Pesquisadores do Instituto de Biologia da Universidade de Campinas (Unicamp) constataram efeitos benéficos do extrato feito da casca da jabuticaba. Ela seria capaz de prevenir a pré-diabetes e diminuir o acúmulo de gordura no fígado, condição conhecida como esteatose hepática.

A jabuticaba é uma fruta natural da floresta atlântica e grande parte de seus principais nutrientes se encontram na casca. O extrato foi criado em parceria com a Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA) da Unicamp.

Para a realização do teste foram usados 70 ratos de laboratório, separados em 7 grupos de 10. Eles foram divididos por idade, dietas e administração do extrato de casca de jabuticaba em duas quantidades diferentes.

Constatou-se que nos ratos envelhecidos, que receberam o extrato e uma dieta gordurosa — com até 5 vezes mais gordura do que o recomendado —, a quantidade de colesterol ruim (LDL) foi significantemente menor do que nos ratos que não tiveram contato com o extrato.

Essa quantidade mais baixa de colesterol foi parecida com as taxas encontradas em ratos mais jovens, que não receberam o extrato da casca de jabuticaba.

Além disso, os fígados dos ratos envelhecidos com dieta gordurosa que usaram o extrato demonstraram menor quantidade de gordura do que os que não usaram.

Também foi constatado que maiores quantidades de extrato fizeram com que o acúmulo de gordura fosse ainda menor, equalizando-o aos fígados dos ratos jovens com dieta normal.

Os ratos que ingeriram o extrato também apresentaram menores quantidades de açúcar no sangue em comparação com os que não usaram ingeriram.


O que os resultados da pesquisa indicam?

A pré-diabetes é caracterizada por um nível elevado de açúcar no sangue, e a esteatose hepática pela presença de gordura no fígado. Ambas as condições podem ser causadas pela má alimentação, entre outras causas.

A dieta que foi dada aos ratos causou as duas condições, mas apenas nos roedores que não estavam ingerindo o extrato.

Nem sempre os resultados que aparecem em ratos podem ser reproduzidos em humanos, já que envolvem organismos diferentes. Mas aquilo que se encontra nos pequenos animais de laboratório costuma ser o passo inicial para que avanços positivos na saúde humana aconteçam.

O estudo comprova que a casca de jabuticaba possui compostos saudáveis e que podem ajudar as pessoas a lidar com condições relacionadas frequentemente ao envelhecimento, como é o caso da diabetes e a esteatose hepática.

Conforme envelhecemos, muitas de nossas funções metabólicas começam a apresentar problemas. Com a expectativa de vida humana aumentando a cada ano, estas condições afetam cada vez mais pessoas.

Este tipo de descoberta pode dar pistas de como melhorar a qualidade de vida de todos nós, por meio dos benefícios da boa alimentação.

As propriedades e benefícios da jabuticaba

A casca da jabuticaba é a parte em que os principais nutrientes da fruta se encontram, mas o alimento como um todo traz diversos benefícios para a saúde. Confira as principais propriedades:

Antioxidantes

A jabuticaba tem diversos antioxidantes. A vitamina C e a vitamina E também o são e estão presentes nessa fruta.

Antioxidantes são protetores celulares. Eles impedem os radicais livres de envelhecerem as células antes da hora e também funcionam como anti-inflamatórios, evitando danos celulares causados pela inflamação.

O principal deles, no caso da jabuticaba, é a antocianina. Ela está presente de 2 a 10 vezes mais na jabuticaba do que em outras frutas. Acontece que nesta fruta, a antocianina está presente na casca, que frequentemente é jogada fora.

Vitamina C

A vitamina C, além de ser um antioxidante, também serve para fortalecer o sistema imunológico e para a formação de colágeno. O colágeno é o que nosso corpo usa para conectar uma célula na outra. Ele dá firmeza para a pele, para os músculos, para os órgãos e até para os ossos.

A vitamina C é essencial para a vida humana e precisamos ingeri-la nos alimentos, portanto é sempre positivo comer frutas que a possuem, como a jabuticaba.

Ácido fólico

O ácido fólico, também conhecido como vitamina B9, está presente na jabuticaba e é usado na formação de proteínas estruturais e da hemoglobina, que é uma proteína presente no sangue.

É essencial para a produção de sangue de nosso corpo e tem diversos efeitos benéficos como a ajuda na prevenção de anemia, a proteção contra mal de Alzheimer e o controle da hipertensão.

O ácido fólico também é muito importante para grávidas, já que ele ajuda a prevenir anomalias fetais no primeiro trimestre da gravidez.

Importância da alimentação

A alimentação é essencial para manter a saúde, especialmente se você quiser continuar saudável até a velhice. Problemas de metabolismo, e inclusive outras coisas relacionadas a maneira como comemos, começam a aparecer conforme o tempo passa.

As mudanças que ocorrem no organismo são lentas e podem passar despercebidas.

Diabetes, hepatite, esteatose hepática, gota, osteoporose, todas essas condições podem começar a aparecer no decorrer dos anos e a maneira como comemos durante nossas vidas pode acelerar ou atrasar tudo isso.

Busque se alimentar de maneira equilibrada, se hidratar e não esqueça de visitar o médico com frequência.

Leia mais: Alimentação Saudável: o que é, benefícios, como ter, cardápio, dicas

Uma consulta com um nutricionista conforme os anos passam também pode ajudar a montar um cardápio saudável para que a velhice chegue sem maiores complicações.


A jabuticaba possui diversos nutrientes, especialmente em sua casca, que é rica em antioxidantes, e estudos mostram seus benefícios para a saúde.

Compartilhe este texto com seus amigos para eles descobrirem o bem que a jabuticaba pode fazer! Fique ligado em mais dicas de alimentação no Minuto Saudável!


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Participe da discussão

2 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

    1. Olá Carolina!

      Você pode consumir a casca ao comer a fruta. Outra opção é fazer uma geleia, fervendo as cascas por alguns minutos com água e açúcar. Só lembre de fazer uma escolha mais saudável ao adoçar, evitando o açúcar refinado e optando por versões mais naturais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *