O refluxo em bebês, assim como em adultos, é o retorno do alimento ingerido para o esôfago.

É uma condição muito comum, sobretudo em recém nascidos. Por isso, pode ser responsável por desconfortos na criança e preocupação dos pais.

Após mamar e nos períodos noturnos, as chances de refluxo aumentam, pois nesse horário a criança está na posição horizontal e acaba salivando menos.

Mas isso não indica nenhum problema sério, logo que, em geral, o refluxo acontece porque o sistema digestivo ainda está formando-se.

O mecanismo que devolve o alimento do esôfago para o estômago, chamado de esfíncter inferior, ainda está em desenvolvimento nesse primeiro ano de vida.

Isso faz com que ele fique mais tempo relaxado, o que facilita o retorno do que foi ingerido.

A boa notícia é que o refluxo tende a diminuir ao longo do desenvolvimento infantil. Por volta dos 6 meses, a condição já é bem menos frequente.

Além disso, com a inserção de alimentos sólidos na sua dieta, a tendência de refluxo é menor, logo que alimentação líquida pode ser mais facilmente regurgitada.


O que é refluxo oculto em bebês?

O refluxo oculto em bebês é quando acontece o retorno do conteúdo estomacal para o esôfago. Mas, assim como o nome sugere, não há sinais visíveis desse refluxo — por isso é oculto. Nesse caso, o alimento não chega à boca (regurgitação).

Se for frequente, o refluxo deixa de ser fisiológico (natural) e passa a ser considerado uma alteração.

Nesse caso, pode causar danos à parede do esôfago e gerar dor. Em casos mais raros, pode até ser aspirado pelo pulmão e causar complicações como bronquite, asma e sinusite.

Pelo fato das crianças não conseguir expressar claramente se está sentindo algo, o que vai mudar é o seu comportamento.

Choros constantes, inquietação, irritabilidade, alteração do sono, desconforto ao mamar são exemplos de sintomas que podem ser indicativos para os pais.

Apesar da preocupação, o refluxo oculto bebês é geralmente fisiológico e não representa alterações.

Sintomas: como saber quando é refluxo gastroesofágico?

Em geral, o refluxo fisiológico não gera sintomas ou danos à criança. Mas se for o refluxo gastroesofágico (ou seja, a alteração patológica), pode causar:

  • Irritabilidade;
  • Sono agitado;
  • Dificuldade para ganhar peso;
  • Tosse seca;
  • Dificuldade ou recusa para mamar;
  • Choro frequente.

Além dos sinais da criança, a doença do refluxo pode desencadear infecções respiratórias, como sinusite, e de garganta frequentes.

Leia mais: Cólicas em bebês: o que fazer?

Refluxo em bebê com 1 ano: é normal?

É comum ocorrer. Quando são ocasionais, é normal haver refluxo, mas os quadros frequentes merecem atenção.

O refluxo é mais comum em crianças pequenas, pois o sistema digestivo não está plenamente formado. Conforme os meses passam, a tendência é que os quadros diminuam.

Junto com a formação do esfíncter digestivo, há a inserção de alimentos sólidos. Isso favorece a redução do refluxo.

No entanto, é válido lembrar que os quadros podem persistir ou ocorrer em qualquer idade da criança.

Nesses casos, é importante observar o comportamento alimentar e os hábitos (como deitar após comer).

Como evitar que o bebê tenha refluxo?

Nos meses iniciais, a preocupação em evitar o refluxo é constante. É preciso estar atento a alguns cuidados, e, para isso, há dicas bastante valiosas que podem auxiliar na hora de alimentar a criança. Os cuidados, sobretudo com os recém nascidos, podem incluir:

  1. Segurar o bebê em uma posição que evite a entrada de ar pela boca;
  2. Pausar algumas vezes a amamentação para que haja tempo de arrotar;
  3. Evitar balançar a criança.

Os cuidados com a posição da criança após a alimentação e o uso de roupas muito apertadas na região do estômago também podem reduzir as chances de refluxo.


O refluxo pode ser considerado como um problema normal nos bebês. Seja pelo fato da alimentação ser à base de líquidos ou porque o sistema digestivo ainda não está totalmente formado.

Por isso, o refluxo nessa fase da vida deve ser motivo de atenção para os pais.

Não deixe essa condição afetar a saúde do seu bebê!!

Acompanhe mais conteúdos no Minuto Saudável!!


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *