Sintomas da TPM, o que é, o que significa, remédios, quanto tempo dura?

6

O que é TPM? Quanto tempo dura?

A TPM é o conjunto de sintomas que dura até 10 dias antes da menstruação ocorrer. Em alguns casos, a TPM ainda acontece durante a menstruação da mulher, fazendo com que os sintomas só terminem após o fim dela.

Acredita-se que 7 a cada 10 mulheres brasileiras sofrem com os sintomas da TPM, tendo o seu pico de incidência entre os 25 e 35 anos de idade. Há fatores que podem influenciar o grau da TPM, o que varia de mulher para mulher.

Em casos mais graves, a rotina da mulher é muito alterada, sendo necessário até faltar ao trabalho. Esse tipo de TPM é conhecido como TDPM e ocorre entre 8 a 10% das mulheres.

O que significa TPM?

TPM é a sigla de Tensão Pré-Menstrual, ou, então, pode ser chamada de síndrome pré-menstrual (SPM).

O que é TDPM?

A TDPM é conhecida como Transtorno Disfórico Pré-Menstrual e é mais severa do que a TPM. Para que o diagnóstico seja feito pelo médico, no mínimo, cinco destes sintomas devem estar presentes na vida das mulheres, sendo, um deles, os que estão em negrito:

  • Insônia;
  • Irritabilidade, raiva e conflitos com outras pessoas se tornam mais frequentes;
  • Letargia, falta de energia, fadiga fácil ou acentuada;
  • Descontrole emocional;
  • Ansiedade, estar com os nervos à flor da pele e tensa é muito comum;
  • Dificuldade em se concentrar;
  • Instabilidade afetiva;
  • Interesse diminuído pelas atividades comuns;
  • Excessos alimentares, alteração acentuada do apetite;
  • Pensamentos autodepreciativos, humor deprimido, sentimentos de falta de esperança;
  • Dor de cabeça, sensação de inchaço, ganho de peso.

Índice neste artigo você irá encontrar as seguintes informações:

  1. O que é TPM? Quanto tempo dura?
  2. Tipos
  3. Causas
  4. Fatores de risco
  5. Sintomas da TPM
  6. Diagnóstico
  7. Tratamento
  8. Complicações
  9. Como conviver?
  10. Prevenção

Tipos

Os tipos são separados em A, C, D, H e O. Cada uma delas possui sintomas específicos da TPM, pois cada mulher possui um sintoma diferente. Pode ser que uma mulher tenha 2 ou mais tipos ao mesmo tempo.

TPM A

É relacionada à ansiedade. Tem como principais sintomas tensão, ansiedade, alteração no humor, irritabilidade e dificuldade para dormir. Algumas mulheres podem ficar mais desatentas, atrapalhadas ou se sentindo “no mundo da lua”. Isso ocorre, pois há a maior liberação de cortisol e adrenalina (hormônios que contribuem para o estresse), e o estrogênio, que ajuda a controlar o estresse, sofre queda.

TPM C

Esse tipo de TPM está relacionado à compulsão alimentar. Comer chocolate e alimentos gordurosos durante esses dias é a principal característica desse tipo de TPM. Além disso, dores de cabeça, são muito comuns.

TPM D

Esse tipo de TPM é relacionado com sintomas depressivos. Além da depressão, sentimentos violentos, raiva sem razão, sentimentos perturbadores, baixa autoestima e pouca concentração podem ocorrer.

Isso ocorre por conta da redução de um hormônio chamado seratonina.

TPM H

Esse tipo de TPM é conhecido por conta da retenção de líquidos e suas características. Inchaço no corpo principalmente na região abdominal, mãos, pés e mamas sensibilidade e ganho de peso são muito comuns nesse tipo de TPM.

TPM O

Esse tipo de TPM possui os sintomas mais diferentes. Pode ocorrer náuseas, reações alérgicas, sudorese, alteração nos hábitos intestinais, cólicas, acne, infecções do trato respiratório e aumento na frequência urinária. Tudo isso pode ocorrer durante a TPM.

Causas

O ciclo menstrual é calculado por 28 dias. Durante esse tempo, o corpo feminino sofre mudanças, pois é o momento de preparar o útero para receber um bebê. Nos primeiros 14 dias, ocorre o período de ovulação, aumentando o nível de estrógeno,  hormônio responsável por controlar o bem-estar da mulher.

Durante os outros 14 dias, o útero engrossa suas paredes, formando uma espécie de “cama” para abrigar o possível bebê (endométrio). Durante esses dias, o hormônio estrógeno sofre uma queda enquanto a progesterona aumenta.

A alteração desses hormônios causa sintomas como ansiedade, dor no seio e alteração no humor. Após terminar os 14 dias de engrossamento das paredes do útero, o endométrio é eliminado em forma de menstruação, fazendo com que os dois hormônios já citados sofram quedas em seus níveis.

Ainda não se sabe o motivo de algumas mulheres terem  TPM tão “forte” pois não há diferenças entre os níveis hormonais entre as mulheres com ou sem sintomas. O que acredita-se é que algumas delas sejam mais sensíveis às flutuações dos neurotransmissores cerebrais que são causados por alterações dos hormônios do ciclo da menstruação.

Fatores de risco

Existem fatores que podem aumentar o risco da TPM surgir:

  • Estresse;
  • Histórico de familiar com TPM;
  • Alta ingestão de cafeína;
  • Falta de vitamina B6, magnésio e cálcio no corpo;
  • Ansiedade, depressão;
  • Se alimentar de comidas gordurosas.

Sintomas da TPM

Os sintomas da TPM são muitos. Eles podem variar de pessoa para pessoa e também podem variar de acordo com o ciclo.

Principais sintomas:

  • Alteração no humor;
  • Dor de cabeça;
  • Dor nas pernas;
  • Cansaço;
  • Inchaço;
  • Ansiedade;
  • Ganho de peso;
  • Vontade de comer guloseimas ou comidas diferentes;
  • Desatenção;
  • Tensão;
  • Sensibilidade e inchaço nas mamas;
  • Inchaço nas extremidades do corpo;
  • Raiva sem razão;
  • Lapsos de memória;
  • Sentimentos perturbadores;
  • Baixa autoestima;
  • Compulsão por comida (doces e salgados);
  • Irritabilidade.

Sintomas menos comuns:

  • Acne;
  • Náuseas;
  • Alteração nos hábitos intestinais;
  • Fogachos ou sudorese fria;
  • Infecções do trato respiratório;
  • Aumento da frequência urinária;
  • Dores generalizadas;
  • Reações alérgicas.

Sintomas mais sentidos pelas mulheres:

  • Cansaço (92%);
  • Ansiedade (89%);
  • Alteração de humor (81%);
  • Depressão (80%).

Diagnóstico

O diagnóstico deve ser feito por um ginecologista ou um endocrinologista. Ao sentir os sintomas é preciso marcar uma consulta para que o especialista possa dar o diagnóstico o mais rápido possível.

Ir para a consulta com algumas informações, como há quanto tempo os sintomas aparecem, o histórico médico do paciente e uma lista de medicamentos que o paciente toma pode ajudar a dar o diagnóstico mais rapidamente.

Não existe nenhum exame que possa diagnosticar a TPM. O diagnóstico é dado de acordo com a conversa da mulher com o médico e também de acordo com os últimos ciclos menstruais.

Os sintomas da tireoide são similares aos da TPM, por isso, o médico pode pedir  o exame TSH e T4 para descobrir se sua tireoide possui alguma disfunção  e, assim, sinalizar qual dos dois é o problema.

Tratamento

Não existe apenas um tipo de tratamento para melhorar a TPM. Como os sintomas são os mais variados, existem diversas formas para amenizar os sintomas. Conheça aqui as melhores formas de tratamento para cada tipo de TPM:

TPM A

Praticar atividades físicas é a melhor forma de amenizar a ansiedade e os outros sintomas desse tipo de TPM. Manter uma dieta equilibrada também é fundamental. Exercícios físicos auxiliam a liberar hormônios, como a endorfina (sensação de prazer).

Em casos mais graves, medicamentos podem ser usados, como ansiolíticos, usados para diminuir os sintomas.

TPM C

Para diminuir esses sintomas, focar na boa alimentação é fundamental. Realizar atividades físicas também pode diminuir a dor de cabeça. A compulsão alimentar pode ser aliviada com a dieta rica em ômega 3, peixes e frutos do mar.

Utilizar alguns medicamentos pode ser recomendado para a dor de cabeça e enxaqueca. Analgésicos, anticoncepcionais e medicamentos a base de topiramato podem ser indicados pelo médico.

TPM D

Se a depressão e a tristeza forem diagnosticadas como grave, o uso de antidepressivos pode ser indicado pelo médico. Além de ser recomendado praticar exercícios físicos e manter uma dieta controlada.

TPM H

O uso de diuréticos pode ser necessário para combater a retenção de líquido. É indicado não consumir alimentos que podem causar a retenção de líquidos, como o sal.

TPM O

A liberação de agentes inflamatórios que tenham relação com o fluxo menstrual pode causar dores e trazer alterações no fluxo intestinal. Utilizar anti-inflamatórios em dias que precedem o fluxo menstrual e nos primeiros dias pode ajudar.

O aumento de frequência de urina é aumentado por conta da retenção de líquidos. Reduzir a oleosidade da pele ajuda no não aparecimento de acnes.

TDPM

Para esse tipo mais severo de TPM pode ser recomendado a aplicação de injeção de Acetato de Medroxiprogesterona. Mas foi notado que, em alguns casos, o aumento de alguns sintomas pode ocorrer, como, por exemplo, o aumento de peso, humor deprimido e a dor de cabeça.

Anticoncepcionais

Conversar com o ginecologista é fundamental para entrar em um consenso sobre o uso de anticoncepcional. Ele é quem indicará se deve ter pausa entre uma cartela e outra ou não. É preciso ficar atenta quanto a dosagem de hormônio que há no anticoncepcional escolhido, pois efeitos contrários podem ocorrer ou, até mesmo, os sintomas de TPM se agravarem.

Remédios indicados para a TPM

Os medicamentos mais utilizados para diminuir os sintomas são:

O uso de medicamentos só deve ser feito com a prescrição médica. Não se automedique, pois os sintomas podem piorar.

Alimentos que podem ajudar a amenizar a TPM

  • Hortaliças, como cenoura, batata doce, pimentão e abóbora;
  • Sementes e frutos oleaginosos, como nozes, amêndoas, pistache e amendoim;
  • Leguminosas, como feijão de todos os tipos, grão de bico, lentilhas e ervilhas verdes;
  • Cereais integrais, como aveia, arroz integral, milho, cevada, trigo-sarraceno.

Atenção! 

NUNCA se automedique ou interrompa o uso de um medicamento sem antes consultar um médico. Somente ele poderá dizer qual medicamento, dosagem e duração do tratamento é o mais indicado para o seu caso em específico. As informações contidas nesse site têm apenas a intenção de informar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um especialista ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Siga sempre as instruções da bula e, se os sintomas persistirem, procure orientação médica ou farmacêutica.

Complicações

Algumas mulheres sofrem muito com os sintomas, tornando-se incapazes de ir trabalhar e até mesmo de levantar da cama. Nesses casos, é fundamental ter acompanhamento médico com tratamento específico.

Como conviver?

Hábitos saudáveis que podem melhorar os sintomas

  • Parar de fumar;
  • Limitar o uso de cafeína, chocolate, álcool e sal;
  • Fazer pelo menos 2 horas e meia de exercícios por semana;
  • Manter uma dieta equilibrada que contenha proteína, grãos, frutas, legumes e laticínios de baixo teor de gordura;
  • Coma alimentos ricos em cálcio, vitamina B6, ômega 6.

Como diminuir a dor

Para aliviar a dor, utilizar analségicos; medicamentos anti-inflamatórios podem diminuir o sangramento e reduzir a dor.

Controle o estresse

  • Durma 8 horas por dia;
  • Realize técnicas de relaxamento;
  • Participe de aulas de yoga ou fazer massagens;
  • Procure grupo de apoio que debata sobre a TPM;
  • Conte com o apoio de familiares e amigos.

Prevenção

Não há como prevenir a TPM, mas a realização de hábitos saudáveis no tópico acima pode ajudá-la a enfrentar o problema de uma forma melhor.


A TPM é muito comum entre as mulheres. Se você se identifica com o texto, compartilhe com as sua amigas e familiares para que eles também saibam mais sobre o assunto e entendam como é que ocorre essa difícil fase do mês.

Referências

http://www.astrocentro.com.br/blog/bem-estar/quanto-tempo-dura-tpm
http://mdemulher.abril.com.br/saude/conheca-os-quatro-tipos-de-tpm-existentes-e-acabe-com-os-sintomas/
http://revistavivasaude.uol.com.br/clinica-geral/5-tipos-de-tpm/5174/
http://www.saudemedicina.com/10-dicas-para-aliviar-os-sintomas-da-tpm/
http://www.gineco.com.br/saude-feminina/doencas-femininas/tpm/#diagnsticos
http://www.mdsaude.com/2010/02/tpm-tensao-pre-menstrual.html
http://www.alwaysbrasil.com.br/pt-br/dicas-e-conselhos/sua-primeira-menstruacao/o-que-e-tpm
https://www.tuasaude.com/sintomas-de-tpm-tensao-pre-mesntrual/
http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2016/04/bem-estar-explica-os-tipos-de-tpm-e-como-alimentacao-pode-ajudar.html

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 4,50 de 5)
Loading...

6 Comentários

  1. Meu nome é Valéria estou passando pelo período de pré menopausa, estou sentindo uma irritabilidade muiiito grande, faço uso de fluoxetina 20mg indicada pelo médico, uma vez por dia…mas tenho ficado cada dia mais nervosa… não estou conseguindo me controlar, preciso muito de ajuda.😭😭😭😭😭😭

  2. Bom conteúdo sobre o assunto. Minha TPM, tem um pouco de todos os tipos!
    Deve ter o abecedário inteiro rsrs.. Não é possível!!!
    Fico muito irritada, nervosa, depressiva.. e sintomas físicos tbmm!! Indicaria algum remédio?

    • Olá Michelle!

      A prescrição de medicamentos só pode ser feita por um médico, a partir da avaliação de suas condições de saúde. Consulte um ginecologista ou endocrinologista para iniciar o tratamento adequado de acordo com suas necessidades.

  3. Me chamo Ana.e vejo que não estou nessa sozinha,depois que eu tive meu segundo filho vejo que piorei todo mes em minha casa tem divoscio meu marido sofre com meus transtornos nao sei o que faço preciso muito de ajuda.

  4. Sofro muito com isso pois não consigo nem trabalhar, fico muito estressada de mau humor tenho vontade de brigar com todo mundo, choro muito ,fico distraída qualquer coisa me irrita, pois já tenho depressão mas tomo remedio pra isso, e já na basta a ansiedade e a depressão e ainda tpm e ainda trabalho com público e difícil pois existe muita gente ignorante nesse mundo que não entendem e colocam a culpa na gente (criticam, ofende mas não sabe o que a gente passa).Queria muito uma ajuda pra tentar amenizar esse problema.Agradeço!

  5. Estou na TPM, parece que cada mês, vem mais forte.. coisas corriqueiras do dia a dia me deixam enfurecido. Hj pela manhã joguei um copo de vidro no pai da minha filha.. ainda b que não acertou, mas não quero fazer quem eu amo, sofrer por eu estar assim. Preciso de ajuda!! 😭😭

Deixe suas opiniões e comentários, nos preocupamos com ela:

Por favor, escreva seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui

Lamentamos a não possibilidade de dar-lhe conselho médico ou responder a questões médicas e farmacêuticas individuais através de e-mail, pois apenas um médico pode prestar tal atendimento. Embora tentemos responder a todos os comentários, opiniões e e-mails que recebemos em até dois dias úteis, nem sempre é possível devido ao grande volume que recebemos. Por favor, tenha em mente que qualquer solicitação ao Minuto Saudável está sujeita aos nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, ao enviar, você indica sua aceitação.