O câncer de pulmão é uma doença que, em geral, é diagnosticada em pessoas acima dos 50 anos e já em estágios avançados. 

De acordo com o INCA, além do tabagismo, ele pode ser desencadeado por outros fatores, como a exposição à poluição do ar, infecções pulmonares de repetição, deficiência e excesso de vitamina A, doença pulmonar obstrutiva crônica (enfisema pulmonar e bronquite crônica), fatores genéticos e história familiar de câncer de pulmão.

Para o tratamento do problema, uma das medicações utilizadas é a Alimta. Veja mais informações sobre ela:

O que é Alimta?

Alimta é o nome comercial do princípio ativo Pemetrexede dissódico — quimioterápico —, medicamento administrado via intravenosa (aplicado na veia) e utilizado no tratamento de alguns tipos de câncer de pulmão.

Também é utilizado como alternativa caso outros tipos de quimioterapia não tenham funcionado.

O fármaco é fabricado pela Eli Lilly — empresa farmacêutica — e é um medicamento de referência,  ou seja, é a primeira medicação à base do princípio ativo a ser registrada.

Para que serve o medicamento Alimta?

O Alimta é utilizado no tratamento do câncer de pulmão em diferentes estágios. É usado em casos de cânceres que não podem ser retirados com cirurgia e também como quimioterapia inicial em casos de Câncer de Pulmão de Células Não Pequenas. 

Para casos de Mesotelioma pleural maligno — tumor maligno — que não pode ser retirado por cirurgia, o Alimta deve ser utilizado juntamente com a Cisplatina — medicamento para o combate a tumores.


Como quimioterapia inicial para o Câncer de Pulmão de Células Não Pequenas, o uso deve ser feito também combinado à Cisplatina.

Em casos de tratamento deste tipo de câncer quando já houve quimioterapia prévia, é indicado utilizar o Alimta como agente isolado.

Alimta é quimioterapia?

Sim. O Alimta é um quimioterápico, que é um tipo de tratamento sistêmico para o câncer que utiliza medicamentos para destruir as células que formam o tumor. 

No geral, medicações quimioterápicas podem ser administradas via oral (comprimidos) ou injetadas, além de poderem ser usados de forma tópica (cremes, por exemplo). Isso depende de cada substância e de cada doença a ser tratada.

Após administrados, as substâncias chegam ao sangue e são conduzidas por todo o corpo.

O que é Cisplatina na quimioterapia?

A Cisplatina é um agente antineoplásico — medicamento utilizado no combate a tumores. Ela atua destruindo e inibindo a proliferação de células doentes que causam o câncer. É administrada via intravenosa (na veia) e a aplicação deve ser realizada por um(a) profissional qualificado(a).

O fármaco é utilizado em conjunto a outros medicamentos, como o Alimta, em alguns tipos da doença.

Nesse caso, ele auxilia no combate às células doentes que promovem a multiplicação dos tumores do câncer de pulmão. 

Quais as posologias do Alimta?

De acordo com a bula, a dose recomendada do Alimta é de 500mg/m², que deve ser administrada na veia durante 10 minutos, com um intervalo de tempo de 21 dias entre as aplicações.

Para os casos de uso em conjunto com o medicamento Cisplatina, é indicado utilizar 75mg/m² da substância, administrada na veia por, geralmente, um período de 2 horas, 30 minutos após a aplicação do Alimta, podendo variar conforme a indicação.

Apesar das indicações, é necessário seguir as instruções recomendadas pelo(a) médico(a) responsável.

O produto deve ser administrado apenas por profissionais capacitados(as), em instalações hospitalares. 

Quais os efeitos colaterais do medicamento?

Assim como outros medicamentos, o Alimta pode causar efeitos colaterais. Em geral, os mais comuns com uso isolado são: 

  • Descamação da pele;
  • Fadiga;
  • Coceira;
  • Dor abdominal;
  • Manchas na pele;
  • Alterações nas enzimas dos rins;
  • Inchaço;
  • Tontura;
  • Aumento da lacrimação.

Vale ressaltar que cada organismo pode reagir de uma forma diferente ao tratamento. Dessa maneira, não necessariamente todas as pessoas sofrerão todos os efeitos colaterais. 

Preço e onde encontrar?

O Alimta pode ser encontrado em farmácias físicas e online, com prescrição médica branca — quando não há retenção de receita.

Ele é um medicamento de alto custo, disponível nas seguintes apresentações:

O Alimta 100mg frasco-ampola com 10mL  tem custo de aproximadamente R$1.660 até R$1.974*.

Já o Alimta 500mg frasco-ampola com 50mL pode ser encontrado com preço médio entre R$R$7.827 até R$9.870*.

Pacientes que possuam prescrição médica para realizar o uso da medicação e não tem condições de realizar a compra do medicamento podem solicitar o acesso gratuito ao remédio na justiça. 

Para isso, é necessário abrir um processo judicial, apresentando documentos como laudo médico, exames, requerimento e o orçamento em três farmácias diferentes.

Para a realização da cotação é possível obter auxílio na Assessoria de cotação de medicamentos de alto custo, que faz um orçamento personalizado de forma simples e facilitada.

*Preços consultados em novembro de 2019. Os valores podem sofrer alteração.

Tem genérico?

Sim. O Alimta possui medicamentos genéricos, aqueles formados pela mesma substância do fármaco referência, mas que não são vendidos com o nome comercial.

Entre eles estão:

A versão genérica possui efeitos comprovados, porém, é importante conversar com o(a) médico(a) responsável sobre o uso do medicamento não referência.


O câncer de pulmão é uma doença comum, ocorrendo mais de 150 mil casos por ano no Brasil.

Suas causas são variadas e o problema pode ter relação com o tabagismo, fumo passivo ou até mesmo histórico familiar.

Para o tratamento dessa doença, há medicamentos como o Alimta.

O Minuto Saudável traz outros conteúdos completos sobre doenças e medicamentos. Confira!


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.