Saber identificar os dias férteis é umas das primeiras dicas para quem está planejando engravidar. E isso está diretamente relacionado a ovulação.

A ovulação é o processo de liberação de um óvulo (gameta feminino) que sai de um dos ovários já pronto para ser fecundado por um espermatozoide (gameta masculino).

Se a fecundação não acontecer em até 36 horas, esse óvulo é expelido naturalmente junto com o sangue menstrual.

Quando a mulher está ovulando, aumenta-se as chances de engravidar pois o óvulo está no local certo e pronto para ser fecundado.

Mas como saber se estou realmente ovulando?

O texto a seguir busca deixar mais fácil de identificar os sinais!

Calculadora: como faço para saber se estou no período fértil?

O período fértil feminino pode variar conforme o organismo de cada mulher. Em grande maioria dos casos, acontece entre o 11º e o 17º dia do ciclo menstrual. O ápice do período fértil é a liberação do óvulo (ovulação), que geralmente acontece na metade do ciclo menstrual, ou seja, em média no 14º dia.

Lembrado que a contagem do ciclo menstrual começa no primeiro dia da menstruação.

Por exemplo, se a menstruação desceu no dia primeiro, o ciclo menstrual também começou neste mesmo dia. Considerando um ciclo normal de 28 dias, o período fértil será entre o dia 11 e 17 deste mês.

Para analisar com mais exatidão, anote as datas em que a menstruação começa e quanto tempo dura o ciclo menstrual (que é o período entre uma menstruação e outra).

Ainda existem outras dicas que podem ajudar a saber se a mulher está no período fértil, ou seja, se aproximando da ovulação:

Teste de farmácia

Existem alguns exames de ovulação que podem ser comprados em farmácias. Estes testes são similares aos testes de gravidez, utilizando a urina para medir a quantidade de hormônio.

A principal diferença é que os exames de ovulação precisam ser feitos por um período de cinco dias consecutivos. Se o segundo traço aparecer em uma das fitinhas, a mulher está ovulando.

Esses testes custam entre R$ 20,00 e R$ 90,00 dependendo da marca e da região em que é comercializado.

Teste de imagem

Mulheres que estão tentando engravidar por mais de 1 ano e meio podem conversar com o ginecologista sobre a possibilidade de fazerem exames de imagem que indiquem se há ovulação ou não.

Esses exames geralmente são feitos a cada 2 dias a partir do 9º dia do ciclo menstrual. Os resultados são precisos porque o médico consegue calcular quando o óvulo será liberado.

Mas atenção: os resultados desse exame precisam sair instantaneamente, visto que se a mulher estiver ovulando, ela terá até 36 horas para tentar engravidar.

Exame de sangue

Apesar de não ser a opção mais prática, também é possível fazer exames de sangue para saber se a mulher está ovulando ou não. Esse teste é feito como qualquer outro exame de sangue em laboratório.

Os hormônios liberados pelo processo de ovulação vão para a corrente sanguínea e podem ser detectados pelo laboratório ao analisar o sangue.

Mas igual ao exame de imagem, o resultado deve ser instantâneo para aumentar as chances de uma gravidez.

Como saber se estou ovulando?

A ovulação pode variar de mulher para mulher. Fatores como estresse, alimentação, duração do ciclo menstrual, uso de remédios, infecções e amamentação influenciam na liberação dos óvulos.

As mulheres que estão sob influências destes fatores podem ter mais dificuldade para calcular o período fértil.

Além disso, é importante saber que alguns tipos de anticoncepcional (pílula e injeção) podem impedir o período fértil. Mulheres que fazem uso desses fármacos não têm ovulação.

Menstruação irregular

Para se fazer uma estimativa de quando a mulher está ovulando, será necessário analisar os últimos três ciclos menstruais.

Será necessário fazer uma média entre esses ciclos. Para isso, é necessário somar o total de todos os dias destes ciclos e dividir por 3.

Por exemplo, se o primeiro ciclo menstrual durou 27 dias, o segundo durou 33 e o terceiro durou 29, deve-se fazer a operação: 27+33+30=90.

Agora, precisa dividir esse valor total pela quantidade de ciclos somados, neste caso, 3. Assim, 90÷3=30, ou seja, a média do seu ciclo menstrual é de 30 dias.

A ovulação acontece sempre na metade do ciclo menstrual. No exemplo acima, a liberação do óvulo tende a ser no 15° dia do próximo ciclo menstrual.

Como margem de erro, o período fértil é estimado com 3 dias antes e 3 dias após o dia da ovulação. Ou seja, se o dia da ovulação é o 15° dia, o período fértil será entre 12° e 18° dia daquele ciclo.

Mas essas contas são apenas estimativas. Mulheres com ciclo menstrual irregular não devem usar a tabelinha como método contraceptivo.

Pós-parto: como identificar mesmo amamentando?

Os 11 primeiros dias depois do parto são marcados por sangramentos, ressecamento vaginal e baixa libido.

Cada organismo é diferente, mas de forma geral, a mulher volta a ovular a partir de 60 dias após o nascimento do bebê.

Algumas mulheres podem ficar sem ovular (e sem menstruar) durante todo o período da amamentação. Isso acontece porque a produção de leite inibe os hormônios responsáveis pela reprodução.

Mesmo assim, como não há garantias de quando a menstruação virá novamente, a mulher não consegue saber com exatidão quando está ovulando.

Por isso, se quiserem evitar uma nova gravidez, o casal deve utilizar métodos contraceptivos como camisinha e DIU durante todo o período pós-parto.

A pílula anticoncepcional pode ser tomada com autorização médica, já que este medicamento pode influenciar negativamente na produção de leite materno.

Sintomas: o que a gente sente quando está ovulando?

Nem todas as mulheres apresentam sintomas quando estão ovulando. Entre as que manifestam sinais, alguns são mais intensos e outros mais moderados. Temperatura elevada, aumento na libido, muco vaginal denso e mamas doloridas são sintomas da ovulação. A dor da ovulação é um dos sinais que o organismo está pronto para engravidar.

Conheça os sinais mais comuns da ovulação para reconhecer quando estiver ovulando:

Aumento da temperatura basal

Os hormônios (como a progesterona) liberados durante este período fazem a temperatura elevar-se em meio grau, em média.

Isso porque esses hormônios atuam na região do cérebro que controlam a temperatura corporal.

Para fazer esse controle, recomenda-se medir a temperatura logo após acordar. Para ter mais precisão, é aconselhável que isso seja feito sempre no mesmo horário.

Depois de medir a temperatura, marque o resultado em um papel. Ao longo dos dias, a mulher vai conseguir calcular a média da sua temperatura.

No dia que houver um aumento na temperatura em comparação com a média, a mulher estará ovulando.

Mas outros fatores, tais como viroses e exercícios físicos também podem fazer a temperatura corporal subir, por isso esse não pode ser um método totalmente confiável.

Aumento na libido

O feromônio é um dos hormônios responsáveis pelo desejo sexual. Esse hormônio também é liberado em maior quantidade durante o período de ovulação.

Isso acontece porque o organismo feminino está fisiologicamente preparado para a reprodução.

Muco vaginal

Naturalmente, as mulheres liberam uma secreção pela vagina. A cor, o aspecto e o cheiro desse corrimento variam conforme o ciclo menstrual.

Durante a ovulação, essa secreção vaginal é transparente, elástica e mais densa (semelhante a uma clara de ovo).

Além disso, esse muco adquire esses aspectos durante o período fértil para facilitar a chegada dos espermatozoides ao óvulo e permitir uma gravidez.

Sensibilidade nas mamas

Durante a ovulação, os seios podem ficar maiores e mais doloridos. Isso porque essa parte do corpo feminino recebe muitos hormônios liberados durante o período fértil.

Como é a dor da ovulação?

A dor da ovulação, também chamada de dor do meio, é um sintoma que varia entre as mulheres, podendo até mesmo não ser manifestado. Em algumas mulheres, esse incômodo é muito forte e causa sensações de contração e pontadas no baixo-ventre. Em outras, a dor do meio não passa de leves formigamentos.

Esse sinal da ovulação se manifesta quando o óvulo rompe o folículo (conjunto de células que revestem o óvulo). Ao romper essa estrutura do ovário, o óvulo passa pelas trompas uterinas até chegar no útero.

Mas se esta dor perdurar por mais de 36 horas, deve-se procurar um ginecologista, já que pode haver outras complicações como gravidez ectópica, endometriose ou cistos no ovário.


A ovulação é um dos períodos do ciclo menstrual. As mulheres que querem engravidar devem prestar atenção ao período fértil e manter relações sexuais durante esses dias.

Já as que não desejam uma gestação, saber o período de ovulação ajuda a ter mais precaução nestes dias.

É importante ressaltar que a tabelinha não deve ser usada como único método contraceptivo.

O Minuto Saudável ainda tem muitas informações sobre saúde da mulher e bem-estar.  Acompanhe nossas postagens!

Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Editor Médico

Dr. Paulo Caproni

CRM/PR 27.679

Graduado em Medicina pela PUCPR. Residência Médica em Medicina Preventiva e Social pela USP. MBA em Gestão Hospitalar e de Sistemas de Saúde pela FGV.

Farmacêutica Responsável

Dra. Francielle Mathias

CRF/PR 24612

Farmacêutica generalista, com Mestrado em Ciências Farmacêuticas, ambos pela Unicentro. Doutorado em Farmacologia pela UFPR.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *