O que é Soro Caseiro, como fazer, para cães e gatos, engorda?

0

O que é soro caseiro?

O soro caseiro é uma mistura de água, sal e açúcar que serve para combater os sintomas da desidratação causada por diarreia e/ou vômito. Pode ser usada até mesmo em crianças e animais e é uma maneira de evitar complicações como hiponatremia (falta de sal no organismo).

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), aproximadamente 3 milhões de crianças, em todo mundo, morrem por complicações causadas por quadros de diarreia. Não só as crianças estão sob risco, como também os idosos. A desidratação é uma das principais causas de internação hospitalar na terceira idade.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

No Brasil, a Pastoral da Criança foi a instituição que primeiro apoiou a campanha pela popularização do soro caseiro no país. Desde 1983, mantém, de forma permanente, a campanha para orientar as famílias sobre a preparação do soro caseiro, oferecendo, inclusive, as colheres medidas necessárias para fazer o soro com precisão.

O tratamento para desidratação inclui a ingestão de líquidos com nutrientes específicos para reposição de eletrólitos. Dentre eles, o mais fácil de fazer é o soro caseiro.

É importante lembrar que o soro caseiro não cura as principais causas da desidratação, mas somente serve para aliviar os sintomas e ajudar a repor os nutrientes perdidos durante esses casos.

Portanto, se a desidratação afetar você ou alguém próximo, faça o uso do soro caseiro. Se isso não funcionar, procure assistência médica ou de um farmacêutico.

Índice – neste artigo você irá encontrar as seguintes informações:

  1. O que é soro caseiro?
  2. Para que serve?
  3. Como fazer o soro caseiro
  4. Como tomar o soro caseiro
  5. O que é a desidratação?
  6. Quais os sintomas da desidratação?
  7. Como prevenir a desidratação?
  8. Quando ir ao médico?
  9. O que é hiponatremia?
  10. Soro caseiro para cães e gatos
  11. Contraindicações
  12. Alternativas ao soro caseiro
  13. Perguntas frequentes

Para que serve?

O soro caseiro é usado para combater os sintomas da desidratação. Ele atua repondo a água e sais minerais perdidos em vômitos ou diarreia, comuns em caso de gastroenterite e na dengue, por exemplo.

Ele é indicado para todas as idades e pode ser utilizado, inclusive, em bebês, cães e gatos, quando houver a necessidade. Entretanto, para bebês que ainda estão na fase de amamentação, não é recomendável utilizar o soro caseiro, mantendo-o hidratado somente através do leite materno.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Em casos mais graves, ele pode não ser suficiente, sendo recomendado que você procure assistência médica profissional.

Como fazer o soro caseiro

Ingredientes

  • 1L de água filtrada ou fervida;
  • 1 colher (de café) de sal (3,5g);
  • 1 colher (de sopa) de açúcar (20g).

Modo de preparo

Separe a água e adicione nela uma colher de sal e uma de açúcar. Misture bem até que ambos ingredientes sejam dissolvidos por completo.

As dosagens devem ser feitas ao longo do dia em quantidades pequenas. Não se deve tomar um copo inteiro de soro de uma só vez, para não irritar o intestino e acabar correndo o risco de irritar o estômago e intestino e ter mais episódios de vômito e diarréia.

Precauções durante o preparo

O principal problema na hora de preparar uma dose de soro caseiro está em erros cometidos na hora de medir as quantidades de sal e açúcar. Nas colheres comuns de cozinha, a quantidade de sal e açúcar pode acabar variando muito.

Por isso, para evitar esses erros de preparação, existem colheres-padrão recomendadas pela UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância).

Essas colheres podem ser adquiridas em farmácias populares ou postos de saúde. Ao usá-las, basta misturar uma medida rasa de sal e duas medidas rasas de açúcar em 200mL de água para que o soro fique com as proporções corretas e funcione com mais eficácia, como recomendado pela OMS e pelo Ministério da Saúde.

Entretanto, ainda é muito importante ficar atento à quantidade de água. Se você for usar as colheres comuns de cozinha, a quantidade de água utilizada é de 1L. Caso tenha a colher-padrão da UNICEF, a quantidade é de 200mL.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Se o soro caseiro for guardado em um recipiente adequado, fechado e refrigerado, sua validade é de 24 horas.

Como tomar

O soro caseiro deve ser tomado no mesmo dia em que foi feito e em pequenos goles ao longo do dia.

Nos casos em que a desidratação é causada por vômito ou diarreia, deve-se observar a quantidade de líquidos perdida durante esses episódios e tomar o equivalente em soro caseiro. Uma das formas de fazer essa medição é através da sede, devendo se tomar pequenas quantidades do soro para evitar a sede e acabar com a sensação de boca seca

Não se deve tomar mais de meio copo de soro de uma vez só, pois isso pode causar irritabilidade no estômago e intestino e ter o efeito reverso.

Mesmo assim, existem alternativas para se tomar o soro. Confira:

  • 150mL a 300mL a cada 1 hora;
  • 1 colher de sobremesa a cada 2 minutos, pois assim você estará consumindo 1 copo por hora;
  • 10mL de soro por kg de peso cada vez que tiver um episódio de diarréia;
  • 2mL por kg de peso cada vez que tiver um episódio de vômito.

Bebês e crianças devem tomar o soro em colheres, sendo que o recomendado é uma quantidade de 50mL por quilo de peso a cada 4 horas. Por exemplo, caso a criança tenha 10kg, ela deve consumir 500mL em um período de 4 horas.

Outra forma de controlar a desidratação é através da urina. Durante a desidratação, a urina se apresenta com uma cor mais acentuada, com odor mais forte e com pouco volume. Caso você esteja tendo episódios múltiplos de diarréia e quase não tem urinado, aumente os níveis de reposição de líquido.

O que é a desidratação?

A água constantemente sai do seu corpo através do suor, urina e fezes. Sendo assim, é muito importante repor os líquidos. A desidratação ocorre quando a perda de líquidos é muito grande, podendo trazer uma série de complicações para a saúde.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Ela pode ser causada por diversos fatores, como calor, diabetes, queimaduras, náuseas, prática de exercícios físicos intensos, exposição prolongada ao sol, diarreias e vômitos.

Mantenha-se atento aos sintomas da desidratação, pois ela pode ter consequências sérias, que variam desde leves desconfortos até a morte.

Quais os sintomas da desidratação?

A desidratação pode ser dividida em duas categorias: a moderada e a severa.

Nos casos de desidratação moderada, os sintomas são:

  • Inquietação e irritabilidade;
  • Olhos fundos;
  • Boca seca;
  • Sede;
  • Diminuição na urina;
  • Diminuição das lágrimas.

Em casos de desidratação severa, os sintomas são:

  • Letargia e perda de consciência;
  • Irritabilidade ou confusão;
  • Boca muito seca;
  • Pulsação fraca ou ausente;
  • Aumento da frequência cardíaca;
  • Diminuição da pressão arterial;
  • Alterações na elasticidade da pele;
  • Convulsão;
  • Dificuldade de espirrar;
  • Pele fria;
  • Hipertermia;
  • Dores de cabeça;
  • Sede muito intensa;
  • Cãibras musculares;
  • Alterações na cor da urina;
  • Fadiga ou sonolência;
  • Níveis de urina muito baixos ou inexistentes;
  • Complicações como falência dos órgãos.

Além disso, existem sinais específicos para identificar a desidratação em bebês. Confira:

Desidratação em bebês

A causa mais comum de desidratação em bebês é a diarreia.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Os sintomas da desidratação são mais difíceis de ser identificados, pois os bebês não falam. Por isso, é muito importante ficar atento aos sinais, para conseguir fornecer o tratamento necessário. Confira uma lista com os sintomas mais comuns:

  • Moleira funda;
  • Boca seca;
  • Olho seco;
  • Choro sem lágrima.

Nos casos de desidratação por calor, que são mais raros, os principais sintomas são a boca seca e o olhos mais fundos.

Como prevenir a desidratação?

O segredo para evitar a desidratação está na ingestão de água ao longo do dia. Consumir alimentos ricos em água, como frutas e legumes, também é uma opção, já que eles contribuem para a hidratação.

A quantidade de água necessária para manter um dia-a-dia saudável varia de pessoa para pessoa e são alterados por fatores como o nível de altitude, quantidade de suor e clima. Portanto, não é possível apontar com exatidão quanta água você deve beber para se manter hidratado.

Entretanto, há algumas precauções que você pode tomar:

  • Beber água mesmo sem estar com sede: a sede é um dos principais sintomas de desidratação. Entretanto, mesmo se você não sentir sede, é necessário que você beba água, pois muitas vezes a sede pode não se fazer presente. Então é melhor prevenir do que remediar.
  • Beber muita água antes de se exercitar: a prática de exercícios físicos consome muita água, que é expelida através do suor e da respiração. Por isso, hidratar-se antes de atividades físicas é muito importante.
  • Repor os líquidos perdidos pelo suor: caso esteja muito calor e você esteja suando muito, é necessário repor os líquidos perdidos através da ingestão moderada de água.
  • Repor os líquidos perdidos com o vômito ou diarreia: caso a diarreia ou o vômito apareçam, é importante repor os líquidos no organismo. Entretanto, como nesses dois casos não se perde somente a água, mas muitos nutrientes, é uma boa opção se hidratar com substâncias ricas em eletrólitos, como o soro caseiro.

Quando ir ao médico?

Se você ignorar os sintomas da desidratação por muito tempo, ela pode evoluir e ter consequências sérias. Por isso, é recomendado que você vá ao médico imediatamente caso a diarréia ou os vômitos se estendam por um período superior à 24 horas.

Um dos sintomas de desidratação severa é um sentimento de tontura ao se levantar. Isso é um sinal de que a pressão sanguínea está baixando muito rapidamente.

Outros sinais incluem batimentos cardíacos e respiração acelerados, confusão, indiferença e falta de atenção, olhos fundos, entre outros. Nesses casos, a pele pode perder a elasticidade e ficar mais seca.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Ainda assim, há outros sintomas que podem te indicar quando procurar auxílio médico imediato são:

  • Desmaios;
  • Não conseguir suar ou chorar com lágrimas;
  • Fraqueza;
  • Falta de urina;
  • Sede extrema.

Se você tiver qualquer um desses sintomas, vá ao médico imediatamente. No meio tempo, você pode fazer uso do soro caseiro, mas ele não vai ser a solução, somente um paliativo.

O que é hiponatremia?

É hiponatremia é um distúrbio em que ocorre um desequilíbrio do sal e da água no organismo, fazendo com que o sal fique muito diluído no sangue. Na maior parte dos casos, ou há deficiência de sal e eletrólitos no organismo, ou há um excesso de água.

Suas causas variam de problemas do coração, rins e fígado, mas pode ser causada especialmente por diarreia, vômitos e desidratação. É uma doença séria que pode, inclusive, levar à morte.

Por isso é tão importante fazer, sempre que necessário, o uso do soro caseiro. Com doenças como a hiponatremia, não se pode brincar e nem dar mole.

Soro caseiro para cães e gatos

Os seus animais de estimação também podem sofrer dos sintomas de desidratação. Diarreias e vômitos podem ser comuns nos seus bichinhos, especialmente depois que eles atingem uma certa idade.

O soro caseiro, então, pode ser utilizado para tratar cães e gatos que passam por esse problema. Seu modo de preparo é um pouco diferente do soro caseiro para humanos, pois ele deve ser feito para agradar o paladar do bicho e incentivar que ele faça uso do soro por conta própria.

A receita é muito simples. Confira:

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Ingredientes

  • 1L de água mineral natural;
  • 3 colheres (de sopa) de açúcar;
  • 1 colher (de chá) de sal;
  • ½ colher (de chá) de bicarbonato de sódio;
  • Suco de ½ limão.

Modo de preparo

Coloque a água para ferver e, quando ela atingir o ponto de ebulição, desligue o fogo e transfira-a para algum recipiente. Adicione os demais ingredientes e mexa bem.

Assim como em humanos, a mistura não serve para combater a doença que está causando diarreia ou vômito, mas somente para aliviar os sintomas da desidratação através da reposição de nutrientes.

Você deve dar a solução aos poucos para o seu bichinho durante um período de 24 horas. Coloque a solução no pote de água e deixe que ele ou ela venha por conta própria bebê-la.

Se o seu animalzinho está se recusando a tomar o soro, você pode colocar direto na boca dele com o auxílio de uma seringa. Caso o animal seja de maior porte, você pode usar uma mamadeira com o bico cortado.

Você deve consultar um veterinário assim que possível para evitar futuros danos à saúde do animal.

Caso o pet não consiga ingerir o soro ou esteja com um grau de desidratação muito avançado, consulte um especialista imediatamente.

Contraindicações

Pessoas portadoras de diabetes não devem fazer uso do soro caseiro. Ao invés disso, devem procurar auxílio médico, assim como as pessoas que passam por quadros de desidratação grave.

Além disso, caso você tenha hipertensão, deve evitar tomar o soro caseiro por causa da quantidade de sal envolvida na mistura.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Alternativas ao soro caseiro

Solução de reidratação oral

Apesar de barato e muito fácil de fazer, o soro caseiro nem sempre é confiável, pois acertar na quantidade de açúcar e sal a ser misturada com a água é uma tarefa mais complicada do que parece. Por isso, utilizar outras soluções de reidratação oral é uma alternativa inteligente para combater os sintomas da desidratação.

Nos últimos anos, a OMS começou a indicar o uso das soluções de reidratação oral para tratar desses sintomas. Elas normalmente já vêm em embalagens com uma quantidade específica, bastando diluir o conteúdo das saquetas em 1L de água limpa (fervida ou filtrada).

As soluções de reidratação oral são oferecidas gratuitamente em postos de saúde e nas farmácias populares. Há, também, as opções que podem ser compradas nas farmácias, como o Rehidrat, Hidrafix ou Pedialyte.

Além disso, as soluções de reidratação oral são melhores que o soro caseiro, pois, ao contrário deste, que é composto apenas por água, sódio e glicose, ela possui uma quantidade maior e mais diversa de sais minerais, o que favorece a reposição de eletrólitos.

Sucos naturais e chás

Outra boa alternativa é o consumo de sucos naturais sem adição de açúcar. Essas bebidas são mais indicadas em casos de diarreia leve sem sinais claros de desidratação.

Chás também são uma boa pedida nesses casos. Entretanto, vale lembrar que eles não podem ter propriedades diuréticas, para que se evite a desidratação e a hiponatremia.

Água pura

Em casos de diarreia mais leves, a simples ingestão de água pura também funciona muito bem para evitar os sintomas desagradáveis.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Entretanto, nos casos mais intensos, em que a desidratação se faz presente, a compensação não deve ser feita só com água, pois existe a perda de eletrólitos que devem ser repostos através de soluções específicas, como o soro caseiro, que contém sal, açúcar e outros nutrientes que são perdidos.

Água de coco

Por conter grande quantidade de íons e sais minerais, o coco pode ser uma boa opção como substituto natural do soro caseiro.

Entretanto, mesmo assim, é melhor seguir as recomendações dadas pela OMS do que confiar em remédios naturais. É importante consultar o médico ou o farmacêutico antes de tomar qualquer medida.

Perguntas frequentes

Como saber se o soro se encontra nas proporções ideais?

Uma das maneiras mais eficientes para saber se você acertou na quantidade de sódio e açúcar é através do gosto. O soro nas proporções corretas deve ter um gosto neutro, ou seja, nem salgado, nem doce, similar ao gosto de uma lágrima.

Portanto, antes de oferecer o soro ao doente, leve um pouco à boca e sinta o gosto.

Por que as quantidades de soro caseiro tem que ser tão precisas?

Porque essas quantidades garantem a melhor absorção da água no intestino. A função do soro é reidratar o corpo em casos de perda de líquido corporal, principalmente em situações de diarréia.

Para facilitar o processo de absorção da água no intestino, é necessário que haja a presença dos íons de sódio (Na+) e Cloro (Cl-), presentes no sal de cozinha, e de outros íons provenientes da glicose.

Eles aceleram o processo de absorção da água pelo corpo e tratam os sintomas de desidratação com mais eficácia.

PUBLICIDADE: CONTINUE LENDO O CONTEÚDO :)

Soro caseiro engorda?

Não! O soro caseiro não engorda, já que as quantidades de açúcar usadas para fazer a fórmula não são significativas para ocasionar um ganho de peso. Para efeitos de comparação, podemos usar um copo de Coca-Cola.

Um copo de 200mL de Coca-Cola contêm aproximadamente 21g de açúcar, enquanto 1 litro de soro caseiro contém apenas 20g. Fazendo os cálculos, é possível dizer que o refrigerante possui aproximadamente 5 vezes mais açúcar do que o soro caseiro.

Além disso, como o soro caseiro é feito com propósito de reposição de eletrólitos, não há riscos envolvendo seu consumo e obesidade.


O soro caseiro é uma ótima opção para tratar os sintomas de desidratação. É fácil de fazer e pode ajudar a salvar muitas vidas. Por isso, avalie e compartilhe este artigo com seus amigos. Você faz um grande favor à saúde pública quando divulga informações tão importantes quanto essa.

Dúvidas? Sugestões? Deixe nos comentários e iremos respondê-las!

Referências

https://www.mdsaude.com/2016/06/soro-caseiro.html
https://www.remedio-caseiro.com/aprenda-a-preparar-soro-caseiro-com-uma-receita-muito-facil/
https://nacoesunidas.org/agencia/unicef/
https://drjulianopimentel.com.br/alimentacao/desidratacao-conheca-sintomas/
https://www.pastoraldacrianca.org.br/soro-caseiro
http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2011/03/soro-caseiro-contra-desidratacao-so-e-recomendado-em-caso-de-emergencia.html
http://www.saudecomciencia.com/2015/11/soro-caseiro-receita-copo-200ml-e-para-1-litro.html
https://en.wikipedia.org/wiki/Oral_rehydration_therapy
http://rehydrate.org/ors/ort.htm
https://biosom.com.br/blog/saude/soro-caseiro-para-que-serve-e-como-fazer/
https://www.tuasaude.com/receita-de-soro-caseiro/
https://www.remedio-caseiro.com/aprenda-a-preparar-soro-caseiro-com-uma-receita-muito-facil/

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Faça um comentário:

Por favor, escreva seu comentário
Por favor, insira seu nome aqui