Durante este período, a mulher pode começar a preparação para o parto. É importante conversar com o obstetra e tirar todas as dúvidas sobre esse dia.

Pode-se, ainda, treinar a respiração e as posições que mais deixam a gestante confortável para o parto.

Partes do enxoval como o berço e a cadeirinha para colocar no carro devem ser providenciadas o quanto antes, já que o bebê pode nascer a qualquer momento.

A mãe também deve receber apoio emocional nesta fase e procurar controlar a ansiedade. Repouso e alimentação saudável são dois fatores que podem contribuir  a reta final da gestação.

Leia mais: Nono mês de gravidez: o que saber sobre o último mês gestacional

38 semanas são quantos meses? Já pode nascer?

A 38ª semana de gestação indica que a mulher está no início do 9º mês. O bebê está formado e começado a preparar-se para nascer.

Nesse momento, ele está do mesmo tamanho que uma jaca, podendo ter mais de 50cm e pesar mais que 3kG.

A provável data do nascimento já pode ser estimada pelo obstetra que acompanha a gestação.

Se estiver tudo bem com a mãe e com o bebê, o parto pode acontecer a qualquer momento.

Leia mais: Exercícios para grávidas (pré-parto): natação, respiratórios e mais

O bebê mexe muito com 38 semanas de gestação?

A agitação do bebê é menor em comparação com os outros meses, mas a mãe ainda deve senti-lo mexer todos os dias.

Alguns, por característica própria, podem movimentar-se mais do que outros, mas a tendência é que, devido ao menor espaço, os movimentos sejam mais limitados.

Nessa fase, o bebê está virando e encaixando-se para nascer, ou seja, com a cabeça virada para o canal vaginal e o pés encostados na costela da mãe.

Esse movimento de encaixe na pélvis pode apertar a bexiga da mãe, causando vontade frequente de urinar.

Mesmo assim, o consumo de água para evitar a desidratação é fundamental.

Por outro lado, quando o neném vira de cabeça para baixo, o pulmão e o diafragma são menos comprimidos, o que possibilita que a gestante respire com mais facilidade.

Pode fazer cesárea com 38 semanas?

Desde 2016, o Conselho Federal de Medicina (CFM) publicou uma resolução em que o parto cesáreo sem necessidade clínica só pode ser feito depois de 39 semanas. Por isso, com 38 semanas, a mãe só pode fazer cesárea se houver indicação médica visando reduzir riscos à mãe e ao bebê.

Após esse tempo, caso haja desejo da mãe pela operação, o parto pode ser avaliado com a(o) médica(o) e agendado.

O problema ao fazer uma cesárea agendada é que o tempo gestacional é apenas uma especulação da formação do bebê. Mas cada neném tem seu desenvolvimento e a cesárea pode acabar induzindo um parto prematuro.

Por exemplo, se uma mulher acredita que está com 38 semanas de gestação, mas o bebê não estiver completamente formado, ao fazer uma cesárea agendada, o bebê nascerá prematuro.

A saúde da mulher também pode ser comprometida com essa cirurgia, uma vez que, com 38 semanas, o organismo pode não ter começado a dar sinais de parto (contrações e dilatações), podendo ser comprometer o útero.

É importante conversar com o obstetra que acompanha a gestação sobre a possibilidade de se fazer um parto cesariano.

A cesárea é indicada para casos de gravidez que apresentem riscos para a mamãe e para o neném.

Sendo que instituições de saúde, incluindo a Organização Mundial de Saúde, estimulam a opção pelo parto normal.

O que sente com 38 semanas de gestação?

Também é comum que mulheres tenham alguns sintomas bastante característicos e normais dessa fase final. Apesar desses sinais serem comuns, se a gestante perceber algo anormal ou muito intenso, deve ser levada à maternidade ou centro de atendimento.  Entre as manifestações normais dessa fase estão:

Dor (na barriga, nas costas)

A dor na barriga durante o 9º mês de gestação pode ser causada pelo bebê que está sem muito espaço para mexer-se.

Cólicas no baixo ventre, sensação de ardência ou queimação no útero, gases e diarreia são complicações que podem aparecer nessa fase, decorrentes de movimentação da criança.

Ao completar 9 meses de gestação, a mulher pode começar a ter contrações e dilatações que preparam o organismo para o parto.

Dores nas costas também são normais, já que a barriga causa certo peso que influencia na postura e no equilíbrio do corpo. É importante a mulher encontrar posições que fique confortável ao deitar ou sentar.

Mamas inchadas

Ao terminar o 8º mês, a produção de leite já começou. Por isso, as mamas podem estar maiores causando a impressão de que estão inchadas.

Durante a gravidez e a amamentação, os seios tendem a ficar doloridos e a aréola das mamas mais escura.

Barriga dura e contrações

A sensação de barriga dura é um dos sinais das contrações, que devem acontecer cada vez com mais frequência.

Esses dois sinais indicam que o parto está próximo e deve ocorrer dentro dos próximos dias.

As contrações devem ser passageiras, durando em torno de 1 minuto. Também é importante anotar a frequência em que acontecem.

Se as contrações forem a cada 10 minutos, a mulher entrou em trabalho de parto mesmo que não se tenha dilatação ou se a “bolsa estourou”.


A 38ª semana de gestação indica que o parto está cada dia mais próximo. Por isso, a gestante deve fazer todos os preparos para esse grande momento.

O Minuto Saudável ainda traz muitos conteúdos sobre gravidez. Acompanhe nossas postagens!!!

Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Participe da discussão

2 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

  1. A minha ultima mestruacao foi no dia 16 de junho e tive relacao no dia 1 de julho é possivel esta gravida?

    1. Olá, Jaqueline.
      É importante lembrar que toda relação sexual sem proteção envolve riscos de gestação.
      A única forma de confirmar ou descartar a gravidez é por meio do exame de urina ou de sangue.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *