O que é ciclo menstrual (ovulação, irregular): como calcular, tabelinha

0

Todas as mulheres em idade fértil têm de lidar com a menstruação uma vez por mês. Esse intervalo de tempo entre uma menstruação e outra pode ser chamado de Ciclo Menstrual, que é um longo processo envolvendo diversos hormônios e modificações naturais no organismo.

Entenda mais no texto a seguir!

Índice – neste artigo você vai encontrar as seguintes informações:

  1. O que é o ciclo menstrual?
  2. Fases do ciclo menstrual
  3. O que é um ciclo menstrual irregular?
  4. Por que a menstruação fica irregular?
  5. Como calcular o ciclo menstrual?
  6. Tabelinha de ciclo menstrual
  7. Sinais que indicam o período fértil
  8. Perguntas frequentes

O que é o ciclo menstrual?

A menarca, que é a primeira menstruação da mulher e acontece entre os 10 e 15 anos de idade, demarca o início da vida reprodutiva e o 1º ciclo menstrual.

Essa primeira menstruação só acontece quando todas as partes do sistema reprodutivo estão devidamente amadurecidas e funcionando em conjunto.

A partir daí, as mulheres apresentam um sangramento chamado de menstruação, que ocorre normalmente de forma mensal. Poderíamos dizer então que o ciclo menstrual é o tempo decorrido entre um sangramento e outro.

Tecnicamente, a menstruação pode ser categorizada como o desprendimento do endométrio, um tecido do útero irrigado por vasos sanguíneos e glândulas especializadas que tem como função acolher e nutrir o embrião nos primeiros momentos da gravidez.

O endométrio é como se fosse a “cama” onde o embrião, depois de fecundado vai se alojar e receber nutrientes. Durante ciclo menstrual, o endométrio se engrossa para o caso da mulher engravidar. Se a fecundação não acontece, o endométrio é eliminado na forma da menstruação.

Esse processo fisiológico é controlado por hormônios que causam alterações dentro do útero das mulheres, mais especificamente sobre o endométrio, e dura entre 21 e 35 dias, com média de 28 dias. O fluxo menstrual dura, em média, de 2 a 6 dias e representa uma perda sanguínea total de 20mL a 60mL.

Ao contrário dos homens, que produzem espermatozoides novos a cada relação, a mulher já nasce com um número fixo de óvulos para o resto da vida. No momento do nascimento, existem cerca de 1 a 2 milhões, mas esse número vai baixando e, por volta dos 12 ou 13 anos, só restam em torno de 400 mil a 500 mil.

Conforme o tempo passa, eles continuam indo embora em grande quantidade. A cada ciclo menstrual, o corpo feminino disponibiliza, em média, mil óvulos em potencial, mas apenas um acaba se desenvolvendo de fato.

Mesmo tomando a pílula anticoncepcional, essa diminuição mensal do número de óvulos continua ocorrendo e não se pode fazer nada para impedir o processo. Com o tempo, o ovário vai se esvaziando até que, no fim dos 30 e início dos quarenta anos, o estoque fica praticamente zerado.

Mas definir o ciclo menstrual assim é simplificar o processo. Na verdade se trata de uma relação direta entre o cérebro e o sistema reprodutor feminino em uma intrincada cadeia hormonal.

Fases do ciclo menstrual

O ciclo menstrual pode ser dividido em 3 fases:

Fase folicular

A fase folicular representa o início do ciclo, que é o primeiro dia da menstruação, e dura entre 9 e 23 dias, sendo que a média é de 15 dias. O cérebro produz o Hormônio Folículo Estimulante, o FSH, que estimula os folículos nos ovários para que eles se transformem em óvulos.

Funciona assim: a ação do FSH estimula vários folículos (em média, entre 3 e 30), entretanto, somente um deles, chamado de folículo dominante, se desenvolve e se transforma em um óvulo maduro.

Além disso, o FSH promove a liberação de maiores quantidades de estrogênio pelo ovário, um outro hormônio responsável por tornar o revestimento do útero pronto para uma gravidez, ou seja, o estrogênio causa o espessamento do endométrio.

Fase ovulatória

Durante a fase ovulatória, os níveis de estrogênio continuam aumentando, levando o corpo da mulher a produzir o hormônio luteinizante (LH), que é o responsável por selecionar o folículo dominante, aquele que vai virar um óvulo maduro.

Por volta do 14º dia do ciclo (contado a partir do primeiro dia de menstruação), através da ação do LH na membrana do folículo, há o rompimento e a liberação do ovário para as tubas, o que caracteriza o período da ovulação.

É nesse momento que os sinais mais claros da ovulação acontecem. Ocorre a presença de um muco vaginal de cor e consistência similares ao da claro de ovo além das famosas pontadas em um ou ambos lados do baixo ventre.

De modo geral, os óvulos sobrevivem 24 horas fora dos ovários até serem ou não fecundados por um espermatozoide. Um espermatozóide pode sobreviver por até 5 dias no corpo da mulher, por essa razão, é possível engravidar mesmo quando a relação sexual ocorreu até 5 dias antes da ovulação.

Fase lútea

A fase lútea costuma acontecer nos últimos 12 dias do ciclo menstrual. Durante esse tempo, os folículos que ficaram nos ovários sofrem alterações e se tornam amarelados, recebendo o nome de corpo lúteo.

Eles têm como função começar a produzir progesterona e estrógeno em grande quantidade. Isso faz com que o endométrio continue apropriado para o caso de uma possível gravidez e ajuda a cessar a produção de LH e FSH.

Nessa fase também ocorre uma maior produção de estrogênio, o que faz com que algumas mulheres possam apresentar sensibilidade aumentada nos seios, mudanças de humor e inchaço.

Quando não ocorre a fecundação, os níveis de LH diminuem, fazendo com que o corpo lúteo o vá se encolhendo e os níveis de estrogênio e progesterona vão diminuindo até que o endométrio seja eliminado (sangramento menstrual), dando início ao próximo ciclo.

Por outro lado, quando a fecundação acontece, o óvulo fica grudado no endométrio e corpo da mulher começa a produzir hCG, um hormônio que mantém o folículo produzindo estrogênio e progesterona em níveis elevados para manter o revestimento do útero até que ocorra a formação da placenta.

Leia mais: Como saber se estou grávida? Sintomas de gravidez e diagnóstico

O que é um ciclo menstrual irregular?

Como vimos, o ciclo normal dura entre 21 e 35 dias. O ciclo irregular, por outro lado, é aquele que apresenta alterações significativas todos os meses ou na maioria deles.

Tecnicamente, isso significa um ciclo com menstruação com duração superior a 8 dias seguidos, com intervalos maiores que 35 ou menores que 21 dias (a depender do seu ciclo regular) e com grande perda sanguínea (quando a menstruação é capaz de encharcar mais de 3 absorventes por dia).

Também pode-se caracterizar um ciclo irregular quando há variações da duração normal, ou seja, quando em um mês o sangramento dura 2 dias, no outro dura 6 e no outro 5, por exemplo.

Vale lembrar, entretanto, que algumas mudanças no ciclo são normais e nem sempre são sinais de problema ou sinal de gravidez. Em todo caso, é sempre bom consultar o ginecologista e esclarecer as dúvidas.

Leia mais: Teste de Gravidez (sangue, farmácia): como fazer, preço, resultados

Por que a menstruação fica irregular?

A menstruação irregular pode acontecer por inúmeros motivos, mas é mais comum em mulheres entre os 10 e 20 anos, pois nessa faixa etária o eixo hipotálamo-hipófise-ovário ainda está imaturo, resultando em ciclos menstruais sem a produção de óvulos.

Isso ocorre em aproximadamente 50% das adolescentes durante os primeiros anos seguidos após a primeira menstruação, mas tende a se estabilizar naturalmente.

Fora isso, as principais causas para um ciclo menstrual irregular são:

  • Período pós-gravidez;
  • Menopausa precoce;
  • Síndrome dos ovários policísticos;
  • Distúrbios na tireoide, como o hipertireoidismo;
  • Pólipo endometrial;
  • Obesidade;
  • Distúrbios alimentares que causam perda de peso em excesso, como a anorexia nervosa;
  • Excesso de atividade física intensa, principalmente nas mulheres atletas;
  • Mudança de anticoncepcional;
  • Estresse e distúrbios emocionais.

Como calcular o ciclo menstrual?

Para calcular o ciclo menstrual, deve-se anotar o 1º dia da menstruação, que corresponde ao 1º dia do ciclo menstrual, e, a partir dele, a mulher deve contar os dias seguintes até o 1º da próxima menstruação. Normalmente, ele varia entre 21 e 35 dias.

Quando o tempo do ciclo é menor do 21 dias ou maior do que 35 dias, pode-se estar com o ciclo menstrual irregular, o que pode ser sinal de problemas. Nesses casos, é sempre uma boa opção conversar com o ginecologista.

Tabelinha de ciclo menstrual

A tabelinha de ciclo menstrual é um método muito utilizado pelas mulheres que buscam engravidar, pois ajuda a descobrir com mais facilidade quando ocorrerá o período fértil. Apesar disso, vale lembrar que ela não deve ser utilizada para prevenir a gravidez.

Para fazer a sua própria tabelinha, você deve conhecer o seu ciclo menstrual. De modo geral, a ovulação ocorre no 14º dia após a menstruação, sendo que esse é considerado o dia mais fértil da mulher.

Entretanto, como o dia exato da ovulação ainda pode variar por fatores diversos, como estresse e alterações hormonais, deve-se considerar 2 dias antes e dois dias depois desse 14º dia, totalizando 5 dias — também chamado período fértil.

Para tornar a tabelinha mais eficiente, é recomendado que a mulher anote num calendário todos os dias em que fica menstruada durante, pelo menos, 1 ano e, assim, consiga observar regularidades.

Sinais que indicam o período fértil

É possível saber o período fértil através do acompanhamento do ciclo menstrual. Com ele, você consegue ter uma estimativa do dia em que ocorre a ovulação e saber se você se encontra ou não no período fértil.

A ovulação ocorre 14 dias antes da menstruação e é o momento em que a mulher está mais fértil. O período fértil gira em torno de 2 dias antes e 2 dias depois do próprio dia da ovulação, o que representa aproximadamente 5 dias férteis.

Mas também existem outras maneiras de saber se você está no período fértil ou não, pois há alguns sintomas bem característicos. Dentre eles se encontram:

  • Secreção vaginal (filância): durante o período da ovulação, há a liberação de um hormônio chamado estradiol, que faz com que a vagina produza mais líquido do que o habitual, como se fosse um mecanismo de lubrificação que auxilia a entrada dos espermatozoides. O fluído é transparente e elástico, semelhante à clara de ovo.
  • Surgimento de acne (espinhas): um dos sinais de que se está no período fértil é um aumento da oleosidade da pele e o surgimento de pequenas espinhas ou cravos;
  • Ligeiro aumento de temperatura: o aumento da progesterona pode causar um aumento na temperatura corporal entre 0,3 ºC e 0,8ºC. Você pode medir a sua temperatura logo ao acordar.
  • Aumento da libido e apetite: durante o período fértil, os hormônios estão à flor da pele, fazendo com que o apetite (gastronômico e sexual) fique elevado.

Leia mais: Calculadora Gestacional (semanas, meses): como calcular, ultrassom

Perguntas frequentes

Quando começa o ciclo menstrual?

O ciclo menstrual começa a partir do dia da primeira menstruação e dura entre 21 a 35 dias.

Anticoncepcional muda o fluxo menstrual?

O ciclo menstrual da mulher pode sim sofrer alterações por conta de tratamentos hormonais contraceptivos. O uso da pílula, do anel vaginal e dos implantes fazem o corpo acreditar que não precisa mais produzir progesterona, o que faz com o fluxo menstrual seja mais leve.

Além disso, outros fatores podem estar envolvidos na mudança do ciclo, como doenças. Câncer, transtornos do coração e problemas na tireoide, por exemplo, podem causar alterações na regularidade dos sangramentos.

Contudo, vale ressaltar que não é porque o período menstrual está desregulado ou anormal que você tem indícios de uma doença ou disfunção. Antes de pressupor qualquer coisa, converse com o seu ginecologista.

Os ciclos menstruais são sempre iguais?

Depende. Nos 2 ou 3 primeiros anos logo depois da primeira menstruação, é normal que os ciclos sejam irregulares. A partir desse tempo, a menstruação começa a se estabilizar. No caso das mulheres que já tinham ciclo irregular e tiveram filho, após o primeiro parto, eles tendem a se estabilizar.

Lembrando que por volta dos 45 anos, a regularidade menstrual pode começar a sofrer variações, pois a mulher se aproxima da menopausa.

Mulher não engravida quando está menstruando?

Falso! Apesar da chance de gravidez durante a menstruação ser bastante pequena, ainda é possível que o óvulo seja fecundado.

Para que uma gravidez aconteça durante a menstruação, é necessário que o ciclo menstrual seja muito curto, para que a data da ovulação ocorra próxima a do sangramento inicial. Outra possibilidade é do sangramento durar muito tempo, fazendo com que a ovulação ocorra ao mesmo tempo.

Ou seja, embora raro, pode acontecer. Por essa razão, o uso de preservativos deve ser priorizado sempre.

Tomar anticoncepcional contínuo sem pausa causa infertilidade?

Não! O uso de anticoncepcional não tem chances de afetar a fertilidade das mulheres. O que pode acontecer é o corpo da mulher estar acostumado ao medicamento, fazendo com que seja necessário um tempo (às vezes longo) para que o ciclo se normalize após parar o uso.

Sexo durante a menstruação é mais prazeroso?

Depende. Existe uma ideia de que a mulher sente mais prazer quando está menstruada, mas nem sempre isso é verdade. Durante a menstruação, os níveis de testosterona estão mais elevados, o que pode fazer com que o desejo sexual esteja aumentado, mas por si só não torna o sexo mais ou menos prazeroso.

Fazer exercício durante o período menstrual faz mal?

Não! Muito pelo contrário! Na verdade, há um benefício da atividade física na liberação de hormônios. Não existem contraindicações para a prática de exercícios físicos durante o período menstrual da mulher saudável.

Os exercícios podem até mesmo ajudar no alívio das cólicas graças à endorfina (hormônio do bem estar) produzida após a atividade física.

A menstruação pausa quando se está dentro d’água?

Mito! Em geral, o sangramento menstrual não tem grande volume, sendo um fluxo contínuo e pequeno. Por isso, quando a mulher entra na água, o filete de sangue que escorre tende a se diluir na água e não ser percebido. Mas ele não é interrompido.

Entretanto, se a água estiver gelada, pode haver um efeito nos vasos sanguíneos, fazendo com que eles se contraiam, dificultando e diminuindo a saída do sangue.


Calcular o ciclo menstrual pode parecer uma tarefa difícil, mas, na verdade, é mais simples do que muitas imaginam.

Saiba mais informações sobre a saúde da mulher no Minuto Saudável!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (10 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe o seu comentário, nos preocupamos com sua opinião:

Por gentileza, escreva seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui

Lamentamos a não possibilidade de dar-lhe conselho médico ou responder a questões médicas e farmacêuticas individuais através de e-mail, pois apenas um médico pode prestar tal atendimento. Embora tentemos responder a todos os comentários, opiniões e e-mails que recebemos em até dois dias úteis, nem sempre é possível devido ao grande volume que recebemos. Por favor, tenha em mente que qualquer solicitação ao Minuto Saudável está sujeita aos nossos Termos de Uso e Política de Privacidade, ao enviar, você indica sua aceitação.