A dificuldade em perder peso é um problema comum para a maioria das pessoas, mas não para todas. O peso abaixo do normal transforma a rotina alimentar em um verdadeiro suplício para quem deseja ganhar alguns quilos. Mas, a alimentação incorreta não é a única vilã da história. Questões físicas e psicológicas também podem interferir no ganho de peso.

Fatores psicológicos

Casos de depressão e anorexia podem interferir nas refeições diárias, reduzindo drasticamente a quantidade de calorias necessárias para dar energia ao organismo. Transtorno bipolar, bulimia e até mesmo situações constantes de estresse também podem levar a perda de apetite e, consequentemente, de peso.

Fatores físicos

A genética também pode ser um fator determinante quando se trata do peso. Pessoas com o metabolismo mais rápido costumam processar as calorias de forma acelerada, o que acaba prejudicando o estocamento de calorias. A dificuldade em engordar também pode estar associada a diversos problemas de saúde, como o hipertireoidismo.

Questões psicológicas e físicas devem ser diagnosticadas e tratadas. Somente após o diagnóstico médico correto é possível buscar por métodos que ajudem no ganho de peso.

Os perigos do consumo exagerado

Comer bastante e consumir quantidades elevadas de gordura parece ser uma forma fácil e rápida de ganhar uns quilinhos a mais. Apesar disso, essa combinação pode ser extremamente prejudicial ao organismo. Aumento de colesterol, pedra na vesícula e problemas de fígado são apenas alguns dos perigos que esta dieta pode trazer. Os cuidados com a alimentação devem ser levados a sério, e devem possuir o acompanhamento de um médico especialista, como o nutricionista.

O que colocar no prato?

A dieta para aquelas que desejam engordar deve ser variada e saudável. Além disso, o mais indicado é que os alimentos industrializados e as frituras sejam evitadas.

A ingestão de alguns alimentos ricos em vitaminas e nutrientes – e que também são calóricos – pode ser extremamente benéfica. É o caso da banana (rica em potássio) e do abacate (possui grandes quantidades de vitamina C e E, além de gorduras polissaturadas).

Peixes, carnes magras e legumes devem ser acrescentados à dieta, pois estes contém quantidades consideráveis de gorduras boas, como o ômega 3. Os carboidratos não devem ser excluídos, contudo precisam ser consumidos de maneira equilibrada.

Gordura x músculos

O mais recomendado é que o ganho de peso esteja associado ao aumento da massa muscular, em vez da gordura. Contudo, há casos onde a pessoa com excesso de magreza possui níveis extremamente baixos de tecido adiposo (menos de 10%) e, nestes casos, pode ser necessário o aumento da gordura corporal.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie o conteúdo!)
Loading...

Faça um comentário:

Por favor, escreva seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui