A cerveja é uma das bebidas alcoólicas mais consumidas ao redor do mundo, sendo produzida de diferentes formas, por muitas marcas diferentes. Ela também é pode ser produzida de forma artesanal, e há vários tipos, como a cerveja escura e a sem álcool.

Com isso, também há muitas discussões sobre os efeitos dela no corpo. Popularmente, a cerveja é conhecida como uma bebida que engorda. A famosa “barriga de cerveja” é uma das expressões mais populares sobre esse possível efeito.

Mas afinal, a cerveja engorda ou não? Se sim, são os carboidratos ou o teor alcoólico? Ou são os acompanhamentos? 

Neste texto, vamos falar um pouco sobre a cerveja e explicar se essa bebida engorda ou não, buscando responder essas perguntas. Continue na leitura e confira!

É verdade que a cerveja engorda?

Depende. A cerveja é uma bebida que pode levar ao aumento do peso por ser altamente calórica. O ganho na massa corporal ocorrerá de acordo com a quantidade bebida, a quantidade de calorias consumidas em outros alimentos e a quantidade de calorias queimadas do indivíduo.

Em primeiro lugar, é importante ressaltar que a cerveja é uma bebida altamente calórica. Quando grandes quantidades de calorias são consumidas e não são queimadas, armazenam-se e se transformam em gordura.

Ou seja, assim como qualquer outra fonte calórica, a cerveja só causará um aumento no peso caso a quantidade de calorias ingeridas seja superior à quantidade queimada.

As calorias da cerveja são em parte vindas da quantidade do carboidrato presente na bebida. Porém, esse não é o único fator que a torna calórica: o álcool em si é mais calórico do que os carboidratos.


Além disso, o álcool, assim que consumido, é imediatamente usado como fonte de energia, porque não pode ser armazenado pelo corpo. Isso faz com que outros alimentos consumidos enquanto se bebe a cerveja passem a ser armazenados muito mais facilmente, levando a um aumento na gordura corporal.

Somado a isso, tem o fato de o álcool ser um estimulante para o apetite. Além de prejudicar a restrição (o julgamento do que se deve comer ou não), estudos comprovam o aumento do apetite quando se consome álcool.

Sabendo que muitas pessoas têm o costume de beber cerveja comendo petiscos, fica fácil entender o aumento no peso de quem bebe com frequência.

Cerveja dá barriga?

Não necessariamente. Estudos mostram que a região do acúmulo de gordura depende de inúmeros fatores, tanto físicos quanto genéticos. 

Não é possível afirmar, portanto, que o consumo de cerveja irá aumentar a gordura nessa região especificamente. Ainda assim, o abdômen é uma área comum para esse acúmulo.

Além disso, um dos efeitos da cerveja que leva ao aumento do volume na região abdominal é a retenção de líquido. 

Conforme explica a nutricionista Angela Federau, “a questão do álcool é que ele acaba sendo um desidratador no nosso corpo, fazendo com que a gente retenha mais líquido. Então nem sempre o ganho de peso é gordura, às vezes, é inchaço”.

Uma boa forma de reduzi-lo, segundo ela, é a hidratação. Tomar um copo de água entre o consumo de uma latinha e outra de cerveja é uma boa forma de manter a hidratação e diminuir a retenção de líquido.

A nutricionista conclui ainda que, para consumir cerveja sem haver ganho no peso, é necessário calcular o consumo com a quantidade calórica ingerida nos outros alimentos. Para eliminar o excesso e evitar o acúmulo de gordura, a queima das calorias excedentes acontece através da prática de exercícios físicos.

Quantas calorias tem?

Um copo ou lata de cerveja tem, em média, 150 calorias, variando para mais ou para menos de acordo com a marca e o tipo de cerveja.

Qual cerveja engorda menos?

Há muitas opções de cervejas no mercado das cervejas. Algumas dessas são pensadas para quem quer tomar cerveja mas não quer exceder as calorias na dieta. Elas contêm uma quantidade menor de fontes calóricas na composição, como um teor alcoólico reduzido ou menos carboidratos. 

Nesse sentido, as cervejas sem álcool são uma boa opção.

Além disso, existem as cervejas light, produzidas de forma a ter um valor energético inferior. Algumas desse tipo possuem menos da metade das calorias presentes na cerveja tradicional.

Ainda existem as cervejas puro malte, que não contêm os carboidratos derivados do trigo e uma quantidade menor de glúten. Assim como as cervejas light, a puro malte também é uma opção para quem não quer engordar.

Cerveja engorda mais do que pão ou refrigerante?

A cerveja engorda conforme o consumo excessivo, devido à grande quantidade de carboidratos e ao alto teor calórico do álcool. 

Em comparação com o pão ou o refrigerante, alimentos também conhecidos por causar aumento no peso, a cerveja pode engordar mais principalmente devido aos fatores relacionados ao álcool.

No que diz respeito às calorias, esses três produtos têm uma quantidade bem similar (por volta de 150 calorias em uma lata de cerveja ou refrigerante ou em um pão).

O que muda entre eles é a origem dessas calorias. Na cerveja, além do álcool há o glúten — assim como no pão — enquanto no refrigerante há uma grande adição de açúcares.


Como vimos nesse texto, a cerveja é uma bebida que pode levar ao aumento do peso. Contudo, o consumo moderado e o equilíbrio da quantidade de calorias com o exercício físico pode manter o peso ideal.

Para continuar informado sobre tudo no mundo da saúde, continue ligado no Minuto Saudável!

Fontes consultadas

Angela Federau

(CRN-8 5047)

Nutricionista formada pelo Centro Universitário Campos de Andrade, especializada em nutrição clínica, escolar e personal diet. Pós graduada em Fitoterapia aplicada a nutrição clínica. Membro convidada da ASN (American Society of Nutrition).



Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *