O soro fisiológico é algo que, certamente, muitas pessoas têm em seus lares. Ele pode ser utilizado com diversas finalidades, tanto para auxiliar em determinadas questões de saúde, quanto para cuidados estéticos — como para o cabelo ou pele.

Confira as formas de fazer o seu uso, quais são os benefícios e as precauções necessárias:

Índice — neste artigo você vai encontrar:

  1. O que é soro fisiológico e para que serve?
  2. Como usar soro fisiológico?
  3. Pode usar na lente de contato?
  4. Quais os benefícios do soro fisiológico?
  5. Soro fisiológico é cloreto de sódio?
  6. Como armazenar em casa?
  7. Preço e onde comprar
  8. Riscos e cuidados no uso do soro fisiológico

O que é soro fisiológico e para que serve?

O soro fisiológico é uma solução isotônica, isso significa que a concentração de seus sais minerais é igual (ou quase) ao que se encontra nos líquidos ou fluidos corporais humanos, como o suor, por exemplo.

Nesse sentido, o soro apresenta uma concentração de 0,9% de cloreto de sódio em água destilada. Assim, a cada 100mL da solução aquosa, há 0,9g de sal.

Quanto às formas de uso, é muito comum que o soro fisiológico seja utilizado para infusões intravenosas (devido a seu potencial isotônico com o sangue). Mais que isso, também pode ter como função a higiene de machucados, esterilização, nebulização e até para fins estéticos.

Isso pois pode ser usado, por exemplo, no cabelo para equilíbrio do pH, o que possibilita um aumento da hidratação dos fios e a diminuição do frizz.

Como usar soro fisiológico?

Além do uso hospitalar, para infusão venosa do soro fisiológico, ele também pode ser utilizado em ambiente doméstico para várias finalidades diferentes.


Entre essas, estão cuidados que envolvem a saúde — como em casos de tosse — e também para fins estéticos, como na pele ou cabelo. Veja mais sobre algumas dessas formas e entenda melhor:

Para o nariz

Há muitos fatores que podem provocar irritações respiratórias: poeira, pelos de animais, mudanças climáticas, alguns cheiros etc. Isso é ainda mais comum para pessoas que sofrem de algumas condições como a rinite alérgica.

Para isso, uma dica é manter o nariz sempre higienizado para evitar essas sensibilidades e garantir uma respiração com conforto e qualidade. 

Você pode fazer essa limpeza com o uso do soro fisiológico. Para isso, basta colocar uma pequena quantidade (10mL a 20mL) do produto, sem estar gelado, em uma seringa.

Então, vá ao banheiro e se posicione em cima da pia frente ao espelho. O ideal é inclinar a cabeça um pouco para frente e aplicar o soro em cada uma das narinas, mantenha a boca aberta durante o procedimento (para não se sentir muito “sufocado” e respirar melhor). 

É preciso fazer isso de forma rápida, ou seja, o líquido deve sair todo de uma vez da seringa e não aos poucos. Feito isso, o resultado é um nariz limpo e sem muco, proporcionando uma respiração tranquila e reduzindo as irritações.

Para nebulização (tosse e sinusite)

A nebulização, ou inalação, é uma terapia comumente utilizada para alívio de problemas respiratórios como asma ou bronquite. Quando utilizada nesses casos, normalmente conta com o auxílio de alguma medicação.

Porém, esse procedimento também pode ser feito apenas com soro fisiológico para ajudar em casos de tosse ou sinusite — inflamação nas mucosas dos seios da face (cavidades ósseas ao redor do nariz e dos olhos).

Nesses casos, a nebulização tem como finalidade ajudar na eliminação de muco retido, o que possibilita o alívio dos sintomas comuns desses problemas: desconforto para respirar, dores no peito ou na face (sinusite) e dificuldade na hora de dormir.

É preciso de um aparelho específico para realizar o procedimento. Para isso, utiliza-se no máximo 10mL de soro fisiológico. Basta colocar a solução dentro do equipamento e inalar o ar que sai pela máscara.

Lembrando que é importante buscar auxílio profissional antes de optar por esse cuidado.

Para a pele

Apesar de algumas pessoas falarem que o soro fisiológico pode ajudar na hidratação da pele ou até prevenção do envelhecimento, isso não é verdade. 

Essa solução pode ser usada na derme sem problemas. Porém, com outras finalidades.

Há duas formas muito interessantes para inserir o soro fisiológico na sua rotina de skincare: como tônico e para fazer compressas geladas no rosto.

No primeiro caso, ou seja, na hora de usar o produto como um tônico, você pode aplicá-lo após lavar o rosto com o sabonete de sua preferência. Ele vai ajudar a remover algumas impurezas ou resíduos que possam ter ficado na pele após a limpeza.

Além disso, essa aplicação permite que ele prepare a pele para receber a hidratação.

Quanto ao uso do soro para compressas, basta deixar o produto bem gelado e embebedar um algodão. Assim, aplique na área das olheiras para diminuir o inchaço e também em regiões com vermelhidão, proporcionando alívio.

Caso você deseje, também pode usar o soro fisiológico para enxaguar o rosto após a lavagem, em vez de utilizar a água da torneira — que, muitas vezes, tem alto teor de cloro ou outras substâncias que podem ser prejudiciais à pele.

Ou, ainda, colocar o soro em um borrifador e aplicar na pele ao longo do dia para refrescar ou trazer mais vida à maquiagem, como uma água thermal.

Vale destacar que você também pode usar o soro fisiológico para limpeza de feridas ou machucados na pele, preferencialmente com o auxílio de uma gaze ou algodão (umedecendo bem para não grudar no ferimento).

Para o cabelo

O soro fisiológico no cabelo pode proporcionar muitos benefícios, então é uma excelente alternativa para quem deseja um cuidado a mais com os fios e sem gastar muito.

Dentre os benefícios que essa solução pode garantir, estão alguns como:

  • Equilíbrio do pH dos fios — o soro fisiológico apresenta pH 6, enquanto os fios do cabelo apresentam pH entre 4.2 e 5.8. Por isso, seu uso pode ajudar a equilibrá-lo e garantir fios mais saudáveis, especialmente após danos por químicas ou calor;
  • Ajuda na hidratação e aumenta o brilho — quando garantimos o pH equilibrado, consequentemente as cutículas do cabelo ficam mais fechadas e como resultado os fios mantém a hidratação por mais tempo, além de ficarem brilhosos;
  • O cabelo desembaraça com mais facilidade — um cabelo hidratado também desembaraça mais facilmente e evita a quebra e queda capilar;
  • Reduz o frizz — o equilíbrio do pH capilar também ajuda na redução do tão indesejado frizz, deixando os fios com aspecto mais saudável.

Para usar o soro fisiológico no cabelo, você pode optar entre fazer o enxágue dos fios com ele em vez da água do chuveiro. Ou, ainda, aplicar em todo o cabelo com a ajuda de um borrifador após a lavagem — não precisa enxaguar e pode usar um leave in em conjunto.

O resultado vai ser um cabelo mais saudável, soltinho e com a hidratação em dia!

Pode usar na lente de contato?

Não. Apesar de algumas pessoas utilizarem o soro fisiológico para higienização dos olhos e das lentes de contato, isso não é adequado — exceto sob recomendação médica em casos de alergia à solução de limpeza habitualmente indicada.

Para limpeza e conservação das lentes, deve-se usar as soluções feitas especialmente com essa finalidade. Isso porque essas sim proporcionam a higienização correta, com remoção das proteínas e lipídeos da lente, garantindo o conforto e segurança no uso. Alguns exemplos são:

Cabe destacar que usar o soro fisiológico na lente não vai, necessariamente, acarretar algum problema na saúde ocular. Porém, o soro não cumpre a função das soluções de limpeza, uma vez que essas removem plenamente as impurezas e deixam a lente ideal para o uso.

Quais os benefícios do soro fisiológico?

Como mencionado em tópico anterior, há muitas formas de usar o soro fisiológico e cada uma delas tem vantagens. Então, de maneira geral, pode-se listar como possíveis benefícios do uso dessa substância:

  • Pode auxiliar em casos de problemas respiratórios — sinusite, tosse, rinite;
  • Ajuda na hidratação do cabelo e na saúde dos fios;
  • Limpa a pele suavemente e reduz bolsas, olheiras ou vermelhidões;
  • Pode ser usado para limpeza do nariz — garantindo melhor respiração e alívio de irritações ou sensibilidades;
  • Limpa feridas e machucados sem irritar;
  • Pode proporcionar alívio na pele em casos de queimaduras.

Sendo assim, além de ser facilmente encontrado, também é muito versátil e é um item bem interessante para se ter em casa. Mas vale lembrar que esses são cuidados complementares e não substituem outras terapias, ou até o auxílio médico quando necessário.

Soro fisiológico é cloreto de sódio?

De acordo com as informações das bulas de soro fisiológico, ele se caracteriza como uma solução à base de cloreto de sódio (NaCl). Nesse sentido, como destacado anteriormente, o soro conta com 0,9g desse composto em 100mL de água destilada.

Sendo assim, não se pode dizer que o soro fisiológico é propriamente o NaCl. Porém, o cloreto de sódio é, sim, parte essencial e a base dessa solução.

Como armazenar em casa?

O cuidado com o armazenamento do soro é muito importante, isso vai garantir que o seu uso seja seguro e que não ocorra a proliferação de microrganismo infecciosos (como bactérias ou fungos).

De forma geral, a orientação é armazenar o produto em temperatura ambiente, sem calor ou umidade. Porém, é preciso ficar atento(a) às orientações da embalagem.

Isso porque, em muitos casos, alguns soros comprados em farmácia para uso doméstico podem recomendar que ele seja armazenado em geladeira após aberto — normalmente, por no máximo 3 dias.

Preço e onde comprar

O soro fisiológico pode ser encontrado em qualquer farmácia. Mas, para quem deseja maior comodidade, uma excelente opção é adquirir o produto em plataformas online, como o Consulta Remédios.

Nesse site, você pode comparar o preço desse e outros produtos em diferentes lojas da sua região. Além de prático, possibilita sua compra pelo melhor valor e a entrega ocorre diretamente na sua casa.

Quanto ao preço*, esse pode sofrer algumas variações conforme a marca e tamanho da embalagem. Confira algumas das opções:

Essas são só algumas das variedades de marcas e tamanhos, também é possível encontrar embalagens menores ou maiores. Além disso, também é possível achar algumas versões saborizadas, normalmente usadas para casos de desidratação.

Riscos e cuidados no uso do soro fisiológico

Assim como qualquer substância utilizada com finalidades medicamentosas, o soro fisiológico também pode trazer alguns riscos quando utilizado em ambiente hospitalar para aplicação intravenosa.

Isso porque, apesar de benéfico, têm potencial para produzir determinados problemas no organismo, tais como lesões no rim. Há, inclusive, alguns estudos sobre possíveis substâncias que visam cumprir o papel do soro de forma mais adequada, por serem mais próximos das propriedades do plasma sanguíneo.

Fora essa questão, também é preciso ter cuidado com outros pontos como a data de validade do produto e sua forma adequada. Nessas circunstâncias, o soro fisiológico pode causar danos à saúde, como por exemplo:

  • Febre;
  • Calafrios;
  • Choque pirogênico — reação febril por conta de agentes que aumentam a temperatura corporal (pirógenos) e devido a contaminação de substâncias ou materiais utilizados na veia;
  • Náuseas, vômito ou diarreia.

Vale destacar que é preciso evitar o uso dessa solução na região dos olhos, uma vez que são áreas muito sensíveis e que, em caso de alguma alteração no soro, pode provocar graves inflamações. Assim, é preferível usar sempre colírios e lubrificantes próprios.

Por fim, é preciso saber que quando o soro é injetado em pessoas com ingestão inadequada de água, pode ocorrer hipernatremia (alta concentração de sódio no sangue). Consequentemente, isso pode acarretar complicações graves como edema pulmonar, embolia ou pneumonia.


O soro fisiológico é um produto muito versátil e que pode ser muito útil para alguns cuidados. Porém, lembre-se de tomar as devidas precauções quanto ao seu uso e forma de armazenar para não sofrer com alguma complicação.

Gostou desse conteúdo?! Então continue acompanhando o Minuto Saudável para muito mais!


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.