Tomar um chazinho é um hábito cotidiano de muitas pessoas. 

Seja para relaxar, para ter mais qualidade de vida ou como tratamento de alguma condição, essa bebida é muito famosa e pode ser consumida em todas as idades (nenéns com mais de 6 meses podem tomar chás conforme a orientação pediátrica). 

Mas, em certos momentos (como um positivo no teste de gestação), é normal que surjam dúvidas sobre quais tipos de chás são seguros ou não.

Vale lembrar que todas as informações do texto são generalizadas e não devem substituir a orientação médica. 

Ou seja, se o(a) obstetra não permite que a gestante consuma uma planta, essa recomendação deve ser seguida, mesmo que, de forma geral, esse chá possa ser benéfico para outras grávidas.  

Permitidos: quais os chás que grávida pode tomar com segurança?

Os chás de erva-doce, cidreira, camomila, lavanda, capim-limão e laranja são seguros para a grávida.

Mas mesmo que esses chás sejam menos inofensivos, o ideal é que a mulher não os consuma  todos os dias. 

Na verdade, o ideal é se limitar a 4 ou 5 xícaras de chá por semana (sendo, no máximo, uma por dia). 


Se você não consegue passar um diazinho sem tomar essa bebida, o recomendado é que se faça um rodízio: na segunda consuma o chá A, na terça beba o chá B e assim por diante. 

Saiba mais sobre a plantas que podem ser infundidas com água quente e consumidas na gravidez: 

Erva-doce

O chá de erva-doce é indicado para controlar a pressão sanguínea. Por isso, as mulheres que já têm problemas com queda ou aumento de pressão podem consumir esse chá com frequência.  

Ele também é conhecido por ser um calmante natural, tanto para a mamãe como para o neném. 

Erva-cidreira 

A erva-cidreira é indicada para “acalmar o estômago”, ou seja, ela ajuda a aliviar os enjoos e as dores abdominais que tendem a ser comuns durante a gestação. 

Essa planta ainda possui propriedades diuréticas, o que contribui para eliminar o inchaço causado pela retenção de líquidos. 

Camomila 

Esse é o famoso chá para acalmar as pessoas ansiosas e controlar as estressadinhas. Na gestação, ele vai funcionar justamente para essas funções: acalmar, relaxar e ajudar a dormir. 

Mas atenção: a camomila não é recomendada em casos de gravidez de risco por infecção, já que ela pode acabar agravando o quadro da grávida e comprometendo a gestação. 

Capim-limão

O capim-limão é uma planta que possui muitas vitaminas (A, B e C) e portanto ajuda a gestante ser mais saudável. 

Assim, o consumo desse chá traz benefícios como boa formação e bom desenvolvimento do bebê, melhora no sistema imunológico da gestante, alívio de dores de cabeça e cólicas e efeito calmante para a ansiedade comum nas últimas semanas de gestação. 

Chá de laranja (folhas e casca) 

O chá de laranja é usado para combater gripes e resfriados, já que a fruta é rica em vitamina C e atua no sistema imunológico aumentando a proteção natural do corpo. 

Vale lembrar que a laranja é uma fruta ácida e portanto pode causar problemas e feridas gastrointestinais. Assim, pessoas (gestantes ou não) com esse problema não devem consumir o chá.

Caso contrário, o chá de laranja está liberado para ajudar as mamães a aumentarem a imunidade corporal. 

Gengibre 

O chá de gengibre é ideal para as gestantes que sofrem com enjoos, dores de barriga, vômitos e intestino preso. 

Mesmo com esses benefícios, essa raiz deve ser consumida com moderação, já que em excesso pode causar problemas de pressão, feridas estomacais e contrações prematuras.

Ou seja, chá de gengibre está liberado, desde que o consumo seja de vez em quando.  

Lavanda 

O chá de lavanda é indicado para as gestantes que estão contando as horas para o bebê nascer. Isso porque ele possui efeito calmante e controla a ansiedade. 

Além disso, ainda melhora a qualidade de sono. Isso faz dele o chá perfeito para os últimos meses de gestação. 

Quais chás grávida não pode tomar?

Os chás mais famosos e que devem ser evitados pelas gestantes e lactantes são: canela, boldo, arruda, hortelã, chá preto, chá branco e chá verde. 

Saiba um pouquinho mais sobre cada um deles e o porquê não devem ser consumidos na gestação: 

Canela

Geralmente, as pessoas bebem o chá de canela para combater resfriados ou para ajudar a menstruação descer. 

Mas dentre todos, esse é o mais perigoso de ser consumido durante a gestação. 

Essa casca provoca contrações no útero, podendo induzir um aborto espontâneo (no início da gestação) ou um parto prematuro (no final da gestação). 

Boldo 

A grande complicação de consumir o chá de boldo durante a gestação é que ele possui quantidades significativas de Ascaridol. 

Essa substância pode ser tóxica para o bebê e estimular abortos, partos prematuros, má formação ou impedir o desenvolvimento adequado do pequeno. 

Arruda 

A arruda, na gestação, pode provocar intoxicações e infecções (intestinais, urinárias e uterinas) que podem levar a sangramentos vaginais e aborto espontâneo em casos mais graves. 

Essa planta é comumente usada (pelas pessoas não gestantes) para fortalecer os vasos sanguíneos e combater infestações como sarna, piolhos, pulgas e vermes. 

Hortelã 

O chá de hortelã é indicado para aliviar desconfortos abdominais como intestino preso e dores de barriga. 

Mas as gestantes e lactantes não devem consumir essa planta porque ela impede a produção de leite. 

Ou seja, ao tomar o chá de hortelã, a mulher corre o risco de não produzir leite o suficiente para alimentar o neném. Por isso, ele deve ser evitado. 

Chá preto, chá branco e chá verde 

O que todos esses chás têm em comum? Por serem da mesma planta (Camellia sinensis), eles possuem altas quantidades de cafeína. 

Essa substância, quando ingerida em excesso, acelera o metabolismo da mamãe e do neném. 

Isso tende a estimular que haja nascimentos prematuros, abortos ou má formação no pequeno.  

Quais os riscos de tomar chás não permitidos na gravidez? 

Alguns chás podem trazer consequências para a gestante (feridas estomacais, dores e desconfortos) enquanto outros trazem riscos para o bebê (causando má-formação ou impedindo o bom desenvolvimento). Há também chás que prejudicam a gravidez como um todo (causando sangramentos vaginais, contrações e parto prematuros e aborto).

Vale lembrar que mesmo que alguns tipos de chá devam ser evitados durante a gestação, se o consumo foi apenas uma vez, a bebida provavelmente não causará nenhum prejuízo para a mamãe e o bebê. 

Por exemplo, você tomou uma xícara de chá de arruda (que deve ser evitado) enquanto não sabia que estava grávida? 

Calma, isso não necessariamente vai trazer prejuízos para a gestação. O que importa, a partir de agora, é evitar esses chás conforme a orientação obstétrica. 


Os chás são ótimos remédios naturais que podem ser usados para aliviar os enjoos da gestação, acalmar a gestante e o neném, além de estimular uma maior produção de leite materno. 

Mas, alguns tipos devem ser evitados, já que podem trazer prejuízos para a gravidez. 

Em casos de dúvidas, siga a orientação do(a) obstetra. A redação do Minuto Saudável traz muitas outras informações sobre cuidados durante a gestação. Confira nossas postagens e tenha mais qualidade de vida.


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.