Durante todo o processo da gravidez, as últimas semanas são as que geram mais ansiedade. Entre a 38° e a 42° semana, é o tempo estimado para que a mãe entre em trabalho de parto. Nessa fase, todos os órgãos do bebê já estão formados e ele está pronto para nascer.

Dentro da barriga, o coração do bebê bate entre 110 e 160 vezes por minuto, seu tamanho é de aproximadamente 50 cm e pesa cerca de 3,5kG.

Seus músculos e articulações já estão fortes o suficiente e, mesmo dentro da barriga, ele já consegue reagir ao som e ao movimento.

De uma forma geral, os órgãos e os sistemas corporais dele estão pronto para a vida fora do útero.

Nesse período, o bebê ainda recebe oxigênio através da placenta e do cordão umbilical, mas o seu sistema respiratório também já está formado, aguardando o parto para começarem a operar.

A qualquer momento a mulher a poderá entrar em trabalho de parto.

40 semanas de gestação são quantos meses?

As 40 semanas de gestação são equivalentes a 9 meses, ou seja, é o período em que os médicos chamam de DPP, ou Data Prevista do Parto. Nesse momento, é importante estar cada vez mais atenta aos sintomas, principalmente na intensidade das contrações e no intervalo entre elas.


Apesar de parecer que as contas não batem, é preciso lembrar que a gestação começa a ser contada a partir da última menstruação. Isso significa que, em regra, a fecundação ocorre um pouco depois.

Leia mais: O que é Licença Maternidade, como funciona, quando entrar, nova lei

Quais são os sintomas após 9 meses de gravidez?

Apesar de ser comum durante toda a gravidez, os sintomas mais frequentes e intensos nessa época são: cansaço, inchaços nos pés, dores nas costas, cólicas e também a barriga fica mais dura.

Mas além desses, outros sintomas podem aparecer, acompanhe abaixo.

  • Dificuldade para dormir;
  • Falta de ar;
  • Incontinência urinária;
  • Azia;
  • Tontura e sonolência;
  • Prisão de ventre;
  • Cãibras.

Nessa fase, a maioria dos sintomas pode ser causada pelo tamanho do bebê, que ocupa mais espaço e causa mais pressão em outros órgãos.

Essas reações são completamente normais para a mulher, mas como já ressaltamos, é importante para ela ficar atenta a qualquer sintoma ou sinal de trabalho de parto.

Vale lembrar que, nessa fase, a ansiedade pode ser grande para a mãe, sobretudo para aquelas de primeira viagem.

Assim, nem sempre os sintomas são decorrentes da gestação ou da reta final. Mas são ocasionados apenas pela expectativa e ansiedade do parto.

Manter a calma, cuidar da saúde, ir ao médico ou médica e ter hábitos saudáveis é uma maneira de reduzis possíveis desconfortos.

Além disso, fazer atividades físicas e manter uma alimentação natural e diversificada auxilia no bem-estar da mãe. Além de contribuir para a saúde do bebê.

Leia mais: Terceiro trimestre de gravidez: conheça os sintomas e exames

Não sinto nada de dor ou dilatação. O que fazer?

A dilatação ocorre quando as contrações empurram o bebê para baixo e quando isso não ocorre, pode ser motivo de preocupação para as mulheres.

Cada mãe tem o seu tempo para entrar no trabalho de parto, e algumas podem ter as dilatações diferente das outras.

Porém, é importante conversar com seu médico sobre esse assunto, pois existem algumas atividades que ajudam no processo de dilatação, como banhos quentes, caminhadas, exercícios com bolas e massagens.

Assim, as movimentações naturais das caminhadas, exercícios e também as massagens, facilitam e estimulam a dilatação.

O banho quente é responsável por facilitar a dilatação dos vasos sanguíneos e relaxamento muscular. Isso, consequentemente, melhora a oxigenação e a circulação, facilitando a dilatação.

Leia mais: Conheça os benefícios do pilates na gravidez

Como saber se estou entrando em trabalho de parto?

Para saber se você está entrando ou não em trabalho de parto, basta prestar atenção em alguns sintomas, como:

  • Cólicas mais intensas;
  • Contrações cada vez mais frequentes;
  • Rompimento da bolsa de líquido amniótico;
  • Dilatação do colo do útero;
  • Perda do tampão mucoso.

Durante a 40° semana de gestação, a ansiedade e a vontade de abraçar logo o bebê é comum. Mas nessas horas, manter a calma é fundamental.


O nascimento do bebê geralmente acontece entre 38 e 40 semanas, sendo um momento de ansiedade adaptações.

Contudo, a melhor opção é manter a calma e se atentar às indicações médicas.

Acompanhe mais matérias no Minuto Saudável!!


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *