O que é verruga?

As verrugas são sinais que aparecem na pele, causados pelo Papilomavírus Humano (o famoso HPV). Podem surgir em várias partes do corpo, como rosto, pescoço, mãos, pés e órgãos genitais.

Existem cinco tipos de verrugas, todas causadas por variações diferentes do HPV. O subtipo viral que afeta determinada parte do corpo não costuma afetar outra.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Por incrível que pareça, as verrugas são contagiosas e podem ser transmitidas de pessoa para pessoa, através do contato direto. Portanto, para se prevenir, é fundamental não tocar nas verrugas de alguém sem usar luvas ou higienizar as mãos depois.

Embora sejam problemas simples que raramente causam complicações, as verrugas afetam a autoestima, ocasionam incômodos, podem exigir procedimentos cirúrgicos para retirada e, sem tratamento, demorar anos para ir embora.

Índice

  1. O que é verruga?
  2. Tipos de verrugas
  3. Causas
  4. Transmissão
  5. Fatores de risco
  6. Sintomas
  7. Pinta, mancha ou verruga? Saiba a diferença!
  8. Como é feito o diagnóstico de verrugas?
  9. Verruga tem cura?
  10. Tratamento
  11. Remédios para verrugas
  12. Convivendo
  13. Complicações
  14. Como prevenir verrugas?

Tipos de verrugas

As verrugas são divididas em diferentes tipos de acordo com a sua localização no corpo.

De acordo com esse critério, os tipos de verrugas são:

Verruga plana

As verrugas planas costumam ser pequenas – dificilmente passam dos 4 milímetros de diâmetro.

A superfície desse tipo de verruga costuma ser macia, com coloração amarela ou castanha. Geralmente aparece no rosto.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Verruga plantar

As verrugas plantares costumam aparecer em um local bem peculiar: as solas dos pés. Por isso, é comum que sejam confundidas com calos. Também são conhecidas como olho de peixe, graças a sua aparência.

Esse tipo de verruga costuma ser redonda e amarela, com pequenos pontos pretos no meio.

Verruga vulgar

Também conhecida como verruga periungueal, a verruga vulgar geralmente aparece nos dedos das mãos e dos pés, principalmente ao redor das unhas. Em casos mais raros, podem surgir no couro cabeludo, cotovelo e joelhos.

Costumam ser da cor da pele ou cobertas por uma fina camada esbranquiçada.

Verruga genital

Como o nome sugere, essas verrugas costumam aparecer nos órgãos genitais, tanto masculinos quanto femininos.

Verruga filiforme

As verrugas filiformes são mais comuns em pessoas com mais de 60 anos. Surgem majoritariamente no rosto e no pescoço. Podem ser avermelhadas ou cor-de-rosa, e, geralmente, se manifestam como uma protuberância grande, semelhante a ponta de um dedo.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Causas

Todas as verrugas são fenômenos cutâneos causados pelo Papilomavírus Humano, mais conhecido como HPV.

Calma! Não é preciso entrar em pânico. Embora o HPV seja conhecido por causar câncer – sobretudo no colo do útero – é importante ressaltar que existem mais de 150 variações do vírus, e a maior parte delas não causa doenças graves.

Cada tipo de HPV é propenso a atacar determinadas partes do corpo, quando pode não ter nenhum efeito em outra. A variação do vírus que faz verrugas surgirem nos órgãos genitais, por exemplo, não é o mesmo que causa verrugas no rosto.

Transmissão

As verrugas são transmitidas de pessoa para pessoa, através de contato direto.

Isso significa que, se você tocar nas verrugas de outra pessoa, ou mesmo em objetos que ela tenha passado sobre a verruga – como uma toalha, por exemplo – você também pode contrair a variação de HPV que causou o problema e desenvolver verrugas.

O risco de contrair uma verruga é especialmente maior entre pessoas que estejam com a imunidade baixa ou sejam portadoras de alguma doença que afete o funcionamento do sistema imunológico.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Também é possível transmitir as verrugas de uma parte do corpo para outra.

Se você tocar em uma verruga que tenha nascido na sua mão e, em seguida, tocar em outra parte do corpo que seja suscetível àquele tipo de HPV, as verrugas podem aparecer também nesse novo lugar.

Fatores de risco

Embora todas as pessoas estejam sujeitas a desenvolver algum tipo de verruga ao longo da vida, algumas características tornam grupos específicos mais sujeitos ao problema.

São elas:

Fatores de risco para verrugas em geral

Ser criança

Crianças ainda estão com seus sistemas imunológicos em desenvolvimento, por isso, têm menor resistência a aparição de verrugas.

Essa vulnerabilidade, em geral, começa a diminuir na adolescência. No entanto, pode se estender até os 21 anos.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Ser portador de HIV ou doença autoimune

Qualquer problema que prejudique o funcionamento pleno do sistema imunológico abre portas para infecções virais – as chamadas doenças oportunistas.

O HPV é um desses vírus que se aproveita de brechas no sistema imunológico de determinado indivíduo para se estabelecer e proliferar. Por isso, portadores de HIV ou doenças autoimunes costumam estar mais suscetíveis a aparição de verrugas em relação ao restante da população.

Ser gestante

A alteração nos níveis hormonais durante a gravidez podem afetar o sistema imunológico, tornando a gestante mais suscetível à infecções por determinados tipos de vírus.

Fatores de risco para verrugas plantares

Andar descalço

Andar sem sapatos – principalmente em locais públicos – é a principal maneira de se contrair uma variação de HPV que cause verrugas nos pés.

Ter feridas nos pés

Feridas são portas de entrada para diversos tipos de vírus e microorganismos, entre eles os subtipos de HPV causadores de verrugas.

Ter pele seca na sola dos pés

A pele seca favorece, a longo prazo, o surgimento de rachaduras e feridas, que podem favorecer a entrada de vírus e, assim, causar verrugas.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Fatores de risco para verrugas genitais

Ter relações sexuais desprotegidas

Não usar camisinha durante as relações sexuais é a principal forma de ficar suscetível a infecção por HPV (e a todas as outras doenças sexualmente transmissíveis também), e, consequentemente, desenvolver verrugas genitais.

Ter vários parceiros sexuais

Clinicamente, quando se fala nos perigos de se relacionar sexualmente com várias pessoas, a questão não é moral, mas, sim, de estatística e probabilidade.

Quanto maior é seu número de parceiros e/ou parceiras, maiores são as chances de você entrar em contato com o vírus do HPV e contrair verrugas genitais – isso sem mencionar outras DSTs.

Ter doenças sexualmente transmissíveis

Ter uma DST significa que, de alguma forma – possivelmente transando sem camisinha – você ficou suscetível a contrair esse tipo de doença.

Por isso, uma vez que você receba o diagnóstico de uma DST, é importante ser testado ou testada para todas, incluindo HPV.

Fatores de risco para verrugas filiformes

Ser idoso

Conforme as pessoas envelhecem, a pele perde progressivamente a capacidade de regeneração, ficando mais suscetível à proliferação do tipo de HPV que ocasiona as verrugas filiformes.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Por isso, esse tipo de verruga é mais comum em pessoas com mais de 60 anos.

Sintomas

Em geral, verrugas costumam ser totalmente assintomáticas. As exceções são verrugas genitais e verrugas plantares, que podem causar alguns incômodos discretos.

Além da aparição do sinal em si, verrugas genitais também podem causar coceiras na região afetada. Já pessoas com verrugas plantares podem ter dores ao caminhar.

Pinta, mancha ou verruga? Saiba a diferença!

Sinais que aparecem na pele podem ter uma aparência muito semelhante entre si. Por isso, é natural não ter certeza se aquilo que apareceu no seu corpo de uma hora para a outra é uma pinta, mancha ou verruga.

Se tiver dúvidas sobre a aparência de um sinalzinho na pele, a melhor saída é sempre consultar um dermatologista. Mas algumas características básicas de pintas, manchas e verrugas podem te ajudar a descobrir qual é o problema que está te afetando.

Pintas

As pintas são marcas pequenininhas, com coloração escura (quase beirando o preto), e com uma textura diferente da pele, que você pode sentir ao passar as mãos sobre elas.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Além disso, as pintas, geralmente, não mudam de tamanho ou forma com o passar do tempo.

Manchas

As manchas costumam ser mais claras e maiores em relação às pintas. Normalmente, também possuem a mesma textura da pele.

É mais comum que manchas apareçam em partes do corpo que estão expostas ao sol, principalmente no rosto e nos braços.

Verrugas

As verrugas são protuberâncias altas, que saltam da pele. São irregulares, possuem uma coloração específica e podem ter várias formas.

Verrugas podem surgir em diversas partes do corpo. Algumas, inclusive, podem ficar organizadas em pequenas colônias – ou seja, com várias verrugas uma ao lado da outra.

Como é feito o diagnóstico de verrugas?

Geralmente, o diagnóstico de verrugas será feito pelo médico através do exame clínico, ou seja, com uma análise feita no próprio consultório, durante a consulta.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Para reforçar o diagnóstico, o profissional pode solicitar um exame de sangue, que deverá confirmar a presença do vírus HPV no organismo do paciente.

Diagnóstico de verrugas genitais

O processo para diagnóstico de verrugas genitais é um pouco mais aprofundado e complexo. Isso porque algumas variações de HPV que causam a aparição de ulcerações nos órgãos genitais podem causar cânceres vaginais, penianos e no colo do útero, entre outros.

Por isso, se um paciente apresentar um quadro de verrugas genitais, além de uma simples consulta, o médico poderá solicitar outros testes, como:

Papanicolau

Popularmente conhecido como exame preventivo, esse procedimento deve ser realizado todos os anos por mulheres sexualmente ativas.

Com a ajuda de uma espátula e uma escovinha, o médico colhe amostras do colo do útero que serão enviadas para análise laboratorial.

Captura híbrida

Assim como no caso do papanicoulau, a captura híbrida colhe e analisa amostras do colo do útero, e, também, das paredes vaginais. É especificamente utilizado para identificar a variação de HPV que está causando as verrugas genitais.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Colposcopia

Com a ajuda de um aparelho de diagnóstico por imagem chamado de colposcópio, o profissional de saúde analisa lesões localizadas no colo do útero – o que pode incluir verrugas.

Peniscopia

A peniscopia é um exame usado para detectar e analisar lesões que estejam localizadas em toda a extremidade do pênis, inclusive as que não sejam visíveis a olho nú.

Quando procurar um médico?

Estudos apontam que cerca de 60% das verrugas somem sozinhas, sem necessidade de tratamento. Esse processo de cura natural, no entanto, pode durar meses ou até mesmo anos.

Nesse intervalo de tempo, você pode transmitir suas verrugas para outras pessoas ou mesmo para outras partes do seu próprio corpo. Por isso, é importante procurar tratamento médico adequado.

Além disso, se sua verruga tiver algumas características específicas, é fundamental procurar ajuda profissional o quanto antes.

Procure um médico o mais rápido possível se:

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)
  • Você tiver verrugas genitais;
  • Você não tiver certeza se o sinal que apareceu em sua pele é ou não uma verruga;
  • Estiver aplicando qualquer tipo de tratamento em sua verruga e não perceber sinais de melhora depois de 2 meses;
  • Estiver sentindo dores, pontadas ou sensação de latejamento em sua verruga;
  • Notar a aparição de vergões e/ou linhas vermelhas saindo de sua verruga;
  • Notar a aparição de um círculo avermelhado em torno da verruga;
  • Notar a aparição de pus e/ou outras secreções em sua verruga;
  • Tiver febre;
  • Você tiver diabetes, HIV ou doenças autoimunes e notar a aparição de verrugas;
  • Tiver mais de 60 anos e estiver com verrugas na pele pela primeira vez.

Verruga tem cura?

Sim, verrugas têm cura. No entanto, é importante lembrar que a causa das verrugas é uma infecção por HPV.

Não existem tratamentos para o HPV atualmente. No entanto, se seu sistema imunológico for forte o suficiente, terá a capacidade de expulsar o vírus por conta própria eventualmente.

Tratamento

É comum que verrugas desapareçam por conta própria – principalmente em crianças pequenas. No entanto, esse processo pode durar até dois anos. Até lá, você pode continuar transmitindo as verrugas. Por isso, é importante tratá-las.

Tratamentos caseiros para verrugas

Por se tratar de um problema simples, é comum que os pacientes apostem em métodos caseiros para cuidar das verrugas.

Mas atenção! Boa parte desses tratamentos não possui eficácia comprovada. Por isso, para ter total certeza de que suas verrugas irão embora em um futuro próximo, a melhor estratégia é sempre consultar um médico e seguir as recomendações do profissional.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Alho

O alho é conhecido por ser um antiviral, antifúngico e antibiótico natural. Graças a essa variedade de atributos, suas propriedades curativas acabam sendo aproveitadas como tratamento caseiro para várias doenças, entre elas as verrugas.

Para usar o alho como um aliado no combate às verrugas, fique de olho nas seguintes etapas:

  1. Separe um dente de alho fresco;
  2. Esfregue o alho em uma pequena parte da pele (de preferência longe da verruga) e espere. Se após alguns minutos não houver nenhum sinal de vermelhidão ou alergia no local, pode prosseguir. Caso contrário, desista do tratamento com alho imediatamente;
  3. Lave a verruga com sabão e água morna. Em seguida, seque bem com o auxílio de uma toalha de algodão;
  4. Esmague o dente de alho em uma superfície devidamente limpa e higienizada;
  5. Aplique o dente de alho na verruga e, em seguida, coloque uma atadura na região;
  6. Repita o procedimento uma vez por dia. Os resultados devem começar a aparecer em um período que varia de 6 dias a 3 semanas.

Cebolas

A cebola costuma ser uma boa escolha para tratamentos caseiro de verruga graças às suas propriedades nutritivas, que podem contribuir para a melhora de dezenas de doenças.

O método de aplicação é semelhante ao do alho: um pedacinho de cebola deve ser esmagado e colocado sobre a verruga, já devidamente higienizada, e fixado com uma atadura.

Repita o procedimento uma vez ao dia, trocando a cebola e as ataduras.

Vinagre

O vinagre possui propriedades que promovem a morte de microorganismos nocivos através da acidez. Por isso, é um método eficaz para tratar verrugas.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Para utilizar esse tratamento, basta embeber uma bolinha de algodão com um pouco de vinagre branco, colocar sobre a verruga e prender com um esparadrapo. Deixe agindo por cerca de duas hora, depois retire e limpe o local com água e sabão.

Repita o procedimento uma vez por dia.

Cascas de banana

O potássio presente nas cascas de banana pode agir diretamente sobre as verrugas, diminuindo seu tamanho consideravelmente.

Para apostar nesse tratamento, basta colocar um pedacinho de casca de banana sobre a verruga todas as noites, antes de dormir, e prender com um esparadrapo. Deixe agir e retire na manhã seguinte. Em seguida, lave a verruga com água e sabão.

Repita o procedimento diariamente.

Fita adesiva

O método da fita adesiva é muito difundido como um tratamento caseiro de sucesso para o tratamento de verrugas. Existem vários relatos de pessoas que obtiveram êxito com essa tática, embora ninguém saiba explicar, exatamente, por quais motivos a fita ajuda a diminuir o tamanho de verrugas.

Um estudo publicado pela instituição estadunidense American Family Physician confirmou o sucesso do tratamento de fita adesiva aplicado a verrugas pequenas em 85% dos casos.

Para utilizar o método, você precisa seguir alguns passos:

  1. Compre um rolo de silver tape – um tipo de fita adesiva prateada;
  2. Cole um pequeno pedaço de fita adesiva sobre a verruga;
  3. Antes de dormir, tire a fita adesiva e deixe a verruga respirar até amanhecer;
  4. Coloque um novo pedaço de fita adesiva pela amanhã e deixe o dia todo;
  5. Repita o procedimento por 7 dias;
  6. Ao fim do período de uma semana, retire a fita adesiva e mergulhe a verruga em água morna por alguns minutos;
  7. Por fim, lixe a região da verruga, retirando as sobras de pele que terão se levantado na região.

Cirurgia para verrugas

Em adultos, é comum que a recomendação médica seja de procedimentos específicos para a retirada das verrugas.

Até o presente momento, a indicação mais comum é a de crioterapia, mas outros métodos também podem ser escolhidos pelo profissional, de acordo com seu caso.

Crioterapia

A crioterapia é um procedimento que consiste no congelamento da verruga, através da aplicação de nitrogênio a uma temperatura de mais de 150 graus negativos sobre a protuberância.

A substância mata os tecidos ao redor da verruga, fazendo com que ela caia em um prazo de uma semana.

Hoje em dia, a crioterapia é o procedimento mais utilizado em adultos para tratamento de verrugas.

Cauterização

A cauterização de verrugas é feita através da utilização de impulsos elétricos. Para isso, é utilizada uma sonda microscópica, que dá pequenos choques na protuberância, matando os tecidos que a compõem.

Excisão cirúrgica

A excisão cirúrgica costumava ser o método mais utilizado para retirar verrugas há alguns anos. Atualmente, o procedimento já perdeu esse posto para operações mais modernas – sobretudo a crioterapia.

Esse tratamento cirúrgico consiste no método que boa parte dos pacientes já teve vontade de executar: cortar a verruga e fazer um enxerto de pele no lugar.

A cirurgia de excisão cirúrgica de verrugas, no entanto, é considerada um método obsoleto porque pode causar complicações estéticas e de saúde – entre elas, infecções, cicatrizes e manchas na pele.

Laser

A remoção à laser geralmente é uma opção para verrugas grandes, ou que não desaparecem após passarem por métodos de tratamento convencionais.

Esse tratamento consiste no uso de raios laser de alta temperatura para matar o tecido das verrugas. No entanto, como exige aplicação de anestesia geral ou local e oferece risco de complicações pós-operatórias (como infecções e dores, por exemplo), é recomendada apenas em casos muito específicos.

Remédios para verrugas

A principal substância utilizada no tratamento de verrugas é o ácido salicílico. Cremes e remédios que tenham esse componente como base costumam ser indicados pelos médicos, principalmente para idosos, crianças e pessoas que não podem ser expostas a outros tipos de tratamento (indivíduos com diabetes, por exemplo).

Entre os medicamentos que podem ser receitados pelo médico em caso de verrugas, estão:

Atenção!

NUNCA se automedique ou interrompa o uso de um medicamento sem antes consultar um médico. Somente ele poderá dizer qual medicamento, dosagem e duração do tratamento é o mais indicado para o seu caso em específico. As informações contidas neste site têm apenas a intenção de informar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um especialista ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Siga sempre as instruções da bula e, se os sintomas persistirem, procure orientação médica ou farmacêutica.

Convivendo

Embora verrugas possam ter efeitos ruins sobre a sua autoestima, é importante manter em mente que, em geral, não causam nenhuma complicação de saúde mais grave.

É importante conversar com um médico e tratá-las adequadamente, para que, assim, você não transmita o problema para outras pessoas. Se você convive com bebês, crianças, idosos e pessoas com problemas que afetam o sistema imunológico, sua responsabilidade em relação a isso deve ser ainda maior.

Se você tiver mais de 60 anos, também é importante discutir com seu médico se o sinal que apareceu na sua pele realmente é uma verruga. Converse sobre a possibilidade de descartar outros problemas – como câncer de pele, por exemplo.

Complicações

Verrugas são problemas simples que não costumam causar complicações mais graves. A exceção é para gestantes e pessoas com doenças como diabetes, AIDS e outros problemas que afetem o sistema imunológico.

Complicações em portadores de doenças imunossupressoras

Doenças imunossupressoras são aquelas que afetam o funcionamento pleno do sistema imunológico.

Em indivíduos com esse tipo de problema, as verrugas – incômodos simples em pessoas com sistemas imunológicos saudáveis – podem evoluir e se tornar sinais malignos, que, posteriormente, podem virar câncer.

No entanto, esse tipo de complicação é rara. Se você é portador desse tipo de doença e apresenta um quadro de verrugas, é importante discutir a possibilidade de evolução do quadro com seu médico.

Complicações em gestantes

Gestantes que apresentam verrugas genitais precisam ter cuidado redobrado e procurar orientação médica. Isso porque qualquer sinal, ulceração ou protuberância na região genital pode dificultar (ou mesmo impossibilitar) o parto normal.

Também existe a pequena possibilidade de que as verrugas sejam transmitidas para o bebê no momento do nascimento.

Como prevenir verrugas?

Não toque verrugas de outras pessoas

Tocar a verruga de outra pessoa é a principal forma de conseguir uma para você, por isso, evite.

Se for realmente necessário tocar na verruga de outra pessoa – para aplicar um medicamento, por exemplo – o uso de luvas é imprescindível.

Não compartilhe objetos

Não compartilhe objetos pessoais que possam estar tocando a verruga de outra pessoa, como meias, cuecas, calcinhas e luvas, por exemplo.

Não corte suas verrugas por conta própria

Cortar a verruga pode parecer um bom plano para se livrar dela, mas nem pense nisso.

Extrair uma verruga sem a devida orientação médica pode fazer com que o vírus HPV se espalhe para outros locais, fazendo com que novas verrugas nasçam — sim, verrugas. No plural.

Não pegue em suas próprias verrugas

Tocar em suas próprias verrugas pode parecer inofensivo, mas não se esqueça que é possível carregar o vírus para outras partes do seu corpo e aumentar o problema.

Por isso, sempre que encostar em suas verrugas, certifique-se de estar usando luvas ou de lavar bem as mãos em seguida.

Use chinelos

Usar chinelos em locais públicos é uma ótima maneira de evitar verrugas plantares. Dê atenção especial a praias e piscinas públicas, onde a umidade pode favorecer a proliferação de vírus.

Inspecione os pés das crianças

Crianças são mais suscetíveis a contrair verrugas. Por esse motivo, é importante inspecionar os pézinhos delas sempre que possível – sobretudo depois de passeios em locais como praças, parquinhos e piscinas.


Embora incômodas, verrugas são problemas simples que não costumam ocasionar nenhuma complicação grave.

Caso tenha alguma dúvida ou história para compartilhar com a gente, deixe no campo destinado a comentários! Responderemos assim que possível.

Referências

https://www.tuasaude.com/verrugas/
http://www.sbd.org.br/doenca/verrugas/
http://www.marcoantoniodeoliveira.com.br/especialidades/dermatologia-clinica/verrugas/
http://www.hpvonline.com.br/sobre-hpv/o-que-e-hpv/hpv-e-verrugas/
https://www.greenme.com.br/remedios-caseiros/5509-como-eliminar-verrugas-remedios-caseiros-simpatias
http://www.wartner.eu/sites/pt/treatment/
https://drauziovarella.com.br/letras/v/verrugas/
http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/common-warts/basics/definition/con-20021715
https://www.aad.org/public/diseases/contagious-skin-diseases/warts#symptoms
http://www.healthline.com/health/skin/warts#types3
http://www.medicinenet.com/warts_common_warts/article.htm
http://www.webmd.com/skin-problems-and-treatments/tc/warts-and-plantar-warts-what-happens
http://www.webmd.com/skin-problems-and-treatments/tc/warts-and-plantar-warts-what-increases-your-risk
https://www.annmariegianni.com/warts-10-ways-to-get-rid-of-them-naturally/
https://beleza.blog.br/20-incriveis-remedios-caseiros-para-verrugas-genitais
http://cidadeverde.com/noticias/183728/entenda-o-que-sao-as-verrugas-e-como-trata-las
http://www.whereincity.com/medical/diseases/skin-and-beauty/warts-113.htm
http://globoesporte.globo.com/eu-atleta/saude/noticia/2016/05/sabe-o-que-e-olho-de-peixe-ou-verruga-plantar-conheca-sinais-e-tratamentos.html
http://www.aafp.org/afp/2003/0201/p614.html

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Avalie o conteúdo!)
Loading...

Faça um comentário:

Por favor, escreva seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui