O câncer é uma doença que causa diversos desconfortos físicos e emocionais para quem sofre com o problema. 

Quando malígno, o tratamento é complexo e delicado, alterando não apenas a rotina do(a) paciente, mas também das pessoas de sua convivência. 

Para auxiliar os recursos terapêuticos já existentes, como a radioterapia, existem medicamentos que visam potencializar o combate ao tumor. 

É o caso dos fármacos que utilizam o princípio ativo Temozolomida em sua formulação, substância que têm ação anticancerígena.

Conheça mais sobre a substância e qual sua indicação!

Índice — neste artigo você vai encontrar:

  1. O que é o princípio ativo Temozolomida?
  2. Indicação: Para que serve Temozolomida?
  3. Quais as opções referência, similar e genérico? 
  4. Posologia: como a bula indica usar?
  5. Quais os efeitos colaterais do Temozolomida?
  6. Preço: onde comprar Temozolomida mais barato?
  7. Temozolomida tem registro na ANVISA?
  8. Tem no SUS ou no Rol da ANS?
  9. Como orçar Temozolomida?

O que é o princípio ativo Temozolomida?

Temozolomida é o princípio ativo de alguns medicamentos quimioterápicos, utilizados no tratamento de tumores cerebrais e casos de câncer de pele em que o tumor se espalhou por outros órgãos.

A via de administração é intravenosa ou em cápsulas.


Ele tem ação anticancerígena e seus efeitos se iniciam logo após a administração das primeiras doses.

Indicação: Para que serve Temozolomida?

O Temozolomida serve para o tratamento de pacientes com diferentes tumores. Entre eles:

  • Glioblastoma multiforme recém diagnosticado (juntamente com radioterapia) — tumor que afeta o cérebro e a coluna vertebral;
  • Glioblastoma multiforme que reapareceu após tratamento anterior;
  • Glioma maligno — tumor que afeta o cérebro e a medula espinhal;
  • Astrocitoma anaplásico que reapareceu após tratamento anterior — tumor que afeta o cérebro;
  • Melanoma maligno metastático — câncer de pele que se espalhou para outros órgãos.

Quais as opções referência, similar e genérico? 

O princípio ativo Temozolomida está presente em fármacos produzidos por diferentes laboratórios. 

Entre eles, existem as opções de:

  • Medicamento referência — originador da fórmula;
  • Medicamento similar — mesma eficácia e efeito da referência, porém, com diferentes excipientes, por exemplo;
  • Medicamento genérico — mesmas características da referência, mas sem o nome comercial.

Entre as opções, estão:

Temodal

O Temodal é o medicamento referência à base de Temozolomida, fabricado pela Schering-Plough. 

Ele foi o originador da fórmula utilizando o Temozolomida e foi o primeiro a ter sua eficácia comprovada pela ANVISA.

Temolida

Temolida é um dos medicamentos similares, fabricado pela Bergamo.

Ele apresenta a mesma eficácia, forma farmacêutica, via de administração e posologia que o referência, porém, com excipientes diferentes.

O fármaco foi registrado na ANVISA no ano de 2015.

Temozolomida Sun pharma

O fármaco fabricado pela Sun pharma é uma das opções de medicamento genérico.

Ele foi registrado pela ANVISA em 2015 e apresenta as mesmas características que o referência, porém, sem o nome comercial. 

Temozolomida Eurofarma

O Temozolomida fabricado pela Eurofarma é uma opção genérica contendo o princípio ativo. Foi registrado pela ANVISA no ano de 2019, sendo uma medicação genérica.

Posologia: como a bula indica usar? 

De acordo com a bula do medicamento referência — Temodal —, é recomendado ingerir as cápsulas juntamente com água 1 vez ao dia, de estômago vazio. Preferencialmente 1 hora antes do café da manhã.

Em relação à dosagem, siga sempre as orientações do(a) médico(a).

Caso o tratamento com Tomozolomida seja feito em conjunto às sessões de radioterapia, a posologia será dividida em 2 fases: concomitante e monoterapia.

Concomitante

A fase concomitante é quando o uso do Tomozolomida é feito paralelamente às sessões de radioterapia.

Em geral, o tratamento inicia com a dosagem de 75mg/m² e a dose diária varia de acordo com as características físicas do(a) paciente.

A recomendação é que essa dose seja administrado durante um período de 42 dias.

Após esse tempo, o uso da medicação é interrompido por 4 semanas e, em seguida, é iniciado o tratamento com o medicamento isolado (sem a radioterapia). 

Monoterapia

A fase de monoterapia é quando o medicamento é utilizado sem a realização de outros tratamentos em paralelo. 

Nesse período, pode haver até 6 ciclos de tratamento, de 28 dias cada um, a depender do quadro clínico do(a) paciente.

Em geral, o ciclo de 28 dias consiste em 5 dias de uso da medicação e 23 dias de intervalo (sem uso do fármaco), até que se inicie um novo ciclo.

De acordo com a bula, a dose inicial é de 150mg/m², 1 vez ao dia.

As doses podem ser ajustadas pelo(a) médico(a) responsável, a depender das características de cada paciente.

Quais os efeitos colaterais de Temozolomida?

Assim como outros medicamentos, o Temozolomida pode apresentar efeitos colaterais para algumas pessoas.

Entre os muito comuns, estão:

Já os sintomas comuns são:

  • Candidíase oral;
  • Faringite;
  • Herpes simples;
  • Baixa no nível de glóbulos brancos;
  • Baixa no nível de linfócitos;
  • Deficiência de plaquetas no sangue;
  • Perda de peso;
  • Hiperglicemia;
  • Ansiedade;
  • Insônia;
  • Oscilação do humor;
  • Tontura;
  • Dificuldade de concentração;
  • Dificuldade de memorização;
  • Sonolência;
  • Tremores;
  • Visão turva;
  • Dificuldade na audição;
  • Hemorragia;
  • Edemas;
  • Tosse;
  • Dor abdominal;
  • Diarréia;
  • Feridas no interior da boca;
  • Dermatite;
  • Pele seca;
  • Coceira;
  • Fraqueza muscular;
  • Incontinência urinária;
  • Febre;
  • Distúrbio do paladar.

Entre as reações adversas incomuns, mas que podem ocorrer, estão:

Vale lembrar que cada organismo reage de forma diferente à medicação. Dessa forma, nem todas as pessoas terão, necessariamente, um ou mais efeitos colaterais.

Preço: onde comprar Temozolomida mais barato?

O Preço do Temozolomida pode variar de acordo com a região geográfica, estabelecimento de compra e laboratório fabricante da medicação.

Em geral, seu custo pode ser a partir de*:

*Preços consultados em fevereiro de 2020. Os valores podem sofrer alteração. 

Para comprar preços de forma rápida e simples, é possível utilizar o site do Consulta Remédios, que indica os melhores preços nas farmácias de diversas regiões.

Temozolomida tem registro na ANVISA?

Sim. O princípio ativo Temozolomida está registrado na ANVISA, por  diferentes laboratórios. Entre eles:

  • Ranbaxy Farmacêutica;
  • Schering-Plough Indústria Farmacêutica;
  • Eurofarma Laboratórios;
  • Sun Farmacêutica do Brasil;
  • Laboratório Químico Farmacêutico Bergamo;
  • Zodiac Produtos Farmacêuticos.

O medicamento referência, ou seja, originador da fórmula, é o Temodal, fabricado pela Schering-Plough Indústria Farmacêutica. Ele foi registrado pela ANVISA em 2011.

Tem no SUS ou no Rol da ANS?

Não. A substância Temozolomida não faz parte da Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (RENAME), ou seja, não participa da lista de medicamentos distribuídos diretamente pelo SUS.

Porém, caso o(a) paciente tenha prescrição médica e não possua condições de financiar a medicação, há a possibilidade de entrar com uma ação judicial, solicitando a cobertura do tratamento pelo Estado.

Para isso, é necessário apresentar alguns documentos como exames, laudo médico e cotação de preço em 3 farmácias diferentes. 

Já o Rol da ANS é a lista de procedimentos mínimos (exames, cirurgias, consultas) que os planos de saúde são obrigados a cobrir para clientes. 

O tratamento de tumores cerebrais com o Temozolomida não está nessa lista. 

Como orçar Temozolomida?

Para casos em que não haja a distribuição de uma medicação pelo SUS, e o(a) paciente não possui condições de arcar com os custos do tratamento, há como solicitar o custeio da medicação pelo Estado.

É necessário, para isso, abrir um processo judicial com as informações:

  • Laudo Médico;
  • Exames;
  • Requerimento;
  • Orçamento em 3 farmácias diferentes.

Para a realização da cotação, é possível obter auxílio na assessoria de cotação de medicamentos de alto custo, que faz um orçamento personalizado de forma simples e facilitada.


O processo de descoberta de um câncer é, na maioria das vezes, um período difícil. 

Os sintomas da doença, efeitos colaterais de medicações e terapias tornam ainda mais complexo o processo de tratamento e recuperação.

Para auxiliar e até mesmo potencializar o combate à doença, existem substâncias como a Temozolomida, que atuam no combate do tumor.

Quer saber mais sobre doenças e medicamentos? O Minuto Saudável tem outros conteúdos sobre remédios e saúde para você. Continue lendo! 


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.