O que é Cancro Mole, sintomas, tratamentos e mais

14

O que é Cancro Mole?

O cancro mole é uma doença sexualmente transmissível (DST) causada por uma bactéria chamada Haemophilus ducreyi, bacilo do tipo gram-negativo intracelular, e é predominante em regiões mais tropicais, como algumas partes da África, Ásia, Caribe, América do Sul e América Central. A bactéria causadora do cancro mole foi descoberta em 1889 pelo dermatologista, bacteriologista e virologista italiano Augusto Ducrey.

A doença, também conhecida como cancroide, cancro venéreo simples ou, popularmente falando, cavalo, era considerada como uma sequela da sífilis pelos médicos dos séculos XV e XVI, mas hoje sabe-se que as duas DSTs são diferentes uma da outra e requerem tratamentos diferentes. Aliás, já no século II d.C., o médico romano Galeno recomendava que tratamentos distintos fossem feitos para essas duas doenças.

PUBLICIDADE

Índice — neste artigo você encontrará as seguintes informações:

  1. Características e Transmissão do Cancro Mole
  2. Os fatores de risco para o Cancro Mole
  3. Quais são os sintomas do Cancro Mole?
  4. Como me prevenir do Cancro Mole?
  5. Qual o diagnóstico para o Cancro Mole?
  6. Tratando o Cancro Mole

Características e Transmissão

Por conta da infecção bacteriana, a doença é caracterizada por feridas abertas, irregulares, avermelhadas, com base mole e fundo purulento. Normalmente aparecem na região do órgão genital, ou próximo a ele, tanto do homem quanto da mulher, mas também há casos da doença que ocorrem nos lábios, boca, língua e garganta.

A transmissão ocorre através do ato sexual vaginal, anal ou oral, e pode também ocorrer através do contato pele-a-pele com alguém infectado. O tempo de incubação da bactéria é de 3 a 5 dias e o de transmissibilidade pode ser de semanas ou até meses, variando de acordo com o tempo de não tratamento das lesões.

As diferenças do Cancro Mole e Sífilis (Cancro Duro)

Como muitas vezes essas doenças são confundidas, confira as principais diferenças entre elas através do quadro comparativo abaixo.

Cancro Mole

Sífilis

Tempo de incubação: 3 a 5 dias

Tempo de incubação: 21 a 30 dias

Várias feridas

Única ferida

Base da ferida é mole

Base da ferida é dura

Íngua inflamada e dolorida em apenas um lado

Ínguas inchadas dos dois lados

Causa dor

Não causa nenhuma dor

Os fatores de risco para o Cancro Mole

Antes de tudo, é importante saber que se você é sexualmente ativo, você tem risco de contrair a doença.  Além disso, pessoas que moram em lugares com menos recursos também possuem maior chance de serem infectadas com a bactéria do cancro mole. Os recursos em questão são:

  • Cuidados de saúde;
  • Comida;
  • Água;
  • Moradia.

Quais são os sintomas do Cancro Mole?

Após o ato sexual sem a devida proteção, os sintomas do cancro mole podem aparecer entre 2 e 5 dias e eles se manifestam em forma de:

  1. Uma ou duas pequenas feridas com pus.
  2. Após alguns dias, uma ferida úmida e bastante dolorida é formada, se espalhando e aumentando de tamanho e profundidade.
  3. A seguir, outras feridas surgem em volta das primeiras.
  4. Após duas semanas da infecção, pode aparecer um caroço avermelhado e doloroso na virilha (também conhecido como íngua), podendo comprometer o movimento das pernas enquanto não for tratada. Esse caroço pode abrir e expelir um pus espesso, esverdeado e misturado com sangue.

Como já explicado, essas feridas normalmente aparecem na região dos órgãos genitais da seguinte maneira:

  • Homens: em geral, as feridas nos homens aparecem na ponta do pênis.
  • Mulheres: as feridas ficam, principalmente, na região externa da vagina e no ânus. Como a ferida pode não ser visível, ela causa dor na relação sexual e ao evacuar.

Além desses sintomas, eles podem vir acompanhados de febre, dor de cabeça e fraqueza.

Como me prevenir do Cancro Mole?

PUBLICIDADE

Há várias maneiras que ajudam na prevenção de contrair o cancro mole ou de transmitir a doença para outras pessoas. São elas:

  • Uso de preservativo em todas as relações que tiver;
  • Limitar o número de parceiros sexuais não infectados;
  • Evitar tocar nas feridas típicas da doença. Se caso toque, lave bem as mãos para evitar o risco de transmissão para outras partes de seu corpo.

Cancro Mole e o vírus HIV

As feridas características do cancro mole tornam mais fácil a contração do vírus HIV, portanto se você é propenso ao vírus e tiver cancro mole, a melhor forma de prevenção é a abstinência de sexo durante o tratamento da doença. Caso você pratique, lembre-se de utilizar camisinha (masculina ou feminina) durante a relação para evitar a contração do HIV e de outras possíveis DSTs.

Qual o diagnóstico para o Cancro Mole?

Primeiramente, como em toda doença, você deve ir a um especialista assim que notar os sintomas em seu corpo. No caso do cancro mole, o especialista a quem você deve recorrer é o ginecologista ou urologista, para que ele examine as feridas. Para a confirmação, o médico poderá solicitar exames. Como o diagnóstico não consegue ser feito através de exame de sangue, é necessária a raspagem e análise da ferida.

A doença é completamente curável se tratada corretamente com os medicamentos prescritos pelo médico. Quando não tratado, o cancro mole acarreta cicatrizes permanentes no órgão genital dos homens, bem como complicações e infecções graves nas mulheres.

Tratando o Cancro Mole

O cancro mole pode ser facilmente tratado com antibióticos e, quando apenas uma das pessoas do casal está infectado, ambos precisam realizar o tratamento ao mesmo tempo. O tratamento para a doença pode ser de dois tipos, de acordo com a situação em que se apresenta.

Tratamento com medicamentos

A infecção pode curar sem medicamento algum, porém os antibióticos receitados pelo médico ajudam no desaparecimento da ferida de forma mais rápida e minimizam a cicatriz. Os medicamentos normalmente prescritos são:

Lembre-se: o acompanhamento médico é essencial e apenas ele poderá prescrever o melhor medicamento para o seu caso.

Atenção!

PUBLICIDADE

NUNCA se automedique ou interrompa o uso de um medicamento sem antes consultar um médico. Somente ele poderá dizer qual medicamento, dosagem e duração do tratamento é o mais indicado para o seu caso em específico. As informações contidas nesse site têm apenas a intenção de informar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um especialista ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Siga sempre as instruções da bula e, se os sintomas persistirem, procure orientação médica ou farmacêutica.

Tratamento com cirurgia

Para lesões maiores e mais dolorosas, o médico poderá drená-las com uma agulha ou através de cirurgia. O processo reduz o inchaço e a dor e também cura a doença, porém ele pode deixar algumas cicatrizes leves no local.


Com DST não se brinca e é por isso que sempre tratamos todas elas com a maior seriedade, trazendo a vocês as informações completas sobre as doenças. E se você ainda tem alguma dúvida, pergunte pra gente!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (14 votos, média: 4,64 de 5)
Loading...

14 Comentários

Atenção: os comentários abaixo são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

  1. Gostaria de saber mais informações sobre sintomas e consequências graves, como infecções causas por de cancro mole mau curado.

    • Olá!

      A falta de tratamento ou o tratamento inadequado pode causar inchaço nos nódulos linfáticos da região da virilha, o que pode fazer com que se rompam e se tornem mais suscetíveis a infecções bacterianas secundárias. As úlceras abertas também podem ser infectadas novamente por outras bactérias que, em casos mais graves, podem destruir o tecido genital, gerando cicatrizes permanentes. Em homens, a fimose também é uma possível consequência.

    • Geralmente manchas na pele são ocasionadas pela bactéria Treponema causador da sífilis. O estágio secundário da infecção leva ao surgimento de manchas, principalmente nas mãos e pés.

    • Olá Jefferson,

      A prescrição de medicamentos e qualquer informação sobre os mecanismos de ação de substâncias somente podem ser obtidos por meio de um profissional de saúde. Recomendamos que busque auxílio com seu médico para que ele possa indicar qual o melhor tratamento para o seu caso.

Deixe o seu comentário, nos preocupamos com sua opinião:

Por gentileza, escreva seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui

Lamentamos a não possibilidade de dar-lhe conselho médico ou responder a questões médicas e farmacêuticas individuais através de e-mail, pois apenas um médico pode prestar tal atendimento. Embora tentemos responder a todos os comentários, opiniões e e-mails que recebemos em até dois dias úteis, nem sempre é possível devido ao grande volume que recebemos. Por favor, tenha em mente que qualquer solicitação ao Minuto Saudável está sujeita aos nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, ao enviar, você indica sua aceitação.