Com 20 semanas de gestação a mãe já entrou na marca do 5º mês. Uma série de mudanças ocorreram até aqui e cada dia é uma nova descoberta e aprendizado.

Os sintomas, que eram mais intensos até o primeiro trimestre, agora tendem a ser mais estáveis, apesar de algumas mulheres continuarem com um turbilhão deles. Cólicas, enjoos e prisão de ventre são comuns e podem ser acentuados pela ansiedade

Por isso, durante toda a gravidez, a mãe deve buscar atividades que possam aliviar o estresse e promover saúde para ela e para o bebê.

Confira todos os detalhes dessa semana gestacional no artigo abaixo!

Quantos meses é 20 semanas de gravidez?

Com 20 semanas de gestação, a mãe já pode marcar o 5º mês no calendário. O final do segundo trimestre se aproxima, faltando agora cerca de 1 mês e meio para entrar no terceiro trimestre (ou 7º mês).

Agora, o bebê tem aproximadamente 22cm de comprimento e pesa, mais ou menos, 190g a 230g — algo comparado a uma banana média.

Mudanças no corpo: como está a barriga?

Em média, espera-se que a mulher engorde cerca de 6kg até a 20º semana. Nesse momento, o útero já está 3 vezes maior em relação ao comprimento antes da gravidez. A partir de agora, em média, o útero vai crescer 1cm por semana. 

A barriga está mais evidente e cada vez mais é possível sentir os movimentos do feto lá dentro. Por isso, é bem comum haver algumas cólicas ou dores fracas nas costelas, devido a um chute ou soco do pequeno ou pequena.


Nessa fase, ainda é possível que o cansaço comece a ficar mais evidente. Vários fatores estão envolvidos, como o peso da barriga e as mudanças hormonais. Hemorroidas e prisão de ventre também são comuns.

Por isso, adotar alguns cuidados extras, como reforço na ingestão de fibras e atenção à ingestão de água faz diferença para reduzir os riscos e desconfortos causados por essas condições.

Além disso, algumas atividades leves podem ajudar a fortalecer o corpo e treinar a respiração. Pilates na gravidez, yoga, meditação e até aulas de dança são ótimas opções para as mães.

Sintomas da mãe

A gestação é cheia de mudanças no corpo e alguns sintomas podem ocorrer. Apesar de cada gestação ser única e as manifestações físicas e emocionais poderem ser diferentes, existem alguns sintomas bem comuns. São eles:

Transpiração 

Pode ser que a mãe note que está suando com mais facilidade, mesmo naqueles dias não tão quentes ou sem fazer nenhuma atividade física. Por isso, manter uma boa ingestão de líquidos é importante para não haver riscos de desidratação. 

Pés e pernas inchados 

Uma queixa comum das mães é a circulação. Chegar ao fim do dia com os pés e pernas inchados é frequente e isso pode trazer dores também. O ideal é fazer pequenos repousos ao longo do dia, evitando permanecer em pé por muito tempo. 

Além disso, evitar roupas apertadas, calças com elásticos no tornozelo e sapatos apertados ajuda. No fim do dia, colocar as penas para o alto pode ajudar o sangue a fluir com mais facilidade e aliviar os inchaços. 

Infecção urinária

Mulheres já têm mais facilidade de ter infecção urinária devido à anatomia do sistema urinário. Na gravidez, essa condição pode se tornar ainda mais frequente, sobretudo se houver um histórico de infecções recorrente. 

Por isso, beber bastante líquido, evitar segurar a urina, manter uma boa higiene vaginal, evitar usar sabonetes íntimos e calcinhas de tecido sintético são alguns cuidados bem importantes na rotina da gestante. Dormir sem a calcinha, além de confortável, é bem indicado!

Cólicas 

Não tem jeito, as cólicas vão ocorrer na gestação e elas são normais. A dor é, geralmente, leve ou moderada e não deve ser prolongada. Caso contrário, a orientação é informar sempre ao médico ou médica que acompanha a gestação. 

Porém, aquelas mais fraquinhas podem ocorrer por vários fatores normais, como o crescimento do útero. A expansão da região pode fazer com que ligamentos que o sustentam sejam alongados. Isso gera dor e desconforto. 

Além disso, com o tempo, o útero ocupa cada vez mais espaço na barriga. Isso começa a empurrar e comprimir outros órgãos, como o intestino. 

Se já houver predisposição à prisão de ventre, é bom possível que a mãe sinta cólicas intestinais devido ao trânsito intestinal lento. O ideal é cuidar da alimentação e reforçar as fibras.

Como está o bebê com 20 semanas?

O bebê está bem protegido, pois todo o seu corpinho está coberto pelo vérnix, que é uma camada cremosa que evita o contato do líquido aminiótico com a pele delicada e sensível dele. Seu desenvolvimento continua a todo vapor. 

Seu cérebro está trabalhando nos centros nervosos relacionados aos sentidos. Aos poucos, o feto vai ganhando percepção do mundo, ficando mais sensível aos sons e até ao sabor do líquido amniótico. 

Outra região do corpinho do bebê que está se formando é o diafragma. Como possivelmente ele ainda é um mecanismo imaturo e que está desenvolvendo-se, é bem provável que o bebê tenha soluços. 

Ou seja, alguns pequenos espasmos podem ser percebidos pela mãe.

Ultrassom é importante?

Sim. O exame de ultrassom é importante durante toda a gravidez. Conforme a orientação médica, ele deve ser realizado para acompanhar o desenvolvimento do pequeno ou pequena lá dentro. 

É bem comum que, ao chegar nas 20 semanas, seja solicitado que a mãe faça uma ultrassonografia. Além de saber como está a formação e o crescimento lá dentro do útero, o exame pode confirmar a idade gestacional, além de revelar o sexo do bebê. 

Claro, isso é uma opção da mãe, que pode pedir para não ser informada se é uma menina ou um menino. 

Mas, algumas vezes, mesmo a mãe desejando saber, a posição do bebê pode não favorecer a descoberta. Por isso, algumas vão ter que esperar mais algum tempo para descobrir.

________________

A gravidez é um momento de adaptação da mulher às novas necessidades e possíveis limitações de seu corpo. Mas, além disso, é uma fase de descoberta e novas sentimentos.

Manter os cuidados e as consultas regulares, fazer o pré-natal e mantr atividades de bem-estar são fundamentais para que sejam meses tranquilos e saudáveis para a mulher e o bebê.

Veja mais dicas de bem-estar na gravidez e acompanhe mês a mês esse período no Minuto Saudável!


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *