Temos ouvido falar na tendência de sair de  “cara lavada”, assumir a pele natural e usar menos maquiagem. O que antes era algo ruim, passou a ser bom.

Isso tem acontecido devido ao aumento no interesse em cuidar da pele. Desde jovens, as pessoas já se preocupam em ir a dermatologistas para tratar a acne, a oleosidade e problemas de pele em geral.

Mas afinal, o que skincare tem a ver com tudo isso?

O que é skincare?

Skincare está relacionado com os cuidados com a pele. Em inglês, o termo skin significa pele e care quer dizer cuidado. 

Mais especificamente, hoje, o skincare está ligado aos cuidados com a pele do rosto, por ser o local em que a derme está mais exposta aos danos causados por agentes externos. 

Esses danos podem ser causados por diversos fatores como os raios UVA e UVB, poluição, produtos químicos, má alimentação, cigarro, radicais livres e diversos outros que contribuem para o envelhecimento precoce da pele. 

O skincare não é somente passar um protetor solar e achar que está tudo certo. Ele consiste em um passo a passo de cuidados para que os resultados sejam efetivos.

Quando se pensa em uma rotina de cuidados com a pele, devemos levar em consideração vários fatores, a começar pelo tipo de pele (normal, seca, mista/oleosa ou sensível). 


Problemas já existentes (acne, manchas, linhas de expressão etc.) e o tempo e dinheiro que se tem para investir nos produtos são outros fatores importantes.

A idade também serve de guia para a escolha dos produtos. Aqueles destinados às peles jovens não precisam conter ativos anti-idade, por exemplo.

Já para as peles maduras, é legal escolher produtos com princípios ativos que estimulem a firmeza e a elasticidade da pele, que vão perdendo-se com o passar dos anos.

Por isso, com os problemas identificados ou um intuito de prevenção, podemos criar a nossa rotina com um objetivo específico para nos guiar na escolha dos produtos. 

Lembrando que o ideal é passar antes por uma consulta dermatológica para diagnosticar as necessidades da pele e buscar orientações.

Para que serve?

O objetivo de uma rotina de skincare, como o próprio nome já diz, é cuidar da pele. 

Tratar aquilo que nos incomoda como excesso de oleosidade, pele ressecada, cravos, espinhas, manchas, vermelhidão, linhas de expressão, entre diversas outras coisas.

A rotina de skincare pode também prevenir futuros problemas. Por isso, nunca é cedo demais para começar a cuidar da pele. Já dizia o ditado: “é melhor prevenir do que remediar”.

Cada passo da rotina de cuidados com a pele tem um papel importante e não está ali por acaso. Os produtos desempenham funções específicas, e o resultado final na pele depende de cada um deles.

O skincare, como prevenção e cuidado, ajuda a manter a pele limpa, hidratada e saudável. Ela consiste basicamente em limpar, tonificar, hidratar e proteger.

Já o skincare com o intuito de tratamento também promove uma pele limpa e saudável, mas busca também tratar os problemas de forma específica. 

Dessa forma, os passos aumentam um pouco e consistem em, além da limpeza e tonificação, hidratar de forma mais profunda para atenuar os sinais da idade.

Como funciona a rotina skincare

Ter uma rotina de skincare é ter uma rotina de cuidados com a pele. Ações diárias que irão garantir uma pele saudável e bonita.

Antes de mais nada, é fundamental procurar um(a) dermatologista para diagnosticar o que a nossa pele precisa. Alguns passos não mudam, como a limpeza e a proteção, por exemplo. 

Os casos específicos como rosácea, manchas, acne, entre outros, precisam ser avaliados por um especialista, que irá indicar quais os melhores tipos de produto para o tratamento.

De maneira geral, os passos básicos para iniciar uma rotina de skincare podem ser realizados por qualquer pessoa, adequando sempre os produtos para o seu tipo de pele.

Confira abaixo uma sugestão de passos para uma rotina de skincare:

Limpar 

O primeiro passo para uma pele saudável é a limpeza. Diariamente, somos expostos à poluição e sujeira, além do uso de maquiagem etc.
Tudo isso acaba acumulando-se e obstruindo os nossos poros, que se não forem limpos corretamente podem nos trazer problemas como cravos e espinhas.

Se você não usa maquiagem, somente lavar o rosto com um sabonete adequado para o seu tipo de pele já é suficiente.
Caso você use maquiagem, será necessário complementar a limpeza do rosto com um demaquilante ou água micelar. As opções são diversas, como óleo ou balm de limpeza, demaquilante bifásico, sabonete demaquilante, espuma demaquilante etc.

Para uma higienização mais profunda, é indicado fazer uma limpeza de pele com um profissional a cada 15 ou 30 dias (dependendo da recomendação do profissional).

Esse procedimento desobstrui os poros, promove a renovação celular e trata problemas como acne e cravos. 

  • Frequência: a recomendação da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), é limpar a pele duas vezes ao dia, de manhã e à noite, para evitar o acúmulo de oleosidade, resíduos de maquiagem e produtos poluentes em geral.
  • Dica: a principal dica no quesito limpeza é evitar ao máximo dormir com a pele suja!

Tonificar

Os tônicos ajudam a remover a oleosidade da pele e a sujeira ou maquiagem que o sabonete não deu conta de eliminar. Alguns tônicos podem ser utilizados também para retirar a maquiagem.

Esse não chega a ser um passo obrigatório, pois muitas vezes só o sabonete já é suficiente para limpar a pele. Mas se você quiser uma limpeza mais profunda, vale a pena apostar no produto.

O tônico pode ter também o papel de tratar a pele. Muitos têm em sua formulação o ácido salicílico, por exemplo, que é indicado para diminuir a oleosidade da pele e minimizar os poros.

Eles podem conter também agentes com ação anti-inflamatória, anti-idade ou ingredientes hidratantes (ideal para peles secas).

  • Frequência: o ideal é utilizar o tônico uma vez ao dia, de noite, após lavar o rosto, para intensificar a limpeza e a desobstrução dos poros. 
  • Dica: escolha o tônico ideal para o seu tipo de pele. Se você tem a pele seca, por exemplo, e escolhe um tônico que contenha álcool na formulação, certamente irá ressecá-la ainda mais.

Esfoliar

A esfoliação é um passo importante em uma rotina de skincare. Ela limpa profundamente e promove a renovação celular da pele, eliminando as células mortas e as impurezas.
Esse processo pode ser feito de forma física, na qual o produto contém pequenas partículas que, em fricção com a pele, promovem a descamação das células mortas.

Ou pode ser feita uma esfoliação química, com produtos à base de ácidos que fazem com que as células mortas se soltem da pele.
É importante sempre estar com a pele limpa para fazer a esfoliação.

  • Frequência: a recomendação é que a esfoliação seja feita entre 1 e 2 vezes na semana se a sua pele for oleosa. Já para a pele seca, o ideal é fazê-la a cada 10 ou 15 dias.
  • Dica: Peles sensíveis devem tomar cuidado com a esfoliação, pois ela pode sensibilizar ainda mais a derme.

Hidratar

A hidratação está entre os passos mais importantes dos cuidados com a pele. O procedimento tem função semelhante à da água para o nosso corpo, que serve de alimento para as células.

Manter a pele hidratada consiste em tomar muita água, ela “preenche” as células proporcionando mais firmeza para a pele, e utilizar os produtos certos para nutri-la.

Uma pele hidratada mantém o viço, a integridade da barreira de proteção da derme e evita problemas como a descamação, ressecamento e envelhecimento precoce.

Para escolher o hidratante, a recomendação é a mesma dos passos anteriores, escolher um produto específico para o seu tipo de pele.

Para as peles secas, quanto mais poder de hidratação tiver o produto, melhor. Já para as peles oleosas, o ideal é escolher um sérum mais leve ou hidratantes oil free (livre de óleo), que vão hidratar sem estimular a oleosidade.

Há um mito de que a pele oleosa não precisa de hidratação. Isso não é verdade, pois a hidratação tem a ver com a reposição de água da pele, e não de óleo. O fato de uma cútis ser oleosa não quer dizer que ela seja hidratada.

Você pode escolher hidratantes normais, ou os dermocosméticos, que além de hidratar também tratam a pele. Eles podem conter agentes anti-idade, antioleosidade, antimanchas etc.

Os dermocosméticos devem sempre ser indicados por um(a) dermatologista, que pode dizer qual o melhor produto para cada faixa etária e para tratar casos específicos.

  • Frequência: a hidratação deve ser sempre feita após a limpeza da pele, ou seja, duas vezes ao dia, pela manhã e noite.
  • Dica: lembre-se que não é o somente a pele do rosto que precisa de hidratação. A pele de todo o corpo precisa de uma atenção especial. 

Proteger

Os raios UVA e UVB penetram profundamente na pele e têm um efeito cumulativo que pode acelerar o envelhecimento, levar ao aparecimento de sardas e manchas, e até problemas de pele mais sérios.

Utilizar o protetor solar é um passo indispensável na rotina de skincare antes de mais nada, como um cuidado com a nossa saúde.

Para a escolha do seu protetor solar há alguns fatores que devem ser observados observar. Para quem tem a pele oleosa, o ideal é escolher um protetor que seja oil free, que pode ser em creme, gel ou spray.

Pessoas que praticam atividade física ou transpiram bastante devem optar por protetores resistentes à água e ao suor. Já quem tem pele seca pode apostar naqueles que possuem uma fórmula mais hidratante. 

O fator de proteção solar é tão importante quanto a sua aplicação correta. Segundo estudos, de nada vale você utilizar um protetor solar de FPS 60 se aplicar uma quantidade insuficiente e não espalhar de forma adequada.

Não tenha dó na hora de aplicar o protetor, utilize uma quantidade generosa. O indicado pela Sociedade Brasileira de Dermatologia é 1 colher de chá (5mL) para o rosto e 3 colheres de sopa (15mL) para o corpo.

Confira os níveis de proteção de cada FPS:

Nível de proteçãoValor do FPS
Máximo>50 
Alto 30 – 50
Médio15 – 30
Baixo2 – 15
  • Frequência: O protetor solar deve ser utilizado diariamente. Se houver exposição solar, o protetor deve ser aplicado de 20 a 30 minutos antes, e reaplicado a cada 2 horas ou após banhar-se, nadar, suar ou secar-se com a toalha.
  • Dica: A aplicação deve ser feita de forma uniforme, para não deixar nenhuma área desprotegida. Tenha cuidado redobrado com o rosto, que tem a pele com menos de 1mm de espessura, cerca de 100 vezes mais fina que a do braço, por exemplo.

Dicas de como fazer

A rotina de skincare não deve ser uma obrigação. O legal é pensar nela como um cuidado com a saúde em primeiro lugar e também com a aparência da pele.

Por isso, é um autocuidado, um gesto de amor próprio. Separe um tempo na sua rotina para cuidar de você. Coloque uma música que gosta e aproveite esse momento para passar um tempo só seu e conhecer-se melhor.

Os cuidados da manhã costumam ser mais rápidos. Portanto, separe um tempo maior para os cuidados da noite, que exige uma limpeza mais profunda.

O horário ideal para aplicar os dermocosméticos que contêm ácidos em sua formulação é à noite, pois alguns ingredientes, se expostos ao sol, podem causar reações adversas na pele.

Capriche nos cremes hidratantes no rosto e corpo antes de dormir e hidrate os lábios. Você verá os resultados pela manhã de uma pele macia e hidratada. 

Kit skincare: dicas de produtos

Não é tão difícil e nem tão caro assim cuidar da pele como as pessoas imaginam. Criar um kit de skincare pode ser barato e é essencial para começar os seus cuidados.

Confira a lista que separamos para montar um kit para cada tipo de pele e bolso:

Pele normal

É uma pele equilibrada, mas que também precisa de hidratação e proteção. Confira alguns produtos indicados:

Pele seca

A pele seca precisa de bastante hidratação para não ficar ressecada e descamar. Confira alguns produtos indicados:

Pele mista a oleosa

Para as peles oleosas, o mais indicado são produtos livres de óleo e que controlam a oleosidade ao longo do dia. Seguem algumas opções:

Pele sensível

As peles sensíveis precisam de cuidado extra. É bem importante procurar os produtos indicados para esse tipo de derme, pois do contrário, podem ter reações alérgicas. Confira algumas opções:


Os cuidados com a pele vão muito além do que citamos aqui. Mas qualquer passo dado é um bom começo.

Procure um(a) dermatologista para identificar o seu tipo de pele e indicar a melhor rotina de cuidados para você.

E lembre-se: produtos indicados para o rosto são para o rosto. Evite usar nessa região produtos para o corpo, pois sua formulação não é específica para esse fim.

Você tem mais dúvidas de skincare? Conta pra gente!

Continue acompanhando o Minuto Saudável para ter mais dicas de cuidados com a pele e a saúde!

Fontes consultadas


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *