energia para a realização de exercícios, estimulam o crescimento de massa muscular, auxiliam a imunidade e regulam os hormônios.

Vitamina A

Auxilia no desenvolvimento e manutenção da imunidade e pele, melhora a visão e ajuda no desenvolvimento dos dentes.

A vitamina A possui também uma ação antioxidante no organismo, auxiliando no combate aos problemas com acne.

Vitamina B

A vitamina B ajuda na prevenção de várias doenças como anemia, fraqueza, artrite, ajuda em problemas de calvície, entre outros.

Como não é produzida em grande quantidade pelo corpo, é preciso consumir alimentos que contenham a vitamina B para obter os benefícios para a saúde dos olhos, cabelos, nervos e pele.

Vitamina C

A vitamina C é conhecida por ajudar em casos de gripes e resfriados, mas ela também é ótima para auxiliar na formação das células.

A vitamina ainda age no organismo como um poderoso antioxidante, combatendo o envelhecimento precoce.

Vitamina E

Esta vitamina, também conhecida como tocoferol, necessita ser ingerida por meio dos alimentos.

A substância participa de diversas funções no organismo, como  proteção do cérebro, melhora na fertilidade e cicatrização da pele, além de conter propriedades anti-inflamatórias.

Minerais

A spirulina contém muitos minerais, como o ferro, zinco, cobre, selênio e manganês.

Os minerais agem no organismo, mantendo a correta manutenção dos sistemas digestivo, esquelético e nervoso. Além disso, são responsáveis pela manutenção dos tecidos no corpo humano.

Betacaroteno

O betacaroteno é um carotenoide, uma espécie de pigmento natural encontrado em plantas e frutas.

Quando consumimos um alimento com betacaroteno, nosso organismo o converte em vitamina A, que age protegendo as células, auxiliando no sistema respiratório, participando da manutenção da pele e da saúde dos olhos.

Spirulina emagrece?

Não, a spirulina auxilia em dietas de emagrecimento, mas ela sozinha não tem esse poder de fazer o indivíduo emagrecer.

O produto tem poucos carboidratos, sendo usado em dietas low-carb. Além disso, por ter bastante proteína, é um aliado à musculação.

A spirulina também proporciona a sensação de saciedade, fazendo com que a pessoa não sinta fome tão cedo. Por isso, juntas, essas ações podem ser fortes aliadas ao emagrecimento, desde que associadas à alimentação equilibrada e atividades físicas.

Leia mais: Cloreto de magnésio emagrece? Como ele age no organismo?

Qual a diferença entre spirulina e chlorella?

A diferença entre spirulina e chlorella são as propriedades e usos de cada uma..

A chlorella é indicada para a desintoxicação no organismo e aumento de imunidade, enquanto a spirulina é rica em proteína, sendo mais indicada para suplementação e complementação da dieta.

Spirulina havaiana é diferente da spirulina comum?

Em partes, sim. A spirulina do tipo havaiana (Arthrospira pacifica) é mais limpa, livre de contaminantes e metais devido ao local de cultivo, no caso do Hawaii. Mas a composição é igual a da spirulina comum.

Como tomar a spirulina?

A spirulina é uma substância versátil, que pode ser incorporada aos alimentos e receitas ou tomada na forma de medicamentos, como cápsulas. Confira:

Pode ser utilizada como ingredientes nas receitas, das doces às salgadas. Existem diversas receitas que utilizam a substância, também é possível misturar o pó em bebidas, como vitaminas de frutas e smoothies.

Cápsula ou comprimido

Pode ser tomada em cápsula ou comprimido, a recomendação é consumir no máximo 4 cápsulas ao dia. Para ter uma melhor absorção dos nutrientes, em geral, é indicado que o consumo seja feito meia hora antes das principais refeições, como almoço e jantar.

Malefícios de tomar spirulina

Esse produto costuma crescer em áreas em que é possível encontrar grande concentração de mercúrio e chumbo, então, com o tempo, a planta pode absorver esses metais.

A spirulina como planta não produz malefícios à saúde, o que ocorre é que dependendo do tipo de água em que é cultivada pode tornar-se tóxica e trazer problemas à saúde.

Um estudo publicado em 2013, no Saudi Journal of Biological Sciences, analisou 25 produtos comerciais de spirulina e encontrou concentrações de 6 metais pesados neles.

Essa planta costuma ser cultivada no Japão e China, sendo depois transportada para outros países para se tornar cápsula ou pó para comercialização.
O problema é que os mares e lagos desses países são os que apresentam alta concentração de BMAA (toxina ligada à doença neurodegenerativa) e microcistinas (toxina prejudicial ao fígado).

O que ao longo do consumo de spirulina pode causar danos ao fígado, náuseas, vômitos, fraqueza, batimento cardíaco rápido, choque, reações alérgicas, entre outras complicações dependendo da pessoa.

Por isso, o indicado é utilizar o suplemento com orientação nutricional e médica, para que o especialista/profissional de saúde possa acompanhar o caso.

Quais são os efeitos colaterais da spirulina?

Em algumas pessoas, a spirulina pode causar efeitos colaterais, geralmente associados ao uso incorreto ou exagerado. Nesses casos, é preciso interromper o uso. Em geral, problemas digestivos, alterações hepáticas, erupções cutâneas e sensação de mal-estar podem ocorrer. Também podem se manifestar:

  • Picos de febre;
  • Alergias;
  • Dores abdominais;
  • Gases;
  • Prisão de ventre;
  • Náusea;
  • Fraqueza;
  • Vômito;
  • Taquicardia (alteração no batimento do coração).

Tem contraindicação?

Algumas pessoas precisam tomar cuidado com a spirulina, entre elas:

  • Pacientes com pressão alta;
  • Diagnosticados de fenilcetonúria;
  • Crianças menores de 12 anos;
  • Mulheres grávidas ou lactantes;
  • Alergia a marisco ou iodo;
  • Doenças autoimune;
  • Uso de anticoagulantes;
  • Uso de suplementos.

Preço e onde comprar spirulina

A spirulina pode ser encontrada em farmácias, lojas de produtos naturais, feiras orgânicas e em sites de alimentação vegetariana na internet.

As versões em cápsulas ou comprimidos custam em torno de R$ 19 a R$ 100, enquanto o pó custa de R$ 16 a R$ 100.

No Consulta Remédios, site comparador de preços de farmácias online, você pode encontrar as melhores ofertas de produtos, como:

Receitas com spirulina

A spirulina pode ser utilizada como ingredientes em algumas receitas, são elas:

Smoothie de Spirulina

Ingredientes:

  • 1/2 xícara de iogurte da sua preferência;
  • 1 copo de leite de soja (ou água, água de coco ou suco de fruta);
  • 1 mamão papaia;
  • 1 pêssego;
  • 1 manga;
  • 1/2 xícara de framboesa, mirtilos ou amoras;
  • 2 colheres de chá de spirulina.

Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata até ficar com uma boa espessura, parecido com a massa de sorvete. Tire do liquidificador e consuma na hora.

Panquecas de aveia com spirulina e mel

Ingredientes:

  • 3 ovos;
  • 1 xícara de farelo de aveia (200mL);
  • 2 colheres de sopa de semente de linhaça marrom;
  • 1 colher de sopa de spirulina;
  • 150 ml de leite;
  • Raspinhas de limão,
  • Mel a gosto.

Bata os ovos até que eles dobrem de volume, junte a raspa de limão, o leite e bata lentamente para misturar. Aos poucos adicione o farelo de aveia, a linhaça e a spirulina até formar uma massa mole.

Aqueça uma frigideira, unte com manteiga e coloque uma concha da massa mole, aguarde ela formar pequenas bolhas e dourar. Pegue uma espátula, vire a panqueca e frite o outro lado, depois retire e faça novamente até terminar a massa.

Coloque o recheio de sua preferência, feche a panqueca, adicione um pouco de mel e consuma.


A spirulina é uma microalga com muitos nutrientes para a saúde, que pode ajudar em diferentes casos, mas o ideal é fazer uso sempre com acompanhamento médico.

Ficou surpreso (a)  com os benefícios e usos da spirulina? Compartilhe esse artigo com seus amigos (as), para que eles também se informem sobre ela.

Fontes consultadas

Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Editor Médico

Dr. Paulo Caproni

CRM/PR 27.679

Graduado em Medicina pela PUCPR. Residência Médica em Medicina Preventiva e Social pela USP. MBA em Gestão Hospitalar e de Sistemas de Saúde pela FGV.

Farmacêutica Responsável

Dra. Francielle Mathias

CRF/PR 24612

Farmacêutica generalista, com Mestrado em Ciências Farmacêuticas, ambos pela Unicentro. Doutorado em Farmacologia pela UFPR.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *