Eduardo (Minuto Saudável)
11/01/2019 11:13

Novo boletim registra mais de 10 mil casos de sarampo no Brasil

O Ministério da Saúde (MS) atualizou nesta semana as informações das secretarias estaduais de saúde sobre a situação do sarampo no país. Desde o começo de 2018, até 8 de janeiro de 2019, foram confirmados 10.274 casos e 12 mortes.

A maior preocupação envolve as regiões do Amazonas e Roraima, que enfrentam um surto. São 9.778 e 355 casos confirmados, respectivamente.

Quadros isolados de sarampo também foram registrados no Pará (61), Rio Grande do Sul (45), Rio de Janeiro (19), Pernambuco (4), Sergipe (4), São Paulo (3), Rondônia (2), Bahia (2) e Distrito Federal (1).

Segundo o governo, os surtos que ocorreram no ano passado têm relação com a importação, uma vez que o vírus que circula pelo Brasil é o mesmo que está na Venezuela, país que sofre com a doença desde 2017.

O órgão ainda destaca que os altos índices registrados no Amazonas são resultado de uma força-tarefa realizada em Manaus, em que mais de 7 mil investigações foram concluídas. Isso significa que muitos casos aconteceram meses antes, mas só foram confirmados agora.

O resultado é preocupante para a saúde pública, já que a adesão de vacinas obrigatórias no SUS caiu devido, especialmente, ao descaso da população.

A baixa nos postos de saúde acontece geralmente quando é necessário mais de uma dose da vacina, ou um reforço dela. Tradicionalmente, a primeira dose da tríplice tem sempre melhor adesão do que a segunda.

Além disso, a vacina é alvo de fake news sobre possíveis reações no organismo.

Leia mais: Minuto Investiga: tomar vacina pode causar autismo?

Em resposta aos casos de sarampo, o Ministério da Saúde encaminhou 15,5 milhões de doses da vacina tríplice viral para atender a população dos seguintes estados: Rondônia, Amazonas, Roraima, Pará, São Paulo, Rio Grande do Sul, Distrito Federal, Pernambuco e Sergipe.

O Ministério da Saúde segue acompanhando a situação e prestando apoio a estas regiões, intensificando a campanha de vacinação para prevenção do sarampo.

Vacina é a melhor forma de prevenção

A vacina contra o sarampo se mostra eficaz em 97% dos pacientes, sendo uma recomendação mundial. No Brasil, a indicação da Sociedade Brasileira de Imunização é que sejam realizadas duas aplicações.

Atualmente, o calendário de vacinação prevê que crianças de 12 meses sejam vacinadas com uma dose da tríplice viral, e aos 15 meses recebam uma segunda dose chamada de tetra viral, que inclui a imunização para sarampo, caxumba, varicela e rubéola.


O sarampo é uma infecção contagiosa que pode causar complicações graves, especialmente em crianças. A vacina, ofertada pelos postos de saúde de todo o país, por meio do SUS, é a melhor forma de combater a doença.

Fonte: Ministério da Saúde

16/04/2019 17:32

Eduardo (Minuto Saudável)

Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável. Confira mais na nossa página de quem somos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado Campos obrigatórios estão marcados*