Você se preocupa com a saúde dos seus pés o ano todo? Ou só no verão quando tem de colocá-los à mostra com o uso de chinelos e sandálias?

Os pés são os responsáveis pela nossa sustentação, mas nem sempre damos a atenção merecida a eles.

Utilizar sapatos muito fechados, andar descalço, usar saltos alto com frequência e até certas doenças podem mexer com a saúde deles, provocando o ressecamento e como consequência as rachaduras.

As alterações de pele podem afetar a sola, o calcanhar ou entre os dedos, ficando concentradas ou disseminadas por todo o pé.

Leia mais: Hidratação da Pele: importância, como hidratar, produtos e dicas

Hidratar essa parte do corpo ajuda a evitar esses problemas, além de influenciar em outros cuidados na nossa própria saúde. Como? Continue lendo o texto para descobrir:

Pés rachados e descascando: o que pode ser? 

Nossos pés podem ficar rachados (com aspecto de feridas) ou descascando (uma parte fina da pele se solta) devido a vários fatores, entre eles, a pouca hidratação.

Além da falta do creme, o excesso de peso pode sobrecarregar os pés, o uso de sapatos fechados ou hábito de andar descalço podem favorecer o lesionamento das extremidades.


Mas muitas pessoas se enganam pensando que as rachaduras são apenas estéticas.

Isso porque as alterações cutâneas nos pés podem indicar algumas doenças, podendo também provocar dor e alterar a forma com que a pessoa pisa, dificultando o ato de caminhar.

Além disso, algumas doenças têm as fissuras na pele como complicações ou manifestações, como a diabetes e o hipotireoidismo. Por isso, cuidar da saúde como um todo pode ser fundamental para melhor a saúde e beleza dos pés.

Portanto, fique atento ao seu corpo e aos sinais que ele dá.

Leia mais: As doenças de pele mais comuns

Por que os pés racham?

Nossa pele é formada por 3 camadas, chamadas de epiderme, derme e hipoderme.

O ato dos pés rachar ocorre devido à epiderme estar sendo machucada no cotidiano, com uso de sapatos apertados ou muito abertos, andar descalço, falta de hidratação etc.

Esse desgaste acaba resultando em um processo de engrossamento da pele, geralmente na parte do calcanhar.

Esse engrossamento forma calos e fissuras, resultado na perda da elasticidade natural da pele. Assim, ela acaba abrindo, ou se machucando, conforme há movimentos e atrito.

Quando mais profunda a rachadura, mais dor apresenta, quando ela chega a atingir os nervos na derme a dor é insuportável.

Pode ser sinal de alguma doença?

Às vezes, sim. Apesar de a maioria das vezes as rachaduras e descascamentos dos pés serem apenas sinais de má hidratação ou hábitos danosos à pele, em alguns casos podem indicar doenças.

Há patologias que, entre os sintomas, apresentam a rachadura nos pés, alguns exemplos são a psoríase, obesidade e diabetes.

Elas se diferenciam das rachaduras normais ao apresentar muita dor e, também, sangramento. Em alguns casos, as feridas demoram para cicatrizar e podem evoluir para infecções.

Leia mais: Fungo presente na pele pode desencadear a dermatite atópica

Pés rachados e ácido úrico

Quando há grande consumo de proteína, uma substância se forma após a digestão, chamada de purina.

A piruna em excesso é capaz de criar pequenos cristais de ácido úrico, que com o tempo se acumulam nas articulações do corpo, provocando dor.

Além da dor, o acúmulo de ácido úrico possui outros sintomas como vermelhidão no local inflamado ou infiltrado pela substância, ficando mais quente que o normal.

Pode haver deformação da articulação, dificuldade de movimentação, inchaço no tornozelo, joelho, dedos das mãos e dos pés.

Por isso, o acúmulo de ácido úrico no organismo até pode resultar em danos aos pés, mas são as articulações as afetadas. Não há relação direta entre o ressecamento da pele.

Como cuidar dos pés rachados ou ressecados?

Para cuidar dos pés rachados é preciso de bastante hidratação, quem possui a pele naturalmente seca deve realizar um escalda pés 2 vezes por semana e utilizar cremes para garantir a hidratação. Saiba como:

Escalda pés

O escalda pés é uma solução caseira para os pés cansados, mas também é feito para deixá-los com um aspecto mais saudável e hidratado. Para isso, é necessário usar uma bacia, água morna e sal.

Pegue a bacia, encha com a água morna e acrescente 2 colheres de sal (30g). Deixe os pés imersos por cerca de 15 a 20 minutos.

Depois desse tempo, seque-os bem e passe óleo de amêndoas ou qualquer creme hidratante de sua preferência, para potencializar a hidratação nos pés.

Cremes e hidratantes

A hidratação com uso de cremes do tipo cosméticos e dermocosméticos pode resolver ou amenizar a má hidratação.

O ideal é aplicar os produtos específicos para pés diariamente, de preferência antes de dormir.

Caso haja rachaduras ou lesões, é importante buscar orientação médica, pois pode ser preciso o uso de produtos específicos.

Leia mais: Benefícios do óleo de coco para cabelo, pele e como fazer em casa

Outros cuidados

Alguns cuidados básicos ajudam a evitar que a rachadura ou outras complicações ocorram nos pés, como secar bem após o banho, pois o acúmulo de água pode propiciar fungos e fissuras.

Se você perceber que a pele do pé está começando a engrossar, utilize uma lixa de pé ou pedra pomes para esfoliar o local de forma leve, retirando a pele morta e logo depois hidratando.

Após o banho, crie a rotina de passar creme nos pés, tente evitar andar descalço ou usar sapatos muito abertos, pois eles podem favorecer o contato ou a proliferação de bactérias.

Utilize sempre sapatos que fiquem confortáveis e que permitam com que a pele respire adequadamente.

Calçados que são fechados demais podem abafar o pé e acabar deixando a pele irritada.

Já os que são muito abertos, podem expor a pele e unhas a fatores externos, podendo causar ressecamento ou alguma contaminação por bactéria.

Por isso, tente equilibrar o uso de calçados que deixem seus pés confortáveis e protegidos.

Cremes e pomadas para rachaduras nos pés

Existem vários cremes e pomadas para tratar a rachaduras nos pés. Em casos mais simples os cremes do tipo cosméticos podem ajudar de forma rápida.

Os produtos hidratantes nutrem as camadas da pele, oferecendo uma melhora significativa em pouco tempo.

Mas se a rachadura for mais complicada, os cremes e pomadas medicamentosos aceleram a cicatrização. Eles são os ideais para o tratamento conforme recomendação do dermatologista.

Algumas das opções de hidratantes e cremes com medicamentos são:

Hidratantes

O mercado oferece diversas marcas e opções de hidratantes que podem auxiliar na hidratação da pele, desenvolvendo a saúde e recuperando o tecido que está levemente agredido:

Medicamentos

Além dos cremes hidratantes, há no mercado as pomadas e medicamentos de uso sistêmico (comprimidos) que podem auxiliar no tratamento. Eles devem sempre ser receitados pelo médico:

Pés rachados têm cura?

Sim, os pés rachados têm cura. Tudo depende de cada caso, os mais simples podem ser resolvidos com o uso de cremes e pomadas específicas.

Às vezes, os pés rachados podem ocorrer por influência de alguma doença.

Nesses casos, é necessário realizar uma consulta com o médico dermatologista para descobrir a causa e indicar o melhor tratamento. Só assim é possível obter a melhoria completa do ressecamento.

Como hidratar os pés com bepantol?

O bepantol é um creme hidratante que pode ser utilizado para diversos fins, como  hidratação para os lábios rachados, cicatrização de tatuagem e também para os pés!

Para hidratar os pés, faça uma esfoliação leve, pegue o bepantol em creme, passe nos pés e mergulhe-os em uma bacia de água morna por 20 minutos. Depois enxague e seque.

O resultado é uma pele macia e hidratada, devido ao bepantol possuir em sua composição as seguintes substâncias:

  • Pró-vitamina B5 (melhora a cicatrização);
  • Lanolina (aumenta a elasticidade da pele);
  • Óleo de amêndoas (possui ação anti-inflamatória);
  • Cera de abelha (hidrata a pele).

O produto pode ser encontrado em diferentes versões, como:

Remédio caseiro: receita para rachadura nos pés

Existem algumas receitas caseiras que ajudam a melhorar o aspecto dos pés em relação às rachaduras.

Elas podem auxiliar na melhora do quadro, mas é importante lembrar que somente receitas caseiras são indicadas apenas para ressecamento leve e sem feridas expostas.

Quando há lesões ou danos severos à pele, pode haver riscos de infecções ou irritação, sendo necessário recorrer à orientação médica.

Leia mais: Receitas caseiras hidratantes para diferentes tipos de pele

O ideal é sempre conversar com o dermatologista.

Alguns exemplos de receitas são:

Água de Rosas + glicerina

Uma receita caseira que pode ajudar a tratar a rachadura dos pés é a mistura da água de rosas e glicerina (líquido feito de vegetais ou gordura animal).

Os dois ingredientes podem ser encontrados em farmácia e casas de produtos naturais.

A água de rosa é conhecida pelos seus benefícios para a pele, junto com a glicerina sua ação fica mais potente.

Em um recipiente misture 1 colher (5g) de cada produto, que são ambos líquidos.

Pegue um pedaço de algodão, umedeça na mistura e passe nas rachaduras dos pés. Aplique mais de uma vez no local para que a pele absorva bem a mistura, espere secar.

Você pode colocar uma meia específica para hidratação ou enrolar os pés em um plástico e usar uma meia normal. Isso vai aquecer a região e fazer com que a hidratação ocorra mais rápido.

Essa hidratação pode ser feita uma vez por semana.

Abacate

O abacate é uma fruta rica em vitaminas, como A, C, E e K, além de sais minerais como ferro, potássio e cálcio.

Além de consumir a fruta, é possível utiliza-lá para hidratar os pés. Pegue um abacate maduro, corte em duas metades e amasse até virar uma espécie de pasta.

Pegue essa pasta, aplique sobre os pés e deixe em repouso de 10 a 20 minutos, depois lave os pés e seque.

O que não utilizar para rachaduras nos pés

Com a internet não é difícil encontrar diferentes dicas para acabar com a rachadura dos pés, mas alguns produtos ao invés de ajudar podem piorar a situação, portanto evite:

Listerine

O listerine é um enxaguante bucal, em sua composição há propriedades cáusticas que podem causar corrosão da pele, machucando ainda mais a região.

As fissuras podem começar a aumentar com o uso do listerine.

Vinagre branco ou de maçã

Tanto o vinagre do tipo branco ou de maçã devem ser evitados, devido ao ácido em sua composição. Quando ele entra em contato com a pele machucada, tende a piorar a lesão, causando também alergia e coceira.

Bicarbonato de sódio

O bicarbonato de sódio é um dos itens da cozinha que está presente em diferentes tutoriais, desde cuidados da pele até o cabelo.

Em relação aos pés, ele promove uma limpeza, mas deixa o pH da pele baixo demais, o que facilita que ocorram infecções, além de que ele não promove hidratação nem previne lesões.

Água oxigenada

A água oxigenada não possui uma ação hidratante para a pele. Na verdade, ela pode dificultar a recuperação do tecido. Passar água oxigenada no pé com rachadura pode ressecar ainda mais o local, fazendo com que a cicatrização seja mais lenta.

Creme dental

O creme dental é eficaz para os dentes, mas para a pele pode causar uma irritação resultando em alergia, coceiras e fissuras.

Aspirina e suco de limão

Não há eficácia da aspirina ou do limão como hidratantes ou substâncias capazes de aliviar o ressecamento. Por ser uma substância ácida, o limão pode causar irritação e ardência, agravando a pele fragilizada.


Cuidar da saúde dos pés é tão importante quanto cuidar da saúde das nossas mãos, por isso não esqueça dos cuidados diários e simples que podem evitar grandes problemas.

Compartilhe esse texto com seus amigos e familiares, para que mais pessoas cuidem melhor da saúde!


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *