Com 4 semanas de gestação, na maioria das vezes, a mulher ainda não sabe que está grávida.  

No entanto, o neném está desenvolvendo-se cada vez mais a cada dia. Por isso, é importante que a mamãe se alimente corretamente. 

Vitaminas (como a B9, B12, C, D e E) são importantes para o bom desenvolvimento do pequeno. 

O ideal é preferir alimentos que sejam ricos nessas substâncias (por exemplo, peixes, ovo, carnes vermelhas, castanhas, abacate, laranja, manga, maçã e morango). 

4 semanas de gestação são quantos meses? 

Ao chegar na 4ª semana, a gestação estará encerrando o 1º mês. 

O neném está com cérebro e a coluna formados. Já o coraçãozinho e microveias estão em processo de formação.  

A partir de agora, o embrião vai se dividir em camadas que futuramente serão os ossos, órgãos, cartilagens, pele, olhos e boca.

A vesícula vitelínica envolve todo o neném. É por meio dela que o bebê adquire a nutrição necessária até que a placenta esteja definitivamente formada. 


Quais são os sintomas que a mulher sente com 4 semanas de gestação? 

Muitas vezes, é nessa semana que a mulher passa a suspeitar de gestação, já que o atraso menstrual começa a dar indicativos que algo mudou. 

Além da menstruação atrasada, outros sintomas também podem ser percebidos em algumas mulheres: 

Cólica 

É comum que as mulheres tenham desconfortos e dores abdominais leves ou moderados. 

Elas acontecem porque, durante a fase inicial da gestação, há um aumento do fluxo sanguíneo no útero. 

Isso pode provocar a sensação de latejamento ou de cólica na região pélvica. 

Dor de cabeça 

A dor de cabeça, nesse período, costuma ser fraca e na maioria dos casos a mulher não associa esse sintoma com uma possível gestação. 

Ela acontece por causa da quantidade de hormônios que são liberados na corrente sanguínea. 

Enjoos e vômitos

Durante o início da gestação, vários hormônios são liberados. A principal função deles é manter a gravidez saudável e comunicar o organismo que há outra vida que também precisa ser nutrida. 

Um desses hormônios é a progesterona. Ela é produzida ao longo de toda a vida da mulher. Mas, na gestação, sua produção é aumentada. 

Isso é o grande responsável pelo enjoos que fazem as mulheres suspeitarem da gestação. 

O sintoma, sobretudo, aliado com uma dieta cheia de açúcares e gorduras, pode provocar os vômitos.  

Para evitar isso, algumas recomendações são:  

  • Não fique muitas horas sem comer; 
  • Prefira refeições leves com frutas, verduras e legumes; 
  • Reduza o consumo de doces e frituras. Beba água, água de coco, sucos naturais e chás para evitar a desidratação. 

Tontura  

A tontura acontece por causa da queda da pressão arterial ou pela diminuição da glicose no sangue. 

Essas duas situações podem ser causadas pela má alimentação e a fraqueza devido aos enjoos e vômitos. 

Os hormônios presentes nessa fase também podem alterar a pressão arterial, fazendo com que a mesma diminua bruscamente, causando as tonturas. 

Sensibilidade a cheiros e gostos 

O hormônio da gravidez (HCG) já começou a ser liberado na corrente sanguínea da gestante. Assim, é normal que ela perceba uma certa sensibilidade com cheiros e gostos. 

Pode acontecer da mulher sentir gostos e cheiros diferentes, principalmente de alimentos e perfumes. 

Por exemplo, se ela adora um determinado perfume, o HCG pode fazer com que ela passe a odiá-lo. O mesmo vale para sabonetes, cremes, alimentos, etc. 

Mamas maiores e sensíveis 

Algumas mulheres relatam que as mamas ficam maiores e mais sensíveis durante a gestação. 

Isso acontece porque a partir da concepção, as glândulas mamárias já começam a ser ativadas, preparando-se para a produção de leite e a futura amamentação. 

Ultrassom com 4 semanas de gestação

A ultrassom com 4 semanas de gestação não é recomendada porque o neném ainda é muito pequeno para que possa ser visualizado.  

Ele poderá ser visto, pela ultrassom, a partir da 8ª semana de gestação. Nesse exame, também será possível escutar os batimentos cardíacos pela primeira vez.

Uma ultrassonografia transvaginal é recomendado na 4ª semana quando a mulher, por alguma complicação (como endometriose), tenha mais chances de ter um aborto espontâneo. 

Ela vai avaliar aspectos de como local de implantação, tamanho, contorno e conteúdo do saco gestacional.    

Saco gestacional: o que é? para que serve? 

O saco gestacional é uma membrana que pode ser vista, pelo ultrassom, após as 4 semanas de gestação. 

A partir dele serão formadas as outras estruturas (como a placenta e a bolsa amniótica) que possibilitam a estadia do neném no útero. 

Vale lembrar que todas as dúvidas sobre a gestação devem ser retiradas com um médico obstetra. 

Esse profissional estará apto para orientar a gestante corretamente, solicitar diagnósticos e prescrever tratamentos, caso seja necessário.  


A 4ª semana de gestação é cheia de surpresas. Inclusive, a maior delas é que, durante essa fase, a mulher pode descobrir que será mamãe. 

Quer saber mais sobre gravidez? Então não perca as postagens do Minuto Saudável!!!


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *