Saúde

Testosterona baixa: o que causa, como diagnosticar e tratar

Publicado em: 22/02/2022Última atualização: 22/02/2022
Publicado em: 22/02/2022Última atualização: 22/02/2022
Foto de capa do artigo
Publicidade
Publicidade

A testosterona é produzida em grande parte pelos homens e em quantidades menores pelas mulheres, tem função direta no desenvolvimento de características sexuais secundárias e em atividades metabólicas. Quando seus níveis estão baixos, uma série de sinais e sintomas surgem e podem indicar maiores problemas de saúde. 

Pensando nisso, o Minuto Saudável reuniu as principais informações a respeito da deficiência do hormônio, como o que causa, quais são os sinais e perguntas frequentes. Confira!

O que causa testosterona baixa?

Os níveis de testosterona nos homens caem gradativamente com o avanço da idade, portanto, é considerado um sinal de maiores problemas quando há uma queda brusca do hormônio andrógeno. Entre as possíveis causas da testosterona baixa nos homens estão: 

Além disso, é importante ressaltar que os níveis de testosterona nas mulheres costumam ser mais baixos, mas quando há uma quantidade menor do que o comum, as possíveis causas são a menopausa e a retirada cirúrgica dos ovários (ooforectomia). 

Ademais, as possíveis causas comuns da queda do hormônio tanto em homens, quanto em mulheres são: 

  • Tumores; 
  • Infecções;
  • Traumas;
  • Quimioterapia;
  • Radioterapia.
Publicidade
Publicidade

Quais são os sinais de testosterona baixa?

Quando não há uma quantidade adequada de testosterona, os órgãos e funções atingidos por ela respondem de maneira diferente, trazendo o aparecimento de alguns sinais. Entre os manifestados nos homens estão: 

Já nas mulheres, os principais sinais são:

Se você se identificou com algum dos sintomas descritos acima, procure um (a) médico (a) o quanto antes. 

Há diversos sinais da baixa quantidade do hormônio no organismo dos homens.

Leia também: Hormônio GH: pode ajudar a emagrecer e aumentar os músculos?

Publicidade
Publicidade

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é feito a partir de avaliação clínica em conjunto com exames laboratoriais, como exames de sangue de testosterona livre e total. É importante ressaltar que apenas um (a) médico (a) especialista pode diagnosticar a testosterona baixa. 

Perguntas frequentes

Listamos, a seguir, alguns questionamentos do público a respeito da testosterona baixa. Caso surjam outras dúvidas, consulte seu (a) médico (a). 

Alguns alimentos podem aumentar ou diminuir a testosterona?

Apesar de muitos artigos da internet citarem alimentos que aumentam a testosterona, não há estudos conclusivos a respeito de dietas tanto para aumentar, quanto para diminuir os níveis do hormônio no organismo. 

Baixa testosterona causa infertilidade e reduz a libido?

Um dos sinais de baixa testosterona é a redução na libido, entretanto, o déficit do hormônio não causa infertilidade

Testosterona baixa pode agravar o quadro de Covid-19?

Resultados de um estudo realizado pela Universidade de Washington e publicado na revista acadêmica JAMA em 2021 indicaram uma possível relação entre a testosterona baixa em homens e casos graves de infecção por Covid-19.

Entre os pacientes observados pelo estudo, os homens com níveis baixos do hormônio andrógeno apresentaram casos mais graves de Covid-19, necessitaram de tratamentos intensivos e apresentaram maior risco de morte.

Em contrapartida, não foi identificado no estudo a relação entre o baixo número do hormônio e a gravidade da doença nas mulheres. 

Testosterona baixa e Alzheimer: qual é a relação?

Segundo estudo da Universidade da Austrália Ocidental, publicado em 2021 na revista Alzheimer’s and Dementia, há uma possível relação entre a queda da testosterona e a chance de desenvolvimento da Doença de Alzheimer

Os resultados da pesquisa feita com 159.411 homens por um período de 7 anos, indicaram um risco de desenvolvimento de Alzheimer 80% maior em homens com baixos níveis do hormônio

Entretanto, o estudo indica que a testosterona baixa não é a única responsável pelo desenvolvimento da condição. 

Publicidade
Publicidade

Como aumentar a produção de testosterona?

O principal tratamento para aumentar a produção de testosterona em indivíduos que apresentam déficit do hormônio é a reposição hormonal que deve ser feita somente sob recomendação, orientação e acompanhamento médico. Disponível nas apresentações injetável e em gel, o (a) médico (a) especialista analisa e receita a apresentação do medicamento de acordo com as necessidades de cada paciente. 

Além disso, a reposição em mulheres só é recomendada em casos específicos, pois pode trazer mais malefícios do que benefícios à saúde. 

É importante ressaltar que apenas homens que tiveram a deficiência do hormônio comprovada devem fazer a reposição, pois quando feita sem necessidade e sem orientação médica, também traz grandes malefícios à saúde. 

____________________

A testosterona atua em diversas funções do organismo e tanto seu aumento, quanto seu déficit pode trazer complicações. Caso tenha qualquer sintoma como os descritos no artigo, procure ajuda médica o quanto antes. 

Para mais conteúdos sobre saúde, continue acessando o site e as redes sociais do Minuto Saudável! 

Imagem do profissional Rafaela Sarturi Sitiniki
Este artigo foi escrito por:

Rafaela Sarturi Sitiniki

CRF/PR: 37364Farmacêutica generalista graduada pela Faculdade ParananseLeia mais artigos de Rafaela
Publicidade
Publicidade

Compartilhe

Publicidade
Publicidade
Sobre o Minuto Saudável

Somos uma empresa do grupo Consulta Remédios. No Minuto Saudável você encontra tudo sobre saúde e bem-estar: doenças, sintomas, tratamentos, medicamentos, alimentação, exercícios e muito mais. Tenha acesso a informações claras e confiáveis para uma vida mais saudável e equilibrada.

Somos uma empresa do grupo Consulta Remédios. No Minuto Saudável você encontra tudo sobre saúde e bem-estar: doenças, sintomas, tratamentos, medicamentos, alimentação, exercícios e muito mais. Tenha acesso a informações claras e confiáveis para uma vida mais saudável e equilibrada.
Banner anuncie em nosso site
Banner anuncie em nosso site
Nos acompanhe nas redes sociais:
Atenção: O conteúdo do site Minuto Saudável, como textos, gráficos, imagens e outros materiais são apenas para fins informativos e não substitui o conselho médico profissional, diagnóstico ou tratamento. Se você acha que pode ter uma emergência médica, ligue para o seu médico ou 192 imediatamente. Minuto Saudável não recomenda ou endossa quaisquer testes específicos, médicos (profissionais de saúde), produtos, procedimentos, opiniões, ou outras informações que podem ser mencionados no site. A confiança em qualquer informação contida no site é exclusivamente por sua conta e risco. Se persistirem os sintomas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico. Leia a bula.

Minuto Saudável © 2023 Blog de Saúde, Beleza e Bem-estar
Política de Privacidade
Publicidade
Publicidade