A Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) é uma doença respiratória de altíssima gravidade ocasionada por uma variedade de microorganismos, como vírus, bactérias e fungos. Desencadeada por um dano nos alvéolos (estruturas pulmonares responsáveis pelas trocas gasosas), a síndrome inflama, causa acúmulo de líquido e compromete a capacidade de oxigenação do pulmão. 

A SRAG acontece quando um caso de Síndrome Gripal (SG), infecção das vias respiratórias que causa febre, calafrios, dor de cabeça, coriza, tosse e dor de garganta, progride para alta gravidade, exigindo assim hospitalização dos (as) pacientes. 

Entre os microorganismos que podem causar a SRAG estão o coronavírus e o vírus Influenza A e B. Durante a pandemia de Covid-19, o número de casos da síndrome subiu exponencialmente. 

Este artigo serve como um guia para sanar as principais dúvidas a respeito da síndrome, seus sintomas, complicações, diagnóstico, tratamento e como prevenir. 

Índice – Neste artigo, você vai encontrar:

  1. Quais são os sintomas da Síndrome Respiratória Aguda Grave?
  2. Quais complicações a SRAG causa?
  3. Como a SRAG é diagnosticada?
  4. Síndrome Respiratória Aguda Grave X Covid-19: como diferenciar?
  5. Síndrome Respiratória Aguda Grave x Síndrome Gripal: qual a diferença?
  6. Tratamentos para SRAG
  7. Como prevenir a SRAG?

Quais são os sintomas da Síndrome Respiratória Aguda Grave?

Um (a) paciente com SRAG é aquele que desenvolveu um caso mais grave da Síndrome Gripal (SG), por isso, é necessário listar e entender, primeiramente, os sintomas da Síndrome Gripal: 

  • Dores musculares;
  • Febre súbita igual ou maior a 38 graus;
  • Calafrios;
  • Coriza;
  • Dor de garganta;
  • Problemas no olfato ou no paladar. 

Portanto, a SRAG acontece quando um indivíduo com Síndrome Gripal apresenta também qualquer um dos sintomas abaixo:

  • Dificuldade respiratória;
  • Sensação de pressão no peito;
  • Diminuição da oxigenação no sangue (abaixo de 95%);
  • Rosto ou lábios azulados ou arroxeados;
  • Hipotensão (pressão baixa). 

Quais complicações a SRAG causa?

A SRAG causa insuficiência respiratória aguda, que prejudica a oxigenação dos órgãos do corpo e pode levar o (a) paciente ao óbito. 


Como a SRAG é diagnosticada?

Para se obter o diagnóstico da SRAG, o (a) médico (a) observa se o (a) paciente apresenta uma piora dos sintomas da Síndrome Gripal, se os sintomas da SRAG estão presentes e realiza exames. 

Devido à gravidade da síndrome, em muitos casos não há tempo suficiente de aguardar o resultado dos exames, e por isso, muitas vezes o (a) médico (a) é levado a tomar uma decisão de emergência. 

Leia também: Por que vacinados contra a Covid-19 ainda podem se infectar?

Síndrome Respiratória Aguda Grave X Covid-19: como diferenciar?

O SARS-Cov-2, vírus causador da Covid-19, traz em seu nome a sigla em inglês da Síndrome Respiratória Aguda Grave: SARS (Severe Acute Respiratory Syndrome). Casos mais graves da infecção por Covid-19 podem desencadear a síndrome, por isso, é importante que o paciente que apresenta sintomas graves de Covid-19 procure um (a) médico (a) para avaliação e acompanhamento. 

Síndrome Respiratória Aguda Grave x Síndrome Gripal: qual a diferença?

A SRAG é uma complicação da Síndrome Gripal, sendo assim, a partir do momento que o paciente com SG apresenta sinais de gravidade, seu caso passa a ser considerado suspeita de SRAG. 

Porém, é importante ressaltar que nem toda Síndrome Gripal evolui para Síndrome Respiratória Aguda Grave. 

Tratamentos para SRAG

A partir do momento que a SRAG é diagnosticada, o (a) paciente é internado (a) para tratamento hospitalar em enfermaria ou em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), dependendo da gravidade do caso. 

A principal forma de tratamento é a administração de oxigênio (oxigenoterapia). Além disso, o (a) paciente recebe soro na veia para hidratação e são receitados remédios compostos por fosfato de oseltamivir, como o Tamiflu.

Exames complementares, como radiografia do pulmão, podem ser solicitados para acompanhar a recuperação do (a) paciente.

No caso de não ocorrer melhora com esses tratamentos, o (a) paciente pode precisar ser intubado.        

O tratamento mais eficaz e específico para a SRAG causada por Covid-19 ainda segue em estudo. 

O (a) paciente é internado (a) para tratamento hospitalar da SRAG.

Como prevenir a SRAG?

A vacinação anual para a gripe e a contra a Covid-19 são as principais formas de diminuição da probabilidade de contrair a síndrome. Além delas, devem ser tomados os mesmos cuidados da prevenção do coronavírus

____________________

Na presença de qualquer sintoma respiratório grave, um (a) médico (a) deverá ser consultado. 

Para mais informações sobre saúde e prevenção, continue acessando o site e as redes sociais do Minuto Saudável.  

Referências


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.