Com 23 semanas de gestação, a gestante entra em uma fase marcada por mudanças no comportamento e desenvolvimento do bebê. Ele começa a ficar mais agitado e atento às luzes e sons, especialmente os mais graves.

Por isso, é um bom momento para apresentar diferentes sons e músicas para o bebê, para que ele fique cada vez mais acostumado com barulhos externos. Com a audição mais desenvolvida, ele começa a reconhecer vozes familiares.

Muitas mulheres e seus parceiros aproveitam essa fase para ler, cantar e conversar com o bebê.

A partir de agora, a mamãe já pode ficar preparada para sentir os movimentos do bebê mais intensos. Entre a 23ª e 26ª semana, o feto começa a dar os famosos chutes e socos na barriga da mãe.

A barriga da gestante, inclusive, já está bem grandinha e dura, típica de uma gestação mais avançada. No entanto, até o final do terceiro trimestre, ainda vai crescer bastante. A partir da metade da gestação, o bebê cresce e ganha peso muito rápido.

Continue acompanhando a leitura para descobrir todas as mudanças e evoluções da gravidez com 23 semanas!

23 semanas de gestação são quantos meses?

A mulher com 23 semanas de gestação está no sexto mês de gravidez, entrando já na reta final do segundo trimestre. Nessa fase, a gestação já está bem avançada e a ansiedade para o parto pode estar ainda mais acentuada.

Contudo, é preciso que a mulher fique tranquila e continue se cuidando, fazendo todos os exames e mantendo uma rotina saudável. 


Sintomas e sinais da mulher com 23 semanas de gestação

A mulher com 23 semanas de gestação pode apresentar um aumento significativo no apetite, algo mais comum no início da gestação mas que pode acontecer também com a gestação mais avançada.

Apesar do apetite aumentado, a mãe deve sempre optar pela alimentação mais saudável e não exagerar nas guloseimas.

Com o crescimento acelerado do feto, é importante que a gestante siga uma alimentação sempre rica em nutrientes essenciais para o desenvolvimento do bebê. Isso não só nessa semana de gestação como ao longo de toda a gravidez.

Outros sintomas e mudanças no corpo da mulher durante essa semana incluem:

Azia

O bebê está mais grandinho nessa fase, por isso, o útero pode acabar empurrando o esôfago e o estômago. Portanto, pode ocorrer da mulher sentir indigestão e azia

Apesar de parecer um sintoma inofensivo, a mulher não deve tomar nenhum medicamento por conta própria. O ideal é sempre conversar com o médico ou médica obstetra e entender o que pode ser feito para amenizar esse mal-estar.

Inchaço

O inchaço é uma queixa bem comum nas gestantes, não só na 23ª semana de gestação. No geral, é mais comum que ele afete pernas, pés e mãos.

Para ajudar a aliviar o inchaço, a mulher deve consumir bastante água, fazer caminhadas leves e deixar os pés elevados sempre que for possível.

Estrias

A medida que o bebê cresce, a barriga da gestante também se expande. Por isso, a pele vai esticando e é possível que as estrias apareçam. Em mulheres que possuem tendência hereditária é ainda mais comum que elas surjam na gravidez.

Para ajudar a prevenir, o ideal é começar a usar desde o início da gestação cremes hidratantes e óleos, aplicando diariamente nas regiões mais afetadas (barriga, nádegas, coxas, seios).

Na hora de escolher os produtos, é importante se atentar a composição e verificar se o uso é liberado para gestantes. Para ter certeza, é interessante  conversar com uma médica ou um médico e conferir quais cremes são mais indicados.

Dores na coluna

As dores nas costas, especificamente na região lombar, são consequência do tamanho e peso da barriga. 

Para ajudar a tornar a dor menos frequente e intensa, a mulher deve evitar o uso de sapatos de salto alto. Dormir em uma posição mais adequada também ajuda. O mais recomendado é dormir de lado na cama, com as pernas flexionadas e (preferencialmente) com uma almofada entre os joelhos.

Umbigo mais evidente

Na gestação, o umbigo da gestante fica mais evidente, como se estivesse um pouco mais saltado ou para fora. Em alguns casos, fica até mesmo marcando as roupas. 

No entanto, não é algo que as mulheres devem se preocupar, pois é comum e tende a normalizar após o nascimento do bebê.

Contrações de Braxton Hicks

As contrações de Braxton Hicks são um tipo de contração que a mulher sente durante o segundo trimestre de gestação e início do terceiro. É uma condição normal e não indica que a mulher está entrando em trabalho de parto.

São consideradas uma preparação do útero para a hora do parto. Elas não devem causar dores, desconfortos, sangramentos ou outros sintomas. Se acontecer, a gestante deve procurar atendimento médico.

Insônia

Muitas gestantes podem se queixar de insônia durante a gestação e isso acontece por vários motivos. Os principais fatores que interferem no sono são as dores nas costas, dificuldade de encontrar uma posição confortável (por conta do tamanho da barriga), ansiedade e vontade de urinar frequentemente.

Qual o tamanho da barriga com 23 semanas de gestação?

É difícil dizer qual o tamanho exato da barriga com 23 semanas de gestação. Nessa fase, cada mulher pode ter um crescimento diferente, o que depende também da dieta da mãe. Em média, com 23 semanas de gestação, o útero tem 22cm de diâmetro.

Nessa fase, a mulher pode ter engordado em média cerca de 4kg a 6kg, variando de acordo com sua alimentação e índice de massa corporal.

Com o apetite aumentado, manter um controle do peso exige um esforço duplo. Contudo, é importante manter uma dieta equilibrada, pois o sobrepeso na gestação pode aumentar as dores nas costas e o cansaço.

Qual o tamanho e peso do bebê?

O bebê com 23 semanas tem seu tamanho comparado ao de uma manga ou berinjela. Mede, aproximadamente, 29cm da cabeça aos pés. O peso pode variar um pouco, mas em média deve estar em torno de 500g.

Até o fim da gestação, o peso vai subindo progressivamente. A cada semana, o bebê deve engordar bastante. Sua pele, mais enrugadinha e vermelha, tende a ficar cada vez mais lisa e rosadinha.

Como está o feto com 23 semanas de gestação?

Na 23ª semana de gestação, o bebê tem a pele bem enrugadinha e com um aspecto avermelhado. Na verdade, isso acontece devido à presença de muitos vasos sanguíneos, que acabam ficando visíveis por conta da pele ainda mais transparente.

Existem ainda vários órgãos que estão se desenvolvendo e que vão continuar em evolução até o terceiro trimestre, como os pulmões e o cérebro.

Os sentidos do bebê estão cada vez mais sensíveis. Ele começa a ficar muito mais atento aos sons, luzes e até mesmo movimentos externos. Consegue prestar atenção em vozes, sons e músicas.

Os olhos do bebê já são capazes de fazer movimentos rápidos e os traços do rosto estão mais definidos.

Nessa fase, a chance de sobrevivência do feto fora do útero é baixa, de cerca de 35%.

Cada dia no útero é importante para que o bebê consiga se desenvolver totalmente, crescendo e ganhando peso de forma saudável até o último mês gestacional. Por isso, com 23 semanas, seria um parto muito prematuro 


Com 23 semanas de gestação, quase no fim do segundo trimestre, é possível que a ansiedade das mães e pais para ver o rostinho do bebê esteja ainda maior. 

A preparação do quarto do bebê, das roupinhas e do carinho pode ser uma ocupação interessante para esse momento, para que tudo seja visto com calma, não deixando para a última hora.

Para saber mais sobre gestação semana a semana, continue acompanhando o Minuto Saudável!


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *