Há muitos benefícios no consumo de chás. Porém, especialmente alguns deles contam com ainda mais vantagens do que outros — é o caso do chá de boldo, por exemplo.

Pensando no quanto essa bebida é popular e presente em muitos lares, inclusive servindo como um “remédio caseiro” para situações corriqueiras, o Minuto Saudável separou algumas informações importantes sobre esse chá. Confira:

Índice — neste artigo você vai encontrar:

  1. O que é e para que serve o chá de boldo?
  2. 12 benefícios de tomar chá de boldo
  3. Quais os tipos de boldo?
  4. O chá de boldo é tóxico?
  5. Como fazer

O que é e para que serve o chá de boldo?

O chá de boldo é uma preparação produzida com as folhas da planta boldo (independente do tipo). É bastante usado como um “medicamento natural” em todo o mundo, principalmente na América do Sul e Central.

Esse chá costuma ser ingerido para tratar os problemas digestivos, desintoxicar o fígado e contribuir com a saúde de forma geral. O que é possível pois se trata de uma planta com propriedades medicinais (diuréticas, anti-inflamatórias e antioxidantes).

Vale destacar que, na maioria das vezes, o chá de boldo não é consumido diariamente. Isso porque possui um sabor forte e amargo e, por isso, o consumo costuma ser mais frequente apenas quando aparece um problema de saúde (como a má digestão, por exemplo).

Embora o chá de boldo possa ser benéfico, não deve ser consumido diariamente e nem em excesso.

12 benefícios de tomar chá de boldo

A grande maioria dos benefícios do chá de boldo estão atrelados a melhora no funcionamento do sistema digestivo. Porém, essa planta também pode colaborar com a saúde do fígado, favorecer a imunidade e até mesmo conta com propriedades calmantes.

Para saber ainda mais, você pode conferir 12 benefícios de tomar o chá de boldo:


Faz bem para o fígado

O boldo-do-chile conta com uma substância chamada boldina e o boldo brasileiro contém forscolina. Ambas são benéficas para o fígado, uma vez que estimulam a produção da bile pela vesícula biliar, ajudando o órgão a funcionar melhor. 

Lembrando que, dentre suas principais funções, o fígado é responsável por facilitar a digestão e absorção de gordura dos  alimentos e pela metabolização de medicamentos.

Possui antioxidantes

O chá de boldo possui substâncias antioxidantes como os compostos fenólicos. Por conta disso, combate os radicais livres e, consequentemente, diminui os danos nas células e o estresse oxidativo do organismo. 

Dessa forma, o consumo desse chá pode ajudar na prevenção de doenças associadas ao envelhecimento celular (como câncer e problemas cardiovasculares).

Melhora a digestão

Beber chá de boldo antes das refeições pode melhorar a ação da bile, uma secreção produzida pelo fígado e que atua na digestão de gorduras. 

Além disso, o boldo possui diversos fitoquímicos, como a boldina, que ajudam em casos de distúrbios digestivos leves. Por isso, pode diminuir as cólicas gastrointestinais, além de aumentar a secreção do suco gástrico e a secreção salivar, facilitando a digestão.

Diminui sintomas de gastrite

A gastrite é uma condição caracterizada por uma inflamação no revestimento do estômago, podendo ter diferentes fatores associados à sua causa (como o consumo excessivo de álcool, por exemplo).

O tratamento geralmente inclui mudanças de hábitos e uso de medicamentos. Porém, também pode ser feito o uso de terapias naturais como um cuidado complementar. 

Nesse sentido, o chá de boldo pode ser uma fonte de alívio aos sintomas mais comuns do distúrbio, pois os alcaloides do boldo atuam controlando os ácidos do estômago e podem minimizar queimações e desconfortos causados pela gastrite.

Melhora o funcionamento intestinal

Os alcaloides também atuam como relaxantes intestinais e podem ajudar a regular o funcionamento do intestino, favorecendo a formação do bolo fecal. O que também tem relação com o fato de que a ingestão de líquidos (especialmente água) contribui para esse processo.

Sendo assim, o chá de boldo pode ser útil para quem sofre com prisão de ventre e, além disso, reduz os gases intestinais e desconfortos abdominais causados por distúrbios do trato digestivo

Combate fungos e bactérias

O consumo de chá de boldo pode ajudar a eliminar bactérias que causam doenças infecciosas e, ainda, possui ação antifúngica, principalmente contra o fungo Candida sp.

Esse, é responsável pela doença Candidíase, que afeta frequentemente o sistema genital mas que pode se manifestar em qualquer outro sistema do organismo. No geral, as mulheres são mais acometidas pelo problema do que os homens.

Vale destacar que embora o boldo possa contribuir para o tratamento, trata-se de uma terapia complementar e não deve substituir o cuidado médico. Isso porque doenças causadas por fungos e bactérias requerem tratamento específico para combater efetivamente o problema.

Diminui os sintomas de ressaca

O chá de boldo diminui os efeitos de uma substância produzida pelo fígado após o consumo de álcool, que é chamada de acetaldeído. É por causa dela que surgem os sintomas comuns da ressaca (como boca seca, dor de cabeça e mal-estar). 

E como já mencionado, a planta também contribui com a saúde do fígado. Dessa forma, o boldo ajuda o fígado a “se recuperar” mais rapidamente dos efeitos das bebidas alcoólicas em excesso.

Pode tratar leishmaniose

Estudos realizados em animais e em tubos de ensaio apontaram que o chá de boldo pode ser eficaz no tratamento de leishmaniose. A doença é causada por um protozoário que é transmitido por meio da picada de um mosquito.

Porém, considerando que se tratam de análises preliminares e não testadas em humanos, em caso de suspeita da doença, não se deve recorrer ao tratamento caseiro com boldo. 

Do contrário, deve-se procurar um(a) médico(a) que poderá prescrever a forma adequada de realizar o tratamento dessa patologia.

Diminui os gases

Uma pequena parcela dos gases intestinais se formam a partir da fermentação do alimento no intestino grosso, processo que é feito pelas bactérias intestinais. Sendo que a grande maioria dos gases ocorre em virtude do excesso de ar no sistema digestivo.

Os gases são um desconforto comum e que provocam dor e inchaço na região abdominal.

Dessa forma, por facilitar a digestão, o consumo de boldo diminui a quantidade de resíduos alimentares que não são digeridos pelo intestino e que seriam fermentados pelas bactérias. Assim, pode evitar a formação desse tipo de gases.

Com isso, minimizando desconfortos causados pelo distúrbio, como a dor abdominal. 

Pode aumentar a imunidade

O boldo atua em nosso sistema imunológico, agindo como um imunomodulador natural e, assim, favorecendo a resposta orgânica do organismo frente a ameaças.

Além disso, conta com propriedades antimicrobianas que contribuem para o combate a agentes infecciosos.

É diurético

O chá de boldo possui substâncias com propriedades diuréticas, ou seja, ajuda a aumentar a quantidade de urina. Sendo assim, pode contribuir com a eliminação de excesso de líquidos no organismo e também é benéfico para quem sofre com retenção de líquido e inchaços.

Possui efeito calmante

O chá de boldo possui propriedades que proporcionam uma leve ação calmante, que pode ajudar a diminuir a ansiedade. O seu consumo, principalmente antes de dormir, pode aumentar a sensação de bem-estar do organismo e melhorar a qualidade do sono.

Porém, vale destacar que esse (assim como os outros usos do boldo) é um tipo de terapia complementar, não devendo substituir o acompanhamento profissional. No caso do tratamento para ansiedade, por exemplo, muitas vezes o chá de boldo é uma forma de colaborar com a ação de medicamentos (tais como a Fluoxetina).

Quais os tipos de boldo?

No Brasil, há duas espécies de boldo que são mais conhecidas e usadas: o boldo-do-chile ou boldo verdadeiro que tem o nome científico de Peumus boldus Molina. Ele pode ser encontrado em lojas de produtos naturais em folhas secas ou em sachês para chás.

Existe também o boldo-brasileiro (Plectranthus barbatus), que é chamado de boldo-da-terra ou falso boldo. Este tipo é mais fácil de ser encontrado no Brasil em sua forma natural (planta e não em sachê).

O chá de boldo é tóxico?

Depende. O chá de boldo não deve ser consumido diariamente e nem em grandes quantidades. O ideal é beber cerca de uma xícara, o que equivale a cerca de 240 mL, por dia.

Isso porque, em excesso, o chá de boldo pode ser prejudicial e tóxico para o organismo. 

Além disso, o seu consumo não é recomendado para grávidas, pessoas com hepatite aguda, que tenham pedra na vesícula ou inflamação no pâncreas. Considerando que atua no funcionamento do fígado e que, no caso das gestantes, pode ser abortivo.

Outras complicações que podem ocorrer a partir do consumo excessivo do chá de boldo são as irritações gástricas (cólicas, diarreias etc). Ainda, o chá pode interagir com medicamentos como os anticoagulantes. 

Por isso, é importante sempre consultar um(a) médico antes de consumir o chá de boldo, principalmente se estiver realizando algum tratamento regular.

O boldo também pode retardar a coagulação sanguínea. Por isso, consumir chá de boldo antes de uma cirurgia, por exemplo, pode aumentar a chance de sangramento excessivo durante e após o procedimento. 

Sendo assim, destaca-se que o consumo deve ser limitado nesses casos específicos.

Como fazer

Há diversas formas de preparar o chá de boldo. A maneira mais prática é comprar o chá de boldo em sachês em lojas de produtos naturais, basta colocar água quente e está pronto.

Outra forma de preparo é adicionar, além de água, outros ingredientes como erva mate, erva-doce ou hortelã para complementar ou amenizar o sabor do boldo, que costuma ser bastante amargo.

Veja abaixo duas receitas de chá de boldo:

Receita com sachê 

Ingredientes:

  • 1 sachê de chá de boldo;
  • 1 colher de sopa de erva-doce;
  • 1 xícara de água.

Modo de preparo: coloque todos os ingredientes em uma panela e deixe ferver. Em seguida, deixe repousar por cerca de 10 minutos. Coe o chá e sirva ainda morno.

Receita com a folha de boldo

Ingredientes:

  • 1 colher de chá de folhas de boldo picadas;
  • 150 ml de água.

Modo de preparo: coloque os ingredientes em uma panela e deixe ferver. Em seguida, deixe descansar por 10 minutos e coe. O ideal é tomar ainda morno e evitar adoçar.


O chá de boldo é uma excelente opção para ter em casa, seja a planta em si (para uso das folhas) ou sachês. Isso, considerando que seu uso é bastante versátil e pode ser útil para o alívio de diversas complicações comuns (como a má digestão).

E para ter acesso a mais conteúdos como esse, basta ficar de olho aqui no Minuto Saudável!

Fontes consultadas


Minuto Saudável: Somos um time de especialistas em conteúdo para marketing digital, dispostos a falar sobre saúde, beleza e bem-estar de maneira clara e responsável.