Açaí (fruta, na tigela): como fazer, origem, benefícios, engorda?

0

O Brasil é o maior produtor, consumidor e exportador de açaí. Sempre foi um fruto muito consumido nas regiões onde é produzido, como o Maranhão, Pará, Amapá, Acre e Rondônia.

Contudo, pela fama dos benefícios, o consumo se espalhou pelo país. Hoje, não é difícil encontrar um lugar que venda açaí e sua lista extensa de combinações.

Há muitos fãs da fruta, viciados no seu sabor e benefícios, outros, não muito chegados, curiosamente, comparam o seu sabor ao gosto de terra.

No texto a seguir, vamos discutir quais os benefícios da fruta, como consumi-la e quando o seu consumo faz mal. Boa leitura!

Índice – neste artigo você encontrará as seguintes informações:

  1. O que é o açaí?
  2. Tipos
  3. Valor nutricional
  4. Como é consumido?
  5. Óleo de açaí
  6. Açaí engorda?
  7. Benefícios do açaí
  8. Como calcular as calorias da tigela do açaí?
  9. Receitas
  10. Onde encontrar e em quais produtos?
  11. Riscos
  12. Existem contraindicações?
  13. A lenda do açaí
  14. Perguntas frequentes

O que é o açaí?

O açaí é um fruto tipicamente brasileiro, com origem na região amazônica. É consumido, geralmente, em sua forma pastosa, como se fosse uma espécie de ‘sorvete’ feito com sua polpa.

Seu nome é de origem tupi,  yasai’, que significa “fruta que chora”, referência ao suco que o  fruto libera quando está sendo despolpado.

O popular açaí de tigela, é uma mistura da polpa congelada com o xarope de guaraná. Essa mistura, que normalmente ainda recebe outros complementos, é uma versão menos saudável da fruta, mas bastante consumida atualmente.

É um alimento querido também por pessoas que praticam esportes e frequentadores de academia, pois apresenta alto valor energético.

Pode ser consumido de diferentes formas e apresenta vários benefícios. Também é um fruto explorado em vitaminas, suplementos e em produtos de beleza.

O açaí apresenta vários benefícios pelo efeito antioxidante, sendo anti-inflamatório e atuando como um reforço para as respostas imunológicas do nosso organismo.

Para ser consumido, o açaí antes passa por um processo para ser despolpado, o que pode ser feito por máquinas ou manualmente. Antes disso, precisa ficar de molho na água para que esse processo seja mais fácil e para que se misture na água. O resultado é um suco consistente, também conhecido como vinho do açaí.

Açaizeiro

O açaizeiro é a árvore que produz o açaí, é uma espécie de palmeira muito comum na região amazônica. Além do Brasil, o açaizeiro é uma espécie presente também em países como a Colômbia, Equador, Guianas e Venezuela.

Essa árvore, além de produzir o açaí, é aproveitada para o comércio de outros produtos. Com as folha, por exemplo, é possível confeccionar esteiras, chapéus, vassouras de palha, telhados e cestos artesanais.

A madeira do tronco, resistente a presença de pragas, pode ser utilizada para a construção civil ou para produção de minerais, após ser processada.

Além das folhas da madeira, as sementes podem ser aproveitadas para o artesanato e o palmito é consumido como iguaria.

Tipos

Apesar do açaí roxo ser o mais popular, ele não é o único tipo dessa fruta.Existem outros com cores e sabores diferentes. São eles:

Açaí roxo ou preto

É o tipo mais conhecido de açaí, sendo o mais consumido. É natural do norte do país, principalmente no Pará. É parecido com a jabuticaba, aparentemente, pois apresenta cor bem mais escura.

Açaí açu

É mais comum na região amazônica do Peru, apresentando sabor mais forte do que o açaí roxo. Necessita de um cuidado muito maior na colheita e refrigeração. Os cachos deste tipo são bem maiores do que o açaí roxo e por isso recebe este nome, pois açú significa açaí grande.

Pode ser conhecido, em alguns lugares, como açaí solitário. No Tocantins, o açaí açu é produzido no inverno, na entressafra do açaí roxo.

Açaí espada

A diferença deste tipo de açaí para os outros está na forma do cacho, onde apresenta diversas ramificações.

Açaí sangue de boi

O açaí sangue de boi recebe esse nome pois sua cor é um vermelho bem forte. O gosto se distancia do sabor do açaí roxo e sua consistência também, sendo mais pastoso.

Açaí chumbinho

É um tipo de açaí bem pequeno, com peso e até 1 grama em cada fruto. A sua cor, no entanto, pode ser branca ou roxa.

Açaí branco ou açaí tinga

Esse tipo de açaí também é comum no estado do Pará, mas é mais raro do que o açaí roxo. Por ser difícil de ser encontrado, o preço costuma ser mais elevado do que os outros tipos. Apesar do nome, a casca e a polpa são verdes.

Valor nutricional

O açaí puro apresenta uma série de propriedades benéficas para a saúde, apesar do seu alto valor energético. Confira os valores nutricionais do fruto, considerando 100g:

PropriedadeQuantidade
Valor energético247 Kcal
Proteínas13g
Lipídios17g
Fibras17g
Açúcares simples1,5g
Potássio932mg
Magnésio174 mg
Fósforo124mg
Cálcio286mg
Glicídios1,5g
Ferro1,5µg
Vitamina A146 UI
Vitamina C0,01mg
Vitamina B111,8µg
Vitamina B20,32µg
Vitamina B31738µg
Vitamina B6257µg
Vitamina B5
1389µg
Vitamina E2,07µg
Vitamina K20µg

Como é consumido?

O açaí é consumido de diferentes formas e combinações, o que pode variar de acordo com a região. É considerado um fruto versátil dentro da culinária, pois pode compor pratos doces e salgados ou então ser servido como suco.

Na região norte e nordeste, de modo geral, o açaí é consumido junto com farinha de mandioca ou tapioca. Também pode ser preparado como pirão,  para acompanhar peixe assado ou com camarão.

É comum ouvir dos consumidores de açaí dessa região que esse consumo é o jeito certo ou original, e que as misturas nas regiões sul, sudeste e centro-oeste são uma variação.

O açaí nessas regiões é consumido em seu estado cremoso e misturado ao xarope de guaraná. Mas não para nisso, as pessoas podem escolher complementos como banana, morango, aveia e granola ou adicionar ingredientes mais calóricos como leite condensado, paçoca, leite em pó, mousses etc.

Óleo de açaí

O óleo do açaí é uma entre as possibilidades de uso que o fruto permite. Diferente da polpa e do suco, o óleo possui uma cor mais próxima do verde-escuro.

O cheiro, após a extração, é considerado desagradável, mas após refinado, isso muda. Ele pode ser para uso externo e interno.

Pode ser utilizado na culinária, para o tempero de saladas e outros pratos, da mesma forma como o azeite de oliva é utilizado, não sendo indicado para frituras.

Também é usado para fins cosméticos, sendo utilizado na fabricação de produtos como cremes hidratantes, produtos capilares e sabonetes.

Sua concentração antioxidante é uma das atrações dos produtos. Por ser rico em graxos essenciais, acaba sendo 33 vezes mais antioxidante do que a uva, fruta que também é famosa por esse benefício.

A maioria dos produtos já são comercializados com o óleo em sua composição, mas para quem quer adicionar a um creme que já tem em casa, a quantidade indicada é de 5ml do óleo de açaí para 250ml de hidratante corporal.

Os produtos com função adstringente, que retiram a oleosidade e impurezas da pele, e os que possuem ação emoliente, que hidratam e reparam peles mais ressecadas, devem ser aplicados, preferencialmente, durante a noite.

Além de prevenir o envelhecimento, o óleo de açaí também apresenta ação anti-inflamatória, o que é aproveitado nos cosméticos e nos produtos medicinais.

Ele é contraindicado em casos de pessoas que já possuem problemas de oleosidade excessiva da pele e acnes. Para quem quer adicionar o óleo a produtos capilares, o cuidado deve ser o mesmo. Quando em grande quantidade, pode deixar os fios mais oleosos. O recomendado é de 2 a 5 gotas.

Açaí engorda?

O açaí é um alimento energético rico em fibras, potássio, magnésio e vitaminas. Seu consumo, no entanto, gera muitas dúvidas em relação ao aumento do peso, pois ele puro já é considerado bem calórico.

Quando consumido de forma moderada, o açaí pode ajudar a emagrecer. Ele puro apresenta diversas propriedades benéficas para a saúde e uma delas é a sensação de saciedade.

Mas da mesma forma que ele pode ser um aliado dentro de uma dieta balanceada, pode se tornar um vilão. A polpa do açaí, normalmente, é comercializada misturada ao xarope de guaraná.

A adição desse ingrediente o torna mais doce, o que acaba eleva os níveis de insulina no organismo, estimulando a síntese de gordura.

Além do xarope, quando acrescentamos ingredientes como paçoca, leite em pó, leite condensado, chocolate, confete e outras guloseimas ele deixa de ser bom para o controle do peso, pois passa a ser um alimento extremamente calórico.

Uma tigela de açaí com banana de 500 gramas, por exemplo, possui aproximadamente 700 calorias. Com outros itens mais calóricos, como os citados, esse valor aumenta expressivamente.

Contudo, o açaí não precisa ser encarado como um vilão, pois ele sozinho não deve fazer a pessoa engordar. Outros fatores são considerados, como as próprias adições, a quantidade ingerida, os outros hábitos alimentares da pessoa, quantidade de exercícios e qualidade de vida.

O açaí pode ser uma boa opção para pessoas que praticam exercícios físicos, para consumo antes do treino, pois é uma boa fonte de energia e pode ajudar no desempenho durante as atividades.

Moderadamente, o açaí faz bem. Ele puro ou com combinações saudáveis é a melhor opção para quem não quer engordar, o que vale é o bom senso somado aos outros hábitos citados.

Benefícios do açaí

O consumo de açaí pode trazer alguns benefícios para a nossa saúde. Uma das suas principais ações se deve ao seu poder antioxidante.

Na polpa do açai contém antioxidantes que agem contra alguns tipos de radicais livres, como o superóxido e radicais peroxil. O caroço também possui propriedades antioxidantes, contudo, não é possível ainda confirmar se o seu consumo é seguro em relação a sua toxicidade.

A ação de alimentos antioxidantes no organismo promove diversos benefícios, tais como envelhecimento saudável. Assim, o consumo do açaí pode ajudar a inibir a ação dos radicais livres, responsáveis por provocar o falecimento precoce das células.

Quando o corpo humano apresenta incapacidade em neutralizar a produção excessiva desses radicais, fica mais suscetível ao surgimento de doenças cardiovasculares, catarata, obesidade, doenças neurodegenerativas, declínio cognitivo, disfunções imunológicas e alguns tipos de câncer.

O estresse oxidativo também provoca danos às estruturas do DNA, as macromoléculas e organelas, como as mitocôndrias, responsáveis pela energia das células através da respiração celular.

Os principais antioxidantes presentes no açaí são as antocianinas, proantocianidina e flavonoides. Outros benefícios que o açaí proporciona incluem:

Melhora do sistema imunológico

Fortalece o sistema imunológico pois os antioxidantes presentes no fruto agem contra a ação do estresse oxidativo que microorganismos invasores e  toxinas provocam. Esse benefício também se dá pela presença de vitamina C e ômega 9.

Assim, aumenta a capacidade do organismo em se defender de infecções por vírus, bactérias e fungos.

Ajuda no combate da anemia

Por ser um alimento rico em ferro e em outros nutrientes essenciais, o açaí pode ser usado para combater a anemia.

Efeito anti-inflamatório

Esse benefício ocorre por consequência da ação dos antioxidantes, pois as propriedades antiflogísticas presentes no açaí são capazes de reduzir a lesão tecidual. Além disso, a composição lipídica presente na fruta também pode interferir em processos inflamatórios e interferir na percepção da dor.

Reduz os riscos de alguns tipos de câncer

As frações polifenólicas da polpa do açaí apresentam a capacidade de  ajudar a reduzir a proliferação de células leucêmicas HL-60. Essa descoberta aconteceu em estudos realizados in vitro. Nos ratos que possuíam câncer do esôfago, a polpa do açaí também teve ação na redução das células cancerígenas e no tamanho dos tumores.

É fonte de energia

O açaí puro é um alimento altamente energético. Puro, ele é considerado uma fonte saudável de energia, podendo ser opção para uma refeição antes do treino.

Pode prevenir o Alzheimer

Os antioxidantes presentes no açaí ajudam a preservar a saúde das células, pois inibem a ação dos radicais livres. As antocianinas  e proantocianidinas protegem as células nervosas de processos degenerativos e inflamatórios, fatores que podem favorecer o colapso do tecido cerebral.

Previne doenças cardíacas

O açaí contém antocianina, substância responsável pela cor roxa da fruta. Além da coloração, é responsável por efeitos antioxidantes e anti-inflamatórios, que ajudam no combate de radicais livres.

Assim, protege o organismo de doenças cardiovasculares, pois inibe o estresse oxidativo e evita a morte celular precoce.

Reduz o colesterol

O consumo moderado de açaí, quando somado a uma dieta equilibrada, ajuda a equilibrar os níveis de colesterol LDL (ruim) e colesterol total.

Embora o açaí apresente alto teor de gordura, são gorduras boas para a saúde, sendo elas monoinsaturadas e poliinsaturadas, também encontradas no abacate.

Ajuda no controle de diabetes tipo 2 e da obesidade

Os polifenóis presentes neste fruto, de acordo com estudos clínicos, podem ajudar a diminuir os riscos de obesidade quando associada a doenças crônicas como a diabetes tipo 2.

Alimentos ricos em antioxidantes podem favorecer o metabolismo lipídico e a homeostase da glicose, reduzindo os riscos de complicações da doença crônica.

É bom para a pele e para os cabelos

O açaí é bom para a saúde da pele porque ajuda na prevenção do envelhecimento das células. Não só como alimento, o açaí pode ajudar na beleza quando em sua versão em óleo, presente em produtos como hidratantes para a pele e cabelo.

É fonte de fibras

O açaí é um bom alimento para quem sofre com problemas intestinais pois é fonte de fibras. Por isso, pode ajudar a aliviar a prisão de ventre. Por conta disso, também proporciona maior saciedade.

Como calcular as calorias da tigela do açaí?

A quantidade de calorias presentes no açaí de tigela podem variar muito. Apenas o açaí puro, em uma quantidade de 200g, pode apresentar 130 calorias. Com o xarope de guaraná, o número de calorias dá um salto bem grande, indo para 320 calorias.

Esses números, contudo, podem variar, pois a concentração de açaí  e xarope podem mudar de acordo com o açaí comercializado.

Para se ter uma noção da quantidade de calorias em uma tigela é preciso saber também quantas calorias os adicionais apresentam. Portanto, se você está de dieta e não quer exagerar, será necessário calcular os complementos.

Listamos a quantidade aproximada de calorias de alguns dos  acompanhamentos mais comuns, considerando com medida uma colher de sopa:

  • Banana (1 unidade): 100Kcal;
  • Aveia: 70Kcal;
  • Granola: 60Kcal;
  • Mel: 62Kcal;
  • Paçoca: 76Kcal;
  • Castanha: 84Kcal;
  • Leite condensado: 85Kcal;
  • Leite em pó: 84Kcal;
  • Calda de chocolate: 95Kcal;
  • Sucrilhos: 55Kcal.

Receitas

O açaí pode ser preparado de diversas formas. O mais tradicional é que ele seja preparado com sua polpa misturada ao xarope de guaraná e a banana prata. Dessa mistura surgem diversos outros complementos.

A forma mais saudável de consumi-lo é com acompanhamentos saudáveis. Veja algumas opções:

Açaí com granola

Os ingredientes são:

  • 200g de polpa de açaí (pronto para consumo);
  • 100mL de xarope de guaraná;
  • 100mL de água;
  • 1 banana nanica;
  • 1 colher de granola.

Para preparar, basta bater no liquidificador o açaí, a água, a banana e o guaraná até chegar a uma massa homogênea. Coloque, em seguida, em um recipiente e leva a geladeira, no congelador ou freezer.

Na hora de consumir, é só misturar a granola. Também é possível acrescentar a essa receita mel e iogurte natural.

Milk shake de açaí

Esse milk shake é bem simples e pode ser uma opção para tomar antes ou depois do treino. Os ingredientes são:

  • 250g de polpa de açaí;
  • 1 copo de leite de vaca ou de amêndoa.

O modo de preparo é apenas bater no liquidificador esses dois ingredientes e tomar em seguida. No lugar do leite, uma opção é substituir por 200g iogurte grego.

Frango grelhado com molho de açaí

Quem prefere o açaí em combinações de pratos salgados pode gostar dessa opção para o almoço ou jantar. Os ingredientes para esse prato são:

  • 4 colheres (sopa) de polpa de açaí;
  • 4 filés de peito de frango desossado;
  • ½ xícara (chá) de caldo de legumes;
  • 1 colher (chá) de vinho branco;
  • 4 colheres (sopa) de requeijão light;
  • 1 colher (sopa) amido de milho;
  • Sal, pimenta-do-reino e tomilho a gosto.

Primeiro, tempere o frango com o sal e pimenta. Em sequência, coloque uma frigideira antiaderente para aquecer e depois grelhe os filés. Quando os dois lados dos filés estiverem no ponto, retire e reserve.

Para o molho, misture o vinho, o caldo de legumes e o amido de milho e leve à frigideira. Depois, acrescente a polpa de açaí e espere engrossar. Quando estiver mais encorpado, acrescente o requeijão light, mexa bem e desligue o fogo. Está pronto para acompanhar os filés grelhados.

Cocada de açaí

Os ingredientes para preparar a cocada de açaí são:

  • 1 coco maduro grande (ou 2 médios);
  • Açúcar;
  • 2 xícaras de açaí.

Rale o coco e meça a mesma quantidade de açúcar para ser equivalente ao coco ralado. Em seguida, leve ao fogo esses dois ingredientes e espere ferver.

Quando estiver fervendo, acrescente o açaí e deixe cozinhar até que apareça o fundo da panela, assim como é feito para achar o ponto certo do brigadeiro.

Finalizado, retire da panela e despeje em um recipiente como uma travessa ou uma forma de bolo. Espere esfriar e corte do tamanho de uma cocada.

Onde encontrar e em quais produtos?

O açaí é uma superfruta, pois é utilizado em vários produtos e apresenta diversos benefícios. Encontrar o açaí não é difícil, atualmente. Existem diversas redes que comercializam apenas esse tipo de produto.

Dependendo da região, como visto, a forma como é consumido muda. Hoje, o açaí na tigela é bem popular e não é preciso procurar muito para encontrar onde vende.

No entanto, o açaí também pode ser encontrado em redes de supermercado, onde a polpa é vendida em potes. Outros produtos alimentícios como chiclete, energético, picolé, farinha de açaí, sorvete, sucos, barrinhas de cereal e outros produtos usam o açaí como base.

É possível encontrar o açaí em suplementos e vitaminas, sendo comum também em bebidas alcoólicas, como vodkas, vinhos, tequila e na catuaba.

Na área de cosméticos, o açaí está presente em diversos produtos, como condicionador, shampoo, hidratantes para o corpo, hidratantes capilares, sabonete, óleos para o cabelo, batom, esfoliantes, esmaltes,  e hidratante labial.

Riscos

Além do medo de engordar, algumas pessoas apresentam receio no consumo do açaí por um possível risco de doença de Chagas.

A doença de Chagas é provocada pelo protozoário Trypanosoma cruzi. Pode ser provocada pelo contato com as fezes do barbeiro, pela pele ou  via oral. Os sintomas dessa doença são febre, inchaço e problemas cardíacos que podem levar o paciente à morte.

A suspeita de que havia uma relação entre o consumo de açaí e o número de casos dessa patologia existe desde 2006, onde 430 casos da doença foram registrados no Pará. Descobriram, na época, que o consumo de açaí era comum entre todos os pacientes e o Ministério da Saúde resolveu investigar.

Dessa forma, pediu que pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen) buscassem entender esses casos.

O estudo mostrou que o protozoário causador da doença é capaz de sobreviver na polpa do açaí tanto em temperatura ambiente ou até mesmo em temperaturas de -20ºC, quando congelado.

No entanto, mesmo sabendo que o protozoário pode sobreviver no açaí até mesmo em temperaturas muito baixas, não é necessário evitar o açaí. A doença de Chagas está relacionada a falta de higiene e isso não é considerado um fator associado diretamente ao açaí.

O açaí é contaminado quando um barbeiro ou as suas fezes se misturam à polpa da fruta durante o processamento. Para evitar esse risco, recomenda-se sempre garantir que o açaí consumido sejam comercializados ou produzidos em lugares com certificado da Vigilância Sanitária.

Em açaís industrializados, o risco é eliminado, pois o protozoário não consegue sobreviver ao processo de lavagem e pasteurização.

Existem contraindicações?

De modo geral, o açaí não apresenta contra indicações. No entanto, deve ser consumido de forma moderada, assim como qualquer  outro alimento.

Pode acontecer de algumas pessoas apresentarem alergia ou intolerância ao fruto ou ao óleo. Nesses casos, recomenda-se fazer um teste antes de consumir. Inicialmente, deve ser consumido em pequenas quantidades.

A lenda do açaí

A descoberta do açaí e a origem do seu nome estão presentes também no folclore brasileiro, com a lenda de Iaçá (ou Iaçã).

A lenda apresenta algumas variações, mas em todas o princípio é o mesmo. De acordo com o folclore, foi na tribo Itaki, em Belém do Pará, que o fruto foi descoberto. O contexto, no entanto, não era nada feliz.

Segundo a história, o povo Itaki estava passando por um período triste de escassez de alimentos. Sem encontrar outra saída, o cacique Itaki resolveu que as crianças que nascessem dali por diante seriam sacrificadas, para que não faltasse comida para os mais velhos.

Por um tempo, a decisão cruel do cacique prevaleceu, até que sua filha, Iaçá, deu à luz a uma menina. A criança, contudo, também não foi poupada.

Por dias, Iaçá chorou pela perda de sua filha e, enclausurada e em luto dentro de sua oca, pediu a Tupã que mostrasse ao cacique Itaki uma forma diferente de ajudar seu povo, acabando com os sacrifícios.

Em uma noite, Iaçá ouviu um choro de criança e saiu da oca para ver de quem vinha. Ao sair, encontrou sua filha sorrindo, ao lado de uma palmeira. A abraçou, mas logo após o ocorrido, sua filha desapareceu.

Desolada, Iaçá morreu, ao lado da palmeira, de tanto chorar. No dia seguinte, seu corpo foi encontrado. Segundo a lenda, Iaçá estava ainda sorrindo e abraçada ao tronco da palmeira

Seus olhos apontavam para o topo da árvore e miravam os frutos do pé, que estava carregado. O Cacique Itaki pediu que os outros índios apanhassem os frutos e a partir desse dia, seu povo passou a se alimentar do fruto e as crianças não foram mais sacrificadas. O nome açaí, de Iaçá ao contrário, foi dado em homenagem a filha.

Perguntas frequentes

Conheça algumas das principais dúvidas sobre o açaí.

O açaí tem muita gordura?

Sim, o açaí é um alimento com quantidades significativas de gordura, sendo a maioria monoinsaturadas e insaturadas. No entanto, são gorduras que fazem bem para o coração e ajudam no equilíbrio dos níveis de colesterol.

Por ter alto teor de gordura, algumas pessoas temem o consumo do açaí, pois não querem engordar. Contudo, como descrito no tópico sobre o assunto, o açaí puro não engorda, mas quando misturado e repleto de combinações calóricas, vira um problema.

Qual a quantidade recomendada?

Não existe um consenso em relação à quantidade de açaí que pode ser consumida diariamente. Nas regiões onde a fruta é mais comum, como no estado do Pará, as pessoas costumam consumir o fruto com mais frequência e em maior quantidade, mas normalmente como suco ou como complemento de outras refeições, como no pirão.

Para saber se o seu consumo está sendo exagerado ou não, procure orientação de um nutricionista. Assim, ele poderá avaliar as quantidades consumidas e se está dentro das suas necessidades nutritivas diárias.

Devo consumir o açaí antes ou depois do treino?

O açaí é uma fruta que possui carboidratos e vários benefícios para quem pratica atividades físicas. Pode ajudar na prevenção de lesões, aumenta a força e o rendimento.

O que determina qual o melhor momento para tomar o açaí é o objetivo de cada pessoa. Por exemplo, quem busca um alimento energético, para melhorar o desempenho,tem melhor aproveitado do açaí antes do treino. Nesses casos, deve ser consumido 30 minutos antes do exercício físico.

Por outro lado, se o objetivo for o ganho de massa muscular, o açaí pode ser mais vantajoso após o treino.


Muito popular na região amazônica, o açaí é uma fruta que proporciona diversos benefícios. Hoje, não é consumida exclusivamente de um jeito ou apenas em uma região.

Como açaí de tigela, acompanhado outros pratos como em pirão, como óleo para temperar saladas ou em produtos de beleza, o açaí é indicado para todas as pessoas.

Nesse texto buscamos discutir os principais benefícios dessa superfruta. Nos conte sobre como você a consome e quais suas combinações preferidas. Obrigada pela leitura!

Referências

Yuyama, LKO: Açaí (Euterpe oleracea Mart.) e camu-camu (Myrciaria dubia (H.B.K.) Mc Vaugh) possuem ação anêmica?. Acta Amazon 2002; 32(4):625-633.
Portinho, J., Zimmermann, L. and Bruck, M. (2012). Efeitos benéficos do açaí. International Journal of Nutrology, (v.5, n.1, p. 15-20, jan./abr. 2012).

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (15 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe suas opiniões e comentários, nos preocupamos com ela:

Por favor, escreva seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui

Lamentamos a não possibilidade de dar-lhe conselho médico ou responder a questões médicas e farmacêuticas individuais através de e-mail, pois apenas um médico pode prestar tal atendimento. Embora tentemos responder a todos os comentários, opiniões e e-mails que recebemos em até dois dias úteis, nem sempre é possível devido ao grande volume que recebemos. Por favor, tenha em mente que qualquer solicitação ao Minuto Saudável está sujeita aos nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, ao enviar, você indica sua aceitação.