O principal teórico da área foi Fritz Perls. Na década de 1950, ele juntou conceitos da psicologia da gestalt com outras teorias e filosofias para dar origem a uma abordagem terapêutica focada no desenvolvimento das potencialidades do indivíduo.

A abordagem está focada no momento atual (tempo) e espaço (ambiente), que são conceitos básicos do atendimento. O objetivo é a construção da compreensão e amadurecimento da pessoa.

Assim, não é o(a) terapeuta que resolve ou ameniza os problemas, mas sim conduz a pessoa à aceitação e responsabilização de si.

O que é a gestalt terapia?

A gestalt-terapia é uma abordagem terapêutica baseada na psicologia da gestalt, uma escola da psicologia que estuda fenômenos da percepção humana e tem como máxima a frase “o todo não é igual a soma de suas partes”.

O método não foca na doença e nos problemas do(a) paciente. Além disso, no atendimento, a pessoa é chamada de cliente, enfatizando que não se trata de um processo de doença e cura, mas sim de desenvolvimento.

Ele pode ser usado tanto na terapia individual quanto em grupo. Também pode ser utilizada no atendimento de casais, de orientação familiar e até mesmo no ambiente corporativo.

Nessa abordagem, trabalha-se o indivíduo como um todo, seguindo a filosofia da psicologia da gestalt de que o todo é mais do que a soma de suas partes.

Nesse sentido, as emoções, percepções e comportamentos do indivíduo se juntam para formar sua personalidade, única e com características diferentes de suas partes separadas.


Ela também recebe o nome de terapia do contato, fazendo referência ao contato consigo mesmo, suas necessidades e o ambiente.

Na gestalt-terapia, o transtorno do cliente não é visto como uma doença que precisa ser curada, mas como uma parte de sua personalidade que pode ser desenvolvida para garantir uma melhor qualidade de vida.

Uma pessoa que está sofrendo de depressão, por exemplo, junto com o(a) psicoterapeuta, irá trabalhar as diversas esferas da vida para que as partes de sua personalidade se desenvolvam em todo o seu potencial. Com isso, os sintomas depressivos tendem a desaparecer.

Portanto, não se trabalha reforçando ou negando as causas dos problemas, mas se busca auxiliar o(a) cliente a conscientizar-se do que está acontecendo. Dessa forma, facilita no desenvolvimento da capacidade que a pessoa tem de alterar a própria realidade.

Segundo a gestalt-terapia, o próprio sujeito é capaz de transformar o que o incomoda, mas muitas vezes não o faz. Assim, a pessoa acaba agindo de forma incoerente diante de suas necessidades, desejos, pensamentos e sentimentos por conta de uma falta de consciência de si mesmo.

Qual é o objetivo da gestalt terapia?

O objetivo da gestalt-terapia é auxiliar o cliente no desenvolvimento do seu potencial para viver uma vida plena. Focando no aqui e no agora, busca-se melhorar a relação do cliente consigo mesmo e com o ambiente ao seu redor, auxiliando-o a compreender e lidar com suas próprias emoções e solucionar seus problemas.

Por meio da gestalt-terapia, promove-se uma tomada de consciência global do(a) cliente em relação a si mesmo(a) e ao mundo em que vive. Dessa forma, a pessoa adquire, efetivamente, responsabilidade por si e favorece o seu próprio desenvolvimento.

Conceitos da gestalt terapia

Alguns conceitos importantes trabalhados na gestalt-terapia são:

Aqui e agora

A gestalt-terapia é uma abordagem focada no aqui e no agora, buscando examinar as situações como elas se apresentam no presente.

O passado não é todo negado, mas é investigado pelo modo que ele se manifesta no momento atual.

É apenas no momento presente que a pessoa pode agir, então todo o trabalho é feito partindo do momento atual para que o(a) cliente possa modificar aquilo que gera incômodos.

Consciência (awareness)

A consciência é um dos pontos chaves da gestalt-terapia. É por meio dela que as transformações necessárias para o desenvolvimento de cada pessoa são possíveis.

Para que haja consciência, primeiro é necessário perceber o que acontece na vida, tanto no interior quanto no exterior. Para isso, é preciso atenção.

Em seguida, para poder mudar e desenvolver-se, é necessário aceitar. Só se pode mudar aquilo que se aceita como verdade. O que não é aceito não é trabalhado, pois sua existência é negada.

Quando a pessoa percebe e aceita os fatores que provocam a sua infelicidade, ela toma consciência do que acontece em sua vida.

Responsabilidade

Para a gestalt-terapia, o indivíduo está sempre desenvolvendo-se. Por conta disso, ele precisa responsabilizar-se pelo que faz e sente, pelas suas vivências, pelas coisas que deixa de fazer, sem procurar culpar outras pessoas pelas coisas que ocorrem em sua vida.

Não se trata de jogar toda a culpa no(a) cliente, mas sim de facilitar a percepção das coisas que podem ser mudadas. Assim, ajuda-se a pessoa a buscar e alcançar seus próprios objetivos.

Como funciona?

Uma sessão de gestalt-terapia pode ser parecida com outras psicoterapias para quem não conhece, mas há algumas diferenças significativas.

Não existe um tempo médio de tratamento, mas o cliente já pode notar a eficácia da terapia em alguns meses, dependendo de cada caso. A frequência dos encontros deve ser de, pelo menos, uma vez por semana.

Em primeiro lugar, a relação entre terapeuta e cliente é fundamental e precisa dar-se de maneira genuína.

A relação entre cliente e terapeuta se assemelha mais a duas pessoas dialogando de igual para igual, para que o(a) cliente possa ampliar sua percepção e atribuir seus próprios significados ao conteúdo trabalhado em terapia.

O terapeuta pode pedir a história de vida do cliente com perguntas específicas na primeira sessão, mas estará mais preocupado com a maneira que essa história é relatada no momento presente do que com os acontecimentos em si.

A partir da segunda seção, o terapeuta deixa de fazer perguntas específicas e encoraja o cliente a dizer aquilo que o incomoda no momento presente, sem prender-se a um roteiro pré-programado.

A forma de comunicar tem muito a dizer sobre o contato e a consciência da pessoa em relação ao seu ambiente.

Quando um cliente faz uma reclamação sobre uma determinada situação, por exemplo, o terapeuta tenta ajudá-lo a suspender suas percepções e sentimentos, muitas vezes distorcidos. Assim, é possível enxergar a situação como ela é de fato.

Esse enfoque nas coisas como elas são promove uma expansão da consciência do cliente, que por sua vez passa a assumir a responsabilidade pelos seus erros e acertos.

______________

As abordagens em psicologia são bastante variadas e visam, no geral, melhorar o bem-estar das pessoas. A Gestalt-terapia é uma delas, que trabalha a compreensão de clientes e suas vivências e sentimentos.

O tratamento deve sempre ser feito por especialistas capacitados, buscando estabilizar ou melhorar a saúde mental e física.

Quer saber mais dicas e informações sobre saúde? Acompanhe o Minuto Saudável!


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Participe da discussão

1 comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

  1. Excelente explicações sobre Gestalt-terapia e o como funciona na terapia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *