Usar óleo de rícino nos cabelos estimula o crescimento capilar devido ao fortalecimento da raiz, diminuindo a queda devido à quebra. A aplicação ainda forma uma camada protetora, envolvendo e selando as cutículas, minimizando a perda de água, o ressecamento e os danos causados pelo sol.

O óleo de rícino possui componentes antibacterianos e antifúngicos que podem amenizar a proliferação dos agentes no couro cabeludo, que causam o enfraquecimento dos fios. Além disso, a dificuldade de crescimento dos cabelos é amenizada devido aos nutrientes e vitamina E.

A caspa, que é uma descamação do couro cabeludo, também pode ser minimizada com a hidratação promovida pelo óleo. Assim, casos leves e moderados podem ser tratados e solucionados com aplicações contínuas do composto rícino.

Como usar?

O enfraquecimento e queda do cabelo causados por fungos ou bactérias podem ser melhorados com a aplicação do óleo de rícino. O ideal é diluir o extrato com outros produtos para que sua concentração não interfira na respiração dos poros capilares. Assim, é possível utilizar diariamente o composto.

Se for aplicado sem enxágue, sugere-se mantê-lo mais afastado do couro cabeludo, pois o contato prolongado pode gerar irritação. Além disso, não se deve utilizar secadores, chapinhas, químicos (como tinturas) ou se expor ao sol após a aplicação.

Hidratação profunda

Para nutrir os fios intensamente, pode-se misturar 1 colher do óleo às máscaras hidratantes geralmente utilizadas. Após a lavagem do cabelo, ainda com ele molhado, aplica-se a mistura, deixando que ela aja por cerca de 20 minutos. Depois, basta enxaguar e aplicar o condicionador.

Também é possível utilizar o produto concentrado (puro) a cada 2 semanas, aplicando-o diretamente nos fios e o deixando agir por 2 horas. Recomenda-se o estímulo capilar através da massagem, pois os movimentos auxiliam a circulação sanguínea do couro cabeludo e promovem a selagem das cutículas.

Controle de frizz e reconstrução capilar

Através de um tratamento chamado umectação capilar é possível recuperar os fios, dando um aspecto mais leve, saudável e nutrido aos cabelos. O processo pode ser realizado no couro cabeludo ou somente no comprimento dos fios, repondo os nutrientes, tratando os danos e selando as cutículas.

A umectação capilar consiste na escolha e aplicação de algum óleo 100% vegetal. Devido à consistência mais densa e viscosa do extrato de rícino, o ideal é misturá-lo com outro produto (como óleo de coco) para que seja mais fácil removê-lo. A aplicação deve ser realizada com os cabelos secos, que podem estar sujos ou limpos.

Se a o processo envolver a raiz dos cabelos, o couro cabeludo deve ser massageado para ativar e estimular a circulação sanguínea. Usar uma touca ou enrolar uma toalha ajuda a intensificar a hidratação. Recomenda-se deixar o óleo agir por pelo menos 2 horas e enxaguar bem.

Uma maneira fácil de remover todo o óleo aplicado é condicionar antes de enxaguar os fios. Após isso, o produto vai deixar o óleo de rícino menos viscoso e facilitar a completa remoção.

Ressecamento e caspa

Para realizar um tratamento pontual, aplique aproximadamente 1 colher de óleo de rícino no couro cabeludo e massageie a região com movimentos circulares.

Os movimentos fazem com que o óleo naturalmente seja aquecido e penetre com mais facilidade nos poros do couro cabeludo e nas cutículas os fios.

Deve-se deixar o produto agir por, pelo menos, 2 horas e enxaguar o cabelo, lavando-o normalmente.

Também é possível realizar a hidratação diária colocando 1 colher do extrato de rícino no shampoo e misturando bem. Sugere-se que a lavagem seja feita com a massagem e estimulação do couro cabeludo durante o banho e, em seguida, o enxágue normal para retirar todo o produto.

Fios renovados

Deve-se misturar 1 colher de óleo de rícino a 2 colheres de óleo de argan. O composto deve ser aplicado nos fios durante a noite, deixando sua ação ocorrer até a manhã seguinte.

Para potencializar a hidratação, pode-se enrolar uma toalha na cabeça, ou utilizar um touca, fazendo com que o cabelo fique mais aquecido.

Na manhã seguinte, a lavagem ocorre normalmente. O tratamento pode ser feito, em média, 1 vez por semana.

Quer saber mais sobre dicas de beleza? Confira aqui!

Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Editor Médico

Dr. Paulo Caproni

CRM/PR 27.679

Graduado em Medicina pela PUCPR. Residência Médica em Medicina Preventiva e Social pela USP. MBA em Gestão Hospitalar e de Sistemas de Saúde pela FGV.

Farmacêutica Responsável

Dra. Francielle Mathias

CRF/PR 24612

Farmacêutica generalista, com Mestrado em Ciências Farmacêuticas, ambos pela Unicentro. Doutorado em Farmacologia pela UFPR.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *