O que é Criolipólise, como funciona, riscos, preço, dói?

0

O que é criolipólise?

Criolipólise é um procedimento não invasivo que tem como objetivo reduzir a gordura localizada, isto é, aquela que se concentra em certas áreas do corpo e da qual é muito difícil de se livrar mesmo com uma dieta adequada e a prática de exercícios, como o famoso “pneuzinho”.

A palavra “criolipólise” é a junção de três palavras científicas e antigas. “Krios”, que vem do grego e quer dizer “frio”, “lipo”, que significa gordura” e “lise”, que significa “quebra”. Ou seja, Criolipólise é a quebra de gordura através do frio.

PUBLICIDADE

Não se trata de um técnica que proporciona o emagrecimento, mas somente de um procedimento estético simples que não é indicado para pessoas obesas ou que enfrentam sobrepeso.

Ela foi descoberta em 2008, se popularizando no Brasil a partir de 2012. O procedimento pode ser realizado por médicos e esteticistas capacitados. Sua realização envolve riscos, especialmente se for feita sob más condições, podendo causar queimaduras.

A técnica envolve a colocação de uma máquina que funciona com o uso de uma ponteira similar a um aspirador, que suga a gordura superficial através da criação do vácuo e a submete a baixas temperaturas.

A baixa temperatura afeta as células de gordura, causando sua morte e posterior absorção e eliminação, sem que ela seja metabolizada pelo fígado e outras regiões.

PUBLICIDADE

Cada sessão dura em torno de uma hora e, por não ser invasivo, permite que o paciente volte às suas atividades normais no mesmo dia. As sessões devem ter um intervalo de pelo menos 3 meses entre si, podendo ser realizado com segurança em até 4 regiões ao mesmo tempo.

Pode ser feita no contorno corporal, abdômen, costas, flancos, coxas, glúteos, braços e joelhos e tem se mostrado um procedimento efetivo no cumprimendo do seu propósito. Entretanto, a obtenção de bons resultados depende também de fatores comportamentais do paciente.

Se a pessoa que se submeteu a técnica não seguir as recomendações médicas pós-criolipólise, o procedimento não vai demonstrar resultados tão satisfatórios. Também é importante lembrar que, apesar do que muitas pessoas dizem, os resultados não aparecem após apenas uma sessão. Na maior parte das vezes, são necessárias várias sessões para a redução efetiva da gordura localizada.

Não se trata de um procedimento barato, podendo ter seu custo variando entre 800 e 2000 reais. Ainda que traga riscos, é um procedimento seguro e eficaz, chegando a eliminar de 20 a 30% da gordura localizada. Descubra mais sobre a criolipólise no texto a seguir!

PUBLICIDADE

Índice – neste artigo você vai encontrar as seguintes informações

  1. O que é a criolipólise?
  2. Como foi desenvolvida
  3. Para que serve?
  4. Como é feita?
  5. Quando deve ser feita?
  6. Em quais locais a criolipólise pode ser feita?
  7. Cuidados pré e pós criolipólise
  8. Resultados
  9. O que pode afetar os resultados?
  10. Contraindicações
  11. Riscos
  12. Preços
  13. Perguntas frequentes

Como foi desenvolvida

Os primeiros estudos sobre a criolipólise começaram em 2008, em Harvard, nos Estados Unidos, pelos médicos Rox Anderson e Dieter Manstein após a observação de alguns eventos raros denominados paniculite do picolé. Paniculite do picolé é um nome difícil e engraçado ao mesmo tempo, mas calma, é fácil de entender.

Crianças que comiam muito picolé, sorvetes e alimentos gelados apresentavam uma redução no volume dos lábios e das bochechas, apresentando mais covinhas que as demais. Isso fez com que os pesquisadores começassem a se perguntar se o frio teria algum papel na redução de gordura nessas áreas.

E de fato, as observações mostraram que a gordura era mais sensível ao frio do que a própria pele e os tecidos adjacentes. Por causa disso, estudos mais aprofundados começaram a ser feitos.

Eles foram realizados, primeiramente, em porcos, que tiveram diversas regiões do corpo submetidas à temperaturas que variavam de 20ºC a -7ºC. Após a exposição às baixas temperaturas, constatou-se uma redução de até 50% de gordura 6 meses após a realização dos testes.

PUBLICIDADE

Em 2009, os primeiros estudos com seres humanos começaram, onde se constatou uma redução de até 25% de gordura na região alterada sem haver alteração dos níveis séricos.

Em 2010, então, a criolipólise foi liberada para o uso comercial e se difundiu, chegando ao Brasil em 2012 e se tornando uma técnica popular para se livrar daquela gordura localizada!

Para que serve?

A criolipólise é uma técnica indicada para pessoas que possuem e querem se livrar da gordura localizada, mas que ainda não enfrentam sobrepeso. É um procedimento não invasivo e relativamente seguro (ver tópico “Riscos”).

É importante ressaltar que a criolipólise não é indicada para o emagrecimento! Trata-se de um procedimento que busca somente reduzir a gordura localizada, isto é, aquela da qual ainda é muito difícil de se livrar mesmo com muita dieta e exercício.

Como é feito?

Antes de tudo, você deve se consultar com um médico para ver se é necessário e se você pode ou não realizar o procedimento. Somente depois de ter acertado todos os pré-requisitos é que você deve buscar pelo procedimento.

Antes das sessões, o profissional responsável pela aplicação vai fazer uma medição da prega cutânea da região que você deseja tratar para ter certeza de que você pode ser tratado. Com a ajuda de um adipômetro, ele vai fazer a medida e se o resultado for inferior à 2cm, criolipólise vai ser contraindicada.

Caso o especialista avalie que você está habilitado a fazer o procedimento, ele vai te explicar em detalhes o que irá acontecer, o tempo necessário em cada sessão e em quanto tempo você verá os resultados.

No dia do procedimento, o médico ou responsável vai colocar uma capa protetora anticongelante sobre a área em que a criolipólise será feita para a proteção da pele. O uso dessa capa é necessário para proteger a pele, já que a gordura é submetida à uma temperatura que varia entre -5ºC e -10ºC.

Em seguida, ele vai colocar a ponteira do aparelho na região. Ela mede por volta de 20cm quadrados para que possa abranger o maior espaço possível. Um vácuo vai ser criado dentro desse compartimento, fazendo com que a gordura localizada seja sugada inteiramente para dentro dele.

No início, você vai sentir uma leve sensação de calor que será, em seguida, substituída pelo frio. Nos primeiros momentos, você pode sentir alguma dor e até um desconforto, mas, conforme o tempo vai passando, a área tratada vai ficando dormente e o desconforto se esvaece, ou seja, é passageiro.

As sessões vão durar em média de 40 minutos à 1 hora. Nesse meio tempo, você é livre para ler revistas, mexer no celular e se entreter de alguma forma para esperar o tempo passar.

Entretanto, as sessões vão durar essa média tempo somente se você for realizá-la em uma única área do corpo. Se você for ao consultório com o intuito de realizar o processo nas nádegas e na barriga, por exemplo, as sessões podem durar até mesmo 4 horas. Isso porque só é permitido realizar o procedimento em no máximo 4 regiões diferentes no mesmo dia.

Quando deve ser feito?

A criolipólise só deve ser feita em casos de gordura localizada. Como dito anteriormente, não se trata de uma técnica de emagrecimento, mas sim de um mero procedimento estético simples e de resultados moderados.

Na maioria das vezes, é necessário fazer mais de 1 sessão para obter resultados satisfatórios. Nesses casos, são indicados de 1 a 3 sessões com intervalos mínimos de 2 meses entre si e no máximo 3 sessões por ano.

Em quais locais a criolipólise pode ser feita?

Existem diversas áreas do corpo que podem ser submetidas ao tratamento da criolipólise, mas não são todas. Isso se deve, principalmente, ao aparelho aplicador ter de conseguir se encaixar bem na região tratada, o que já delimita bastante as áreas.

Por isso, a região do rosto, por exemplo, está fora de cogitação. Apesar disso, os fabricantes de máquinas de criolipólise ao redor do mundo tem anunciado que farão novas ponteiras que se adaptam à outras partes do corpo.

Ainda assim, até o momento, só algumas áreas do corpo podem ser submetidas ao tratamento. São elas:

  • Flancos;
  • Abdômen;
  • Parte interna das coxas;
  • Braços;
  • Parte superior das costas.

Cuidados pré e pós criolipólise

Pré-criolipólise

Antes de fazer o procedimento, consulte um médico e veja se o procedimento é adequado para você, se você preenche todos os requisitos necessários para realizá-lo. Não vá esperando emagrecer, pois a criolipólise é somente indicada para eliminar a gordura localizada.

Uma das principais precauções a serem tomadas precaução é pesquisar sobre os equipamentos e se conferir se eles são certificados pela Anvisa. Dentre os principais se encontram:

  • Cool Shaping;
  • CoolTech;
  • CoolSmooth.

Caso tenha dúvidas, você pode contatar a Anvisa e verificar através do site se o aparelho que a clínica está utilizando está devidamente certificado.

No dia da sessão, você deve ir até o consultório vestido com roupas leves e fáceis de tirar e pôr. Isso faz com que o procedimento se torne mais confortável para você.

Deve-se, também, realizar algumas mudanças na dieta, para evitar um acúmulo de energia, o que facilita os processos de ganho de peso. Se você estiver ingerindo mais energia do que consome, a gordura que foi retirada com a criolipólise vai ser rearmazenada em células de gordura novas e saudáveis e o procedimento terá sido em vão.

Pós-criolipólise

Via de regra, especialmente no que se refere à procedimentos estéticos, os cuidados devem se iniciar entre 1 e 2 semanas após a criolipólise. Entretanto, cada paciente é único, portanto, uma análise individual deve ser feita.

Alguns tratamentos estéticos podem ser realizados para potencializar os efeitos da criolipólise, pois estimulam a liberação e a eliminação de gordura pelo organismo.

Vale lembrar que o tipo de tratamento estético a ser combinado com a criolipólise vai depender das suas necessidades individuais, portanto, consulte o profissional da área antes de começar a fazer qualquer tipo de tratamento.

Isso porque a criolipólise se caracteriza por ser um processo inflamatório, se beneficiando disso. Ao realizar um tratamento por conta própria, pode ser que você acabe usando cremes com efeitos anti-inflamatórios, o que não é bom para o sucesso do procedimento.

Não realizar procedimentos estéticos após a criolipólise não significa que o procedimento será mal sucedido, porém, a proporção entre resultado e satisfação será maior se você seguir a recomendação médica e realizar todos os procedimentos necessários.

Ainda assim, existem outros tipos de coisas que você pode fazer para garantir o sucesso da criolipólise e que ainda vão trazer benefícios para sua saúde, como adotar uma rotina alimentar específica e iniciar a prática de exercícios. Entenda:

Adotar uma rotina alimentar saudável

O mais importante após a criolipólise é adotar uma dieta saudável. Não pense nisso como algo ruim ou digno de sofrimento, mas somente como uma maneira de obter resultados melhores e de melhorar a sua qualidade de vida.

Se você continuar a ingerir alimentos gordurosos e calóricos, glúten e sódio de forma desenfreada, de nada adiantará as sessões. Isso porque uma dieta sedentária só vai fazer você armazenar mais gordura, o que não é o esperado.

A mesma coisa vale para o álcool, um conhecido vilão do emagrecimento. O ideal é não consumir nenhuma gota da substância. Entretanto, caso você não queira abrir mão, pelo menos espere passar o período de eliminação das gorduras, que varia entre 20 e 60 dias.

Iniciar a prática de exercícios

Praticar exercícios após o procedimento está liberado. Isso porque ele é não invasivo e não deixa sequelas que vão debilitar o funcionamento do seu corpo. Então não tem desculpa para parar de malhar.

Fazer exercícios estimula o seu metabolismo e faz com que você consuma energia, não acumulando-a em forma de gordura, o que é muito bom para fazer com que os resultados da criolipólise sejam mais eficazes e duradouros.

Mas nada de deixar os exercícios para trás depois de um tempo. Mantenha-se sempre firme nas atividades físicas. Isso fará bem para você e para sua saúde, te trazendo mais qualidade de vida e disposição para o dia a dia.

Usar uma cinta modeladora

Uma dica bacana para potencializar os efeitos da criolipólise é utilizar uma cinta modeladora na região tratada durante os 30 primeiros dias após o procedimento. Isso auxilia o processo de metabolização da gordura, aumentando a circulação linfática e ajudando na drenagem da região.

Resultados

Os resultados da criolipólise normalmente começam a aparecer dentro de 1 ou 2 meses depois da primeira sessão. O procedimento pode reduzir de 20 a 30% da gordura localizada.

Entretanto, é válido lembrar que os resultados só serão eficazes se o paciente seguir à risca as recomendações pós-criolipólise, isto é, manter uma alimentação saudável, praticar esportes e não ter uma ingestão calórica superior ao gasto.

Ainda assim, podemos afirmar que os resultados vão variar de paciente para paciente. Isso porque, ao contrário do que muitos consultórios dizem, na maior parte dos casos, para ter resultados efetivos são necessárias mais do que uma sessão de criolipólise.

Existem sim casos em que somente uma sessão será necessária para obtenção dos resultados perfeitos, mas eles estão intimamente ligados à quantidade de gordura localizada do paciente.

Pessoas mais magras são aquelas que normalmente obtém resultados efetivos com somente uma sessão. Mas a verdade é que a grande maioria dos pacientes que buscam o procedimento não estão no peso ideal.

Portanto, caso seja necessário que você volte ao consultório para fazer mais sessões, não ache estranho. Para a maioria dos pacientes, isso é necessário.

O que pode afetar os resultados?

Por se tratar de um procedimento que reduz os níveis de gordura no corpo, existem alguns fatores que podem interferir com os resultados e eles estão intimamente ligados ao comportamento e ao cumprimento das recomendações pós-criolipólise.

Um deles é a má alimentação. Fazer o procedimento e continuar mantendo uma dieta rica em carboidratos e gorduras vai aumentar as possibilidades do procedimento dar errado, já que a gordura que está sendo retirada pela técnica é logo reposta através da alimentação.

Não adotar a prática de exercícios e se comprometer com a própria saúde também é algo que pode fazer com que os resultados não sejam tão bons quanto o esperado. Ao fazer exercícios, você aumenta o seu metabolismo, o que garante resultados mais rápidos.

Portanto, não ache que só a criolipólise é suficiente para te fazer perder aquela gordurinha. É preciso esforço e dedicação da sua parte também.

Contraindicações

A criolipólise é indicada para pacientes que estejam saudáveis e não estejam experienciando sobrepeso nem sejam obesos mórbidos. Isso porque ele não é um procedimento que busca proporcionar o emagrecimento, mas só a queima de gordura localizada.

É importante ressaltar que você deve ter em mente expectativas realistas com relação ao resultado, pois nem sempre ele sai como o esperado. Não se trata de um procedimento milagroso e muitas pessoas necessitam repetir sessões várias vezes para ter um resultado satisfatório.

Tirando isso, a maior parte das pessoas estão propícias para iniciar o tratamento de criolipólise. O procedimento é até mais recomendado do que uma lipoaspiração, pois é mais seguro e não é invasivo.

Ainda assim, ele é contraindicado para pessoas menores de 18 anos, que fizeram cirurgias há menos de 6 meses e em inúmeros outros casos, como:

  • Pessoas que estejam passando por processos infecciosos;
  • A medida feita pelo adipômetro ser menor do que 2cm;
  • Pessoas que apresentam urticária (irritação na pele);
  • Pessoas que tenham doenças metabólicas descompensadas, como diabetes, dislipidemia ou síndrome metabólica;
  • Pacientes com hérnia no local;
  • Pacientes com implantes metálicos;
  • Pacientes com histórico de doenças cardíacas;
  • Gestantes ou lactantes;
  • Pessoas que possuem alguma neuropatia periférica;
  • Pessoas altamente sensíveis ao frio;
  • Pacientes com crioglobulinemia (doença relacionada ao frio);
  • Pacientes que sofrem de doenças que causam alterações dos fatores de coagulação, como hemofilia, trombocitopenia, deficiência do Fator V de Leide etc.

Então, antes de decidir se quer ir a frente com o tratamento, consulte seu médico e pergunte-o se a criolipólise é adequada para você. É melhor prevenir do que remediar.

Riscos

Mesmo sendo considerado um procedimento mais seguro do que a lipoaspiração, a criolipólise ainda apresenta, sim, riscos à saúde. O principal deles se dá quando o aparelho é mal utilizado. Nesse caso, a criolipólise pode causar queimaduras!

Sem as precauções médicas necessárias, ele pode causar queimaduras de até terceiro grau.

Pode parecer estranho que um procedimento que se utiliza do frio cause queimaduras, mas acontece que a exposição inadequada à temperaturas baixas pode ocasionar queimaduras também.

A principal causa dessas queimaduras, além da má regulação da máquina, se encontra no uso das mantas antitérmicas. Elas possuem um líquido anticongelante que protege a pele dos danos causados pelo frio feito pela máquina.

Se elas não forem usadas corretamente, forem reutilizadas, cortadas ou forem de má procedência, ou seja, não certificadas pela Anvisa, as chances de queimaduras sérias acontecerem são bem reais.

É muito importante que você se atente ao preço da sua consulta. A criolipólise não é um tratamento barato. Caso você veja esse procedimento sendo ofertado por um preço muito abaixo do mercado, desconfie.

Além disso, procure sempre o nome das clínicas que oferecem o procedimento em sites de reclamação e busque sempre se certificar quanto à qualidade do atendimento.

Caso você já tenha passado por um procedimento mal sucedido recentemente, busque fazer um boletim de ocorrência para que outras pessoas saibam que, mesmo a técnica parecendo simples e muito segura, também pode trazer sérias implicações para a saúde.

Complicações

Além das queimaduras, o procedimento pode trazer alguns outros transtornos. Eles são raros e a taxa de satisfação é alta e normalmente envolvem irregularidades na superfície e assimetria.

Efeitos secundários e esperados são o surgimento de hematomas e entorpecimento transitório, que normalmente desaparecem depois de um período de 14 dias após o tratamento.

Hiperplasia adiposa paradoxal

Muito raramente, podem ocorrer casos de hiperplasia adiposa paradoxal. Ela acontece  quando há um aumento inesperado no número de células de gordura na região onde o tratamento foi aplicado.

Esse efeito aparece por volta de 3 a 6 meses depois do procedimento e é 3 vezes mais provável de acontecer em homens do que em mulheres.

Ainda assim, a incidência dessa complicação é muito baixa. Varia entre 0,0051% a 1% a cada 20.000 pacientes.

Ainda não se sabe exatamente o que faz com que esse efeito ocorra. Por isso, mais estudos são necessários para investigar os mecanismos de ação envolvidos, suas causas e a conduta terapêutica mais adequada a ser tomada.

Preço

A criolipólise não é um procedimento barato. Em média, seu custo varia de 800 a até 2 mil reais dependendo da clínica e da região a ser tratada. Esse preço é normal e justificável, visto que o aluguel da máquina não é barata e que, a cada sessão, novas mantas especiais devem ser utilizadas para a segurança do paciente.

Se atente bastante à clínicas que oferecem o tratamento por um preço muito baixo, normalmente na faixa dos 200 reais, como podemos ver em muitos sites de compra coletiva. Apesar de ser um procedimento seguro, ele pode trazer riscos se for feito em más condições (ver tópico “Riscos”).

Então saiba desde já que, para realizar a técnica, você vai ter que tirar algum dinheiro do bolso. Avalie se vale a pena ou não e vá em frente!

Perguntas frequentes

Criolipólise dói? Precisa de anestesia?

Não! A criolipólise é um procedimento praticamente indolor. O que você pode sentir, no início da sessão, é um leve desconforto acompanhado por uma sensação de calor que logo será substituída por frio.

Depois de alguns minutos de procedimento, você só vai sentir uma espécie de beliscão na barriga, já que a área tratada estará sendo puxada. Por causar, no máximo, algum desconforto, a necessidade de anestesia é inexistente.

Criolipólise emagrece?

Não. Ao contrário do que muitos blogs querem te fazer acreditar, a criolipólise serve somente para combater a gordura localizada, ou seja, aquela que dificilmente consegue ser eliminada, mesmo com a prática regular de exercícios físicos.

O melhor jeito de emagrecer continua sendo através de uma dieta saudável e da prática de exercícios físicos. A criolipólise não passa de um procedimento estético e realizá-lo não garante que você terá uma qualidade de vida melhor.

Por isso, tenha força de vontade, se levante e comece a praticar exercícios físicos. Seu corpo e sua balança agradecem.

Criolipólise é sessão única?

Na maior parte das vezes, não. Apesar de ser vendida como um procedimento de sessão única, tudo vai depender da quantidade de gordura que você tem no corpo. Somente em mulheres e homens mais magros, isto é, com baixo índice de gordura localizada, é que são observados resultados satisfatórios com uma única sessão.

Portanto, se você é mais gordinho ou gordinha, não se iluda: muito provavelmente serão necessárias mais sessões para se atingir o resultado perfeito.

Criolipólise pode deixar com hematoma?

Na maior parte dos casos, a criolipólise acaba deixando algum tipo de hematoma. Normalmente é observada alguma vermelhidão ou irritação na pele. Esses hematomas, entretanto, são superficiais e tendem a desaparecer naturalmente num período que varia entre 6 e 7 dias.

Ainda assim, é possível que haja o surgimento de hematomas mais profundos. Nesses casos, deve-se fazer um tratamento pós-criolipólise com o uso de uma pomada especial anti-hematoma.

É importante ressaltar que não se deve utilizar pomadas com efeito anti-inflamatório, já que o processo de inflamação é o que se busca com o procedimento de criolipólise.

Posso fazer criolipólise se eu for diabético, tiver pressão alta, colesterol alto ou gordura no fígado?

Sim! Isso acontece porque as células de gordura que passam pelo procedimento são mortas. Isso faz com que elas não sejam metabolizadas pelo fígado, o que significa que não são transformadas em glicose, fazendo com que os níveis de glicemia não sejam alterados.

Funciona assim: depois de morta, a célula de gordura deixa de ser reconhecida como uma parte funcional do corpo e é absorvida pelo sistema imune, sendo eliminada sem passar pelo fígado.

Pode malhar ou fazer sexo depois da criolipólise?

Não só pode como deve! A criolipólise não busca promover o emagrecimento, e sim de eliminar a gordura localizada.

Portanto, tanto as práticas esportivas quanto o sexo vão te ajudar a queimar calorias, manter o peso ou então perder gordura! Essas práticas não só aumentam o metabolismo, te ajudando a gastar energia ao invés de armazená-la, como também te ajudam a levar uma vida mais saudável, proporcionando mais saúde e disposição.

É um benefício duplo! Então não tem desculpa para deixar a academia (ou o parceiro) te esperando, hein?

Os resultados aparecem depois de quanto tempo?

O tempo para os resultados aparecerem vai ser diferente de pessoa para pessoa. Pessoas com o metabolismo mais acelerado vão notar os resultados mais rápido do que com o metabolismo mais lento, já que as células de gordura são eliminadas mais rapidamente quanto mais acelerado for seu metabolismo.

Entretanto, de modo geral, são necessários de 20 a 60 dias para começar a se observar os resultados do procedimento.

Quanto tempo tenho que esperar para fazer mais uma sessão?

Depende. Caso você esteja pensando em fazer outra sessão no mesmo lugar onde realizou a primeira, são necessários no mínimo 2 meses de espera para que o organismo passe pelo processo inflamatório e se recupere com saúde.

Entretanto, caso você queira fazer outra sessão em outra parte do corpo, não é necessário esperar por tempo algum. Se fez na barriga uma vez e agora que fazer em baixo das nádegas, está liberada para fazer mais uma.

Posso fazer criolipólise para tratar celulite e flacidez?

A criolipólise não é um procedimento indicado para o tratamento de celulite, mas reduzir a gordura localizada pode ter um efeito positivo na redução dessa aparência indesejada na pele.

Já a flacidez pode se agravar depois do procedimento. As mudanças nas medidas podem se agravar dependendo do volume de gordura perdida.

Quais profissionais podem aplicar a criolipólise?

Não existe uma regra nacional que explicite exatamente quais os profissionais habilitados para realizar o procedimento. Tanto dermatologistas quanto esteticistas, fisioterapeutas e biomédicos podem fazer a aplicação.

Se feito de forma correta, o procedimento não causa queimadura nem nenhum outro problema grave. Entretanto, indicamos que você procure profissionais consagrados na área e que pelo menos sejam habilitados de alguma forma, com formação acadêmica ou similar.


Apesar de se tratar de uma técnica segura, a criolipólise pode sim trazer alguns riscos para a saúde, especialmente se for realizada sem os cuidados necessários. Portanto, antes de fazer, se mantenha atento ao preço que está pagando pelo procedimento e à clínica que o está ofertando.

Achou que faltou alguma informação? Ficou com dúvidas? Coloque-as nos comentários abaixo e nós as responderemos! Muito obrigado!

Referências

https://www.forbes.com/sites/brucelee/2016/02/23/what-is-coolsculpting-or-cryolipolysis/#2d784c49a78e
http://www.coolsculpting.com/what-is-coolsculpting/faqs/
http://www.coolsculpting.com/what-is-coolsculpting/how-it-works/
https://www.consultingroom.com/Treatment/cryolipolysis-coolsculpting
Ingargiola, M., Motakef, S., Chung, M., Vasconez, H., & Sasaki, G. (2015). Cryolipolysis for Fat Reduction and Body Contouring. Plastic And Reconstructive Surgery, 135(6), 1581-1590. http://dx.doi.org/10.1097/prs.0000000000001236
Borges, F., & Scorz, F. (2014). Fundamentals of cryolipolysis. Fisioterapia Ser9(4), 219-224. http://www.proffabioborges.com.br/wp-content/uploads/2015/02/Criolipolise-FisioSer-36-2014.pdf

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (16 votos, média: 4,75 de 5)
Loading...

Deixe suas opiniões e comentários, nos preocupamos com ela:

Por favor, escreva seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui

Lamentamos a não possibilidade de dar-lhe conselho médico ou responder a questões médicas e farmacêuticas individuais através de e-mail, pois apenas um médico pode prestar tal atendimento. Embora tentemos responder a todos os comentários, opiniões e e-mails que recebemos em até dois dias úteis, nem sempre é possível devido ao grande volume que recebemos. Por favor, tenha em mente que qualquer solicitação ao Minuto Saudável está sujeita aos nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, ao enviar, você indica sua aceitação.