Ter uma vida saudável depende de hábitos alimentares equilibrados. Isso significa, para muitas pessoas, a necessidade de mudar a dieta.

Ao mudar a alimentação, buscando mais saúde, é comum o uso de uma complementação de nutrientes.

Por exemplo, a compra dos chamados suplementos, que basicamente são os produtos em cápsulas ou em pó, pode ser uma opção para quem tem necessidades alimentares difíceis de suprir apenas com a dieta.

Quando necessário e bem utilizados, os suplementos podem auxiliar a manter a dieta adequada, evitando carências nutricionais.

Porém, apesar de parecerem uma boa opção, uma parte das pessoas que fazem uso desses produtos não tem orientação médica. Ou seja, fazem a suplementação por conta própria, o que pode inclusive trazer riscos à saúde.

Assim, uma boa opção para mudar a alimentação adequadamente seria por meio de uma dieta rica em alimentos mais nutritivos. Ou seja, fazer trocas ou escolhas mais vitaminadas.

Leia mais: Por que comer legumes e verduras?

Mas entre essas duas opções, qual delas tem uma melhor absorção no organismo? E qual pode trazer mais benefícios na expectativa de vida das pessoas?


Um novo estudo publicado na revista médica Annals of Internal Medicine comparou os 2 métodos e tem a resposta para isso, confira a seguir.  

Suplementos x Alimentos

Segundo os autores do estudo, as vitaminas A e K, e minerais, como zinco e cobre, são importantes para diminuir as chances de morte por alterações cardíacas e cerebrais. Mas somente quando essas substâncias vinham dos alimentos, ou seja, os suplementos não entram nessa lista de benefícios.

Além disso, pelo estudo também foi possível ver que o cálcio presente nos complementos alimentares é capaz de causar problemas à saúde.

A ingestão diária de 1000mG por dia mostrou-se ligada a um risco maior de morte, o que não era visto no cálcio presente em alimentos naturais.

Os pesquisadores ainda disseram que o motivo disso ainda não está totalmente claro, mas pode ser porque o corpo é geralmente capaz de regular a absorção de nutrientes que vêm da alimentação. Isso não ocorre na suplementação.

Por isso, sobrecargas e concentrações de nutrientes podem ser afetadas com o uso sem acompanhamento médico e nutricional de suplementos.

O melhor é manter uma dieta balanceada e fazer escolhas conscientes do que faz parte do cardápio.

Leia mais: Anabolizantes e suplementos: qual a diferença entre eles?


Lembre-se que tudo deve ser feito com a orientação médica, desde a possibilidade de usar suplementos até a decisão do que incluir na alimentação.

Fonte: WebMd


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *