Seja uma receita caseira ou um medicamento, todos conhecem ao menos uma opção de remédio para dor de garganta. Afinal, este é um sintoma bastante incômodo e recorrente.

Frequente em quadros gripais, resfriados, inflamações na amígdala ou faringe e infecções (virais e bacterianas), a dor de garganta é um problema que afeta as pessoas em qualquer idade.

Quando é um sintoma persistente, o ideal é procurar um médico assim que possível para investigar a causa por meio de um diagnóstico adequado.

Para o tratamento, há opções farmacológicas e outras mais caseiras, que podem auxiliar na recuperação.

Confira os principais remédios para dor de garganta:

Remédios caseiros: o que é bom para dor de garganta e gripe?

Além dos medicamentos prescritos pelo médico, há algumas receitas caseiras que podem ajudar a aliviar a dor de garganta.

Para isso, os chás são bastante populares. Eles  possuem propriedades anti-inflamatórias e analgésicas, além de vitaminas que ajudam a fortalecer o sistema imunológico.


Além disso, por ser uma bebida quente, proporciona um relaxamento dos músculos da região da garganta e ajudam a aliviar a dor.

Leia mais: Qual a diferença entre uma gripe e um resfriado?

Confira algumas opções de chás e outras receitas:

Consumo de líquidos (chás, água e sucos)

Não é exatamente um medicamento, mas manter-se bem hidratado durante um quadro de gripe ou resfriado, que estão relacionados com a dor de garganta, é fundamental.

Pode ser difícil ter vontade de ingerir bastante líquido devido ao desconforto ao engolir, mas uma boa hidratação ajuda o organismo a secretar mais facilmente mucos.

De modo geral, os chás são os mais usados para essa hidratação.

Para dor de garganta, os recomendados são aqueles que levam ingredientes tidos como medicinais, com ação anestésica, anti-inflamatória e descongestionante.

Alguns deles são o chá de mel com limão, de alho, gengibre, eucalipto e tanchagem.

No entanto, sopas e sucos também são bem-vindos. Estes devem preferencialmente ser preparados com ingredientes nutritivos e frutas frescas.

Alho

Parece estranho e o medo de ficar com um mau hálito pode espantar as pessoas desse ingrediente. Mas o alho é um tempero com grande ação anti-inflamatória, antibacteriana e capaz de aumentar a imunidade.

O alho pode ser ingerido cru em pedaços ou adicionado em chás e sopas.

Hortelã e chocolate 70% cacau

O hortelã é um remédio caseiro para a dor de garganta por ajudar a aliviar o desconforto e mal-estar causado pelo sintoma. Junto ao chocolate, que deve ser 70% cacau, ajuda a hidratar a garganta e reduzir a irritação.

Isso acontece porque o cacau é muito rico em flavonoides, substâncias que possuem ação anti-inflamatória.

Sopas e caldos

Com a garganta dolorida e inflamada, pode ser complicado consumir alimentos mais pesados, de deglutição difícil, como carnes, massas e alimentos crocantes.

Por isso, tomar alguns caldos e sopas pode ser uma boa opção.

Além de ajudar a aliviar a dor, por ser um alimento mais quente, também pode ser preparado com ingredientes como o alho e gengibre, que ajudam a reforçar a imunidade.

Leia mais: Benefícios da quinoa: grão previne doenças e melhora imunidade

Gargarejo

Outro método caseiro para a dor de garganta é o gargarejo. Normalmente, é feito para tratar a dor de garganta causada por uma inflamação.

Pode ser realizado com água morna e sal, com camomila, bicarbonato de sódio, vinagre de maçã, arnica e vários outros ingredientes que ajudem a reduzir a inflamação e dor.

Chá para dor de garganta: o que é bom para aliviar?

O uso de plantas como medicamentos caseiros é um hábito muito comum. Em chás, a prática é ainda mais recorrente. Para o tratamento da dor de garganta é assim também, são várias as opções que podem ajudar a tratar a inflamação e também quando há outros sintomas associados, como dor de ouvido e rouquidão.

Veja quais são:

Chá com limão e mel: ajuda a tratar a gripe

O chá de limão junto ao mel é uma combinação clássica de remédio caseiro contra a dor de garganta e outros sintomas da gripe e resfriado.

O limão é um ingrediente importante para amenizar a dor de garganta por ser anti-inflamatório e rico em vitamina C.

Já o mel também ajuda a proporcionar um alívio momentâneo na dor e também a aliviar a tosse, por reduzir o muco das vias respiratórias.

Para preparar, misture o sumo de 1 limão, 2 colheres de sopa de mel e 1 xícara de água, e leve ao fogo.

Ao começar a ferver, adicione rodelas de limão (cerca de metade dele) e deixe por mais 5 minutos. Depois é só coar e beber.

Chá de gengibre: para aliviar a rouquidão

O gengibre possui propriedades com ação analgésica e anti-inflamatória no organismo, por isso, é um ingrediente considerado um bom remédio para a dor de garganta.

Para fazer o chá, o ideal é usar a raiz fresca, pois há uma melhor extração das substâncias.

Para o preparo é preciso, primeiro, lavar bem a raiz do gengibre e cortar em pequenos pedaços. Também é possível fazer com o gengibre ralado.

Ferva a água e quando ela estiver bem quente, abaixe o fogo e coloque o gengibre.

Com a panela tampada, deixe ferver por 5 a 10 minutos. Depois é só coar e servir. Pode ser adoçado com mel ou tomado puro.

Chá de tanchagem: melhora a garganta inflamada

Entre os vários benefícios que promete, a tanchagem se destaca por ser uma planta medicinal com potencial anti-inflamatório, descongestionante e analgésico.

Por isso, pode ser recomendada para quem está com dor de garganta e tosse.

Para o chá de tanchagem, é necessário 20g de folhas da planta para 1L de água.

Em um recipiente, ferva a água e em seguida coloque as folhas. Deixe ferver por mais 3 minutos, preferencialmente com uma tampa para abafar. Depois, coe e sirva.

Chá de eucalipto: melhora a resposta imunológica

O chá de eucalipto pode ajudar no alívio de dor de garganta ao melhorar a resposta imunológica do organismo, acelerando a cura de um processo inflamatório que esteja causando o sintoma, por exemplo.

Para fazê-lo, use 1 colher de sopa de folhas de eucalipto picadas para 1 xícara de água fervente.

Deixe as folhas na água bem quente por 5 minutos e quando estiver morno, basta coar e beber.

Medicamentos: o que tomar para dor de garganta?

Existem vários remédios que ajudam a curar a dor de garganta, pois tratam a doença que causou o sintoma. Os mais comuns são:

Além disso, é possível usar sprays e pastilhas também pode ajudar a amenizar o desconforto e aliviar irritações.

É importante saber que o uso de antibióticos só é feito com prescrição médica e a receita médica fica retida na farmácia no momento da compra. Por isso, para saber o que é o mais adequado para o seu caso, consulte um médico para ter o acompanhamento. Com o diagnóstico, esse profissional saberá qual remédio deve ser tomado.

Atenção!

NUNCA se automedique ou interrompa o uso de um medicamento sem antes consultar um médico. Somente ele poderá dizer qual medicamento, dosagem e duração do tratamento é o mais indicado para o seu caso em específico. As informações contidas nesse site têm apenas a intenção de informar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um especialista ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Siga sempre as instruções da bula e, se os sintomas persistirem, procure orientação médica ou farmacêutica.

Remédio para dor de garganta em bebês ou infantil

Em bebês, tratar a dor de garganta exige ainda mais cautela, pois, dependendo da idade, alguns alimentos e chás caseiros não devem ser dados. O mesmo vale para os medicamentos.

O uso de analgésicos, anti-inflamatórios, antibióticos e outros remédios que ajudam a tratar as causas da dor de garganta só deve ser feito quando o médico pediatra faz a prescrição.

Em crianças maiores, algumas receitas e cuidados caseiros podem ser feitos, como tomar chá, fazer gargarejo, sopas e caldos que ajudem a melhorar a resposta imunológica e a sarar a dor de garganta.

Remédio para dor de garganta em gestantes

Diante de uma dor de garganta, o mais recomendado é que a gestante opte por remédios caseiros e nunca faça uso de medicamentos por conta própria. Até mesmo com os chás deve haver um cuidado maior, pois em grandes quantidades alguns também fazem mal, como o de gengibre. Ao ser persistente a dor, a mulher deve procurar um médico.

Para evitar a dor de garganta e ter que recorrer ao uso de medicamentos, a gestante deve manter uma rotina preventiva.

Faz parte a alimentação equilibrada, visitas periódicas ao médico ou médica, boa higienização dos alimentos e ambientes, além da redução de estresse.

Se for realmente necessário o uso de algum medicamento, é o médico quem deve orientar a gestante. O remédio prescrito deve ser feito levando em conta o quadro de cada paciente.


Sentir dor ou irritação na garganta ao comer, beber, falar ou tossir: quem nunca passou por esse momento? Infelizmente, é um sintoma comum e, muitas vezes, recorrente.

Com as doenças sazonais, alergias e inflamações na região, o problema costuma estar presente.

Nem sempre é possível livrar-se desse problema rapidamente, não há receita milagrosa para curar a dor de garganta em 1 dia.

Mas existem formas de acelerar esse processo, por exemplo, tomando corretamente os medicamentos e recorrendo às receitas caseiras.

Entretanto, isso não descarta a importância de consultar-se com um médico. Lembre-se: a automedicação é um risco e não deve ser uma prática do dia a dia.

Além disso, pessoas que fazem uso de medicamentos de uso contínuo devem ter um maior cuidado com possíveis interações com outros remédios e chás.

Obrigada pela leitura e continue acompanhando os artigos de saúde e bem-estar do Minuto Saudável!

Fontes consultadas

  • Dra. Francielle Tatiana Mathias (CRF/PR 24612), farmacêutica generalista com mestrado em Ciências Farmacêuticas pela Universidade Estadual do Centro-Oeste e doutorado em Farmacologia pela Universidade Federal do Paraná.


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Participe da discussão

2 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *