Existem alguns cuidados e até mesmo remédios que são capazes de diminuir os gases. O primeiro passo é começar pela alimentação, como diminuir o consumo de alimentos que fermentam. Com algumas mudanças alimentares, é possível melhorar todo o processo digestivo e o bem-estar.

Durante a refeição, você pode estar ingerindo alimentos que aumentam as chances de liberação dos gases no organismo.

Evitar um consumo excessivo de alimentos como feijão, brócolis, couve, couve-flor, repolho, refrigerantes, cebola pode ajudar a diminuir os gases dentro do seu organismo.

Isso porque alimentos como as leguminosas e os vegetais verdes possuem uma quantidade alta de fibras e carboidratos. Então, durante os processos digestivos, eles formam os gases.

Mas além da alimentação, algumas dicas fáceis e saudáveis no dia a dia também podem ser importantes para evitar que os gases se tornem um incômodo.

Por exemplo, realizar uma caminhada após o almoço ou jantar. Durante a caminhada, os movimentos estimulam o intestino a trabalhar e, consequentemente, eliminar os gases.

Leia mais: Intestino: por que o órgão é considerado o segundo cérebro?

Qual o melhor remédio para gases?


Entre os medicamentos que agem combatendo os gases estão:

Vale lembrar que em casos frequentes de gases, é preciso investigar as causas para tratar a origem do problema.

Atenção!

NUNCA se automedique ou interrompa o uso de um medicamento sem antes consultar um médico. Somente ele poderá dizer qual medicamento, dosagem e duração do tratamento é o mais indicado para o seu caso em específico. As informações contidas nesse site têm apenas a intenção de informar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um especialista ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Siga sempre as instruções da bula e, se os sintomas persistirem, procure orientação médica ou farmacêutica.

Buscopan é bom para gases? Funciona?

O buscopan é voltado para tratamento de cólicas gastrointestinais, dores e desconforto abdominal. Ele age reduzindo as contrações na musculatura intestinal.

Como o medicamento não elimina os gases, as dores podem retornar, pois o causador da dor não foi tratado.

Remédios caseiros para soltar gases

Os tratamentos caseiros podem ser uma medida aliada para evitar a formação dos gases e, para quem já sofre com a predisposição, eliminá-los também.

O ideal é adotar hábitos que auxiliem em todo o processo de digestão e consumir produtos que reduzam a formação dos gases. Por isso, maneiras simples e naturais de tratar a flatulência incluem adicionar fibras à alimentação, beber mais água e fazer exercícios.

Água com limão funciona?

A água em uma temperatura morna e com a adição do limão pode ser uma boa opção para evitar o incômodo dos gases.

Devido à acidez natural da fruta, quando a mistura é ingerida, estimula a produção de ácido clorídrico (suco gástrico). Então, todo o processo de digestão melhora.

Por que investir nas frutas e na hidratação?

As chamadas frutas laxativas, como mamão, laranja e ameixa, também podem ser eficazes contra os gases.

Isso porque essas frutas contêm grandes quantidades de fibras, o que acelera o trânsito intestinal e favorece a formação das fezes, de forma que o alimento fica menos tempo parado no sistema digestivo.

Exercícios e massagens

Durante uma caminhada, corrida ou qualquer atividade física, o seu corpo irá estimular a mobilidade intestinal, fazendo com que as bolhas de gás presentes no estômago ou intestino sejam eliminadas.

Já as massagens pressionam os locais com concentração de gases e aceleram ou estimulam a eliminação..

Qual chá é bom para gases?

Os chás mais recomendados são aqueles considerados carminativos e também antiespasmódico, pois ajudam a relaxar os músculos do sistema digestivo, facilitando a liberação dos gases, por exemplo:

  • Hortelã;
  • Erva-cidreira;
  • Erva-doce;
  • Genciana;
  • Cardamomo;
  • Camomila;
  • Boldo;
  • Alcaçuz;
  • Angélica.

Além de poderem auxiliar na digestão, esses chás, em geral, relaxam e controlam os movimentos dos músculos do sistema digestivo, melhorando o trânsito intestinal e reduzindo dores.

O que é bom para gases na gravidez? E para o bebê recém-nascido?

Para combater a flatulência na gravidez, alguns hábitos simples, como evitar o consumo de alimentos que causam gases e evitar comer muito em uma mesma refeição podem ser dicas úteis.

Os chás também podem ser consumidos com moderação e aliados a outros hábitos saudáveis.

Já para os bebês recém-nascidos, para evitar que eles sofram com os gases, o ideal é partir para as massagens na região abdominal.

Leia mais: Prisão de Ventre na Gravidez: o que fazer, sintomas, remédios e mais

Existe diferença entre gases estomacais e gases intestinais?

Sim, existe diferença, principalmente nos sintomas e também no que causa esses problemas. No caso dos gases intestinais, eles são formados devido à fermentação dos alimentos.

Já os gases estomacais podem ser causados pela aerofagia, ou seja, a ingestão excessiva de ar pela boca.

É normal que quantidades de ar sejam ingeridas durante a alimentação. Mas, às vezes, ela é muito grande e causa o acúmulo no estômago.

A diferença também entre eles também pode ser vista nos sintomas, pois os gases estomacais podem causar arrotos frequentes, sensação de falta de ar, queimação, estômago inchado e perda de apetite.

Já os gases intestinais costumam provocar barriga rígida, cólicas intestinais, inchaço na região abdominal e prisão de ventre.

Leia mais: Abdômen inchado: o que pode ser?


Os gases, apesar de serem algo comum devido à digestão dos alimentos, pode se tornar um incômodo.

Algumas mudanças alimentares e também a prática de algumas atividades físicas podem ajudar a combater esse problema e promover uma melhora da saúde do seu intestino.

Acompanhe mais sobre remédios no Minuto Saudável!!


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *