Algumas doenças que nos afetam também podem se manifestar nos animais de estimação. Uma delas é a otite, uma inflamação que acomete os ouvidos.

Na otite canina, o animal tem alguns sintomas característicos. Um dos mais evidentes é coçar muito a orelha com a patinha ou raspá-la nas paredes ou móveis, demonstrando um grande desconforto — geralmente causado por coceira ou dor.

São várias as causas da otite. Descobrir o que desencadeou a doença é fundamental para que o tratamento seja feito com o medicamento correto.

Pode acontecer por consequência de um trauma (em uma brincadeira, uma mordida, arranhão no galho ou batido na cabeça), após o banho e tosa ou após a limpeza do ouvido com cotonete ou pinças. 

Essas ações podem causar machucados e favorecer futuramente uma inflamação.

A otite canina pode ser comum também em cães que estejam em contato constante com água, que brincam na chuva e entram em piscinas, por exemplo. Quando a região não é secada, há um favorecimento da proliferação exagerada de bactérias e fungos.

Portanto, a otite canina pode ser causadas por diferentes agentes.

Os medicamentos variam de acordo com esses fatores. Por isso, é preciso levar o cão ao veterinário para um diagnóstico preciso. 


O uso do medicamento inadequado, além de oferecer riscos de efeitos colaterais, não ajuda a tratar a condição e o pet pode continuar sofrendo com a doença.

Confira abaixo mais sobre remédios para otite canina e como prevenir no seu cão:

Qual o melhor remédio para otite canina?

São usados no tratamento da otite canina remédios antibióticos, antifúngicos, anti-inflamatórios e ceruminolíticos (que reduzem a cera e secreção para limpeza) do canal auditivo do animal.

A maioria dos medicamentos é de uso externo (ou uso tópico), encontrados em soluções que devem ser aplicadas diretamente no ouvido do cão. No entanto, em alguns casos, é possível que o veterinário recomende comprimidos, mas é mais raro.

Antes de receitar um desses tipos de medicamentos, o médico veterinário deve examinar com um otoscópio (aparelho para observar o canal auditivo do cão) para observar o local e limpar a região, para não empurrar a sujeira para dentro na hora da aplicação do medicamento.

Alguns dos remédios mais usados nesses tratamentos são os seguintes:

Natalene

É um antibiótico de uso tópico receitado para o tratamento de otite causada por micoses, parasitas ou bactérias. Pode ser utilizado no tratamento de cães, gatos e em equinos com a condição.

Otodem

O Otodem é um remédio recomendado para o tratamento de infecções na pele e no ouvido. Pode ser receitado para otites causadas por micoses, parasitas e bactérias. É um medicamento de uso externo, que deve ser aplicado após a higienização do canal auditivo.

Otoguard

É um remédio antimicrobiano, antifúngico, anti-inflamatório e anestésico, usado no tratamento de otites em cães e gatos.

Doxifin

A Doxifin é um antibiótico de uso tópico que pode ser recomendado para o tratamento de diversas doenças que afetam os cães e gatos, inclusive a otite canina.

Remédio caseiro para otite canina

Algumas pessoas utilizam receitas caseiras para tratar a otite canina. Esses receitas levam vinagre de maçã, chá verde, óleo de amêndoas, água com sal e outros ingredientes que possuem alguma propriedade anti-inflamatória e antisséptica.

Usar esses remédios caseiros, no entanto, não garante o tratamento da condição. Como visto, o melhor remédio para a otite canina é o que está de acordo com a causa.

O ideal é levar o animal ao veterinário, pois esse profissional saberá qual medicamento receitar.

Os remédios caseiros podem ser usados como complemento, mas a possibilidade deve ser consultada com o médico.

Quais as raças mais afetadas?

Todos os cães podem sofrer com a otite canina, pois são vários os fatores que podem desencadear esse tipo de inflamação no ouvido. 

No entanto, algumas raças podem estar mais suscetíveis ao problema, devido à anatomia da orelha. São exemplos os cães que possuem orelhas caídas, peludas ou mais compridas.

As raças mais comuns são:

  • Cocker Spaniel;
  • Basset Hound;
  • Golden Retriever;
  • Dachshund;
  • Setter Irlandês;
  • Labrador Retriever;
  • Pastor Alemão;
  • Teckel.

Com os cuidados certos e higiene correta, é possível prevenir a condição nesses cachorros ou em qualquer outra raça, já que a doença pode afetar todos animais.

Como prevenir a otite canina?

Uma das principais causas da otite canina é a higiene inadequada, que pode ocorrer pelo uso de produtos inadequados, falta de limpeza, uso de cotonetes e pinças ou nos banhos, — no qual pode acabar entrando água e sabão no ouvido do cachorro. 

Por isso, para prevenir a otite canina, é importante cuidar da higiene do cão. Para isso, o ideal é colocar algodão no ouvido do cachorro para evitar a entrada de água e sabão antes do banho. 

O algodão mais indicado é o hidrófilo, um tipo de algodão mais ressecado bastante usado em hospitais para curativos e higiene de machucados.

Além da higiene, é importante levá-lo no veterinário de forma periódica, estando atento aos sintomas da otite. Os principais sinais incluem:

  • Cheiro desagradável ou forte;
  • Secreção (pus e cerume) nos ouvidos;
  • Vermelhidão na região dos ouvidos;
  • Mudança de comportamento;
  • Coceira intensa;
  • Sinais de dor (cabeça inclinada constantemente e abatimento);
  • Sacudir constantemente a cabeça.

Ter um animal de estimação é uma alegria, pois são nossos companheiros em muitos momentos. Mas, além de carinho, eles também precisam de cuidados. Por isso todo dono deve preocupar-se com a saúde dos pets, atentando-se a possíveis sinais e sintomas.

Informamos nesse texto como normalmente é o tratamento da otite canina e quais os tipos de medicamentos comumente utilizados.

Ao perceber que algo pode estar errado com seu cãozinho, procure orientação de um veterinário e não o medique por conta própria.

O uso de remédios inadequados ou tratamentos caseiros podem piorar ainda mais a condição, dependendo do quadro.

Obrigada pela leitura e continue acompanhados artigos de saúde pet aqui no Minuto Saudável!


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *