Eduardo (Minuto Saudável)
26/03/2019 13:17

Câncer de próstata: terapia hormonal aumenta risco de depressão

O câncer de próstata é uma das doenças que mais aparecem nos homens. O tema já é conhecido, na área da medicina, por um assunto que, na maioria das vezes, eles preferem não conversar.

Seja por medo ou por vergonha, não falar sobre a doença pode ser perigoso. Isso porque, na maioria dos casos, o câncer de próstata cresce de forma lenta e não dá sinais por muito tempo, mas quando diagnosticado, o estágio da doença pode estar avançado.

Como tratamento, dependendo do caso, os médicos recomendam a cirurgia (retirada da próstata) ou o tratamento hormonal.

Uma opção medicamentosa que reduz o nível dos hormônios masculinos, como a testosterona, já que eles são capazes de estimular as células cancerígenas.

Porém, segundo o estudo, esse tratamento (terapia hormonal) pode causar efeitos colaterais que afetam o funcionamento sexual dos homens e também o emocional.

O estudo

Pesquisadores dinamarqueses analisaram cerca de 5.600 homens com câncer de próstata para observar como essa relação (terapia hormonal e depressão) se desenvolve.

Como resultado, os cientistas observaram que ao longo do tempo, mais de 770 homens tiveram depressão.

A descoberta mostrou que, aqueles que se tratavam com os medicamentos redutores de hormônios, as chances de depressão dobraram quando comparados com outros pacientes.

E em casos em que os pacientes tiveram que retirar a próstata, os índices de depressão foram ainda mais significantes.

Leia mais: Tomar café pode reduzir a progressão do câncer de próstata

Terapia hormonal e depressão

Esta relação ainda parece meio confusa, mas pelo estudo foi possível ver que estão ligadas.

Quando um homem é destinado a iniciar o tratamento para diminuir os níveis dos seus hormônios, pode ocorrer a disfunção erétil.

Isso pode fazer com que os pacientes, além de já estarem fragilizados sabendo da existência da doença no seu corpo, ainda se tornem mais inseguros, aumentando as chances de depressão.

Ou seja, não significa que a terapia medicamentosa causa a depressão, mas sim que os pacientes que utilizam desse método têm mais chances de ter depressão do que outras pessoas.


Nem sempre encarar uma doença que além de afetar a saúde física afeta a saúde mental é fácil.

É preciso manter amigos e familiares por perto, incluir a prática de atividades físicas e tirar um tempo para você, aliás, é preciso manter o emocional sempre equilibrado.

Fonte: HealthDay

18/04/2019 15:08

Eduardo (Minuto Saudável)

Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável. Confira mais na nossa página de quem somos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado Campos obrigatórios estão marcados*