Os efeitos dos raios ultravioleta (UV), ou seja, UVA, UVB e UVC sobre a pele têm se intensificado nos últimos anos. Isso porque o aquecimento global é uma realidade e a temperatura está aumentando cada vez mais, causando assim danos à nossa saúde, especialmente à pele.

Para te ajudar a entender como se proteger dessas mudanças climáticas e preservar ao máximo sua saúde, preparamos esse artigo que está cheio de dicas e de informações sobre os danos causados pelos raios solares e como preveni-los. Confira!

Índice – Neste artigo, você vai encontrar:

  1. O que são e qual a diferença entre os raios UV?
  2. Fototipo e raios UV
  3. O que os raios UV causam?
  4. Como se proteger dos raios UV?
  5. 5 produtos para se proteger da ação dos raios UV

O que são e qual a diferença entre os raios UV?

Os raios emitidos pelo sol são ondas eletromagnéticas que podem ser divididas em três tipos: radiação infravermelha (IV), ultravioleta (UV) e luz visível. Enquanto alguns desses não chegam nem a ultrapassar a camada de ozônio, ou seja, não representam risco algum à saúde humana, outros são extremamente nocivos à nossa saúde.

Enquanto a radiação infravermelha (IV) é responsável por emitir calor, a ultravioleta (UV) é a que, tanto em dias nublados quanto nos ensolarados, é presente. A luz visível, por sua vez, é a luz emanada pelo sol que conseguimos enxergar a olho nu.

Contudo, os raios UV (ultravioleta) são os que mais nos preocupam quando o assunto é pele. A seguir, você confere um pouquinho mais sobre o que são e as diferenças entre cada tipo:

Raios UVA

Os raios UVA penetram a epiderme, ou seja, a camada mais superficial da nossa pele. Ele é responsável pelo bronzeado que pegamos na praia, na piscina ou naquela caminhada, por exemplo, mas também pelo aparecimento de manchas e de rugas.

Não é totalmente inibido pelos protetores solares e seu grau de intensidade é considerado médio. Representa 95% da radiação que chega até nós.


Raios UVB

Por alcançar a derme, ou seja, uma camada mais profunda da pele, os raios do tipo UVB ajudam, por um lado, na produção de Vitamina D, mas por outro, são os principais causadores de câncer de pele. Além disso, esse é o tipo responsável por provocar vermelhidão e queimaduras após a exposição solar.

Classificado com alto grau de intensidade, os raios UVB são comuns entre 10h e 16h e é justamente nesse período que precisamos evitar a exposição solar. Representa 5% da radiação que entra em contato conosco, o que já é suficiente para causar os danos que vimos acima.

Leia também: Câncer de pele: tipos, sintomas, causas, fotos, tem cura?

Raios UVC

Os raios UVC não representam perigo à saúde humana, isso porque não conseguem penetrar a camada de ozônio, diferente dos tipos mencionados anteriormente.

Os raios solares UV são ondas eletromagnéticas emitidas pelo sol.

Fototipo e raios UV

O fototipo é uma escala que a partir de algumas características, como tom de pele, cor de cabelo e dos olhos, consegue determinar que sinais um tipo de pele irá manifestar após a exposição solar. 

Cada um desses fototipos, portanto, reage de forma diferente aos raios emitidos pelo sol. São, ao todo, 6 fototipos e cada um possui e manifesta as seguintes características:

I (1)

Pessoas com fototipo I são as brancas com olhos (azuis e verdes) e cabelos claros (ruivos e loiros). Não se bronzeiam e ficam vermelhos após se expor ao sol, portanto, demandam um protetor solar com FPS alto de 70 para cima.

II (2)

Pele branca, cabelos loiros ou castanhos claros e olhos claros, também têm mais propensão à se queimar e levam mais tempo para se bronzear. A proteção solar alta nesse caso também é necessária.

III (3)

Olhos e cabelos castanhos e pele levemente morena são as principais características de pessoas com fototipo III. A sensibilidade ao sol é pouca e tende a se bronzear com mais facilidade dos citados anteriormente. Na ausência de proteção solar, desenvolvem queimaduras também.

IV (4)

Pele morena, olhos e cabelos escuros, a pele do fototipo 4 se bronzeia rapidamente e é mais resistente ao sol, mas ainda fica sensibilizada quando a pele é exposta sem proteção com FPS de, no mínimo, 50.

V (5)

As peles de tipo 5 são as morenas que possuem olhos e cabelos escuros. Se bronzeiam rapidamente e as queimaduras solares tendem a se desenvolver em ritmo mais lento do que os casos anteriores. Um protetor solar com FPS 30 para esse fototipo é suficiente.

VI (6)

Por fim, o fototipo 6 é o de pessoas com pele negra e retinta. Apesar de não se queimarem com facilidade, o uso de protetor solar, com FPS de pelo menos 30, é indispensável para prevenir doenças de pele, inclusive, câncer.

Para saber seu fototipo, portanto, basta observar como sua pele reage depois de um dia na praia ou na piscina. A partir disso, fica mais fácil entender que tipos de cuidados você precisa ter diariamente para preservar sua saúde e prevenir doenças.

Cada tipo de pele reage de forma diferente quando exposta ao sol, mas é importante manter os cuidados.

O que os raios UV causam?

Os sintomas e as doenças que podem surgir com a exposição excessiva e sem proteção são várias. Contudo, as mais recorrentes, sobretudo em estações quentes como o verão, são:

  • Câncer de pele, especialmente do tipo melanoma, que é o tipo de câncer de pele mais agressivo;
  • Queimaduras solares de primeiro grau, que tem como característica vermelhidão, ressecamento, coceira e dor. Em casos graves, pode haver a manifestação de sintomas como dor de cabeça, febre e calafrios;
  • Vermelhidão e sensibilidade ao toque;
  • Desidratação, ou seja, perda de líquido do corpo;
  • Insolação;
  • Alergias;
  • Envelhecimento precoce da pele;
  • Degeneração macular;
  • Danos à córnea (responsável por levar luz à retina) e ao cristalino (regula o foco na visão);
  • Catarata;
  • Pterígio (avanço da membrana sobre a córnea e a pupila).

Caso apresente alguns dos sintomas relatados acima, como desidratação, insolação, queimadura na pele ou sensibilidade nos olhos, procure um pronto-atendimento imediatamente!

Como se proteger dos raios UV?

A melhor forma de se proteger contra a ação dos raios UVA e UVB sobre a pele é utilizando protetor solar corporal e facial com FPS adequado ao seu tipo de pele e rotina, de preferência com FPS acima de 50.

Além disso, para quem pratica atividade física ao ar livre, além do protetor solar, é indispensável o uso de roupas com proteção contra ambos os tipos de raios. Já para quem irá aproveitar as férias ou a folga na praia e na piscina, a dica é investir em protetor solar, bonés, chapéus, óculos de sol e evitar exposição solar entre 10h e 16h.

Essas medidas simples fazem toda a diferença e diminuem e muito o risco de doenças de pele.

E lembre-se: além dos itens citados acima, a hidratação é fundamental para evitar desidratação. Portanto, além de ingerir 2 litros de água por dia, invista no uso de hidratantes corporais e faciais. Uma pele descuidada e um sistema imunológico fraco são porta de entrada para diversas complicações comuns em qualquer época do ano, sobretudo no verão.

Leia também: O que significa o FPS do protetor solar? Como escolher?

Uso de protetor solar específico para seu tipo de pele, óculos de sol e chapéu ou boné é essencial para amenizar os danos dos raios UV sobre a pele.

6 produtos para se proteger da ação dos raios UV

1. Sundown Praia e Piscina FPS 70

O protetor solar Sundown Praia e Piscina com FPS 70 é indicado para ambos os ambientes, pois possui fator de proteção alta. Além disso, sua fórmula protege a pele da ação dos raios UV, do sal e do cloro.

2. Nivea Sun Protect e Hidrata FPS 50

O Nivea Sun Protect e Hidrata com FPS 50 proporciona resistência à água, rápida absorção e hidratação profunda. Além disso, protege tanto contra os raios UV.

3. Sundown Pele Molhada FPS 50 Spray

Indicado para todos os tipos de pele, Sundown Pele Molhada com FPS 50 é um protetor solar em spray que pode ser usado por todos os tipos de pele, até mesmo as mais sensíveis. Ele protege contra queimaduras solares e resiste à água e ao suor por até 2h.

4. Protetor Solar Facial NeoStrata Minesol Oil Control FPS 60

O protetor solar facial NeoStrata Oil Control com FPS 60 pode ser encontrado tanto na versão universal quanto com cor. Oferece alta proteção contra os raios UV e controle da oleosidade por até 12 horas, o que o torna ideal para peles mistas, oleosas e acneicas.

5. Isdin Foto Ultra Spot Prevent Fusion Fluid FPS 99

Além de prevenir a hiperpigmentação causada pelos raios solares UVA e UVB, o Ultra Spot Prevent Fusion Fluid FPS 99 pode ser usado por todos os tipos de pele e, até mesmo, antes da maquiagem.

6. Protetor Solar Labial Anasol Coco FPS 60

Muitas vezes negligenciados, os lábios também sofrem com a ação dos raios solares e desenvolvem queimaduras e alergias. O protetor labial de coco de Anasol possui FPS 60, ou seja, confere alta proteção ao longo do dia. Lembre-se de reaplicar o produtinho várias vezes ao dia para garantir sua eficácia.

Todos os produtinhos citados acima podem ser encontrados na plataforma Consulta Remédios. Além de conseguir comprar online no site, é possível comparar os melhores preços perto de você. 

É importante consultar seu (a) dermatologista para saber qual é a melhor opção de protetor solar para você.

Gostou do artigo? O Minuto Saudável está cheio de conteúdos com dicas de como aproveitar da melhor maneira possível o verão. Portanto, para mais dicas de como cuidar da pele e da sua saúde, acesse nossas categorias de Beleza e Saúde do Minuto Saudável. Até o próximo conteúdo!

Fontes consultadas:


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.