Para melhorar a autoestima, muitas pessoas buscam pelo uso de algum remédio para queda de cabelo.

No entanto, antes de ir à farmácia, é preciso investigar a causa desse problema capilar, pois são vários os fatores que podem ter esse efeito. 

Em muitas pessoas, trata-se de um problema hereditário. Quem tem familiares próximos que apresentam queda de cabelo desde muito jovens têm chances maiores de sofrerem com o problema.

Além de ocorrer por uma questão genética, a queda pode ser causada por medicamentos, deficiência ou excesso de vitaminas, micose no couro cabeludo, alterações hormonais, menopausa, tricotilomania ou contato com produtos químicos (alisamentos e outros tratamentos capilares).

No texto a seguir, discutimos sobre os principais medicamentos que ajudam a tratar e prevenir essa condição de acordo com casos específicos. Confira:

Remédios para queda de cabelo feminino

A queda capilar feminina está mais associada, muitas vezes, a fatores como estresse, menopausa, medicamentos e períodos específicos como o pós-parto.

Também pode ocorrer por consequência de agressões externas, como o uso inadequado de produtos capilares, excesso ou falta de vitaminas ou a realização excessiva de procedimentos químicos.

Para tratar a causa, é preciso procurar ajuda de um dermatologista, que saberá indicar qual o melhor remédio para cada caso.


De modo geral, a maioria dos medicamentos antiqueda para as mulheres pode ser utilizado pelos homens também, com poucas exceções.

Abaixo colocamos alguns dos principais usados nesses tratamentos:

Pantogar

O Pantogar é um medicamento de uso oral, que, conforme a bula, é específico para o tratamento anti-queda em mulheres. O tratamento com esse remédio dura, em média, de 3 a 6 meses.

Possui em sua composição nutrientes como queratina, vitamina B5, cistina, nitrato de tiamina e outros compostos que ajudam a tratar a queda dos cabelos e também contribuem para o fortalecimento das unhas.

Alfaestradiol

O Alfaestradiol é um medicamento recomendado para pacientes que sofrem com alopecia androgenética, uma doença que provoca a queda de cabelo devido a mudanças hormonais.

Essa é uma patologia que pode acometer homens e mulheres, sendo o medicamento prescrito em ambos os casos.

Com apresentação líquida, sua aplicação é direta no couro cabeludo. Deve ser usado 1 vez ao dia, realizando posteriormente massagens suaves na região por cerca de 1 minuto para que a solução seja bem absorvida.

Ao usar após o banho, é importante secar bem o cabelo com a toalha para aplicar o remédio.Pode ser encontrado nas farmácias pelos nomes comerciais Tegan, Alozex e Avicis.

Monessa

Monessa é um medicamento de uso oral indicado para o fortalecimento e crescimento dos cabelos e das unhas. É recomendado para queda de cabelo sazonal, comum nas épocas mais frias do ano.

Além de ter ação antiqueda, o Monessa interfere na estrutura do fio, tratando problemas como cabelo muito fino, quebradiço, sem vida e opaco.

Possui nutrientes importantes para a saúde capilar, como nitrato de tiamina, levedura medicinal, pantotenato de cálcio e cistina.

O uso é feito de acordo com a orientação médica. Geralmente o tratamento leva de 3 a 6 meses.

Remédios para queda de cabelo masculino

Alguns remédios para queda de cabelo são específicos para uso masculino pelo risco de provocarem efeitos colaterais nas mulheres ou por tratarem doenças relacionadas a desordens hormonais masculinas.

A principal causa para a redução dos fios nos homens é uma doença chamada de alopecia androgenética. Nessa condição, a ação da testosterona atrofia o folículo e faz com que os fios caiam, causando assim a calvície.

É uma doença que possui como fator de risco a herança genética. Normalmente, a perda capilar é maior na região das têmporas (entradas do couro cabeludo) e na coroa, restando muitas vezes apenas cabelo na parte lateral e nuca.

Nesses casos, para tratar, é importante um acompanhamento com um dermatologista e possivelmente o uso dos seguintes medicamentos:

Minoxidil 5%

É um medicamento também indicado para tratar alopécia androgênica, de aplicação direta no couro cabeludo. Tem ação estimulante do crescimento ao melhorar a circulação sanguínea local, fortalecendo os fios e ajudando no crescimento.

A aplicação do Minoxidil deve ser feita 2 vezes ao dia (1mL de cada vez), nas regiões em que o cabelo está mais fraco ou com muita queda. Após passar a solução, a pessoa deve massagear suavemente o couro cabeludo.

O tempo de tratamento pode variar de acordo com cada pessoa, por isso é importante ter um acompanhamento. Interromper o tratamento pode fazer com que o crescimentos dos fios novos seja pausado, voltando ao estado anterior ao início do tratamento.

O minoxidil pode ser encontrado pelos nomes comerciais Pant, Regaine e Aloxidil.

Finasterida (1mg)

O finasterida 1mg é um remédio para queda de cabelo de uso oral, também usado para o tratamento de calvície especificamente nos homens.

Tem ação de prevenção de queda e aumenta o crescimento capilar ao reduzir os níveis de diidrotestosterona (DHT), uma causa comum na queda de cabelos nos homens.

A dosagem para esse tipo de tratamento deve ser de 1 comprimido de 1mg ao dia. Mas é importante ressaltar que o uso deve ser feito de acordo com o receitado pelo médico. 

Aumentar as doses não faz com que os resultados sejam mais rápidos ou melhores. O tempo de uso pode variar para cada pessoa, assim como os resultados.Alguns dos nomes comerciais do finasterida são o Propecia, Pro hair, Finalop e Excalv.

Qual o melhor remédio caseiro para queda capilar?

Dependendo da causa da queda de cabelo, não há remédios naturais ou caseiros que possam ajudar, pois pode tratar-se de um problema genético ou hormonal.

No entanto, existem alguns cuidados no dia a dia que podem ajudar a tratar e prevenir a queda de cabelo por outros fatores, como excesso de química, falta de vitaminas e estresse.

Para nutrir o couro cabeludo, tornando mais saudável, alguns óleos podem ser utilizados.

Por exemplo, o óleo de coco, óleo de semente de abóbora e óleo essencial de alecrim auxiliam na nutrição e hidratação capilar. Eles devem ser aplicados nos fios e também no couro cabeludo.

Além disso, manter uma alimentação saudável e reduzir estresse também podem ajudar a controlar a perda dos fios.

No entanto, se a queda for intensa, o ideal é procurar um tratamento medicamentoso com o aconselhamento e acompanhamento médico.

Leia mais: Óleo de rícino no cabelo: para que serve e como usar

Receitas caseiras

Para hidratação e fortalecimento dos fios, são bons ingredientes o amido de milho, abacate, mel e babosa. Existem vários cremes e receitas caseiras de hidratação que podem ser incrementados com esses itens. 

Lembrando que estes recursos auxiliam a hidratar e nutrir os fios, reduzindo a queda decorrente do ressecamento. Ou seja, se houver necessidade de medicação para controlar a queda, eles não resolvem o problema.

Amido de milho

Acrescente algumas colheres de amido de milho a uma quantidade de água e aqueça no fogo baixo por poucos minutos, até se formar um creme pastoso. A quantidade varia de acordo com a quantidade e comprimento dos fios, por isso, a receita não é exata.

Após feito isso, com os cabelos já lavados com shampoo e com a máscara de hidratação aplicada, passe o creme de amido de milho e deixe descansar no cabelo por 20 a 30 minutos. Em seguida é só enxaguar com água corrente e secar. 

Abacate

Amasse um abacate com um garfo em uma vasilha e acrescente um óleo vegetal, como o óleo de coco. Em seguida, misture a uma máscara de hidratação e aplique nos fios. Deixe agir no cabelo de 15 a 20 minutos e em sequência enxágue bem.

Mel

O mel pode ser usado sozinho ou misturado às receitas feitas com abacate e a babosa. Sozinho, o produto pode ser aplicado diretamente nos fios, em todo o comprimento.

O ideal é deixar agir por cerca de 20 minutos com uma touca térmica para hidratação, pois o calor ajuda a potencializar a ação, deixando os fios ainda mais nutridos.

Após os 20 minutos, basta enxaguar os cabelos.

Babosa

A babosa (aloe vera) pode ser aplicada pura nos cabelos ou ser misturada a cremes hidratantes. Nos cabelos já limpos e ainda úmidos, aplique-a misturada à máscara hidratante por todo o comprimento dos fios. Deixe agir por 30 minutos e enxágue em sequência. 

Shampoos antiqueda

São inúmeras as opções de shampoo que possuem efeito antiqueda. Colocamos  abaixo algumas marcas e o melhor preço de acordo com a comparação feita pelo Consulta Remédios.*

**Os preços médios citados foram obtidos através de pesquisa no Consulta Remédios, feita em 08/07/2019. Os valores podem sofrer alteração.

Qual a melhor vitamina para queda de cabelo e crescimento?

Algumas das principais vitaminas que ajudam a prevenir a queda de cabelo e que também ajudam no crescimento dos fios são vitamina A e as do complexo B. A queratina, um tipo de proteína, também é fundamental para fortalecê-lo.

Esses nutrientes são obtidos por meio da alimentação balanceada, mas também são encontrados em produtos como shampoos, cremes hidratantes e suplementos vitamínicos, tais como:


Antes de buscar um remédio para queda de cabelo, é importante procurar a causa e ajuda de um(a) médico(a) dermatologista.

Além dos medicamentos, manter uma vida sem estresse, com uma boa alimentação e fazer hidratação e nutrição nos fios podem ajudar.

Para continuar informando-se sobre saúde, bem-estar e beleza, confira os artigos do Minuto Saudável!


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *