A dieta detox, podemos dizer, é uma junção da dieta da sopa com o consumo do suco detox. As pessoas utilizam essa rotina alimentar para desintoxicar o organismo, como se fosse uma faxina no corpo.

São vários os benefícios associados ao modelo. Ele tem como objetivo principal ajudar a eliminar toxinas e substâncias presentes na alimentação, assim como reduzir a quantidade de conservantes, agrotóxicos, gorduras saturadas, gordura trans, sal e açúcar.

Visa também diminuir a quantidade de gordura extra no fígado e pode melhorar o funcionamento dos rins e intestino.

Também ajuda a melhorar a retenção de líquido e a circulação cerebral (ajudando a melhorar a concentração no trabalho e estudos, por exemplo).

Confira abaixo como fazer e as variações que existem da dieta detox

O que é e como funciona a dieta detox?

Primeiramente, é importante reforçar que a dieta detox não é uma única alimentação no dia. Ou seja, não basta tomar diariamente o suco verde pela manhã. Nesse modelo, todas as refeições devem ter o objetivo de desintoxicação.

Então, o café da manhã, os lanches, almoço e jantar devem conter alimentos que ajudem a promover essa limpeza no organismo.

Por esse motivo, o cardápio possui várias restrições, o que acaba reduzindo a quantidade de calorias ingeridas ao longo do dia. Geralmente, a dieta consiste no consumo predominante de líquidos (sopas, shakes e sucos) nos primeiros dias e alimentos sólidos no fim da dieta.


É comum as pessoas manterem a rotina alimentar por 3 a 7 dias, mas o tempo pode variar. No entanto, esse é um tempo máximo recomendável, pois, por ser muito restritiva, não deve ser mantida por longos períodos. O ideal é sempre ter um acompanhamento profissional.

De acordo com o modelo da dieta escolhido, a maior parte das refeições são líquidas. Por isso, algumas pessoas podem referir-se à dieta como dieta líquida e não como a detox, mas o objetivo é o mesmo independente do nome utilizado.

Quando fazer?

O nosso organismo, naturalmente, realiza um “detox”. Por isso, mesmo sem a dieta, o corpo sabe que precisa trabalhar para eliminar toxinas.

A mudança alimentar é indicada quando o corpo dá sinais de que está ocorrendo um exagero, fazendo com que o organismo não seja capaz de eliminar tantas toxinas e substâncias sozinho.

Isso fica mais evidente quando há um consumo exagerado de alimentos ricos em gorduras, açúcar e sal, e também quando há ingestão excessiva de bebidas alcoólicas.

Alguns dos sintomas nessas condições são estufamento frequente, cansaço (mesmo com um sono de qualidade), intestino preso, gases, dor de cabeça, unhas e cabelos mais fracos.

Quem pode fazer uma dieta detox?

Essa dieta possui algumas contraindicações, por ser bastante restritiva. Crianças, adolescentes, gestantes e lactantes não devem segui-la. As pessoas que não estão nesses grupos também devem ter um cuidado.

Antes de iniciá-la, devem buscar orientação de um especialista, como um nutrólogo ou nutricionista.

Esses profissionais poderão ajudar a montar um cardápio adequado para cada pessoa, incluindo todos os nutrientes essenciais para uma vida saudável.

A dieta detox emagrece?

Depende. A dieta detox pode até ajudar a pessoa a eliminar alguns quilos, mas isso se dá principalmente pela redução da retenção de líquidos. É importante ressaltar que esse não é o principal objetivo da dieta.

Por recomendar o consumo de alimentos saudáveis (frutas, verduras e legumes), com uma redução de calorias, é comum que a pessoa emagreça. 

Mas como a dieta não deve ser feita por períodos longos, ao parar de segui-la e voltar a consumir alimentos ricos em gorduras, sal e açúcar, esse emagrecimento não continua no mesmo ritmo.

Para ter uma perda de peso saudável, o ideal é consultar um nutricionista e buscar uma reeducação alimentar.

A dieta detox faz mal?

A dieta detox pode fazer mal se feita de forma inadequada e por longos períodos. Há o risco da pessoa não consumir todos os nutrientes necessários e de ter uma perda de massa muscular.

Fazer a dieta líquida por muito tempo também pode causar efeitos colaterais. A pessoa pode sentir-se mais cansada, com fraqueza e dores de cabeça.

Quais os alimentos que são Detox?

Na dieta detox, os alimentos in natura devem ser priorizados. Vale aqui a máxima de uma alimentação saudável: descascar mais e desembalar menos. Ou seja, frutas, verduras, legumes, oleaginosas são essenciais e os alimentos industrializados (ricos em sódio, açúcar e gorduras ruins) são dispensáveis.

Para saber quais são os mais nutritivos e montar um cardápio equilibrado, o ideal é conversar com um(a) nutricionista.

Contudo, para ter uma ideia do que pode ser consumido e o que não deve, confira a tabela abaixo.

O que consumirO que não consumir
Frutas frescasFrituras
VerdurasAlimentos processados (farinha branca)
LegumesAçúcar
ArrozSal comum em excesso
QuinoaCafeína
AveiaRefrigerantes
Chás naturaisBebidas alcoólicas
LeguminosasAlimentos com corantes
CastanhasLeites e derivados
Sal marinhoAdoçante
Cacau em póXarope de milho rico em frutose
Ovos caipiraGordura saturada e gordura trans

A dieta detox é uma boa forma de dar uma pausa nos hábitos alimentares que não são saudáveis e limpar o organismo de toxinas. Poucos dias são suficientes para perceber os benefícios desse efeito detox.

No entanto, sabe-se que tudo em excesso pode fazer mal, isso vale nesses casos. Manter uma dieta como essa por tempo prolongado pode causar efeitos colaterais.

Para evitá-los, o ideal é conversar com um profissional nutricionista e manter um acompanhamento.

Para continuar se informando sobre alimentação saudável e bem-estar, continue acompanhando o Minuto Saudável!


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *