Remédio para refluxo: o que tomar para aliviar os sintomas? 

O refluxo é uma condição comum e que, na maioria dos casos, não gera grandes problemas, pois ocorre de forma isolada. Mas se a frequência for alta, esse incômodo por causar problemas de saúde.

Ele ocorre quando há um retorno do conteúdo estomacal para o esôfago, podendo chegar à garganta. Com o tempo, as mucosas podem sofrer agressões devido à acidez do suco gástrico.

Excesso de peso, tabagismo, consumo exagerado de álcool, presença de hérnia no sistema digestivo, gravidez, má alimentação e estresse são os principais fatores de risco para que ele aconteça.  

Entre os sintomas mais relatados pelos paciente estão: 

  • Pirose: sensação de queimação no peito e irradiando para a garganta; 
  • Regurgitação: retorno de alimentos ou líquidos ácidos para a boca.

O Consenso Brasileiro da Doença do Refluxo Gastroesofágico (DRGE) considera como portador de refluxo o paciente que tem uma dessas manifestações por, no mínimo, duas vezes por semana durante 4 semanas. 

O que é bom para refluxo?

Para amenizar o refluxo, deve-se evitar alimentos gordurosos ou que tenham cafeína, álcool, pimenta, menta e hortelã, além de não consumir bebidas gasosas (como refrigerantes). 

Remédios antiácidos podem ser utilizados para aliviar os sintomas causados pelo refluxo, já que seu efeito neutraliza a acidez estomacal, reduzindo a queimação. 


Os mais utilizados são os que contêm hidróxido de alumínio, hidróxido de magnésio e carbonato de cálcio em sua composição. 

Outros medicamentos (Eno, Estomazil, Engov) que aliviam e combatem os sintomas  também pode ser utilizados. 

Entretanto, esses medicamentos podem provocar o “efeito rebote”, fazendo com que haja uma piora posterior dos sintomas. Ou seja, a utilização frequente deles, apenas amenizando os sintomas, pode provocar o aumento da acidez estomacal, o que agrava os sintomas.

Outros medicamentos para aliviar e combater os sintomas também pode ser utilizados. 

Para evitar o efeito rebote e outras complicações, evite a automedicação. Sempre consulte um médico ou farmacêutico antes de ingerir qualquer medicamento. 

Qual o remédio indicado para refluxo na garganta? 

O refluxo na garganta apresenta sintomas como rouquidão, mau hálito, dor nessa região e tosse seca. 

Existem três tipos de remédios indicados para refluxo:

  • Antiácidos: neutralizam os ácidos produzidos no estômago; 
  • Antagonistas de receptor de H2: bloqueiam a recepção de histamina, o que impede a liberação de ácido clorídrico (estomacal). Isso reduz a irritação do estômago; 
  • Inibidores da bomba de prótons: suprimem a produção de ácido gástrico.

A grande maioria dos remédios é em comprimido que deve ser engolido inteiro, ou seja, sem mastigar ou quebrar. Quanto aos que são pastilhas antiácidas, a maioria deve ser mastigada ou dissolvida na boca.

Existem também opções em gotas (geralmente ministrada para as crianças) e injetável (que deve ser aplicado com um profissional da saúde).  

Os remédios mais indicados para o refluxo são: 

Omeprazol

O Omeprazol é um medicamento bastante popular, indicado para o tratamento de úlceras pépticas benignas, hiperacidez gástrica e prevenção do retorno dessas condições. 

Sua apresentação é em comprimidos, sendo um agente inibidor da bomba de prótons.

A dosagem depende da orientação médica, mas a orientação é que seu uso seja feito antes do café da manhã.

Ranitidina

A Ranitidina é um medicamento em comprimidos indicado sobretudo para para tratar úlceras no estômago ou duodeno e tratamento de problemas relacionados ao refluxo. 

A substância ranitidina reduz a quantidade de ácido que é produzida no estômago, reduzindo a irritação e os sintomas decorrentes. 

O comprimido deve ser engolido inteiro, com água, A dosagem deve sempre ser orientada pelo médico ou médica, mas, em geral, o medicamento pode ser usado uma vez ao dia, preferencialmente à noite, ou 2 ou 3 vezes ao dia, conforme a necessidade.

Dexilant 

Dexilant é um fármaco (em comprimido) indicado para adultos (com mais de 18 anos). Ele combate a azia, a queimação e o gosto azedo causado pelo refluxo. 

Esse medicamento é indicado por reduzir a acidez no estômago. A posologia varia conforme o histórico médico e a gravidade de cada caso. 

Pessoas que têm problemas no fígado, osteoporose, gestantes e lactantes não podem consumir esse remédio, que faz parte da categoria dos inibidores da bomba de prótons.

Bromoprida

O Bromoprida pode ser encontrado em várias formas: comprimidos, injeções e gotas. A posologia de cada apresentação pode ser prescrita por um médico conforme a necessidade de cada paciente. 

Pessoas com epilepsia e bebês com menos de 1 ano não podem ingerir esse fármaco, que por ser um antagonista de receptor de D2 (dopamina), é indicado para combater o refluxo.

Lansoprazol

O Lansoprazol é indicado para auxiliar a cicatrização das feridas no sistema digestivo que são causadas pelo ácido da regurgitação.

Esse remédio leva, em média, 2 horas para agir e seu efeito dura quase 24 horas, já que é um inibidores da bomba de prótons e proporciona uma diminuição prolongada da acidez no estômago.

Consumidores frequentes de álcool e pessoas com problemas no fígado devem informar essas condições ao médico antes de tomar Lansoprazol. 

Luftagastropro

Luftagastropo é um remédio antiácido impede o refluxo durante 4 horas, aliviando os sintomas.  

O medicamento é comercializado em frascos ou em sachês (ambos em líquido). Após ingerido, o medicamento forma um gel quando chega ao estômago e começa a fazer efeito em 15 segundos após a ingestão. 

Entretanto, crianças (com menos de 12 anos) e pessoas com problemas renais não podem tomar esse medicamento a não ser sob orientação médica.

Magnésia bisurada

A Magnésia bisurada alivia a queimação, a azia e a dor causada pelo refluxo. Crianças, pessoas com problemas renais e de cálcio podem tomar esse remédio antiácido somente sob orientação médica.  

Ele é comercializado em pastilhas (que devem ser mastigadas ou dissolvidas) e não precisa ser ingerido com água. Deve-se consumir, no máximo, 10 pastilhas por dia com intervalos mínimos de 1 hora.

Droxaíne

Droxaíne contém substâncias que neutralizam os ácidos formados pelo estômago. Dessa forma, pode combater os sintomas do refluxo (dor, queimação e azia).  

Além disso, o medicamento auxilia na redução da dor devido à presença de uma substância anestésica na composição. 

Esse medicamento antiácido não pode ser usado por crianças, gestantes, lactantes, pessoas com complicações renais ou suspeitas de apendicite, salvo se for sob recomendação médica.

Bebês podem tomar remédios para refluxo?

Os refluxos em bebês são comuns, mas a maioria dos remédios para combater essa condição e seus sintomas tem restrições de idade, não sendo indicados para recém-nascidos e bebês com menos de 1 ano. Por isso, em caso de dúvidas, leve o bebê ao pediatra, que poderá avaliar e receitar o melhor remédio. 

Em geral, a condição é comum, já que o sistema digestivo deles ainda está se acostumando a digerir o leite. 

Por isso, não deve ser motivo de preocupação se ocorre após a mamada ou com frequência baixa

Mas, se for frequente, prolongando-se após a mamada, ou for acompanhado de sintomas (regurgitação, irritação, choro e recusa em mamar) pode atrapalhar o desenvolvimento do neném.  

Por isso, caso os refluxos sejam persistentes ou acompanhados de outros sintomas, é preciso fazer uma avaliação médica. 

Deve-se tentar evitar o refluxo antes que o mesmo aconteça. Por isso, evite balançar o bebê durante a amamentação, faça-o arrotar depois de mamar e deite-o de barriga para cima.   

Remédios caseiros para refluxo: como aliviar os sintomas?

Embora não tenham sua eficiência comprovada pelos cientistas, alguns remédios caseiros (como chás e sucos) podem melhorar os sintomas. Alguns ingredientes comuns (por exemplo, limão e gengibre) também podem ser acrescentados para combater esse problema no dia a dia. 

Chá de camomila 

Tome entre 2 e 3 xícaras de chá de camomila por dia. Essa planta ajuda a acalmar o estômago e a controlar a digestão naturalmente. 

Gengibre 

O gengibre acelera a digestão fazendo com que a comida fique menos tempo no estômago. 

Por isso, ele pode ser consumido com frequência pelas pessoas que têm problemas de refluxo.  

Se a temperatura estiver alta, coloque algumas lascas de gengibre dentro de uma garrafinha com água e consuma essa bebida ao longo do dia. 

Já se os termômetros estiverem com os números baixos, pode-se fazer chá com a raiz ou ainda acrescentá-la em pratos quentes. 

Limão 

Assim como o gengibre, o limão pode ser utilizado de várias formas. Sucos, temperos e preparos de vários pratos incluem essa fruta. 

Há quem consuma a fruta para auxiliar na produção e regulação do suco gástrico, mas nem sempre essa receita pode ajudar. A sua acidez pode aumentar a irritação nas áreas que já foram agredidas pelo refluxo.

Por isso, a regra que prevalece é perceber se há pioras dos sintomas com o consumo da fruta. Caso não haja, colocá-la na dieta está permitido.

Maçã 

A maçã ajuda a neutralizar os ácidos do estômago, o que contribui para diminuir os desconfortos estomacais causados pelo refluxo. 

Coma de 1 a 2 unidades da fruta todos os dias, principalmente depois das refeições mais pesadas (que geralmente são almoço e jantar).  

Aloe Vera (babosa)

A Aloe Vera melhora a flora intestinal e ajuda na desintoxicação e a circulação de sangue.   

Ela contém vitaminas (B e C), ferro, cobre, cálcio, potássio e manganês que atuam para aliviar a dor e a queimação causadas pelo refluxo. 

Sempre que possível, consuma esse ingrediente. Beber dois copos de suco de Aloe Vera todos os dias, também combate o refluxo.


O refluxo é uma complicação que pode apresentar sinais como ardência e queimação. Cuidar da alimentação e mudar os hábitos comportamentais (tabagismo e sedentarismo, por exemplo) são medidas indicadas para combater o refluxo.  

Mas, em alguns casos, os medicamentos podem ser necessários e trazer alívio aos sintomas.

Sempre evite a automedicação. Antes de consumir qualquer fármaco, consulte um profissional da saúde. 

No Minuto Saudável tem muitos conteúdos sobre remédios. Confira nossas postagens!!!


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *