Luiza (Minuto Saudável)
27/04/2019 08:07

Oitavo mês de gravidez: saiba sobre as contrações da reta final

Você sabia que apenas 5% dos bebês nascem na data prevista?

A maioria das gestantes entra em trabalho de parto entre a 38ª e a 42ª, o que significa que está quase na sua hora!

O oitavo mês de gravidez engloba da 32ª até a 35ª semana de gestação.

Sabemos que você e o bebê tiveram uma longa caminhada juntos até aqui. Por isso, agora é importante preparar-se para as etapas finais.

Apesar de o parto estar perto, existem ainda alguns detalhes finais que seu bebê precisa ajustar antes de poder vir te conhecer.

Para saber quais, acompanhe nosso artigo abaixo!

Leia mais: Exercícios para grávidas (pré-parto): natação, respiratórios e mais

Sintomas do oitavo mês de gravidez

O 8º mês pode apresentar alguns sintomas diferentes dos percebidos até agora. Entre eles, podemos citar um bem característico de final de gestação, as contrações de Braxton, que explicaremos melhor a seguir:

Contrações de Braxton

Nomeada em homenagem ao médico inglês John Braxton Hicks, este tipo de contração pode ser percebida no início do 8º mês.

Elas visam preparar o organismo para a hora do parto e são consideradas contrações de treinamento.

Comichão na pele

O comichão também pode ser entendido como coceiras na pele devido às mudanças hormonais que a gestante está enfrentando.

É possível que acomentam os braços, seios, quadril e barriga, causando erupções em alguns casos.

Azia

A azia é um sintoma muito comum nas gestantes após a 20ª semana de gravidez.

Isso porque os órgãos do sistema digestivo, como estômago e intestinos, estão comprimidos pelo útero, que precisa de um espaço ainda maior para abrigar o bebê.

Uma dica para reduzir esse sintoma é realizar refeições com pequenas porções, várias vezes ao dia, optando por alimentos leves e naturais.

Diarreia

A diarreia é um sintoma pouco frequente nas gestantes. Porém, quando acontece, sua causa muitas vezes está relacionada com alguma infecção alimentar ou até mesmo viroses, que se apresentam na forma de alterações intestinais.

Porém, é preciso ficar atenta à duração do sintoma, uma vez que, em casos raros, pode estar relacionado a uma condição mais grave, conhecida como impacção ou impactação fecal.

Outros sintomas

Existem outros sintomas característicos da gravidez, mas que se apresentam com maior intensidade no 8º mês de gestação, entre os quais podemos citar:

  • Indigestão;
  • Falta de ar;
  • Mudanças de humor;
  • Vazamento de leite;
  • Ondas de calor repentinas;
  • Azia e/ou queimação;
  • Fadiga.

Quanto pesa um bebê com 8 meses de gestação?

No 8º mês, por volta da 32ª semana, seu bebê estará pesando em torno de 1,7 kG e com aproximadamente 45 centímetros, que pode ser comparado com o tamanho de um repolho grande.

Desenvolvimento do bebê

O 8º mês de gravidez é marcado pela movimentação do bebê, que estará cada mais vez para baixo da barriga, se encaixando na pélvis para a hora do parto.

Além disso, existem outros detalhes que estão sendo finalizados para a chegada do seu bebê, como:

Sistema nervoso desenvolvido

A partir da 32ª semana, seu bebê será capaz de reagir a sinais como dor, toque, som, luz e inclusive paladar.

O líquido amniótico começa a ganhar um gosto característico dos alimentos que a mãe ingere, o que faz com que o bebê consiga perceber diversos sabores ao longo do dia.

Limitação de movimentos

No 8º mês o bebê já está com quase 2kG e atingindo a marca de 50cm , podendo ser comparado ao tamanho de um repolho ou de um abacaxi.

Dessa forma, o espaço dentro do útero se torna menor e, consequentemente, limita os movimentos da criança, que terá sua agitação reduzida.

Aumento da gordura corporal

Neste estágio da gestação, o bebê já está com cerca de 15% de gordura corporal. A partir de agora, ele se concentra em adquirir cada vez mais gordura, a fim de suportar a diferença de temperatura fora do útero.

Formação do diafragma

A criança comumente irá apresentar soluços, que podem ser percebidos e sentidos pela mamãe.

Os soluços representam a formação e o desenvolvimento do diafragma e do sistema nervoso.

No início, podem ser meio incômodos para a gestante, porém, são necessários para o desenvolvimento da criança.

Preparando-se para o parto

A partir do 8º mês de gestação é bem importante dar atenção aos sinais do trabalho de parto. Para isso, é preciso saber diferenciar as contrações de treinamento ou de Braxton das contrações de parto.

Leia mais: Como é um Parto normal? Dói muito?

Como identificar contrações do parto?

A principal diferença entre os dois tipos de contração está na intensidade e na duração.

Para saber melhor, ao sentir contrações, o recomendado é que marque o tempo entre uma e outra, para saber se elas possuem um ritmo e frequência.

Caso essa frequência e regularidade sejam confirmadas, então saiba que você está tendo contrações de parto!

Elas podem ser comparadas a uma cólica menstrual, além de apresentarem dor nas costas e, em alguns casos, o rompimento da bolsa.

Qual o tipo de parto?

Uma coisa bem importante de ser decidida antes da hora de ir pro hospital é o tipo de parto que você irá realizar.

Existem algumas mães que já vão decididas a realizar cesariana. Já outras desejam o parto normal.

Porém, a escolha deve ser avaliada junto ao médico, verificando as melhores condições para a saúde e conforto da mãe e do bebê.


Além das mudanças físicas, a gravidez traz diversas mudanças hormonais e sentimentais.

O importante é você se dar conta de uma coisa: logo logo seu bebê estará ai no seu colinho pronto para te dar muito amor!

Aproveite a situação para pedir ajuda sempre que sentir necessidade, além de conversar bastante com quem está acompanhando esse período gestacional sobre anseios e perspectivas para o futuro!

Se você conhece alguém que também está no final da gestação, compartilhe esse artigo com ela!

29/04/2019 10:16

Luiza (Minuto Saudável)

Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável. Confira mais na nossa página de quem somos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado Campos obrigatórios estão marcados*