Você já foi ao banheiro e se assustou ao ver que as fezes estavam muito escuras? Isso acontece quando o sangue é digerido e sai pelo cocô, fazendo com que as fezes fiquem quase pretas, como carvão, e com cheiro bastante forte. O termo correto nesses casos é  melena e ocorre com mais frequência em quem tem algum sangramento no esôfago ou estômago.

A melena não deve ser confundida com hematoquezia, quando o sangue fresco sai nas fezes e as deixam marrons ou avermelhadas. Nesse caso o sangue vem do trato gastrointestinal inferior (intestinos), causado por alguma inflamação ou por hemorroidas.

Vale destacar que qualquer alteração na cor das fezes deve ser avaliada por um (a) especialista. Geralmente, um (a) gastroenterologista ou clínico geral consegue identificar o problema e iniciar o tratamento adequado. 

Sempre é fundamental descobrir a causa para parar o sangramento e evitar complicações mais sérias, como a  anemia por hemorragia excessiva. 

Portanto, saber mais sobre a melena pode te ajudar a saber o que fazer, caso aconteça, e como prevenir o problema.

Índice – Neste artigo, você vai encontrar:

  1. Quais as causas da melena (cocô escuro)?
  2. Quais são os sintomas da melena?
  3. Como é feito o diagnóstico de melena?
  4. Tratamentos para melena
  5. Quais as formas de prevenir a melena?

Quais as causas da melena?

A melena geralmente ocorre devido aos danos ao revestimento do trato gastrointestinal superior (boca, faringe, esôfago e estômago), vasos sanguíneos inchados ou distúrbios hemorrágicos. Veja abaixo detalhes de algumas condições que causam melena.

Úlcera

A causa mais comum de melena é a úlcera, ou seja, um tipo de ferida dolorosa que se desenvolve no estômago ou no intestino delgado. 


Esse problema pode ocorrer devido a uma infecção causada por uma bactéria chamada Helicobacter pylori (H.pylori), que provoca uma inflamação no estômago (gastrite). Com isso, o corpo produz mais ácido e isso danifica a mucosa da parede estomacal e pode levar ao desenvolvimento de úlceras. 

Além disso, o uso crônico de alguns medicamentos pode aumentar o risco de úlceras e o aparecimento de melena. O problema é bastante frequente em pessoas que têm gastrite crônica, por isso, surgem sintomas como dor forte na barriga, enjoos constantes e vômitos.

Varizes gástricas ou esofágicas

O problema aparece quando os vasos sanguíneos do esôfago, que é o tubo que conecta a boca ao estômago, ficam muito dilatados. Isso provoca sangramento pela boca e, em alguns casos, melena.

Essas varizes gástricas ou esofágicas se desenvolvem por causa do aumento da pressão na veia principal do fígado, a veia porta.

A melena surge quando as veias do esôfago rompem e liberam sangue para o sistema digestivo. Ele segue para o estômago, o que torna as fezes muito escuras e mal cheirosas.

Surgem também outros sintomas como vômito com sangue, palidez e cansaço excessivo. É considerada uma urgência médica e a pessoa deve seguir para o hospital o quanto antes.

Câncer de estômago

O câncer de estômago, que também é chamado de câncer gástrico, é um tumor que atinge o órgão e traz diversos sintomas. Entre eles, há sangramentos gástricos e podem ocorrer vômitos com sangue ou sangue no cocô, fezes escurecidas, pastosas e com odor forte.

Há ainda outros sintomas como perda de peso, azia, sensação de estômago cheio, mesmo sem comer, e fraqueza excessiva.

A detecção precoce do câncer é uma forma de identificar um tumor em fase inicial e, assim, possibilitar maior chance de tratamento e cura da doença. Por isso, é importante buscar um (a) especialista o quanto antes e fazer exames na presença desses sintomas.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), “no Brasil, o câncer de estômago é o terceiro tipo mais frequente entre os homens e o quinto entre as mulheres”.

Síndrome de Mallory-Weiss

A condição de saúde acontece quando há aumento repentino da pressão no esôfago. Pode ocorrer devido a vômitos frequentes, tosse intensa, ânsias de vômito ou soluços constantes. Surgem sintomas como dores abdominais ou no tórax, vômitos com sangue e melena.

Gastrite

Como dito anteriormente, a gastrite  é uma inflamação das paredes do estômago, que na maioria das vezes não causa sangramentos. Mas alguns pacientes podem ter melena, além da dor de estômago, azia, mal-estar e vômitos.

Recém-nascidos

O primeiro cocô do bebê, mecônio, já costuma ser mais escuro, em um tom esverdeado. Mas alguns recém-nascidos apresentam melena por engolir sangue durante o parto. No entanto, é fundamental avaliação médica para identificar se há alguma inflamação ou ferida que esteja causando sangramento interno ou algum outro problema, por isso, mantenha o acompanhamento próximo ao pediatra, especialmente nas primeiras horas de vida da criança.

Quais são os sintomas da melena?

Além das fezes escuras e com odor fétido, há alguns sintomas que podem surgir com a melena. Eles variam de acordo com a quantidade de sangue perdida e a origem do sangramento. 

Sendo assim, perder grandes quantidades de sangue pode causar anemia, fraqueza, falta de ar, palidez, tontura, confusão e taquicardia ou aumento da frequência cardíaca. Por outro lado, os indivíduos que apresentam perda moderada de sangue, geralmente sentem dor abdominal. 

O sangramento nas fezes pode ser uma urgência ou emergência médica. Por isso, é importante se atentar para outras condições de saúde e buscar atendimento o quanto antes. Veja detalhes:

  • Pele fria e úmida;
  • Confusão;
  • Sangramento retal contínuo;
  • Desmaio;
  • Cólica abdominal;
  • Respiração rápida;
  • Dor anal;
  • Náusea.

Como é feito o diagnóstico de melena?

Antes de mais nada, o (a) médico (a) realizará alguns exames para diagnosticar a causa da melena. Depois disso, poderá solicitar uma colonoscopia ou endoscopia para verificar se há sinais de sangramento na parte superior do trato gastrointestinal.

Além disso, o (a) especialista poderá solicitar testes de sangue ou fezes para checar se há alguma infecção ou outros problemas de saúde.

Tratamentos para melena

Frequentemente, o sangramento para por conta própria.  Mas independentemente disso,  o tratamento varia conforme  a origem do sangramento. Em muitos casos, podem ser administrados medicamentos ou procedimentos para controlar o sangramento já durante alguns exames. 

Após o diagnóstico de melena, em casos mais leves, ou seja, quando há sangramento de varizes esofágicas ou úlcera, é possível tratar por meio de endoscopia digestiva alta, inserindo balão esofágico, que comprime as varizes, ou suturando a úlcera. Nos casos mais graves, pode ser preciso realizar um procedimento cirúrgico de urgência. Mas esses casos são bastante raros.

Já quando a melena surge devido a um câncer de estômago, é importante relatar para o (a) oncologista para saber a gravidade do quadro e se não há metástase, ou seja, quando o tumor se espalhou para outros órgãos e tecidos.

Dependendo da quantidade de sangue perdido, e se a pessoa continuar sangrando, pode ser necessário receber soro e até transfusões de sangue. 

Quem usa medicamentos para afinar o sangue, incluindo aspirina ou medicamentos anti-inflamatórios não esteroides, pode precisar interromper por um período.

Quais as formas de prevenir a melena?

Para evitar que surjam essas fezes com sangue, é importante prevenir as hemorragias digestivas altas. Por conta disso, o ideal é evitar a automedicação, principalmente anti-inflamatórios, procurar um médico quando sentir qualquer desconforto abdominal e evitar fumar e consumir bebidas alcoólicas.


Eventualmente, alguns problemas de saúde surgem e estar bem informado ajuda a manter a calma e saber para onde ir. Por isso, mantenha sua rotina médica atualizada e siga acompanhando os conteúdos do Minuto Saudável! 

Fontes consultadas:


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.