Nem sempre é normal sangrar na gravidez. A manifestação depende de alguns fatores como idade gestacional e a causa do sangramento. 

Por exemplo: o deslocamento do óvulo ou da placenta, nos primeiros meses, pode gerar pequenos sangramentos que indicam que algo está errado.

Por outro lado, nas semanas finais, a expulsão do tampão mucoso também pode gerar sangramento devido ao rompimento de pequenos vasos sanguíneos. Mas isso é normal. 

De forma geral, os sangramentos na gravidez são preocupantes se forem acompanhados de dores intensas, febre e desmaios.

O tempo de gestação também pode determinar se o fluxo sanguíneo é preocupante. Na maioria dos casos, sangramentos a partir dos 3 meses de gestação tendem a ser incomuns.   

Em caso de dúvidas ou suspeitas, procure auxílio médico.

Leia mais: Sangramento durante o sexo: o que pode ser?

Quando pode ocorrer sangramento durante a gravidez? 

O sangramento na gravidez pode acontecer em todos os meses, mas nem sempre é sinal que algo está errado. Depois da fecundação e antes do parto, a nidação e a expulsão do tampão mucoso podem causar fluxos sanguíneos que são normais. Mas infecções e feridas internas são situações que podem causar sangramentos anormais.


Saiba um pouco mais sobre cada uma dessas situações: 

Nidação (no início da gestação)

Logo após a fecundação do óvulo, esse se fixa na parede do útero (nidação). Isso pode provocar um pequeno sangramento, que dura cerca de 2 dias e tem coloração rosada. 

Pode ser acompanhado de cólicas e outros sintomas similares aos menstruais (como dor nas mamas e inchaço causado pela retenção de líquido). 

A nidação pode levar até 15 dias após a fecundação para acontecer e, muitas vezes, é um dos primeiros sinais que indicam a gravidez.  

5ª e 6ª semanas de gestação

Nos 3 primeiros meses, a mulher pode ter um corrimento mais escuro parecido com borra de café ou ainda um sangramento de cor vermelha intensa.  

Isso pode acontecer por vários motivos como deslocamento do óvulo, aborto espontâneo ou gravidez ectópica (fora do útero). 

Nesses casos, o corrimento vaginal ou o sangramento são acompanhados de cólicas, náuseas e febre.

Se isso acontecer, o recomendado é buscar auxílio médico o mais rápido possível. 

Depois da relação sexual 

Não é normal ter sangramentos após a relação sexual, principalmente se a mulher estiver grávida. 

Esse sangramento durante a gestação pode ter sido provocado por várias razões: o canal vaginal que está mais sensível, algum ferimento que foi causado durante o coito ou ainda uma infecção que pode ter sido transmitida.  

Se o fluxo for acompanhado de dores intensas, sensação de ardência ou queimação, febre ou o sangramento não parar em até 1 hora, deve-se buscar auxílio médico com urgência. 

Isso porque somente um médico poderá avaliar a situação, descobrir a causa do sangramento e tratá-lo corretamente. 

Tampão mucoso  

Conforme o parto se aproxima, o corpo da mulher tende a preparar-se para esse momento, com contrações uterinas, dilatações do canal vaginal e a expulsão do tampão mucoso. 

O tampão mucoso é uma barreira de muco que se forma no final do canal vaginal. Sua principal função é proteger o neném de bactérias, vírus e fungos que possam entrar pela vagina. 

Mas para o bebê nascer pelo canal vaginal, esse tampão precisa ser expelido, podendo causar pequenos sangramentos que duram poucas horas e não apresentam volume intenso, dor ou febre. 

Após a expulsão do tampão mucoso, o trabalho de parto pode começar em algumas horas ou levar semanas para acontecer.

Leia mais: Causas de Sangramento na Gravidez, diagnóstico e tratamento


O sangramento durante a gestação pode ser sinal que alguma coisa não está bem, como nos casos de gravidez ectópica, deslocamento do óvulo ou da placenta, infecções e atritos devido às relações sexuais. 

Por outro lado, em alguns momentos específicos a gestação, os sangramentos são normais, desde que não sejam acompanhados de outros sintomas. 

O Minuto Saudável traz outras informações sobre gestação. Acompanhe! 


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.