Durante a gravidez, é comum que haja muitas dúvidas e questionamentos como o que é normal ou ainda sobre o que a mulher deve ingerir. 

A canela é um exemplo de iguaria que deve ser evitada nesse período. Inclusive, a A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) também não aconselha a ingestão. Quer saber o porquê? A  gente te conta no texto.  

O que a canela faz no útero?

A canela, quando consumida por uma mulher (grávida ou não), causa pequenas contrações no útero, ou seja, faz com que as paredes musculares desse órgão se retraiam e estiquem.  

Essas contrações ainda podem provocar sangramentos no canal vaginal e cólicas. Por isso, a canela (principalmente o chá) é muito utilizada para ajudar a menstruação a descer. 

Mas atenção, se a mulher suspeitar de gravidez, o chá de canela não deve ser consumido, já que ele pode acabar provocando um aborto.   

Se for consumida em excesso, a canela ainda pode desencadear reações alérgicas na pele e nas mucosas vaginais. Quando isso acontece, um dos sintomas mais comuns é a presença de sangue na urina (hematúria).  

Grávida pode comer canela e gengibre?

O grande problema dessa combinação é a canela que tende a provocar contrações no útero, mesmo que seja consumida em baixa quantidade. Já o gengibre pode ser perigoso ou não para a gestação, dependendo da quantidade em que é consumido. Por isso, a regra é: evitar canela e moderar o consumo do gengibre.   

Por exemplo, em excesso, o gengibre pode provocar abortos espontâneos e induzir partos prematuros. 


Entretanto, se essa raiz for consumida com moderação (uma rodela pequena por dia), pode inclusive trazer benefícios para as gestantes como: 

  • Alívio dos enjoos; 
  • Redução dos inchaços; 
  • Fortalecimento do sistema imunológico;  
  • Controle do colesterol ruim (LDL). 

Tomei chá de canela e depois descobri que estava grávida o que fazer? 

Antes de tudo, mantenha a calma. Algumas mulheres tomam o chá de canela sem saber que estão grávidas e não sofrem nenhuma consequência. 

Ao descobrir a gestação, o ideal é que a mulher consulte um(a) ginecologista e obstetra para iniciar o acompanhamento pré-natal. Nessa primeira consulta, é importante informar sobre a ingestão do chá de canela.  

Se tiver sintomas como dores intensas, sangramentos fortes e febre, a gestante deve procurar um serviço de emergência médica. 

Porém, em pequenas quantidades não há grandes riscos, pois não há um consenso sobre os efeitos da bebida na gestação. Em geral, visando prevenir riscos maiores, entidades e muitos(as) profissionais de saúde sugerem evitar a bebida.

Canela no final da gravidez é seguro?

Não. As gestantes que consomem canela (seja em pau ou em pó) possuem mais chances de terem abortos (no início da gestação) ou partos prematuros (nos meses finais da gravidez). Além disso, a criança pode nascer com má formação, hiperatividade, déficit de atenção ou comportamento agressivo.   

Por que a canela faz mal na gestação?

Vale ressaltar que para a canela faz mal, ela precisa ser ingerida em grande quantidade. 

O grande problema é que não se sabe ainda qual é a quantidade que tornaria a canela perigosa para a gravidez. 

Assim, para evitar os riscos, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e outros órgãos recomendam é que esse ingrediente seja banido da dieta da grávida. 

Em excesso, a canela pode fazer mal durante a gestação por alguns motivos. 

Primeiramente, ela possui substâncias (como a cumarina) que causam contrações no útero e sangramentos vaginais, o que pode levar a abortos espontâneos e partos prematuros (que além de serem um risco para o neném, também podem comprometer a vida da mãe). 

Outra situação que pode acontecer ao ingerir a canela é o aumento do fluxo sanguíneo. Na gestação, isso pode ser perigoso, já que os batimentos cardíacos são acelerados, trazendo uma sensação de mal-estar. 

Isso também pode causar agitação e complicações no bebê.  

Alguns estudos ainda dizem que a canela afeta o sistema nervoso central do bebê, podendo provocar assim má formação ou alterações no desenvolvimento cognitivo, além de favorecer futuramente a agressividade e dificuldades na aprendizagem, por exemplo. 

Leite com canela faz mal para a grávida?

Novamente, a maior complicação dessa mistura é a canela e é por causa dela que essa combinação deve ser evitada durante a gestação. 

Em geral, o leite pode ser bom ou ruim para a gravidez. Ele possui benefícios como a presença de cálcio que ajuda na boa formação do neném. 

Por outro lado, se ingerido em excesso, essa bebida também pode ser uma vilã por causa da quantidade de gorduras que favorecem o aumento do colesterol ruim (LDL) e das complicações cardíacas (como insuficiência e arritmia). 

Assim, o ideal é que se consuma entre 1 e 2 xícaras de leite por dia. Se possível, opte pelas opções desnatadas. 


A canela é um produto que não deve ser consumido por gestantes, já que pode causar contrações uterinas e provocar sangramentos vaginais.  

Em casos de dúvidas, procure orientação do(a) obstetra que acompanha a gestação. 

A redação do Minuto Saudável traz outras informações sobre cuidados durante a gestação. Acompanhe nossas postagens!!!


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.