Saber identificar os dias férteis é umas das primeiras dicas para quem está planejando engravidar. E isso está diretamente relacionado a ovulação.

A ovulação é o processo de liberação de um óvulo (gameta feminino) que sai de um dos ovários já pronto para ser fecundado por um espermatozoide (gameta masculino).

Se a fecundação não acontecer em até 36 horas, esse óvulo é expelido naturalmente junto com o sangue menstrual.

Quando a mulher está ovulando, aumenta-se as chances de engravidar pois o óvulo está no local certo e pronto para ser fecundado.

Mas como saber se estou realmente ovulando?

O texto a seguir busca deixar mais fácil de identificar os sinais!

Calculadora: como faço para saber se estou no período fértil?

O período fértil feminino pode variar conforme o organismo de cada mulher. Em grande maioria dos casos, acontece entre o 11º e o 17º dia do ciclo menstrual. O ápice do período fértil é a liberação do óvulo (ovulação), que geralmente acontece na metade do ciclo menstrual, ou seja, em média no 14º dia.


Lembrado que a contagem do ciclo menstrual começa no primeiro dia da menstruação.

Por exemplo, se a menstruação desceu no dia primeiro, o ciclo menstrual também começou neste mesmo dia. Considerando um ciclo normal de 28 dias, o período fértil será entre o dia 11 e 17 deste mês.

Para analisar com mais exatidão, anote as datas em que a menstruação começa e quanto tempo dura o ciclo menstrual (que é o período entre uma menstruação e outra).

Ainda existem outras dicas que podem ajudar a saber se a mulher está no período fértil, ou seja, se aproximando da ovulação:

Teste de farmácia

Existem alguns exames de ovulação que podem ser comprados em farmácias. Estes testes são similares aos testes de gravidez, utilizando a urina para medir a quantidade de hormônio.

A principal diferença é que os exames de ovulação precisam ser feitos por um período de cinco dias consecutivos. Se o segundo traço aparecer em uma das fitinhas, a mulher está ovulando.

Esses testes custam entre R$ 20,00 e R$ 90,00 dependendo da marca e da região em que é comercializado.

Teste de imagem

Mulheres que estão tentando engravidar por mais de 1 ano e meio podem conversar com o ginecologista sobre a possibilidade de fazerem exames de imagem que indiquem se há ovulação ou não.

Esses exames geralmente são feitos a cada 2 dias a partir do 9º dia do ciclo menstrual. Os resultados são precisos porque o médico consegue calcular quando o óvulo será liberado.

Mas atenção: os resultados desse exame precisam sair instantaneamente, visto que se a mulher estiver ovulando, ela terá até 36 horas para tentar engravidar.

Exame de sangue

Apesar de não ser a opção mais prática, também é possível fazer exames de sangue para saber se a mulher está ovulando ou não. Esse teste é feito como qualquer outro exame de sangue em laboratório.

Os hormônios liberados pelo processo de ovulação vão para a corrente sanguínea e podem ser detectados pelo laboratório ao analisar o sangue.

Mas igual ao exame de imagem, o resultado deve ser instantâneo para aumentar as chances de uma gravidez.

Como saber se estou ovulando?

A ovulação pode variar de mulher para mulher. Fatores como estresse, alimentação, duração do ciclo menstrual, uso de remédios, infecções e amamentação influenciam na liberação dos óvulos.

As mulheres que estão sob influências destes fatores podem ter mais dificuldade para calcular o período fértil.

Além disso, é importante saber que alguns tipos de anticoncepcional (pílula e injeção) podem impedir o período fértil. Mulheres que fazem uso desses fármacos não têm ovulação.

Menstruação irregular

Para se fazer uma estimativa de quando a mulher está ovulando, será necessário analisar os últimos três ciclos menstruais.

Será necessário fazer uma média entre esses ciclos. Para isso, é necessário somar o total de todos os dias destes ciclos e dividir por 3.

Por exemplo, se o primeiro ciclo menstrual durou 27 dias, o segundo durou 33 e o terceiro durou 29, deve-se fazer a operação: 27+33+30=90.

Agora, precisa dividir esse valor total pela quantidade de ciclos somados, neste caso, 3. Assim, 90÷3=30, ou seja, a média do seu ciclo menstrual é de 30 dias.

A ovulação acontece sempre na metade do ciclo menstrual. No exemplo acima, a liberação do óvulo tende a ser no 15° dia do próximo ciclo menstrual.

Como margem de erro, o período fértil é estimado com 3 dias antes e 3 dias após o dia da ovulação. Ou seja, se o dia da ovulação é o 15° dia, o período fértil será entre 12° e 18° dia daquele ciclo.

Mas essas contas são apenas estimativas. Mulheres com ciclo menstrual irregular não devem usar a tabelinha como método contraceptivo.

Pós-parto: como identificar mesmo amamentando?

Os 11 primeiros dias depois do parto são marcados por sangramentos, ressecamento vaginal e baixa libido.

Cada organismo é diferente, mas de forma geral, a mulher volta a ovular a partir de 60 dias após o nascimento do bebê.

Algumas mulheres podem ficar sem ovular (e sem menstruar) durante todo o período da amamentação. Isso acontece porque a produção de leite inibe os hormônios responsáveis pela reprodução.

Mesmo assim, como não há garantias de quando a menstruação virá novamente, a mulher não consegue saber com exatidão quando está ovulando.

Por isso, se quiserem evitar uma nova gravidez, o casal deve utilizar métodos contraceptivos como camisinha e DIU durante todo o período pós-parto.

A pílula anticoncepcional pode ser tomada com autorização médica, já que este medicamento pode influenciar negativamente na produção de leite materno.

Sintomas: o que a gente sente quando está ovulando?

Nem todas as mulheres apresentam sintomas quando estão ovulando. Entre as que manifestam sinais, alguns são mais intensos e outros mais moderados. Temperatura elevada, aumento na libido, muco vaginal denso e mamas doloridas são sintomas da ovulação. A dor da ovulação é um dos sinais que o organismo está pronto para engravidar.

Conheça os sinais mais comuns da ovulação para reconhecer quando estiver ovulando:

Aumento da temperatura basal

Os hormônios (como a progesterona) liberados durante este período fazem a temperatura elevar-se em meio grau, em média.

Isso porque esses hormônios atuam na região do cérebro que controlam a temperatura corporal.

Para fazer esse controle, recomenda-se medir a temperatura logo após acordar. Para ter mais precisão, é aconselhável que isso seja feito sempre no mesmo horário.

Depois de medir a temperatura, marque o resultado em um papel. Ao longo dos dias, a mulher vai conseguir calcular a média da sua temperatura.

No dia que houver um aumento na temperatura em comparação com a média, a mulher estará ovulando.

Mas outros fatores, tais como viroses e exercícios físicos também podem fazer a temperatura corporal subir, por isso esse não pode ser um método totalmente confiável.

Aumento na libido

O feromônio é um dos hormônios responsáveis pelo desejo sexual. Esse hormônio também é liberado em maior quantidade durante o período de ovulação.

Isso acontece porque o organismo feminino está fisiologicamente preparado para a reprodução.

Muco vaginal

Naturalmente, as mulheres liberam uma secreção pela vagina. A cor, o aspecto e o cheiro desse corrimento variam conforme o ciclo menstrual.

Durante a ovulação, essa secreção vaginal é transparente, elástica e mais densa (semelhante a uma clara de ovo).

Além disso, esse muco adquire esses aspectos durante o período fértil para facilitar a chegada dos espermatozoides ao óvulo e permitir uma gravidez.

Sensibilidade nas mamas

Durante a ovulação, os seios podem ficar maiores e mais doloridos. Isso porque essa parte do corpo feminino recebe muitos hormônios liberados durante o período fértil.

Como é a dor da ovulação?

A dor da ovulação, também chamada de dor do meio, é um sintoma que varia entre as mulheres, podendo até mesmo não ser manifestado. Em algumas mulheres, esse incômodo é muito forte e causa sensações de contração e pontadas no baixo-ventre. Em outras, a dor do meio não passa de leves formigamentos.

Esse sinal da ovulação se manifesta quando o óvulo rompe o folículo (conjunto de células que revestem o óvulo). Ao romper essa estrutura do ovário, o óvulo passa pelas trompas uterinas até chegar no útero.

Mas se esta dor perdurar por mais de 36 horas, deve-se procurar um ginecologista, já que pode haver outras complicações como gravidez ectópica, endometriose ou cistos no ovário.


A ovulação é um dos períodos do ciclo menstrual. As mulheres que querem engravidar devem prestar atenção ao período fértil e manter relações sexuais durante esses dias.

Já as que não desejam uma gestação, saber o período de ovulação ajuda a ter mais precaução nestes dias.

É importante ressaltar que a tabelinha não deve ser usada como único método contraceptivo.

O Minuto Saudável ainda tem muitas informações sobre saúde da mulher e bem-estar.  Acompanhe nossas postagens!


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Participe da discussão

4 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

  1. Tive relação desprotegida dia 16 de Julho que foi o período fértil veio um pouco de sangue rodada bem fraco ficou um dia só minha menstruação e pra vim dia 2 de agosto veio 5 e dias antes e durou 3 dias estou com cólicas e dor lombares até agora

    1. Olá, May.
      Os sintomas relatados por você podem estar relacionados a gravidez ou não. Em caso de dúvidas, a única maneira de confirmar ou descartar a possibilidade de uma gravidez é por meio da realização de um exame. Você pode fazer o teste de urina, comprado em farmácia, ou o exame de sangue, em laboratório.

  2. Olá! E pra quem tem ovários policísticos, como saber se está ovulando? Porque minha menstruação vive atrasada, nunca sei se estou ovulando ou não.

    1. Olá, Nataly.
      As mulheres que tem ciclos irregulares podem tentar estimar o período fértil por meio de um cálculo matemático com os três últimos ciclos que devem ter seus valores somados e dividido por 3.
      Por exemplo:
      Ciclo A – durou 30 dias
      Ciclo B – durou 35 dias
      Ciclo C – durou 33 dias
      Deve-se somar esses dias (30+35+33 = 98) e dividir o resultado por 3 (98÷3=32).
      Nesse caso, deve-se estimar o período fértil para um ciclo de 32 dias.
      A ovulação tende a acontecer na metade do ciclo menstrual, ou seja, no nosso exemplo, lá pelo 16º dia do ciclo.
      Como margem de erro, calculamos 3 dias antes e 3 dias depois. Nesse caso, o período fértil pode acontecer entre o 13º e o 19º dia do ciclo menstrual.
      Lembrando que o ciclo menstrual começa a ser contado no primeiro dia da menstruação (no dia que desce).
      Esses cálculos são apenas estimativas e não devem embasar métodos contraceptivos, como a tabelinha.
      Em caso de maiores dúvidas, procure o auxílio de um ginecologista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *